INVENTOS

autora: anabela quelhas


Leonardo tinha sempre um hábito: reunir uma pequena multidão em praça pública para expor as suas idéias de engenheiro, pintor, escultor, filósofo, músico ou poeta. Espirituoso, sabia como prender o público com anedotas e fábulas que inventava com grande perfeição, tal como as músicas que tirava de sua lira.

 

 "Quem não ama a vida, não a merece", dizia.

 

Mais do que com suas anedotas e músicas, Leonardo deixava o público boquiaberto com seus mirabolantes projetos. Máquinas capazes de fazer o homem voar, barcos que navegam sob a água, armas infernais de guerra, e ainda profetizava conquistas somente alcançadas séculos depois:

 

"Com pedra e ferro, tornar-se-ão visíveis coisas que não aparecem"

"Homens falarão a outros de longínquos países e obterão respostas"

"Imitando os pássaros, o homem ainda aprenderá a voar"

 

Afirmando que uma ciência é tanto mais ciência quanto permite conhecer exactamente as coisas, seja o comportamento do vidro ou dos movimentos do estomago, Leonardo afrontou toda a prevenção contra as artes mecânicas que havia pesado sobre a antiguidade, aonde todo aquele que não se ocupasse com a ciência do espírito era relegado a uma categoria inferior. Com ele, imaginar e construir máquinas passou a ser considerada uma pesquisa experimental das leis da mecânica. Por este aspecto, e não pelos engenhos espantosos que idealizou e nunca funcionaram (nem funcionariam), pode ser tido como um dos precursores da metodologia científica

ASA MECÂNICA

BARCO COM CASO DUPLO

BICICLETA

CIDADE IDEAL

DRAGA PARA CANAIS

HÉLICE AÉREA

INCLINÓMETRO

MÁQUINA PARA LEVANTAR PESOS (macaco)

MÁQUINA VOADORA

MÁQUINA VOADORA

MOVIMENTO PERMANENTE

PARAFUSO DE ARQUIMEDES

PÁRAQUEDAS

PLANADOR

QUARTO DOS ESPELHOS

ROBOT

SISTEMA PARA ANDAR SOBRE A ÁGUA

 AS PONTES

MÁQUINAS DE GUERRA 

 

VIDEOS

1

O AUTOMOVEL DE LEONARDO

 

MÁQUINAS DE DA VINCI

RELÓGIO DE LEONARDO