* PRODUTOS PARA UTILIZAR NA MANUTENÇÂO DA "MENINA-BIKE"

- Click para ampliar

 

* MANUTENÇÃO - LIMPEZA DA "MENINA-BIKE"

 

     -Se pensa que é muito complicado dar em casa os carinhos que a sua bicicleta merece depois de mais um “dia de trabalho no escritório”, desiluda-se porque não é isso que vai servir de pretexto para a “encostar” a um canto.

     - Um simples pano, um produto de limpeza para bicicletas, uma escova e um pouco de lixa é tudo o que precisa para assegurar a saúde da sua bicicleta, embora aquilo que aqui lhe mostramos não dispense a habitual revisão numa oficina especializada. Poderá, no entanto, ser o suficiente para evitar ter de montar uma caixa de direcção nova ou ter de mudar de rodas pedaleiras ou cassete num período de tempo mais curto do que o suposto.

     - Limpar e lubrificar tanto o espigão de selim como a zona do quadro onde este é inserido previne a oxidação e facilita a remoção do espigão.

     - Para uma rápida lubrificação “entre revisões” basta levantar os foles, limpar cuidadosamente e passar um pouco de massa com os dedos. Nunca use WD40 ou parecido pois contém degradantes do agente lubrificante.
Depois dos trilhos é necessário cuidar da máquina. Estas dicas não invalidam uma visita regular ao seu mecânico habitual, servem no entanto para diminuir a conta que o mesmo lhe vai apresentar.
 

     - Lubrificar a caixa de direcção é uma tarefa bastante mais simples do que aparenta, uma vez que a maioria dos sistemas se desmonta com uma chave sextavada de 5mm.

     - Embora seja um dos componentes que mais trabalho dão a limpar em casa, é extremamente importante para a vida útil da corrente que o crank esteja limpo.

     - Liquido de limpeza biodegradável, escova de pelos duros, lixa média, massa lubrificante e um pano...Falhas nos cabos podem levar a acidentes graves, verifique que estes não estão desfiados. Caso estejam, substitua.

     - A zona do cockpit nem sempre é limpa, mas a acumulação de detritos pode levar a um mau funcionamento dos shifters.

     - A substituição do cabo das mudanças deve ser feita com regularidade.

 - Quanto mais limpa estiver a corrente mais resiste a lubrificação e a própria corrente.A cassete e os raios podem ser limpos com um pano, passando-o de um lado para o outro um movimento igual ao de engraxar sapatos. As partes ocultas da suspensão devem merecer tanta atenção como as que estão expostas, oxidação na coluna pode enfraquecer a sua resistência.

 * COMO USAR AS MUDANÇAS

     - No caso que aqui tratamos - as bicicletas de todo o terreno - normalmente estamos a falar de 21, 24 ou 27 combinações possíveis (mudanças), isto tudo com 3 pratos no eixo pedaleiro e 7, 8 ou 9 carretos na roda traseira. Com diferentes combinações de relações de transmissão é possível adaptar o esforço e a velocidade ao terreno encontrado e ao rítmo desejado, mas deve sempre ter em conta que a afinação e limpeza condicionam sempre o funcionamento da transmissão, aqui convém também focar outro cuidado que deve ter com a transmição, não deve fazer cruzamentos muito forçados da corrente, isto é, por exemplo, combinar o prato mais pequeno da roda pedaleira com os três carretos mais pequenos do eixo traseiro, o que faz com que a maior fricção entre as peças desgaste anormalmente a corrente e dentes dos pratos e carretos.

     No esquema temos três possibilidades para melhor explicar o funcionamento da transmissão. Na primeira, mudanças leves, para enfrentar subidas, ou obstáculos complicados, lembre-se que é melhor engrená-las antes de começar. Na segunda, mudanças para rolar a direito a um ritmo médio. Na terceira, relações mais pesadas para enfrentar descidas com capacidade de resposta a obstáculos a um ritmo rápido e sprints.

 

                                                                                                                                    ARTIGO SEGUINTE >