Onde há liberdade?

 

Quando era garoto meu pai me levava ao circo ou ao zoológico para ver os animais selvagens. Certa vez me impressionou a presença de um tigre que passeava por uma grande jaula de um circo, de um lado a outro, e por todo meio parecia procurar um jeito de escapar, de fugir, de correr, enfim, de voltar à selva onde sempre viveu. O que aquele tigre mais queria era sua liberdade.

Desde o nascimento começamos nossa luta pela liberdade. Logo passamos de alimentação liquida a sólida, de fraldas descartáveis a roupa normal, das palavras que aprendemos no lar à educação formal na escola, da mesada que recebíamos dos pais ao salário na firma. Depois de morar com os pais, ou vamos a um dormitório universitário ou nos casamos e viveremos nossa vida. E assim nos tornamos cada vez mais livres. Ou pelo menos assim parece ser.

O ser humano vive sempre numa grande procura da liberdade,  seja ela acadêmica, financeira ou espiritual. Cremos que ao transpor o próximo obstáculo chegaremos à liberdade. Pena que no outro lado do obstáculo chegamos à triste conclusão de que não é assim tão fácil e que ainda não somos completamente livres. Disse o político e autor espanhol Manuel Azaña: “A liberdade não faz felizes aos homens, lhes faz simplesmente homens”.

A solução de Cristo
Cristo, através de seus ensinamentos maravilhosos e profundos disse simplesmente que ao conhecer a verdade teremos paz (Juan 8:32). Por justaposição podemos concluir que se a verdade traz a liberdade, a ignorância escraviza à pessoa. As pessoas que tem se  destacado através da historia tem sido as que dedicaram a conhecer mais e mais sobre seu mundo e isso é o que as pessoas precisam para ser realmente livres.

A menção de João 8:32 nos faz pensar de imediato na liberdade espiritual que provamos ao conhecer “a verdade”, a bendita Palavra de Deus. Cristo, em sua oração ensinando aos discípulos, disse: “Santifica-lhes na verdade; tua palavra e a verdade” (Juan 17:17). Para começar, o vocábulo “conhecer” na língua original bíblica não queria dizer conhecer no sentido de obter ou memorizar dados ou passagens. “Conhecer” representava a relação intima de um casal. Adão “conheceu” a Eva e logo tiveram seu primeiro filho. Assim o conhecimento da verdade não deve limitar-se a um conhecimento acadêmico da Palavra de Deus mas uma grande intimidade, um conhecimento profundo da verdade divina.

Outro significado da palavra “verdade” é um dos “Eu sou” de nosso Senhor Jesus Cristo. Ele mesmo disse: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim.” (João 14:6). Uma das características do Senhor é que ele não só tem a verdade, como a personifica. Jesus, o Deus Todo poderoso feito homem tanto predicava a verdade como era o verdadeiro Filho de Deus. O mais importante para nós é que Cristo é o único caminho à eternidade com Deus.

A meditação da verdade
Ao ler um livro, seja de estudo ou de ficção, não tardaremos em conhecer o autor. Quando lemos “Don Quixote da Mancha”, temos uma boa idéia dos ideais do autor, Miguel Cervantes. Ao ler “O labirinto da solidão”, conhecemos um pouco as inquietudes de Octavio Paz, seu humor típico mexicano, e as idiosincrasias de seu povo. Muitas pessoas que lêem este livro de sermões me dizem que parecem conhecer-me pelas experiências pessoais que sempre incluo em meus escritos. Estas são vivencias e lutas de uma pessoa que, semelhante às demais pessoas cristãs sinceras, está esforçando-se para crescer na fé e no conhecimento da verdade. Tento não escrever deixando a impressão de que já cheguei ao conhecimento de toda a verdade. Tento comunicar que todos estamos caminhando juntos e crescendo no conhecimento de nosso Deus um pouco mais cada dia para assim nos achegarmos mais a ele.

Concluímos que se queremos obter a liberdade espiritual e, até certo ponto intelectual, devemos ler e meditar na Palavra de Deus. Porque o resultado será uma intimidade muito grande com o autor – o Deus Todo-poderoso.

Em busca da liberdade
Na prisão de segurança máxima donde sirvo de capelão voluntário, encontro-me todos cada semana homens que estão encerrados atrás das grades servindo penas muito longas. As sentenças de alguns são grande, que muitos jamais sairão vivos da prisão. A maioria diz que estão presos injustamente e procuram todos os meios encontrar sua liberdade.

Faz poucos dias recebi carta de um dos réus que estavam em minha classe na prisão Middleton, há poucos minutos de Abilene, no Texas. Alberto, em sua carta, me informa com um entusiasmo delirante que dentro de poucos dias lhe darão liberdade.

O apóstolo Pablo escreve da prisão de Roma aos cristãos que estavam em Corinto as seguintes palavras: “Ora, o Senhor é o Espírito e, onde está o Espírito do Senhor, ali há liberdade.” (2 Corintios 3:17).

Há uma corinho que tem-me ajudado a meditar nesse tema e que diz assim:
Liberdade, liberdade, liberdade, liberda-a-ade
Onde está o Espírito de Deus
Há liberdade, há liberdade
Onde está o Espírito de Deus
Ali sempre há liberdade


A preocupação de todo ser humano é esta: Onde estará minha liberdade?
A resposta de Deus é esta: “...onde está o Espírito de Deus, ali há liberdade”.
Não importa se a pessoa convertida Cristo estiver dentro ou fora de una cadeia ou prisão. Tampouco importa se está em São Paulo, Brasil ou Matanças, em Cuba. Se está consciente que sua vida está sob governo do Espírito Santo, ali mesmo há liberdade.

E ainda mais: “Portanto, se o Filho os libertar, vocês de fato serão livres.” (João 8:36). Cristo é o único que pode libertar totalmente e verdadeiramente o ser humano. Tanto os presos como os livres, se já se renderam a Cristo pelo processo de conversão que encontramos nos evangelhos e continuam confiantes nele, continuam em liberdade completa.

Presos fora da prisão
Há um grande numero de pessoas que vivem em plena liberdade física no mundo mas assim mesmo se sentem emocionalmente prisioneiras. Me refiro aos escravizados às bebidas alcoólicas e as drogas, aos super-ricos, os que não podem sair sem antes estar ciente de que seus guarda-costas lhes acompanhem em suas saídas, e que seus carros sejam blindados para poder sobreviver a um ataque. Também moram em casas maravilhosas porém bem protegidas com janelas e portas de  ferro para manter fora o ladrão e o impostor. Em algumas casas, que mais parecem palácios que residências, por suas rejas nas janelas e nas portas se assemelham mais a prisões que o lugar onde moram pessoas supostamente livres.

Você pode ser livre
Conforme João 8:36 solo Cristo possa fazer-te livre. Por mais que intentes ser livre jamais lograrás sem ter a Cristo em tua vida. Eis aqui alguns princípios sobre a liberdade que te poderão ajudar a ser livre e a continuar em liberdade:

Entregue-se a Cristo
Es provável que você tem-se dedicado a algo que julga importante, esperando obter a liberdade ou a independência. Até agora nada tem funcionado e a liberdade continua sendo algo muito longe de ti. Os que agem dessa maneira crêem que o caminho à liberdade podem encontrar sozinhos e que ao adquirir certos produtos ou chegar a certas posições sociais encontrarão a liberdade e a felicidade. Acreditam que a felicidade está na compra de um Ford ou Chevrolet  é a más maior mentira do mundo! Há felicidade em não ter que andar mais a pé, porém, as prestações altíssimas, os consertos, manutenção, etc. fazem com que percamos nossa paz e tranqüilidade.

Só teremos paz verdadeira quando nos humilhamos e nos rendemos a Cristo, crendo que ele é o Filho do Deus vivo, entregar-se a ele; se você se arrepende de seus pecados e se submete aos requisitos de Cristo para libertar tua alma, então será realmente livre. Ao comparar o que já fez com o que pede o evangelho de Cristo poderá saber se vives de acordo a sua santa vontade.

      A Bíblia diz:                    Eu fiz:         Resultado:

A.    Decide cambiar (arrependimento)

B.    Faz a confissão que Cristo é Deus

C.    Peça a alguém que o batize por imersão

para o perdão de seus pecados

D.    Compromete-se em ler o Novo Testamento

E.    Decida seguir os princípios bíblicos

F.    Una-se ao corpo de Cristo tornando-se membro
da Igreja de Cristo em sua  cidade.

G.    Leva a Deus suas preocupações em oração

H.    Reconheça que só Deus pode dar-lhe a liberdade

I.    Dedique-se a auxiliar aos necessitados, humildes em nome de Cristo.

Faz estas coisas e terá una vida livre e plena.

Conclusão:
Faz muito tempo li uma historinha de um cachorrinho salsicha cujo nome era Bingo. Bingo era um cãozinho igual aos demais, ou seja: brincalhão, comilão e também era dorminhoco. A única diferencia era que Bingo só tinha uma patinha dianteira. A historia por detrás daquela deficiência era que Bingo muito curioso, se metia no campo onde tinha armadilhas para agarrar outros animais e acabou caindo numa delas. Bingo amava tanto sua liberdade que, em vez de esperar até que alguém chegasse e o livrasse da armadilha, fez tanto esforço que deixou a ponta de sua patinha entre os metais. Bingo se libertou pese o custo de sua pata -- teve que pagar um preço muito alto por sua liberdade.

Nós, ao contrario, não temos que pagar nada para obter nossa liberdade porque Jesus Cristo pagou-a com sua vida. Só temos que aceita-la por um sistema de fé, de obediência e o Senhor nos concederá. Quer ser livre? Então entregue-se a Cristo.

(Para voltar ao site "Sermões e seminários" clicar aqui: www.luisseckler.blogspot.com   )