Propostas didáticas

 

Plano de trabalho em 2009-2010
 
Neste período, o Laboratório está voltado para a exploração de processos de criação de atividades e sequências didáticas.
 
No caso das sequências, essa exploração é feita a partir dos princípios estabelecidos por João Wanderley Geraldi (1984), Joaquim Dolz, Bernard Schneuwly e Michèle Noverraz (2004) e Anna Camps e colaboradores (2006a, 2006b, 2009). A atenção está dirigida especialmente para: 
  • O aprimoramento das formas de comunicação de sequências didáticas.
  • A experimentação das relações entre as sequências como modo de organização do trabalho em sala de aula e as finalidades e objeto do ensino de Português.
Aspectos relacionados à utilização das sequências didáticas em sala de aula, como a utilização do tempo, a progressão e o currículo serão privilegiados durante o ano de 2010.
 
Referências
 
  • CAMPS, Anna (org.). Propostas didáticas para aprender a escrever. Porto Alegre: Artmed, 2006a.
  • CAMPS, Anna e ZAYAS, Felipe. Secuencias didácticas para aprender gramática. Barcelona: Graó, 2006b.
  • CAMPS, Anna e COLOMER, Teresa. Ensinar a ler, ensinar a compreender. Porto Alegre: Artmed, 2008.
  • DOLZ, J., NOVERRAZ, N. e SCHNEUWLY, B. Sequências didáticas para o oral e a escrita: apresentação de um procedimento. In: DOLZ, J. e SCHNEUWLY, B. Gêneros orais e escritos na escola. Campinas: Mercado de Letras, 2004. p.95-128.
  • GERALDI, João Wanderley. Unidades básicas do ensino de Português. In: ____ (org.). O texto na sala de aula: leitura e produção. Cascavel, PR: Assoeste, 1984. (Publicado atualmente pela editora Ática).
  •  
     
     

    O que é uma sequência didática?
     
    Uma sequência didática é um conjunto de atividades articuladas entre si, organizadas de modo sistemático, voltadas para o desenvolvimento de conhecimentos, habilidades e atitudes envolvidos na produção e na recepção de um gênero de texto oral ou escrito.
     
    Esta definição se baseia naquela proposta por Dolz, Noverraz e Schneuwly (2004), que enfatiza o gênero como objeto central do ensino da língua materna. A definição, porém, é tributária de uma tradição pedagógica que procura situar:
    • o aluno e sua participação ativa no centro do processo de ensino-aprendizado;
    • o processo de ensino em torno de situações-problema (um projeto, uma pergunta ou conjunto de perguntas, um tema), que desencadeia módulos organizados sistematicamente para fornecer aos alunos os instrumentos para dar respostas à situação-problema;
    • o processo de ensino da língua materna no interior de condições efetivas de enunciação ou de produção e leitura de texos.

    De acordo com a proposta de Dolz, Noverraz e Schneuwly (2004), uma sequência didática organiza-se em torno do seguinte esquema:

     
    Esquema de uma sequência didática (DOLZ, NOVERRAZ e SHNEUWLY, 2004, p.98) 
     
    Inicia-se o processo de ensino-aprendizagem por meio da proposição, aos alunos, de uma situação-problema, em geral identificada com a produção de texto oral ou escrito de um determinado gênero do discurso. Nesse caso, definem-se, claramente, as condições de enunciação do texto, que consistirá a produção inicial a ser feita pelo aluno (um programa de rádio ou de TV, um blog, uma notícia para jornal, um conto, por exemplo). Esse texto será retomado, revisto, ampliado e publicado ao final da sequência.
     
    Para que o aluno possa retomar e modificar seu texto, são desenvolvidos módulos que buscam levar o aluno a desenvolver os conhecimentos, as habilidades e as atitudes necessários para esse fim, permitindo ao professor realizar uma intervenção pedagógica sistemática. Ele pode, assim, levar o aluno a observar, analisar e sistematizar conhecimentos relativos à forma composicional e ao estilo associados ao gênero de texto em produção. Pode também, por meio da leitura de textos, transmitir conhecimentos sobre o universo cultural associado ao gênero e ao assunto do texto, realizando, desse modo, um trabalho de alimentação temática para a produção do texto, de efetiva inserção do aluno em universos culturais novos e de desenvolvimento de habilidades e estratégias de leitura.
     

     Como consultar

    As consultas podem ser feitas por meio de uma busca livre ou por meio de palavras-chave.

     [+] Consulte propostas didáticas
     
     
    O que é uma atividade didática?
     
    Uma atividade didática é uma ação, coletiva ou individual, criada de modo a possibilitar uma experiência de uso e reflexão sobre a linguagem, tendo em vista o ensino-aprendizado de conhecimentos, habilidades e atitudes.
     
    Esse procedimento de ensino-aprendizado - tal como explorado pelo Laboratório - se organiza em torno de um processo indutivo, estruturado em torno das seguintes etapas:
    1. Apresentação da tarefa e definição de seus objetivos.
    2. Desenvolvimento.
    3. Conclusão e sistematização.
     
     
    Comments