Ninguém te despreze por ser jovem

Ler I Timóteo 4:12-13



O mundo oriental tinha a idéia que uma pessoa menor de 30 anos não era capaz de tomar decisões de grande importância. Em Israel, por exemplo, os homens não podiam exercer o sacerdócio até os trinta anos como aconteceu com o profeta Ezequiel. (Ezequiel 1:1)
Timóteo começou seu ministério pastoral quando ainda era mito jovem; não temos evidencia contundente para estabelecer sua idade exata, mas as referencias bíblicas sobre ele nos faz crer que tinha entre 20 a 30 anos. Assim mesmo, o apóstolo Paulo não lhe instrui a desenvolver um ministério tão precioso para evitar que ninguém o menosprezasse, mas que a gente lhe respeitasse.

A experiência nos ensina que nas igrejas locais a idade de uma pessoa não é garantia de que a pessoa adulta seja melhor que um jovem. Há lideres que trabalharam na igreja local com pessoas jovens e formaram um ministério glorioso.
    A historia está cheia de exemplos de pessoas que na juventude foram dignas do respeito dos demais. No século XVIII, pouco anos antes da Revolução Francesa, a academia militar de Paris era uma das melhores daquela época; os filhos das famílias mais ricas de Europa eram os únicos que a frequentavam. Um dia chegou a tal academia um pálido e de baixa estatura e, para complicar ainda mais, provinha de uma região fora do continente europeu, de uma ilha obscura chamada Córsega. Os alunos lhe viam com desdém, como um jovem insignificante, porém uns anos mais tarde quando aquele jovem fraquinho tinha só 28 anos de idade, toda Europa estava a seus pés. O Jovem pálido não era nem mais nem menos que Napoleão Bonaparte. Que foi que causou a diferença entre Napoleão e o resto dos seus companheiros? A diferença foi a disciplina e seu forte sentimento da responsabilidade alem de seus dotes refinados de líder.
    O apóstolo Paulo diz a Timoteo, em 1 Timoteo 4:12, que a gente o respeitará se ele cumprir com os seguintes requisitos:
“Ninguém o despreze pelo fato de você ser jovem, mas seja um exemplo para os fieis na palavra, no procedimento, no amor, na fé e na pureza”. (I Timoteo 4:12)

Seja um exemplo para os fieis 
No idioma original, o vocábulo “exemplo” é a palavra "tipos" que pode-se traduzir como "modelo" o "padrão". Paulo disse a Timoteo que seja um exemplo para que o imitassem e o respeitassem. Há seis virtudes mencionadas nessa passagem que Timoteo deve desenvolver em sua vida para ser exemplo da congregação. São as seguintes:
    •    Na palavra
A Palavra é o veículo através do qual a alma se expressa. Por isso nos escritos do apóstolo João, o Senhor Jesus Cristo é o “logos” que pode-se traduzir como verbo ou palavra. Ele foi quem nos revelou as profundidades de Deus. Não se pode conhecer nada sobre Deus, a não ser através da Pessoa de Nosso Senhor Jesus Cristo. Paulo diz que Timoteo deveria ser poderoso no conhecimento da Palavra de Deus.
O Senhor Jesus diz que boca fala da abundancia do coração. (Mateus 12:34) Os crentes, e principalmente os líderes, devemos usar una linguagem limpa, fácil e sabia para que nossa conversa seja agradável ao ouvido de nosso próximo.
    •    No procedimento
Tudo o que escrevemos aqui é o resultado de uma comunhão com a Palavra de Deus. Melhor ainda, é a Palavra de Deus em ação.
Um réo que escapou da cadeia foi capturado porque notaram que caminhava a mesma distancia da cela donde esteve preso. O procedimento, de uma maneira inconsciente, reflete o tipo de formação que uma pessoa recebe na infância. Conforme aprendemos a Palavra, devemos aplica-la  na nossa jornada com Deus. A Biblia diz em Atos 4:13 que os inimigos do Evangelho sabiam que os rústicos galileos tinham andado com Jesus porque  sua maneira de falar era parecida a do Senhor. É natural que o discípulo imite seu maestro.
    •    No amor
O amor é mais que um sentimento romântico. Os filmes, como também as novelas, mudaram o significado original do amor. Infelizmente, quando o ensinam usam só o amor erótico (eros) e raramente o amor desinteressado ou incondicional. (ágape)  Amar, de acordo com a Bíblia, é muito mais que um sentimento, e fazer algo bom a alguém mesmo quando não o merece. Quando, depois de algum tempo, o romance deixa o casal, o amor ágape deve fazer parte de sua vida se querem fazer com que seu matrimonio sobreviva.
    •    No espírito
(A versão NVI omite esta pare) O espírito (com “e” minúsculo) difere do Espírito (com E maiúsculo) porque o primeiro é a capacidade criadora do ser humano e o outro o Espírito Santo de Deus, consolador, o companheiro que enviou o Senhor depois da ascensão de Cristo.
Com esse espírito faremos tudo o que necessitamos fazer na igreja. Não faremos as coisas de ma vontade pensando nos membros mal agradecidos da congregação. Não. Faremos tudo pensando que ao fazer pela congregação o fazemos por Cristo. (Efesios 6:7)
    •    Na fé
Sem fé é impossível agradar a Deus. Sem fé não há esperança; sem fé não há futuro para o cristão. Como se pode demonstrar fé? Pelas obras. (Tgo. 2:26) Como se pode aumentar a fé? Lendo a Biblia todos os dias. Procurando a companhia de irmãos que tenham fé. Orando sempre. Decidindo que cada dia terá fé em Deus. (Marcos 11:22)
 
    •    Na pureza
Em I Timoteo 5:2  “pureza” está relacionada a sexualidade. O cristão jovem necessita muito cuidado nesse assunto principalmente numa sociedade que amparada a liberdade de opinião. Nesse caso a liberdade passa a ser libertinagem sem mínimo pudor. Essa situação afeta também a igreja local donde há convivio com pessoas de todas as idades; as adolescentes são fáceis de manipular e enganar e por isso Paulo pede a Timoteo que se relacione com as adolescentes, mas que seja com toda pureza. Sem a pureza o cristianismo bíblico não passa de uma fachada  religiosa sem princípios. Mantenha-se ocupado no serviço do Senhor
    •    Nas leituras públicas das Escrituras
O homem de Deus deve estar ocupado, lendo a Biblia tanto em publico como em privado. Ninguém jamais chegou desenvolver ou obter o respeito dos demais cristãos se não lê e respeita as Escrituras. Ler as Escrituras em público é algo que pouco se pratica mas que tem muito valor. Damos mais importância a um sermão escrito por um homem que um mensagem da Biblia escrito por Deus. “Os céus e a terra passarão, porém a Palavra de Deus nunca passará". A Palavra de Deus impacta a vida da pessoa que a lê. Vejamos alguns efeitos da leitura da Biblia:

1. Riqueza espiritual- O que nos informa também nos forma. Se é a Biblia o que você lê e a Palavra de Deus te forma não conforme a vontade do mundo mas conforme a vontade de Deus. Se a lê em público estará colaborando com o Senhor para que aumente a fé dos demais porque a fé vem pelo ouvir a Palavra de Deus. (Romanos 7:17)

2. Sabedoria - A Palavra de Deus nos enriquece de sabedoria. (Deuteronomio 4:5-8) Nessa passagem Deus diz ao povo de Israel que devido ao conhecimento da Palavra, será um povo sábio, eleito, mais destacado que os povos vizinhos. Se já memorizou algumas passagens servirá de grande benção aos que lhe escutam.

3. Consolo - (Romanos 15:4) A leitura da Escritura é a arma do Espírito Santo para trazer-nos consolo ao coração quando estamos afligidos pelas preocupações da vida. Também pode ajudar-nos da seguinte maneira:
 
•    No exortar
É a aplicação dos ensinamentos bíblicos na solução de problemas diários. Há os que opinam que exortar é como zangar-se, envergonhar ou humilhar as pessoas pelos erros que comentem. Exortar tem a ver com falar a verdade de Deus com amor; tem a ver com orientar ao irmão fazendo-lhe ver que sua conduta não está de acordo com as demandas divinas. Também quer dizer encorajar. (Hebreus 3:13 versão NVI)                                                                                                                                   

•    No ensinar
Mateus 28:18,19 e 2 Timoteo 2:2 nos ensinam que um ministério fundamental da igreja e de cada crente é a de discipular. No Antigo Testamento os discípulos viviam com seus rabinos para aprender tudo com eles. É uma preparação a um novo e desejoso cristão de aprender até que possa, por sua vez, ensinar ou discipular aos demais. No descuidem o dom que está em ti (vs. 14-16) 2 Timoteo 1:6
    •    Como é que se descuida um dom?
Simplesmente recusando-nos reconhecer que é nosso dom. Há os que tem o dom da misericórdia. Si não quer ir aos hospitais ou  visitar os doentes, então estará descuidando seu dom. O sem tem o dom de estimular mas é preguiçoso e não se dedica a animar os cristãos fracos, então estará descuidando seu dom. Os que tem o dom do ensino mas só se dedicam a corrigir e a criticar aos que ensinam; estão descuidando seu dom.
    •    Como se aviva um dom?
Servindo – Utilizando-o para o beneficio da congregação e não para se mostrar com ele. Sei que é um dom de Deus porque ao utiliza-lo na congregação abençoa e edifica aos presentes.
Orando -  A Biblia menciona em varias passagens o ministério do Espírito Santo é enriquecer a igreja com dons espirituais. (Romanos 12:3-8; 1 Corintios 12,13 y 14; Efesios 4:7-12; 1 Pedro 4:10) Pedindo a Deus especificamente que te ajude a reavivar o dom que está em ti.
•    Como posso saber qual é meu dom?                                                                                

1. Orando a Deus por ele – Pedir a Deus que te revele qual é teu dom e ele o fará. Alguns alem da oração incluem o jejum para demonstrar a importância que é para eles conhecer seu dom. (Lucas 11:13)

2. Algo que faço me abençoa – quando faço algo na igreja que me enche de satisfação, então estou usando meu dom. A predicação é meu dom. Quando prego sinto o poder de Deus operando através de mim.

3. Algo que faço e  abençoa a igreja -  quando termino a pregação  os irmãos me dizem que a mensagem lhes chegou diretamente ao coração; que o sermão lhes toca profundamente e sentem Deus mais perto deles.


Conclusão:
O respeito se obtêm servindo ao Senhor na igreja local e na comunidade em geral de uma maneira íntegra. Ninguém menosprezará ao servo de Deus se este serve sob a orientação da Palavra e do Espírito Santo seja jovem o adulto. ¡Mãos a obra!
 

(Para voltar a "Sermões e seminários clique aqui: www.luisseckler.blogspot.com