Economia

 
 
***  Produto Interno Bruto ***

          O produto interno bruto (PIB) representa a soma (em valores monetários) de todos os bens e serviços finais produzidos
em uma determinada região (qual seja, países, estados, cidades), durante um período determinado (mês, trimestre, ano, etc).
O PIB é um dos indicadores mais utilizados na macroeconomia com o objetivo de mensurar a atividade econômica de uma região.
Na contagem do PIB, considera-se apenas bens e serviços finais, excluindo da conta todos os bens de consumo de intermediário (insumos).
Isso é feito com o intuito de evitar o problema da dupla contagem, quando valores gerados na cadeia de produção aparecem contados duas vezes na soma do PIB.
Quando se procura comparar ou analisar o comportamento do PIB de um país ao longo do tempo, é preciso diferenciar o PIB nominal do PIB real.
O primeiro diz respeito ao valor do PIB calculado a preços correntes, já o segundo é calculado a preços constantes. Para avaliações mais consistentes,
o mais indicado é o uso de seu valor real, que leva em conta apenas às variações nas quantidades produzidas dos bens, e não nas alterações de seus
preços de mercado. Para isso, faz-se uso de um deflator (normalmente um índice de preços) que isola o crescimento real do produto daquele que se
deu artificialmente devido ao aumento dos preços da economia.
A diferença entre o produto interno bruto (PIB) e o produto interno líquido (PIL) traduz-se no valor das depreciações. Ao contrário do PIB, o PIL tem
em conta o valor da depreciação do capital.
PIL = PIB - depreciações
O valor per capita foi o primeiro indicador utilizado para analisar a qualidade de vida em um país.
Países podem ter um PIB elevado por serem grandes e terem muitos habitantes, mas seu PIB per capita pode resultar baixo,
já que a renda total é dividida por muitas pessoas, como é o caso da Índia ou da China.
Países como a Noruega e a Dinamarca exibem um PIB moderado, mas que é suficiente para assegurar uma excelente
qualidade de vida a seus poucos milhões de habitantes.
Atualmente usam-se outros índices - que revelam o perfil da distribuição de renda de um país
 (tais como o coeficiente de Gini ou mesmo índices desenvolvidos pela sociologia, como o Índice de Desenvolvimento Humano) -
para se obter uma avaliação mais precisa do bem-estar econômico desfrutado por uma população.












***  Professor Toninho Sampaio no You Tube  ***
 


Comments