Experimentos‎ > ‎Astronomia‎ > ‎

Comparando o diâmetro do Sol com a órbita da Lua

Resumo

Nesta atividade comparamos o diâmetro do Sol com o diâmetro da órbita lunar. Será que o Sol passaria entre a Terra e Lua, se ele pudesse fazer isso?

Introdução

Sabemos que o Sol tem um diâmetro de 1.392.000 km e que a distância média Terra-Lua é de 384.000 km, logo, a pergunta acima formulada fica imediatamente respondida, mas se essa mesma pergunta for feita para alunos das primeiras séries escolares, que nem sequer sabem ler esses números astronômicos, a resposta não será tão óbvia. Contudo, não se precisa recorrer a esses números para igualmente mostrar que o diâmetro solar é muito maior que o diâmetro da órbita lunar. Vamos supor que a Terra seja colocada no centro do Sol. Assim sendo, onda estaria a Lua?

Atividade

Para ilustrar a situação proposta sugerimos reduzir o disco solar para um disco de 80 cm de diâmetro, consequentemente o diâmetro da órbita lunar fica reduzido proporcionalmente para 44,1 cm. Recorta-se um disco de cartolina com 80 cm de diâmetro e inscreve (com centro coincidente) um círculo pontilhado de 44,1 cm de diâmetro, que representaria o trajetória da Lua ao redor da Terra se esta estivesse no centro do Sol. Teremos, então, nas mãos uma comparação entre o diâmetro solar e o diâmetro da órbita lunar.

Conclusão

Com esta atividade o aluno pode ter uma melhor idéia do que seja o tamanho do Sol comparado ao sistema Terra-Lua.
 

Materiais necessários

  • 1 Folha de papel com no mínimo 80 x 80 cm
  • 1 Tesoura
  • Rolo de barbante
  • 2 Lápis
  • 1 Caneta hidrocor

Rolo de papel de 40 Kg(em cima). Rolo de barbante, Lápis, Canetas hidrocor, Fita adesiva, Borracha, Tesoura, Régua.

Passo 1

Vamos traçar dois círculos, um com 40 cm de raio e outro com 22,05 cm de raio, com mesmo centro e sobre uma folha de papel com no mínimos 80 cm de largura. Improvisaremos um compasso recortando um pedaço de barbante com um pouco mais de 80 cm de comprimento. Ao dobrar ao meio o barbante e esticar sobre uma régua, entre o 0 e o 40 cm, marcamos com uma caneta a marca dos 40 cm. Em seguida seguramos sob a unha a marca dos 40 cm e outra pessoa dá dois nós nas pontas do barbante para que a laçada contenha exatamente 40 cm de comprimento. O mesmo procedimento é feito para traçarmos o círculo da órbita da Lua, ou seja, recortamos outro barbante com um pouco mais de 44 cm de comprimento, dobramos o barbante ao meio e esticamos sobre uma régua, ao longo do 0 até os 22,05 cm e pintamos o barbante exatamente sobre os 22,05 cm. Em seguida seguramos sob a unha a marca dos 22,05 cm para que alguém dê um nós com as sobras do barbante. Desta forma a laçada terá exatamente 22,05 cm de "raio".

 

 

Marcando o barbante no número 40 cm.

Marcando com caneta hidrocor preta, as extremidades que irão ficar em cima do 40 cm

Passo 2

Nesta foto estamos mostrando como dobrar o barbante de 44,1 cm ao meio, esticamos ele sobre uma régua entre o 0 e o 22,05 cm e marcamos (pintamos) a posição dos 22,05 cm.

 

Nesta foto mostramos o barbante sendo dobrado e marcado os 22,05 cm.

Marcando com caneta hidrocor preta as duas partes do barbante sobre a posição dos 22,05 cm.

Passo 3

Fazendo  o nó nas extremidades das pontas do barbante que foram pintadas.

 

Aqui mostramos como segurar o barbante e ao mesmo tempo se faz os nós exatamente sobre a "pinta" dos barbantes, para que o nó não subtraia nada do comprimento útil do barbante.

Importante saber que o nó tem que ficar em cima da área pintada.

Passo 4

Resultado final: os barbantes deverão ficar assim.

Barbante de 22,05 cm (em cima). Barbante de 40,0 cm (embaixo).

Passo 5

Aqui traçamos as duas circunferências, a primeira com 40,0 cm de raio que representa o disco solar e a segunda de 22.05 cm de raio  que representa a órbita lunar. E a terceira que representa a Terra com 7.3 mm.

Foto mostrando como posicionar o lápis no centro da folha, imóvel, esticando o barbante e mantendo-o assim enquanto, com o outro lápis, também sempre na vertical, vamos traçando o círculo.

Aqui tomamos a mesma precaução da 1° foto diferença é que aqui estamos traçando a circunferência de 40,0 cm de raio.

Passo 6

Experimento quase pronto.Podemos observar que as circunferências estão todas traçadas na mesma escala.

Resultado quase final, pois falta recortar do disco do Sol. No centro do disco fizemos um pequeno disco de 7,3 mm para representar a Terra, também na mesma escala.

Passo 7

Experimento quase pronto. Precisamos recortar a folha ao redor da circunferência de 40,0 cm que representa o disco solar.

Usando uma tesoura para recortar o disco do Sol desenhado sobre a folha.

Passo 8

Nesta foto mostramos a montagem final, com o disco que representa o Sol e com o círculo interno representando a órbita lunar. Nesta montagem fica evidente a comparação entre o tamanho do Sol e o tamanho da órbita da Lua, na mesma escala. Esta é uma forma de mostrar aos alunos as proporções entre o tamanho do Sol e a distância Terra-Lua sem recorrermos aos números.

Eis aqui o fim do trabalho da comparação do diâmetro do Sol com a órbita da Lua. Com as circunferências traçadas e os devidos nomes nos lugares.

Comments