LEONARDO da VINCI

 


 LEONARDO DA VINCI  - Página pedagógica criada pela Prof. Anabela Quelhas

   - Grupo de Artes Visuais - Departamento Expressões -

          Agrupamento Vertical de Escolas Monsenhor Jerónimo do Amaral - 2008/2009

 

- ANO 2009 -

 

NO ANO EUROPEU DA CRIATIVIDADE E INOVAÇÃO 

A este propósito, o Grupo de Artes Visuais desta escola, propõem-se a homenagear o Mestre Leonardo da Vinci, através de: 

- Construção de página na internet. (Prof. Anabela Quelhas)

- Organização de uma exposição pedagógica, com a finalidade de dar a conhecer à comunidade escolar, a vida e obra deste géneo renascentistaa. (Prof. Anabela Quelhas e Biblioteca Escolar)

- Criação de Diaporama. (Prof. Anabela Quelhas)

- Recriação plástica das principais pinturas e inventos, a concretizar com os alunos do 3º ciclo. (Profs. Anabela Quelhas e Vitor Pinto)

                                                        

                                                                                                                                                                               culturalmente.mja@gmail.com

 

Olá...

Eu vivi na segunda metade do século 15 - o "Quattrocento", como dizemos nós, os italianos - e no início do século seguinte. Essa época foi chamada de Renascimento, porque a cultura, as artes e as ciências "renasceram" na Europa. Todas essas actividades foram revividas com uma intensidade que não existia desde os tempos da Antigüidade, 1.500 anos antes, quando floresceu a civilização romana.

Dos filósofos aos poetas, dos arquitectos aos pintores, dos reis e papas às pessoas comuns, todos nos sentíamos capazes de transformar o mundo. Como filho dessa época maravilhosa, eu não escapava a esse impulso. Por isso dediquei-me a pintar e a esculpir, a projectar fortalezas e máquinas de guerra e a criar artefactos para voar e outros pequenos instrumentos que tornaram as tarefas humanas mais fáceis.

Além de observar as estrelas, estudei o corpo humano e dediquei-me bastante à música (eu gostava de tocar alaúde, um instrumento parecido com o violão, só que antigo). Também cozinhava e preparava banquetes, além de criar adivinhas e charadas para as damas da corte. Enfim, um homem do Renascimento devia observar e experimentar tudo se queria tornar o mundo um lugar mais habitável para o ser humano.

Leonardo

retratos /estátuas