Língua e Fala

Saussure concebeu a língua como um fenômeno social, e a definiu como um sistema de signos, isto é: "um conjunto de unidades que se relacionam organizadamente dentro de um todo." A fala seria a realização da língua, e seria de ordem individual.

Assim, como objeto de estudo, interessavam-lhe apenas o sistema e a forma, isto é, a língua, e não o aspecto de sua realização na fala ou no seu funcionamento em textos.

Ao definir a língua como o objeto de estudo da linguística, Saussure garantiu a autonomia da linguística como ciência.

Para Saussure:

Língua
Social
Coletiva
Sistemática

Fala
Individual
Particular
Assistemática