FORMAÇÃO DE PALAVRAS

FORMAÇÃO DE PALAVRAS POR DERIVAÇÃO E COMPOSIÇÃO

 

Numa língua há palavras que não se formam a partir de outras:

·      mãe, casa, flor, pedra, couve, pôr, etc.

Estas palavras chamam-se PALAVRAS PRIMITIVAS.

Das palavras primitivas podem formar-se outras palavras:

·      casinha, casarão, caseiro

·      florir, florista, couve-flor

 

Há dois processos de formação de palavras:

1.    composição

2.    derivação

(ver pág. 240 do livro)

 
1. Formação de palavras por COMPOSIÇÃO

Duas palavras unem-se uma à outra, dando origem a uma nova palavra.

Se cada uma delas conservar o seu acento próprio trata-se de palavras compostas por JUSTAPOSIÇÃO:

·      couve-flor, água-de-colónia, saca-rolhas

Se as duas palavras se unirem de tal maneira que se perde a noção de composição e na palavra composta há apenas um acento, trata-se de palavras compostas por AGLUTINAÇÃO:

·      girassol, pontapé, fidalgo

 

2. Formação de palavras por DERIVAÇÃO

Chamam-se derivadas aquelas palavras que se formam a partir de outra à qual se juntou um ou vários prefixos (elementos que se antepõem) ou sufixos (elementos que se acrescentam).

Exemplos:

·      Pôr: apor – compor – dispor – repor

·      Pedra: pedreiro – pedreira – pedraria – pedrinha

Algumas palavras têm ao mesmo tempo prefixo e sufixo:

·      empedrar: em+pedr(a)+ar

·      infelizmente: in+feliz+mente

 

O conjunto de palavras derivadas da mesma palavra primitiva constitui uma família de palavras:

·      lindo: lindeza; alindar; lindamente.

·      campo: campino; acampar; acampamento; desacampar; campismo; campista.

 

Os sufixos e os prefixos têm sentidos próprios e, por isso, quando são acrescentados à palavra primitiva alteram-lhe o significado.

Exemplos: (consulta a lista de sentidos no site)

·      in = negação - infeliz

·      re = repetição ou intensidade - relembrar

·      eiro/ista = profissão – cabeleireiro/modista

·      douro = lugar da ação – lavadouro

Comments