Inveja: arma de Satanás

Ler Tiago 3:16

Gostaria de começar esta lição com algumas estórias, que apesar de verdadeiras parecem ficção:

➢    Na cidade americana de Ann Arbor, Michigan, um homem armado se aproxima do balcão de um Burger King às 7:40 da manhã, tira o revolver e pede ao empregado que lhe passe o dinheiro. O empregado diz que não podia abrir a caixa registradora sem um pedido. O ladrão então pede umas batatas fritas. O empregado responde que só vendiam batatas fritas depois das 11 da manhã. O ladrão, visivelmente frustrado, guarda o revolver e se retira.

➢    Foi preso em Lake City, Florida, uma jovem chamada Karen Lee, de 20 anos, por tentar roubar um Hotel naquela cidade. Ela estava armada com uma serra elétrica... cujo fio não estava ligado à força elétrica.

➢    Quando um homem tentou roubar gasolina de um veículo de recreio (RV), estacionado numa rua da cidade de Seattle, tirou muito mais do que esperava. Ao chegar a policia encontrou o ladrão doente deitado ao lado do veículo, perto de uma poça de água de esgoto. Um porta voz da policia informou que o homem admitiu tentar roubar gasolina porém, por engano, pôs a mangueira no tanque do veículo onde estava o esgoto. Ao chupar a mangueira, em vez de gasolina tomou um gole de esgoto. O proprietário do veiculo decidiu não acusá-lo de nada pois com a gargalhada que lhe tinha causado já era o suficiente.

➢    Um ladrão, depois de quebrar uma janela de vidro, que ficava perto da calçada, conseguiu entrar num banco. Logo após, por não poder aproximar-se à caixa forte e tampouco poder subir pela janela quebrada por onde entrou, por estar sangrando muito, pega o primeiro telefone que encontra e chama... a policia.

Estas e outras estórias se encontram em vários sites da Internet. O motivo que as tenha compartilhado com vocês é que tem uma coisa em comum. Apesar dessas pessoas serem estúpidas, néscias, também tem outra coisa em comum: a inveja. Invejaram a boa vida dos ricos e decidiram obter algo que não lhes pertencia.

Algumas estórias não são cômicas por serem tristes. Me refiro a uma noticia no jornal, sobre um jovem de 16 anos, que ainda estava na escola. Cortando o cabelo de vários outros jovens ganhou o suficiente para comprar um par de tênis Nike, que custa o equivalente a 125 dólares. No sábado seguinte, de noite, lhe apontaram um revolver e pediram-lhe que lhes dessem os tênis. O jovem não teve escolha e deu-lhes. Além de perder seus tênis também perdeu a vida, pois os ladrões o mataram. Tudo isso acontece quando há inveja no coração das pessoas.

Que é a inveja?
Tiago 3:16 diz: “Porque onde há invejas e ambição egoísta, aí há confusão e toda espécie de males”. Satanás sabe perfeitamente como fazer-nos pecar ao plantar em nosso coração a semente da inveja: querer obter, seja como for, o que pertence a outra pessoa. Quando se trata de objetos não é tão serio, mas quando o que se inveja é a mulher do próximo, então se torna serio. 

Também Gálatas 5:21 e Romanos 1:29-32 dizem que a inveja é de natureza diabólica.

Quando a inveja não é controlada
Onde há falta de domínio próprio a inveja não pode ver ninguém com algo bonito que se empenha em comprar algo idêntico. Por exemplo: ao ver meu vizinho com um carro novo, se minha inveja não está controlada, faço um empréstimo com juros elevados só para poder ter um veículo igual ao seu. O se algum irmão vai a praia de ferias e eu não tenho meios de tirar ferias no mesmo verão, então começo a criticar-lhe por fazer gastos desnecessários.

“O coração em paz dá vida ao corpo, mas a inveja apodrece os ossos”. (Provérbios 14:30) Assim como um câncer destrói até o esqueleto humano, a inveja nos destruirá sem causar nenhum dano a pessoa que invejamos.

A inveja impede a habilidade de examinar-nos
A historia de Caim e Abel é um exemplo típico. Ao aceitar o sacrifício de Abel e recusar o de Caim fez com que este se irasse e a inveja começou a brotar no seu coração. Ainda que o Senhor advertiu a Caim quanto a inveja, perguntando-lhe: "Por que você está furioso? Por que se transtornou o seu rosto? Se você fizer o bem, não será aceito? Mas se não o fizer, saiba que o pecado ou ameaça à porta; ele deseja conquistá-lo, mas você deve dominá-lo".     (Gen 4:6-7)

Em vez de atender a exortação de Jeová, examinar sua situação, Caim deixa que sua inveja lhe consuma até que mata a seu irmão Abel. Caim parecia estar dizendo: “Gosto muito do que tens, porém não gosto do fato de que eu não o tenha, más quero obtê-lo seja como for”.

Quantos de nós pensamos algo assim como: ‘Como é que Deus responde as orações de minha irmã mas não a minha?’ A inveja planta uma semente no coração e se não a controlamos florescerá até consumir-nos. Já não examinarás o motivo de tuas orações. Eis aqui uma palavras sabias: “Quando pedem, não recebem, pois pedem por motivos errados, para gastar em seus prazeres”. (Tiago 4:3)

Há os que invejam a família perfeita enquanto a sua se desintegra. Teu dever é examinar a tua família e ver o que podes fazer para melhorar a situação.

Há os que invejam a fortuna dos ricos. Ao contrario, deveríamos examinar-nos com perguntas como esta: “Se eu tivesse tanto dinheiro, em que gastaria? Ou, como é que a riqueza me transformaria?”

I.    A inveja tira a segurança, nossa confiança em Deus
Na narrativa de José e seus irmãos em Gênesis 37:11, lemos: “Assim seus irmãos tiveram ciúmes dele; o pai, no entanto, refletia naquilo”. Uma das coisas mais tristes que acontece a um invejoso é que se sente inseguro. Com a inveja começa a fazer justiça com suas próprias mãos em vez de permitir que Deus as controle. Outra vez vem à mente algo assim: “Gosto do que tens, porém não gosto do fato de que eu não o tenha, mas seja como for, ainda quero”.

A inveja destrói as amizades
Tanto a segurança de José como a amizade de seus irmãos foram destruídas pela inveja. Havia também problemas nas relações inter-pessoais entre os irmãos e também entre os irmãos e o pai, o velho Jacob. Essa grande barreira que existia entre eles José a rompeu ao perdoar-lhes.

Ao invejar aos demais parecemos estar amargurados no que dizemos, abruptos em nossos atos, além dos rumores, mexericos, calunias, e a lista continua. A inveja pode transformar-nos de um amigo intimo a um inimigo detestável. Também arruína famílias, destrói igrejas e comunidades. A inveja arruína a intimidade que temos com Deus.

Há um provérbio grego que diz assim: “Da mesma maneira que a ferrugem deteriora o ferro, a inveja corrompe o homem”.

A inveja diminui o respeito às autoridades
Aarão teve inveja de Moisés e em Números 12:2-3 lemos: “"Será que o Senhor tem falado apenas por meio de Moisés?", perguntaram. "Também não tem ele falado por meio de nós?" E o Senhor ouviu isso. 3 Ora, Moisés era um homem muito paciente, mais do que qualquer outro que havia na terra”. O Senhor está ao par da inveja de cada um.

Corá sente inveja de Moisés e em Números 16:1-3 lemos estas palavras: “Corá, filho de Isar, neto de Coate, bisneto de Levi, reuniu Datã e Abirão, filhos de Eliabe, e Om, filho de Pelete, todos da tribo de Rúben, 2 e eles se insurgiram contra Moisés. Com eles estavam duzentos e cinqüenta israelitas, líderes bem conhecidos na comunidade e que haviam sido nomeados membros do concílio 3 Eles se ajuntaram contra Moisés e Arão, e lhes disseram: "Basta! A assembléia toda é santa, cada um deles é santo, e o Senhor está no meio deles. Então, por que vocês se colocam acima da assembléia do Senhor?"   

Salmos 106:16 diz assim: “No acampamento tiveram inveja de Moisés e de Arão, daquele que fora consagrado ao Senhor”.

O perigo é que ao invejar aos que são encarregados, nossos lideres, pregadores, então já não lhes respeitaremos e já no lhes obedecemos. Que significa invejar aos líderes? Novamente repetimos: “Não gosto que do que você tem, porém não gosto do fato de que eu não o tenha, portanto, quero um também”.

J.    A inveja diminui a habilidade de desfrutar o que temos
“Hamã vangloriou-se de sua grande riqueza, de seus muitos filhos e de como o rei o havia honrado e promovido acima de todos os outros nobres e oficiais.12 E acrescentou Hamã: "Além disso, sou o único que a rainha Ester convidou para acompanhar o rei ao banquete que ela lhe ofereceu. Ela me convidou para comparecer amanhã, com o rei. 13 Mas tudo isso não me dará satisfação, enquanto eu vir aquele judeu Mardoqueu sentado junto à porta do palácio real". (Ester 5:11-13)

Os príncipes de Babilônia e Daniel
“Ora, Daniel se destacou tanto entre os supervisores e os sátrapas por suas grandes qualidades, que o rei planejava colocá-lo à frente do governo de todo o império. 4 Diante disso, os supervisores e os sátrapas procuraram motivos para acusar Daniel em sua administração governamental, mas nada conseguiram. Não puderam achar nele falta alguma, pois ele era fiel; não era desonesto nem negligente. (Daniel 6:3-4)

Há uma fábula da águia que tinha inveja de outra águia que podia voar mais alto que ela. Um dia a águia detectou a presença de um caçador de arco e flecha e disse-lhe: “Tomara pudesses baixar aquela águia que voa tão alto”. O caçador lhe responde: “O faria se tivesse penas para o meu arco”. Então a águia invejosa tira uma pena de sua asa. O caçador lança o arco mas não alcança a águia rival porque ela voava muito alto. A águia invejosa, então tira outra pena de sua asa e logo outra até que tinha perdido tantas que já não podia voar. O arqueiro aproveitou a situação, matando o pássaro indefeso.

A inveja tanto destrói a capacidade de desfrutar o que temos mas também de ser agradecido pelo que temos. Quantos de nós não dissemos palavras semelhantes a estas: “Tomara tivesse _____”. Você o preenche. Nós esquecemos que como cristãos somos abençoados muito mais do que merecemos.

A inveja estanca o crescimento espiritual
1 Pedro 2:1-2 diz assim: “1 Portanto, livrem-se de toda maldade e de todo engano, hipocrisia, inveja e toda espécie de maledicência.2 Como crianças recém-nascidas, desejem de coração o leite espiritual puro, para que por meio dele cresçam para a salvação”.   

O que aprendemos ao ler esta passagem é que se não nos livramos de todo engano, hipocrisia, inveja e calunias de todo tipo, não cresceremos espiritualmente. Para os que nasceram de novo, nascimento esse que provem de uma entrega a Cristo, se há inveja em sua vida, esse crescimento nunca terá inicio. A inveja é um pecado mundano e infelizmente, é uma das características mais comuns da sociedade atual.

Tiago a enfoca assim: “Adúlteros, vocês não sabem que a amizade com o mundo é inimizade com Deus? Quem quer ser amigo do mundo faz-se inimigo de Deus” (4:4) Que bofetada! Uma das reações exteriores e resultado da inveja é um espírito orgulhoso. Note como Números 12:3 descreve a Moisés como um homem humilde, mais humilde que qualquer outro na face da terra.

Conclusão:
Depois de estudar a parábola do jovem rico, um homem fez esta oração: “Pai santo, depois de ler sobre o jovem rico e sua decisão obviamente incorreta, me fez pensar. Não importa quanto dinheiro ele tinha, porém, por viver em outra época, não podia fazer estas cosas:
➢    Dirigir um carro
➢    Ter cirurgia
➢    Acender um farolete
➢    Comprar penicilina
➢    Ver televisão
➢    Lavar os pratos em água corrente
➢    Viajar de ônibus
➢    Dormir num colchão de molas
➢    Falar por telefone

Portanto, se o jovem rico não tinha nada disso e o consideravam rico, que somos nós?
A única comparação que um cristão pode fazer é esta: Como seríamos se Deus não nos abençoasse como tem feito ultimamente?

 (Para voltar a "Sermões e seminários clicar aqui: www.luisseckler.blogspot.com)