Nossos Parceiros

Nossos Parceiros

Ciência & Tecnologia

 




https://sites.google.com/site/artigosdioni/home/Ser%C3%A1%20verdade%20que%20a%20Volkswagen%20teria%20apresentado%20um%20carro%20voador.jpg

Descubra a verdade: na última Feira do Automóvel ocorrida em Pequim, vídeo mostra o veículo voando, será real?

A grande revolução no mundo automobilístico apareceu em um vídeo em junho de 2012, mas parece que só agora, no dia 06 de março de 2014, é que ele foi visto pelo pessoal do History Channel. Nele podemos ver o que parece ser um veículo que usa a levitação para trafegar pelas estradas!





A presidente Dilma Roussef aprovou nesta quarta-feira(23), pela manhã o texto do Marco Civil da Internet, que cria uma espécie de Constituição para o uso da internet no país, com direitos, deveres e garantias para usuários e empresas. Continue Lendo >>


7 de março de 2014

Exoesqueletos do Projeto Andar de Novo chegam ao País

Veste será usada por paciente com paraplegia que dará o pontapé inicial na abertura da Copa do Mundo 2014

O neurocientista Miguel Nicolelis  informou, em sua página do Facebook, que dois exoesqueletos do Projeto Andar de Novo desembarcaram, na quarta-feira (05), no Aeroporto de Guarulhos (SP). “Mais uma etapa vencida com sucesso”, disse o coordenador do projeto.

Os exoesqueletos são vestes robóticas que vão ajudar pacientes com paraplegia a voltarem a andar. Eles poderão controlar o exoesqueleto apenas com atividade cerebral.

As mensagens fornecidas pelo cérebro, como a vontade de andar, de se mexer ou de parar, serão captadas pelo robô para que os movimentos sejam gerados. E o exoesqueleto também devolverá ao paciente sensações do mundo exterior.

Oito pacientes paraplégicos foram selecionados na Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD), em São Paulo, onde foi criado um novo laboratório de neuro-robótica. 

Os testes iniciais são feitos com um ambiente virtual e com uma veste robótica estática, que permite que os pacientes andem sem sair do lugar. Na sequência, os pacientes vão aprender a usar as vestes robóticas que acabam de chegar.

Vídeo do YouTube


Usando o exoesqueleto, um desses pacientes será escolhido para dar o pontapé inicial da Copa. Ele vai se levantar da cadeira de rodas, caminhar por cerca de 25 metros no campo da Arena Corinthians, em São Paulo, no dia 12 de junho, e dar início à Copa do Mundo da Fifa 2014.

Captação de sensações e vontades

Segundo Nicolelis, o exoesqueleto incorpora as mais modernas tecnologias do mundo da robótica. A base disso é o conceito de Interface Cérebro-Máquina-Cérebro.

Em um primeiro momento, sensores conseguem ler os sinais elétricos gerados pelo cérebro e extrair desses sinais a mensagem que produz o movimento, fazendo com que um artefato robótico ou virtual também se movimente. Na segunda etapa, sensores táteis acoplados ao aparelho mandarão sinais para o paciente.

“Quando a pessoa tocar o chão, quando o joelho da veste robótica se mexer, os sensores táteis permitirão que esses sinais gerados no robô possam ser devolvidos para o sujeito através de uma camiseta que transmite esses sinais de volta para a pele dos braços ou do dorso, onde a pessoa ainda tiver a sensibilidade intacta”, disse Nicolelis.

A camiseta foi desenvolvida na Escola Politécnica Federal de Lausanne, na Suíça. O cientista afegão Solaiman Shokur, um dos pesquisadores que participaram desse trabalho, atualmente integra a equipe do Instituto de Neurociências de Natal. Segundo ele, o feedback tátil permitirá que o paciente caminhe sem precisar ficar constantemente olhando para baixo.

Pontapé não é ponto final

O pontapé inicial na Copa será uma demonstração importante e um marco para o projeto Andar de Novo, mas a equipe é unânime em enfatizar que não é ponto final.

“Nossa intenção é manter toda essa equipe, continuar trabalhando com o governo brasileiro e com os nossos parceiros, para chegar até o objetivo final, que é criar uma veste robusta o suficiente para que qualquer paciente com uma lesão na medula espinal possa tirar vantagens. Não só pacientes com paraplegia, mas também para pacientes com tetraplegia, com lesões mais altas e que tenham boa parte do corpo paralisada. O que queremos é usar a abertura da Copa para mostrar para o mundo que nós estamos chegando perto disso”, disse Nicolelis.

O neurocientista explica que a demonstração no dia 12 de junho será restrita a algumas possibilidades da tecnologia.  “É uma demonstração peculiar, com uma série de fatores de risco: ao ar livre, com 70 mil pessoas no estádio, sinais de televisão do mundo inteiro e telefones celulares. Por isso, optamos por uma técnica mais conservadora, usando sensores superficiais no couro cabeludo, que são não-invasivos. Eles capturam ondas cerebrais globais e os sinais são transmitidos para o exoesqueleto, para controlar os diferentes movimentos gerados por ele”, acrescentou.

Segundo Nicolelis, já foram desenvolvidos microchips que, no futuro, poderão ser implantados superficialmente no cérebro do paciente, por meio de uma cirurgia rápida, semelhante ao procedimento de um marca-passo cardíaco.

Fonte:
Portal da Copa



29 de janeiro de 2014

Engenheiros criam ar-condicionado 
de pulso; entenda

Com temperaturas beirando os 40ºC, andar pelas ruas é quase uma aventura escaldante e desanimadora. Muitos sonham com a possibilidade de ter um ar-condicionado portátil para se refrescar durante seu trajeto pela cidade.

Os engenheiros do MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts), nos Estados Unidos, resolveram transformar essa ideia em realidade ao desenvolverem o “Wristify”, uma pulseira térmica, que lembra mais um relógio de pulso, e serve para modificar a temperatura corporal.

Com sensores instalados por todo protótipo, a pulseira consegue varias a temperatura em uma média de 0,4ºC por segundo. Com isso, quando for comercializado, poderá ser usado tanto no calor quanto no inverno, uma vez que é capaz de aumentar a temperatura corporal.

Os inventores, além de proteger a pele humana, querem preservar o meio ambiente, porque o ar-condicionado consome muita energia. A ideia fez tanto sucesso, que a equipe recebeu um prêmio de incentivo de cerca de R$ 22 mil em um concurso interno do MIT. Com a verba, eles podem aprimorar o projeto para que possa ser vendido para o público carente por um ventinho amigo.



22 de agosto de 2013

Mais de 3,2 mil municípios já têm internet rápida a preços populares

Da Agência Brasil

Brasília – O Programa Nacional de Banda Larga, que possibilita a oferta de internet rápida a preços populares, está disponível em mais de 3,2 mil municípios do país, segundo dados do Ministério das Comunicações. Até o fim do próximo ano, todos os municípios brasileiros devem ser atendidos pelas operadoras.

Por meio da parceria entre o Ministério das Comunicações e as concessionárias de telefonia, as empresas comercializam pacotes de acesso à internet com velocidade de 1 megabit por segundo a R$ 35 mensais (com impostos). Das 364 localidades atendidas no primeiro trimestre deste ano, a maioria está situada nas regiões Norte e Nordeste do país.

Segundo o ministério, a Telebras, estatal responsável pela execução do PNBL, já construiu mais de 25 mil quilômetros de redes de fibras ópticas para chegar às localidades onde ainda não há oferta por parte das concessionárias.

A lista dos municípios atendidos pelo PNBL está disponível no site do Ministério das Comunicações




12 de agosto de 2013

Unicamp tem segundo supercomputador mais rápido na América Latina

O Centro Nacional de Processamento de Alto Desempenho em São Paulo (Cenapad-SP), situado na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), tem o segundo supercomputador em performance na América Latina, o primeiro no Brasil, de acordo com a edição mais recente do ranking LARTop50, que lista supercomputadores na região.

O equipamento, que conta com financiamento da Fapesp, tem capacidade de processamento de 33 teraflops (trilhões de operações de ponto flutuante por segundo). “Isso equivale a algo como 5 mil computadores pessoais, todos trabalhando simultaneamente”, disse Edison Zacarias da Silva, professor do Departamento de Física da Matéria Condensada do Instituto de Física Gleb Wataghin da Unicamp e coordenador do Cenapad-SP de 2003 a junho de 2013.

O supercomputador viabiliza a realização de cálculos complexos para 122 estudos vinculados a 45 instituições no Brasil, além de uma na Colômbia, nas áreas de física, química, engenharia, computação, estatística, zootecnia, biologia, matemática e astronomia. Mais de 360 pesquisadores são beneficiados.

“A computação de alto desempenho é usada nas mais variadas aplicações, da fabricação de medicamentos à construção de aviões. É fundamental que a comunidade científica acesse computadores com grande capacidade de processamento e, com isso, possa desenvolver pesquisas cada vez melhores e mais competitivas internacionalmente”, disse Zacarias da Silva.

Fluxo de trabalho

Pesquisadores interessados em utilizar o sistema podem solicitar uma conta temporária ou submeter um projeto científico para pleitear uma conta permanente – o passo a passo está disponível em www.cenapad.unicamp.br/servicos/abertura_contas.shtml. “Se aprovado pelos assessores do centro, o usuário ganha tempo de uso e espaço em disco para os cálculos de que necessita”, explicou Zacarias da Silva.

O acesso ao supercomputador ocorre de maneira remota e segue um sistema de filas, organizadas de acordo com as diferentes demandas dos projetos (tempo de utilização do sistema computacional, quantidade de memória a ser ocupada e de processos envolvidos).

“Apesar da boa infraestrutura pessoal e material, existe fila de espera para acessar o sistema computacional. Os pesquisadores estão sempre demandando mais capacidade de processamento e o centro segue em busca da ampliação dessa capacidade”, afirmou o coordenador do centro. De acordo com ele, a contrapartida exigida pelo uso é um relatório anual com os resultados obtidos.

Por meio de um projeto apoiado pela Fapesp, no âmbito do Programa Equipamentos Multiusuários (EMU), o Cenapad-SP comprou novos equipamentos em 2005. Nessa época, a capacidade total de processamento era de 1,5 teraflop.

Já em 2010, um segundo auxílio viabilizou a compra da máquina de 33 teraflops, agora a segunda mais potente da América Latina.

Uma máquina de 5 teraflops, de 2011, completa o parque computacional do Cenapad-SP, instalado em um data center com linha de transmissão especial, nobreaks e refrigeração apropriada. “Como o centro é multiusuário, outras universidades e projetos aproveitam a infraestrutura disponível para instalar seus próprios equipamentos – como o Programa Biota-Fapesp”, disse Zacarias da Silva.

Dez pessoas – entre coordenadores, equipe de suporte técnico, equipe de suporte aos usuários e secretária – compõem a equipe que trabalha diretamente com o Cenapad-SP.

Fonte: Portal Administradores 




28 de junho de 2013

‘Censura’ no Facebook não é ‘teoria
 da conspiração’


Não é “teoria da conspiração”. O Facebook, de acordo com seus termos de uso e políticas, pode remover da rede social conteúdo que incita à violência ou faz ameaça direta à segurança pública, entre outros.

A empresa, no entanto, diz que não tem sistemas automatizados para a remoção de discursos políticos e que os casos são analisados manualmente. Continue Lendo >>




4 de junho de 2013

Ibope utiliza nova tecnologia para
 medição de audiência


Nomeado DIB 6, o novo medidor já é usado em São Paulo

São Paulo é a primeira cidade a ter a audiência medida por um novo peoplemeter do Instituto Ibope, o DIB 6, que detecta conteúdos reproduzidos em TVs, computadores, tablets e smartphones. A nova tecnologia não substituirá interinamente o aparelho anterior, o DIB 4, pois ainda passará por diferentes etapas de introdução.

A principal inovação deste equipamento está na capacidade de reconhecer a reprodução de um conteúdo pelo áudio, seja na TV, DVD ou na internet, informa o site do jornal “Folha de São Paulo”. Ele também identifica se o programa assistido está em exibição em tempo real ou se foi gravado pelo usuário.

Desta forma, as amostras do Ibope passarão a considerar não só a audiência da programação “ao vivo”, mas também todo o conteúdo assistido fora da programação. Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre e Distrito Federal, devem receber a tecnologia DIB 6 até setembro de 2013. Para as demais localidades, a novidade chegará ainda no primeiro semestre do próximo ano.




4 de abril de 2013

Software livre gerou economia de R$ 1,2 milhão para Guarulhos 

Incluir digitalmente pessoas com deficiência visual, tetraplégicos e crianças com Transtorno de Desenvolvimento Global. Este é o objetivo do Guarux, solução de Tecnologia da informação (TI) disponibilizada no Portal do Software Público Brasileiro (SPB). Criado pela Prefeitura de Guarulhos a partir do Linux Ubuntu, a utilização do sistema operacional gerou uma economia de R$ 1,2 milhão aos cofres públicos do município.

O Guarux foi criado no fim de 2009 com customizações e ferramentas específicas para a inclusão digital. Voltado para adultos, crianças e pessoas com deficiência, o software pode ser utilizado em escolas, órgãos públicos e pela sociedade em geral. Seu ambiente gráfico foi gerado para facilitar sua utilização e adaptação a outros sistemas operacionais, tanto livres quanto proprietários, como o Windows, por exemplo.

Em Guarulhos, o sistema é utilizado por cerca de 22 mil usuários da prefeitura. Além disso, o Guarux atinge uma grande parcela da população através dos centros de inclusão digital, que na cidade são chamados de Telecidadanias. Estes locais têm mais de seis mil acessos mensais e mais de sete mil usuários cadastrados. Os Telecidadanias fornecem ainda cursos profissionalizantes e cursos básicos de informática.

Com a disponibilização do Guarux no SPB, o diretor do Departamento de Informática e Telecomunicações da administração da cidade paulista, Leandro Gramulha, espera que outros municípios possam se beneficiar das ações que foram desenvolvidas e economia gerada. “Queremos ajudar outras prefeituras e colaborar com outros projetos de inclusão digital. Também queremos receber ajuda e debater a evolução da ferramenta”, disse. As prefeituras de Matão e Osasco, do estado de São Paulo, já utilizam a solução em seus projetos de inclusão digital.

SPB

Criado em abril de 2007, o portal gerenciado pelo Ministério do Planejamento (MP) compartilha programas de computador de interesse público. Os softwares são entendidos como um bem público, sem a necessidade de licenças que restrinjam seu uso ou o conhecimento pleno de seu funcionamento. Hoje, o SPB conta com mais de 170.000 usuários cadastrados, em torno de 500 prestadores de serviços e 68 soluções ofertadas por empresas, órgãos de governo, universidades e pessoas físicas.

Fonte: Assessoria SLTI





16 de abril de 2013

Cientistas encontram embriões de dinossauros na China

Fósseis dos ovos datam de 190 milhões de anos atrás.
Descoberta pode ajudar a compreender desenvolvimento do animal.


Cientistas descobriram na China o fóssil do embrião de um dinossauro que data de 190 milhões de anos atrás [segundo a cronologia evolucionista]. O achado pode ajudar a explicar como era a fase inicial do desenvolvimento dos animais, ainda dentro do ovo, segundo um estudo publicado nesta quarta-feira (10). O achado é “extraordinariamente raro nos registros paleontológicos e é valioso tanto por sua antiguidade como pela oportunidade que oferece de estudar a embriologia dos dinossauros”, disse o paleontólogo canadense Robert Reisz, da Universidade de Toronto Mississauga, em comunicado de imprensa da universidade australiana James Cook. A equipe dirigida por Reisz, que era formada por cientistas da Alemanha, Austrália, China e Taiwan, realizou escavações na província de Yunnan e analisou mais de 200 ossos de exemplares de dinossauros em diferentes períodos de desenvolvimento embrionário, assim como a geologia da jazida.

“Trata-se da primeira vez que podemos seguir o crescimento dos embriões de dinossauro à medida em que se desenvolvem. Nosso descobrimento terá um forte impacto no entendimento da biologia desses animais”, assinalou Reisz. A maioria dos embriões de dinossauros estudados até o momento pertece ao Cretáceo, período que se desenvolveu entre 145,5 milhões e 65,5 milhões de anos atrás, aproximadamente [idem]. Por isso, o descobrimento na jazida situada próxima da cidade de Lufeng, no sudoeste da China, representa uma grande novidade dado o grau de antiguidade.

Os ovos, que estão entre os mais antigos já encontrados, são muito pequenos, mas se encontram em excelentes condições. Eles correspondem a 20 exemplares embrionários da espécie Lufengosaurus (que significa “réptil de Lufeng”), que foi o dinossauro mais comum na região durante a primeira etapa do período Jurássico.

O cientista australiano Eric Roberts, da Universidade James Cook, explicou que seu estudo se centrou em analisar partes dos ossos e rochas que continham os restos ósseos na busca de chaves vinculadas a sua preservação e entender o ambiente, a idade e a causa da morte. “Desse modo pudemos compreender que o leito ósseo se formou por uma inundação baixa e lenta de uma colônia de ninhos”, ressaltou Roberts.

Assim, os cientistas acharam diversos ossos desarticulados pertencentes a diferentes ninhos e em diferentes períodos embrionários, o que permitiu à equipe de cientistas internacionais estudar os padrões de crescimento.

Os especialistas dirigidos por Reisz se concentraram na análise do maior osso embrionário, o fêmur, e comprovaram que a taxa de crescimento duplicou em tamanho de 12 a 24 milímetros enquanto o dinossauro se desenvolvia dentro do ovo.

A análise da anatomia e da estrutura interna também revelou que os músculos tiveram um papel importante na forma do fêmur em desenvolvimento e que os dinossauros, como as aves modernas, podiam se movimentar dentro do ovo.

Os especialistas também acharam evidências de fibras de colágeno no fêmur, uma proteína característica dos ossos, e que o chamado “réptil de Lufeng”, de pescoço longo e que chegou a medir uns 8 metros, também tinha um período de incubação muito curto.

(G1 Notícias)

Nota: É digna de nota a preservação de embriões em tão boas condições, a ponto de permitir o estudo de detalhes de sua anatomia. Uma inundação “baixa e lenta” não parece explicar devidamente a fossilização desse tipo, já que, à semelhança do que ocorre com animais adultos, é necessário que o soterramento seja instantâneo, a fim de que o corpo (ou os embriões) não fique exposto à ação dos decompositores e mesmo dos carniceiros. O mais curioso é que, segundo o Dr. Ariel Roth, no livro Origens, foram encontrados ovos de dinossauros com proteína identificável, que dificilmente poderia ter sido preservada durante supostos milhões de anos (assim como tecidos moles deT-Rex, por exemplo).[MB]



19 de março de 2013

Teles terão de usar até 30% de tecnologia nacional para expandir redes

Contrapartida para desonerações estimada em R$ 6 bilhões, prevê que setor privado use pelo menos 5% de inovações brasileiras nos projetos

São Paulo – Empresas interessadas em se beneficiar com a desoneração de impostos para ampliar a rede de telecomunicações do país, anunciada no último dia (12) pelo governo federal, terão de usar entre 5% e 30% de equipamentos desenvolvidos com tecnologia nacional. A contrapartida está prevista em uma portaria publicada dia (13) no Diário Oficial da União.

Os projetos que usarão mais tecnologia nacional são relacionados à implementação de rede de transporte óptico, por cabos ou não (30%); e implantação, ampliação e modernização da rede de acesso fixo sem fio e de acesso óptico (30%). 

Já os que usarão menor percentual de inovações nacionais dizem respeito à modernização de datacenter (5%), à instalação e ampliação da rede por meio de cabo óptico submarino (10%) e modernização da rede de transporte sem fio (10%).

As empresas do setor interessadas em concorrer devem apresentar seus projetos ao Ministério das Comunicações até 30 de junho. O sistema eletrônico de cadastramento já está disponível. A desoneração de impostos vai até 31 de dezembro de 2016. O Ministério estima que, neste período, o país deixará de arrecadar R$ 6 bilhões relativos aos impostos que as empresas deixaram de pagar. Por outro lado, a expectativa é de que a teles invistam entre R$ 16 bilhões e R$ 18 bilhões na expansão das redes e melhoria dos serviços. 

Durante a execução dos projetos, o setor privado deverá apresentar para o ministério, semestralmente, um relatório de execução, além de um detalhado relatório final, na entrega da obra. O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, disse em entrevista à Agência Brasil que espera adesão maciça das empresas do setor. Ele acredita que os investimentos serão antecipados, acelerando a construção de infraestrutura para telecomunicações por fibra ótica, redes de rádio, serviços de internet e TV por assinatura.

A medida, que alcança PIS/Pasep, Cofins e IPI, prevê desoneração para compra de máquinas, aparelhos, instrumentos e equipamentos, bem como material de construção adquiridos para os investimentos em rede. O regime especial foi criado pela Lei 12.715, sancionada pela presidenta Dilma Rousseff em setembro de 2012, e faz parte do Programa Brasil Maior.

Para agilizar o processo, Bernardo afirmou que podem até ser usados recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) para melhorar a infraestrutura de algumas regiões e facilitar o trabalho das empresas privadas. De acordo com ele, a tecnologia de Terceira Geração (3G) cresceu 80% só no ano passado, sendo que a demanda foi maior que a estrutura para oferecer o serviço.

Com informações da Agência Brasil.



16 de janeiro de 2013

Jovens preferem Tumblr a Facebook nos Estados Unidos

Pesquisa realizada nos Estados Unidos concluiu que o Tumblr é a rede social mais utilizada por internautas entre 13 e 25 anos. O Facebook fica em segundo lugar.

Twitter, Instagram e Spapchat também foram avaliados pelo estudo, conduzido em parceria por Y Combinator e Garry Tan. As 1038 pessoas consultadas foram divididas em dois grupos com idades entre 13 e 18 anos e 19 e 25 anos.

No primeiro deles, composto pelos mais jovens, o Tumblr vence o Facebook com preferência de 60% contra 54% entre os que acessam as redes regularmente; no segundo, a distância é de 58% para 54%.

Ao passo que o Brasil é o país que mais acrescenta usuários ao Facebook, os EUA perderam recentemente mais de 120 mil cadastros na rede, segundo estudo da consultoria Quintly. Apesar disso, seguem como líderes no uso da plataforma.

Fonte: Olhar Digital 



14 de janeiro de 2013

Robôs cozinham e servem clientes em restaurante chinês


Em Heilongjiang, uma província no norte da China, existe um restaurante raro onde os clientes serão servidos exclusivamente por robôs. A empresa responsável por tornar realidade este restaurante com robôs, Harbin Haoai, investiu cerca de 800 mil dólares neste curioso projeto que inevitavelmente poderá desempregar algumas  pessoas no futuro.

Quando os clientes entram no restaurante são recebidos com uma frase de boas-vindas de um dos 20 robôs disponíveis, que os leva para a mesa correspondente, entrega o cardápio com mais de 30 pratos e anota o pedido para leva-lo diretamente através das pistas no solo até os robôs encarregados pela cozinha, que estão programados para adicionar a quantidade certa de sal e óleo nos pratos, além de controlar a temperatura em que os alimentos são fritos.

A equipe de robôs que “trabalham” neste curioso restaurante possuem a inteligência de uma criança de três ou quatro anos, contam com mais de 10 tipos de expressões faciais, são capazes de funcionar sem parar por cinco horas com uma carga e são controlados por um pessoal especializado de uma sala fora das instalações do restaurante.

Liu Hasheng, CEO da Harbin Haoai, disse aos meios de comunicação que vieram para o restaurante:

“Os robôs serão muito comuns em muitos aspectos de nossas vidas nas próximas décadas. Em cada casa haverá um robô para cozinhar alimentos, ajudar os idosos, fazer a limpeza geral dos nossos quartos ou desempenhar o papel de guarda-costas.”

Apesar do grande investimento realizado nesses humanoides que medem cerca de 1,50 metros, os pratos neste restaurante com robôs têm valores inferiores a US $ 10, algo semelhante ao praticado pela concorrência, o que torna praticamente impossível recuperar o investimento a médio prazo, embora os proprietários dizem que seu principal objetivo é anunciar a empresa que criou os robôs, de modo que outros restaurantes sigam o mesmo padrão.

As falas de Hasheng não deixam de ser verdadeiras, e inegavelmente as máquinas desempenham algumas tarefas melhor que os seres humanos, mas eu não deixei de imaginar se algum dia elas serão capazes de alimentar um blog com informação, indo desde o processo de seleção da fonte, até o comentário do texto produzido. Penso que já não estarei entre os vivos quando isso for possível (porque não duvido que isso venha a ocorrer), e agradeço por estar em uma era na qual posso ser ativo, ao contrário dos personagens obesos do filme WALL-E.




23 de agosto de 2012

TV analógica será desligada em 2015


O governo federal já marcou o primeiro apagão da TV analógica brasileira. Será em março de 2015, quando todos os transmissores analógicos das emissoras abertas da Grande São Paulo deverão ser desligados. Nos 39 municípios da região, ficarão operando apenas os transmissores digitais.

O apagão da TV analógica (também chamado de “switch off”) está previsto no decreto que instituiu a TV digital no Brasil, em 2006. O decreto prevê que, em 2016, todos os transmissores analógicos do país serão desligados.

Mas isso não ocorrerá, anunciaram ontem o secretário de Serviços de Comunicação Eletrônica do Ministério das Comunicações (Minicom), Genildo Lins, e diretora de de outorgas do Minicom, Patrícia Ávila, na abertura do Congresso da Sociedade de Engenharia de Televisão.

O Ministério das Comunicações, decidiu por uma transição escalonada, acelerar o apagão analógico nas regiões em que a TV digital está mais evoluída.

Ao invés de todos os transmissores serem desligados em 2016, haverá antecipação em algumas grandes cidades e postergamento em pequenas, onde há também menor demanda por telefonia e internet.

Depois da Grande São Paulo, o governo pretende também promover o apagão analógico, ao longo de 2015, em Brasília, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Vitória, Curitiba, Porto Alegre, Florianópolis e, no final do ano, em todas as capitais do Nordeste.

Em 2016, está previsto o desligamento dos transmissores analógicos das capitais do Centro-Oeste e do Norte e em todo o interior do Estado de São Paulo.

Outros 3.000 municípios brasileiros só terão apagão depois de 2017.

As informações são do jornalista Daniel Castro / R7


9 de julho de 2012

Computadores infectados em todo o mundo serão desligados da web nesta segunda
Seis mil serão afetados no Brasil 

O FBI (Escritório Federal de Investigação, na tradução livre), a polícia federal norte-americana, irá desconectar da internet computadores que foram infectados com o vírus DNSChanger (em tradução livre: trocador de DNS) nesta segunda-feira (9). Com a medida, milhares de pessoas podem ficar sem acesso à internet. O número é estimado em 350 mil.

O Brasil é o décimo terceiro país com máquinas infectadas, com 6.074 no total. Em primeiro lugar, vem os Estados Unidos, com 69.517, seguido da Itália, com 26.494. Os dados são do site www.dcwg.org, um grupo de trabalho que tem procurado alertar as pessoas do problema e é citado pelo FBI em seu comunicado.

O desligamento dos computadores acontece após decisão da Justiça e por causa do DNSChanger. A solução é temporária e permitirá que as vítimas de computadores afetados pelo vírus providenciem a limpeza dos seus computadores e restaurem a configuração normal do DNS de sua máquina.

O vírus de computador foi criado para direcionar os internautas para páginas falsas no lugar das verdadeiras na internet. O FBI conseguiu prender fraudadores por esse tipo de crime, mas as máquinas foram mantidas ativas por um tempo para não prejudicar as pessoas e serão desligadas amanhã.  

O DNS (Domain Name System, Serviço de Nomes de Domínio em português) é importante porque funciona como um tradutor para a comunicação em rede de computadores. Na rede, cada endereço representa um conjunto de números que permitem que os computadores estabeleçam uma comunicação entre si.

Ou seja, quando as pessoas digitam um endereço como o de um banco, o DNS interpreta o link como um conjuntos de números conhecidos como IP (Internet Protocol) para transmitir os dados para as máquinas. Isso evita também que as pessoas tenham que ficar decorando grupos de números, muito mais complicados do que palavras e siglas.

Por outro lado, entre os computadores, os números facilitam a comunicação e agregam várias informações, como localização, rede, entre outras coisas. Por exemplo, se o primeiro conjunto de números for 200, significa que a máquina está no Brasil.

Várias medidas vêm sendo tomadas por provedores de acesso à internet. Sites e redes sociais também têm procurado alertar os internautas sobre o problema.

Consultado pela Agência Brasil, a Google confirmou que a empresa tem enviado alerta às pessoas do mundo todo sobre o trojan DNSChanger. Sempre que alguém realizar uma pesquisa no site, automaticamente, recebe a informação do risco, informou a Google.

Existem vários endereços na internet de empresas de segurança que permitem o internauta fazer o teste para verificar se corre o risco de ser direcionado para páginas falsa na internet por meio do DNSChanger.

O FBI indica o próprio  www.dcwg.org como alternativa. Outro link divulgado pelo órgão de segurança dos Estados Unidos é o https://forms.fbi.gov/check-to-see-if-your-computer-is-using-rogue-DNS . Caso encontre problemas, o usuário do computador deve procurar a empresa que fornece o serviço de acesso para receber orientações.



4 de julho de 2012

Cientistas criam elásticos eletrônicos
 para uso médico

Cientistas norte-americanos criaram um tipo de elástico com capacidades de conduzir eletricidade: ele pode ser dobrado ou esticado até quatro vezes seu tamanho. O produto da pesquisa poderá ser usado na medicina no futuro, em equipamentos eletrônicos fundamentais para pacientes que dependem de monitoria e cuidados especiais constantemente.

A pesquisa é fruto do trabalho de pesquisadores do mundo todo e da McCormick School of Engineering. O resultado foi conquistado a partir da combinação de um polímero com altas capacidades elásticas e metal líquido.

O polímero faz o papel de substrato com capacidades elásticas e o metal líquido desempenha o papel de condução de energia. O polímero possui porosidades e é nelas que o metal líquido é depositado: independente de estar esticado ou não, o metal está sempre em contato, o que permite a estabilidade da corrente.
Yonggang Huang é o líder do time de pesquisadores e declarou em um artigo: “Com a tecnologia atual, eletrônicos podem esticar muito pouco, mas há diversas aplicações em potencial que requerem um tipo de material que tencione como um elástico de borracha”.

Uma das principais aplicações que se beneficiaria com a tecnologia é a medicina. Aparelhos médicos poderiam ser integrados ao corpo humano sem risco de danos, uma vez que usando elásticos, seriam capazes de se adaptar aos movimentos do paciente.

A aplicação na medicina é apenas uma das possibilidades. O material com natureza elástica e capacidades eletrônicas poderia interferir em diversos tipos de equipamentos que usamos hoje, especialmente aqueles que carregamos por mais tempo, como celulares e tablets. A pesquisa toda já leva cinco anos e, hoje, o grande desafio enfrentado pelos cientistas é o problema da perda de condutividade do material com o tempo.

Fonte: Techtudo 



4 de julho de 2012

Cientistas anuncia descoberta do que pode ser a 'partícula de Deus'


Cientistas Centro Europeu de Pesquisa Nuclear (CERN) anunciaram nesta quarta-feira em uma conferência em Genebra, na Suíça, terem descoberto uma nova partícula subatômica que pode ser o tão procurado Bóson de Higgs, conhecido como a "partícula de Deus" e considerado crucial para entender a formação do Universo.

Joe Incandela, responsável máximo pelo Compact Muon Solenoid (CMS), um dos maiores detectores do LHC, situado na fronteira entre a França e a Suíça, afirmou que pesquisadores alcançaram um certo nível de "descoberta" a respeito do bóson de Higgs.

Segundo ele, uma partícula foi, de fato, encontrada. Por enquanto, o que falta aos pesquisadores é descobrir se essa partícula é o bóson de Higgs ou não. A equipe do CMS anunciou um excesso de 5 sigmas, o que equivale ao "padrão ouro" para anunciar descobertas, ou seja, uma chance menor que 1 em 1 milhão de ser uma coincidência. "Este resultado ainda é preliminar, mas achamos que é forte e sólido", afirma Incandela.

Fabiola Gianotti, representante do Atlas, outro importante detector do LHC, também confirmou a observação de uma nova partícula ao nível de 5 sigmas, o que implica que a probabilidade de erro é de uma em três milhões.

"Observamos em nossos dados sinais claros de uma nova partícula, ao nível de 5 sigmas, em uma região de massa ao redor de 126 gigaelétron-volts (GeV)", disse a porta-voz do Atlas durante a apresentação dos resultados deste experimento. O GeV é a medida padrão para a massa das partículas subatômicas. Um GeV é equivalente à massa aproximada de um próton. Gianotti destacou também que o excelente funcionamento do Grande Colisor de Hádrons (LHC) e "o esforço de muita gente nos permitiu chegar a esta emocionante etapa". Cientistas acreditam que a descoberta de uma nova partícula que pode ser o bóson de Higgs pode ser crucial na formação do universo.

O bóson de Higgs

O escocês Peter Higgs previu em um artigo publicado em 1964 no periódico científico Physical Review Letters que é uma partícula o que dá massa à matéria. Chamada de bóson de Higgs, em homenagem ao britânico, ela é mais conhecida como "partícula-Deus" ou "partícula de Deus" (esse segundo mais no Brasil) e seria a última peça no quebra-cabeça do Modelo Padrão, a teoria que descreve as partículas elementares.

Segundo o Modelo Padrão, os bósons são as partículas que interagem com outras e criam as forças fundamentais - forte e fraca, que atuam no núcleo atômico, e eletromagnética (há ainda a gravidade, para a qual alguns teóricos defendem existir o gráviton, ainda não comprovado). Higgs afirmou que a massa não seria das próprias partículas, mas resultado da ação de um bóson que reage mais com umas do que com outras.

Como isso ocorre? Os físicos explicam que as partículas colidem com o bóson de Higgs e ficam mais lentas, o que lhes dá massa - e isso difere elas das partículas de pura energia, como o fóton. Algumas colidem mais, outras menos, e isso explica a diferença na massa.

Tendo como primeiro objetivo achar o bóson de Higgs, o Centro Europeu de Pesquisa Nuclear (Cern, na sigla em francês) construiu o LHC, um dos experimentos científicos mais caros da história.



26 de junho de 2012

Inglês cria site e mostra que "sabe o que você está fazendo"

O programador Callum Haywood colocou no ar na segunda-feira um site que pode dar calafrios a quem compartilha todos os passos da sua vida publicamente nas redes sociais. O site We know what you're doing... (Nós sabemos o que você está fazendo...) reúne informações tornadas públicas por usuários de redes sociais como Facebook e Foursquare, dividindo esses dados em categorias como "Quem quer ser demitido?", "Quem está de ressaca?", "Quem está usando drogas?" ou "Quem tem um novo número de telefone?". Além disso, o site mostra, pelo Street View, onde mora quem torna públicos seus check-ins no Foursquare.

"Eu criei o site como um experimento, para ver o que eu poderia encontrar. Eu percebi que havia alguns problemas sérios em relação à privacidade e à falta de educação de usuários do Facebook sobre o que pode acontecer quando eles postam status como 'Público'", afirmou o criador do site, um britânico de apenas 18 anos, ao Terra.

O site parece invadir a privacidade de usuários, ligando seu nome, foto e por vezes número de telefone a postagens como "Eu odeio tanto meu chefe, ele é tão arrogante" ou "24 horas acordado, 24 horas de ressaca, 12 delas trabalhando, 4 dirigindo". Além das mensagens reveladoras, o site mostra também, pelo Google Street View, as imagens da frente das casas das pessoas que dão check-in nesses locais em serviços como Foursquare indicando que moram ali.

Callum, porém, deixa claro que as informações publicadas ali foram tornadas públicas pelos próprios usuários, seja no Facebook, no Foursquare, no Google ou no Yahoo!. "Toda a informação no site é obtida a partir de APIs, sigla para Application Programming Interfaces. A API do Facebook fornece de boa vontade todos os tipos de informações pessoais sobre os usuários que não têm configurações de privacidade. A API do Foursquare é usado para obter os locais e é semelhante, na medida em que também alegremente dá a localização de seus usuários. O experimento recebe a latitude e longitude do check-in, e o procura no Google Street View", disse.

Um comunicado no site alerta aos usuários sobre a forma como as informações são tornadas públicas. "Se você vir alguma mensagem aqui que seja sua e você queira que seja removida, exclua do Facebook em primeiro lugar, então ela vai deixar de aparecer aqui (pode demorar até uma hora), ou contate-me para bloquear quaisquer mensagens que apareçam", diz o aviso.

Segundo Callum, em apenas 24 horas no ar, o site já teve mais de 100 mil pageviews e 75 mil visitantes, mas até agora ninguém pediu para ter qualquer uma de suas informações pessoais removidas. "Eu recentemente coloquei filtros para impedir o site de publicar os números de telefone das pessoas, por exemplo. O problema é que seus números de telefone ainda são acessíveis para qualquer outro site que deseje utilizar o Facebook Graph API", alerta.



14 de junho de 2012

Grupo de internautas de 2 a 11 anos cresce 19% em um ano no Brasil

A participação de crianças na faixa etária de 2 a 11 anos entre os internautas ativos no Brasil cresceu 19% em abril de 2012, somando 5,5 milhões de internautas, na comparação com o mesmo mês do ano passado, segundo informações do Ibope Nielsen Online.
Em abril deste ano, o Brasil registrou 48,9 milhões de internautas ativos, que acessaram a rede pelo menos uma vez no último mês em casa ou no trabalho, e um total de 82,4 milhões de brasileiros, que acessam a internet em diversos locais (casa, trabalho, escolas, lan houses etc.).

Na avaliação do analista do Ibope Nilelsen Online, José Calazans, o aumento da presença das crianças na internet brasileira tem acontecido naturalmente. “Isso reflete o aumento da presença da internet em residências com crianças e os pais dando mais liberdade para que seus filhos naveguem, além do próprio interesse das crianças na internet”, explica.

Os sites mais acessados pelas crianças de 2 a 11 anos são aqueles que oferecem informações sobre desenhos animados da televisão, informa o analista do Ibope. “Em alguns períodos pode aparecer um jogo recomendado para adolescentes que acaba sendo acessado pelos menores, além do uso de sites de redes sociais que também é frequente nesta faixa etária”, detalha Calazans.

O aumento da participação das crianças na internet brasileira só não superou o avanço de 21% na presença de internautas ativos com 25 a 34 anos de idade. Esse grupo, que somou 13,5 milhões de pessoas em abril, cresceu 21% em um ano e hoje representa a maior parcela dos internautas ativos no país (27,6%).

O grupo com idade igual ou superior a 50 anos, que representa 14% dos internautas ativos no país, foi representado por 6,8 milhões de pessoas em abril deste ano, registrando um crescimento de 13% na comparação com abril de 2011.

Embora os homens sejam maioria entre os usuários ativos de internet, com 53% de participação, a presença das mulheres avançou mais em relação a abril do ano passado. O público feminino, que alcançou 23 milhões de internautas em abril deste ano, cresceu 16% em um ano e representa 47% dos usuários ativos. No mesmo período, o público masculino avançou 13% para 25,9 milhões de internautas.

Fonte: G1 



11 de maio de 2012

Cientistas recomendam à agência norte-americana droga que previne a AIDS

Da Agência Brasil

Brasília - Uma equipe de especialistas de saúde dos Estados Unidos defendeu nesta quinta-feira (10) o uso de uma droga denominada Truvada, primeiro medicamento desenvolvido  para prevenir que indivíduos saudáveis contraiam o vírus HIV. No entanto, a medida divide opiniões e só será aplicada no país após a definição do órgão oficial que é responsável pelo tema.

Os especialistas recomendaram ontem à agência reguladora norte-americana de medicamentos e alimentos (cuja sigla em inglês é FDA) o uso da droga no tratamento dos pacientes. O FDA tem até o dia 15 de junho para decidir sobre o assunto.

Para os especialistas, a aprovação da droga representa um marco histórico na luta contra a aids. A recomendação é que o Truvada seja associado a outras drogas retrovirais. De acordo com estudos feitos em 2010, a nova droga pode reduzir o risco de infecção pelo HIV de 44% a 73%.

Experimentalmente, desde 2004, o Truvada tem sido usado como um tratamento para pessoas infectadas com o HIV nos Estados Unidos. Em votação, durante um painel com representantes de especialistas e da comunidade, a aprovação do novo medicados obteve 19 votos favoráveis e 3 contrários.

Porém, houve oposição de alguns especialistas e integrantes de grupos que defendem os direitos da comunidade HIV. Segundo os contrários à droga, o receio é que os usuários podem ganhar uma falsa sensação de segurança e assim diminuir a prevenção e os tratamentos paralelos. Também há medo que o alto custo do Truvada impeça o financiamento para os demais tratamento de combate à doença.



4 de maio de 2012

Pesquisadores dizem que não há ligação entre celulares e o câncer


Muitas pessoas acreditam na história de que aparelhos celulares podem causar câncer em seus usuários. Um grupo de cientistas da Health Protection Agency (HPA) do Reino Unido, porém, revisou uma centena de estudos sobre o assunto e percebeu que não é possível afirmar que exista qualquer relação entre frequências de rádio de baixo nível - as emitidas por celulares - e doenças como câncer, tumores cerebrais ou infertilidade.

Os cientistas explicam que nós vivemos sob constante exposição a estas frequências, que também são emitidas pelas TVs, rádios, redes Wi-Fi e outros equipamentos com conexão sem fio. De acordo com o responsável pelo estudo, Antholy Swerdlow, as pesquisas não mostram nenhum efeito adverso na saúde humana justificado pela exposição aos campos de radiofrequência, e todas as pesquisas sobre o assunto são muito limitadas para afirmarem a existência de qualquer malefício.

A revisão foi feita nas pesquisas realizadas nos últimos 15 anos, quando os telefones celulares se tornaram mais populares.

Os pesquisadores, porém, disseram que os efeitos em longo prazo continuam sendo monitorados e novas pesquisas estão sendo realizadas. “Como esta tecnologia ainda é relativamente nova e não conhecemos os efeitos ao longo de décadas de uso, continuamos aconselhando todos a usarem os aparelhos com cuidado”, afirma John Cooper, diretor da HPA.

Fonte: Techtudo 



30 de abril de 2012

Descarte correto de lixo eletrônico ainda é problema para o Brasil

Da Agência Brasil

Rio de Janeiro - Às vésperas da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, programada para junho próximo, no Rio de Janeiro, o Brasil ainda enfrenta um grave problema: o descarte irregular de lixo eletrônico.

De acordo com relatório do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma), divulgado em 2010, o país ocupa a liderança entre as nações emergentes na geração de lixo eletrônico per capita, isto é, por habitante, a cada ano. O relatório aponta que o lixo eletrônico descartado por pessoa, no Brasil, equivale a 0,5 quilo por ano. Em contrapartida, na China, que tem uma população muito maior, a taxa de lixo eletrônico por pessoa é 0,23 quilo e, na Índia, ainda mais baixa (0,1 quilo).

Os números são questionados pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA). A gerente de Resíduos Perigosos do ministério, Zilda Veloso, considera os dados inconsistentes, porque a Organização das Nações Unidas (ONU) utilizou uma metodologia europeia baseada na comercialização. “Se a gente não tem dados do mercado de comercialização, como é que eles chegaram àqueles números? Não tem sentido”. O MMA manifestou formalmente seu posicionamento contrário ao relatório da ONU, por meio do Itamaraty, disse.

O governo brasileiro não tem números sobre aquisição de produtos eletrônicos. Zilda Veloso informou que no âmbito da Política Nacional de Resíduos Sólidos, vai ser elaborado um estudo de viabilidade técnica e econômica, que deve apresentar informações sobre a geração de resíduos desse tipo. A previsão é que o estudo seja divulgado em quatro meses. O projeto é do Grupo Técnico Temático de Eletroeletrônicos, do Comitê Orientador para Implementação de Sistemas de Logística Reversa.

Esses sistemas se referem à responsabilidade compartilhada para eletroeletrônicos. “O estudo vai referendar se é possível fazer o recolhimento e destinação desse tipo de resíduo agora ou não”, disse. Na logística reversa, os fabricantes vão assumir a responsabilidade para a destinação do equipamento pós-uso. Zilda não descarta que parte dessa responsabilidade recairá sobre o consumidor. Ela destacou a importância da conscientização do cidadão nesse processo. “Nada vai funcionar se o consumidor não fizer o descarte adequado”.

A gerente esclareceu que o estudo é abrangente, porque vai captar as possibilidades de reciclagem de eletroeletrônicos. “O objetivo do estudo não é só fazer o retrato do setor, mas saber se o setor tem hoje condições de fazer a logística reversa”. O estudo vai dizer o comportamento do consumidor, o tipo de consumo que existe no Brasil e quais são os bens consumidos. Com base nesses dados, o governo terá condições de avaliar se é possível fazer a logística agora ou não. “Uma das coisas que ele vai levantar é uma estimativa de geração de resíduos atual”.

O comitê orientador é coordenado pelo Ministério do Meio Ambiente e tem a participação dos ministérios da Saúde; do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior; da Agricultura, Pecuária e Abastecimento; e da Fazenda. No ano passado, o comitê decidiu que a regulamentação das cinco primeiras logísticas será feita por meio de acordo setorial. São as logísticas de eletroeletrônicos; embalagens plásticas de óleos; lâmpadas; embalagens em geral; e medicamentos.

A logística que se acha mais adiantada é a de embalagens plásticas de óleos lubrificantes. A regulamentação está indo para consulta pública da proposta de acordo setorial em, no máximo, 30 dias. A regulamentação de eletroeletrônicos tem início previsto para 2013. “Porque é uma cadeia bem complexa. Pega desde celular até um aparelho hospitalar, como tomógrafo”, disse a gerente do MMA.

Ela ressaltou também a figura do catador na logística reversa. Adiantou, entretanto, que caso ele venha a ser incluído no processo, terá de ser treinado para poder separar os produtos eletroeletrônicos.

O professor de engenharia ambiental da Escola Politécnica da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Haroldo Mattos de Lemos, não vê motivos para ter melhorado a posição brasileira no ranking de lixo eletrônico gerado entre os países emergentes. Lemos preside o Instituto Brasil Pnuma, que é o Comitê Brasileiro do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma).

Ele avaliou que não foram “plantados” no país grandes programas para reduzir o volume de lixo eletrônico. “Existem algumas iniciativas de reciclagem, mas eu acredito que elas estão sendo suplantadas pelo crescimento do volume de aparelhos que é descartado”. Sua impressão é que o lixo eletrônico está aumentando no Brasil.



27 de abril de 2012

Brasil quer produzir célula-tronco
 em escala comercial 


O Ministério da Saúde anunciou investimento de R$ 15 milhões em pesquisa e produção de células-tronco em escala comercial. Parte dos recursos - R$ 8 milhões - irá para a conclusão de oito centros nacionais de terapia celular. O restante será aplicado em pesquisas na área, com editais previstos para este ano.

A ideia do governo é ampliar o uso terapêutico das células-tronco em pacientes da rede pública de saúde, como em casos de recuperação do coração, movimento das articulações e tratamento de esclerose múltipla. Outro objetivo é dar condições aos centros nacionais de produzir quantidade suficiente  para abastecer os hospitais públicos e particulares, que dependem, na maioria dos casos, de material importado.

Três centros já funcionam -  em Curitiba (PR), Salvador (BA) e Ribeirão Preto (SP). O trabalho mais avançado é o da Pontifícia Universidade Católica (PUC) do Paraná, que já tem células-tronco adultas e aguarda o aval da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para produzir em escala comercial.

O uso de células-tronco derivadas da médula óssea apresenta bons resultados no tratamento de doenças no sangue, como leucemia e anemias, de acordo com o Ministério da Saúde.



24 de abril de 2012

Google Drive pode ser lançado ainda hoje, oferecendo 100 GB de espaço


Aumento da capacidade de armazenamento disponível no Google Docs indica que o novo serviço está bastante próximo de fazer sua estreia.

Rumores ligados a um possível lançamento do Google Drive não são nenhuma novidade. Após várias datas de lançamento já terem sido cogitadas, uma reportagem publicada pela Reuters — reproduzida pelo Yahoo — nesta terça-feira (24 de abril) indica que o serviço de armazenamento nas nuvens pode ser lançado ainda hoje, oferecendo até 100 GB de espaço para quem estiver disposto a pagar por isso.

Segundo a agência de notícias, fontes internas da Google afirmam que o site vai oferecer um espaço de 5 GB totalmente gratuito. Para ampliar essa capacidade, vai ser preciso desembolsar valores ainda não divulgados para assinar um dos diferentes planos desenvolvidos pela empresa.

Uma das principais diferenças do Google Drive em relação a concorrentes como o Dropbox é a integração do novo serviço com o sistema de buscas da companhia. Com isso, a novidade deve oferecer uma facilidade sem igual na hora de encontrar e organizar arquivos. Embora até o momento a companhia não tenha se pronunciado, o Google Docs teve sua capacidade de armazenamento total aumentada para 5 GB, o que indica que o lançamento do novo serviço está bastante próximo.



20 de abril de 2012

Imprensa divulga: Primeiro "homem" grávido se divorcia depois de 9 anos

Apesar de o fato não se tratar de um homem verdadeiramente natural e sim de uma transsexual, significa na verdade que nenhum homem gerou filho, más se trata apenas de uma transsexual reconhecida por lei em seu país como sendo homem, daí o motivo de a imprensa mundial intitular o caso como sendo o "Primeiro homem grávido". 

Depois de ficar famoso como o primeiro "homem grávido" do mundo, Thomas Beatie divulgou que vai se separar.


Ele esteve casado com Nancy por nove anos e vive uma situação ruim com a esposa, segundo as informações do jornal Daily Mail.

"Como todos os casamentos, temos nossos altos e baixos, e estamos passando por uma fase difícil agora. No momento, estamos separados", afirmou o marido de Nancy.

Thomas era mulher anteriormente, se chamava Tracy Lagondino, e realizou um tratamento para mudança de sexo aos 24 anos.

Ele possui aspectos masculinos (com barba e sem seios), agora é um homem, de acordo com a lei, mas manteve os órgãos sexuais femininos.

A ex-esposa passou por uma histerectomia, processo para retirar o útero, e não pode engravidar.

Logo, através de uma inseminação artificial, os dois decidiram que Thomas ficaria grávido com a doação de esperma.

Assim, o casal conceberam, ao todo, três filhos: Susan, Austin e o mais novo, Jensen.

No começo de 2008, Thomas concedeu uma entrevista para a apresentadora Oprah Winfrey.

Thomas fez questão de expor seu sentimento de que "a necessidade de ter um filho não é um sentimento masculino ou feminino, mas humano".

Além disso, esclareceu que sua vontade de ter um descendente pode ser comum em qualquer indivíduo. "Sou uma pessoa e tenho direito de ter um filho biológico", declarou à Oprah.



20 de abril de 2012

INACREDITÁVEL: FACEBOOK ULTRAPASSA AUDIÊNCIA DO GOOGLE

Rede social foi mais acessada no País do que o Google Brasil no último final de semana


O Facebook foi o site mais acessado no Brasil no final de semana. Com mais de 10% das visitas no sábado, 14, e no domingo, 15, a rede social ultrapassou o Google Brasil em número de visitas. Os dados são da Experian Hitwise.

O Facebook teve 10,86% das visitas no sábado e 10,98% no domingo. Os números são ligeiramente superiores aos do Google, que ficou com 10,85% e 10,55%.
Há cinco meses, o Google ganhava disparado em número de acessos. O Facebook quase dobrou sua audiência neste período – e, se a tendência permanecer, o site pode se tornar o mais visitado do País.

Competição. Gráfico mostra a audiência do Google (em verde) e do Facebook (azul) no Brasil (REPRODUÇÃO)
A primeira vez que o Facebook ultrapassou o Google foi no domingo, 1º de abril. Segundo a Experian, a audiência do Facebook cresceu 5,3% nos últimos seis meses – foi um aumento relativo de 86%. Em 19 de dezembro, o Facebook ultrapassou o Orkut pela primeira vez. A posição foi consolidada no dia 9 de janeiro deste ano.
“Os picos de participação em visitas apresentados pelo Facebook em relação aos demais sites na internet ocorrem aos fins de semana e feriados, fato que coincide com o aumento das visitas a sites da categoria de redes sociais e fóruns”, explica a Experian.
Não esqueça de divulgar essa Notícia para seus amigos no Facebook clicando em “CURTIR” e “Tweetar” e clique no +1 logo acima.



16 de abril de 2012

Livros de ciência para crianças ainda
 carecem de divulgação

Não é de hoje que o mercado editorial brasileiro oferece títulos sobre ciência e tecnologia especialmente dedicados ao público infantil. Segundo dados da Agência Educa Brasil, a popularização dos chamados livros paradidáticos nas escolas iniciou-se no fim da década de 1990, com o estabelecimento dos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs) pelo Ministério da Educação (MEC), além da descentralização de recursos do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) e a decisão independente de Estados como São Paulo em investir nesse tipo de publicação. O retorno editorial, porém, ainda é desanimador. "Todos que tiveram acesso aos livros gostaram e acharam interessantes. O problema é a dificuldade para divulgar", afirma Teresa Florenzano, mestre em ciências e pesquisadora do Instituto de Pesquisas Espaciais (Inpe) e autora de A Nave Espacial Noé, releitura futurista da história bíblica.

A categoria abarca publicações cujos valores e conteúdo informativo são ensinados principalmente por meio de aspectos lúdicos, com a distribuição de informações científicas ao longo de uma narrativa ficcional, ou como as coloridas naves espaciais que chamaram a atenção de Matheus Roth, 7 anos. Morador de São Leopoldo (RS), o pequeno já é um leitor dos mais assíduos. Quando perguntado sobre qual o livro preferido de sua coleção, porém, a resposta não é fácil. "Eu não sei, porque tenho uns 50, 59 livros", responde.

Matheus começou a formar sua biblioteca quando ainda estava na pré-escola, por volta dos 5 anos. A partir de então, além do gosto pela leitura, desenvolveu grande interesse por assuntos como ciência e tecnologia, tema de vários itens de sua coleção. "Quando ainda estava na alfabetização, ele encontrou um livro sobre viagens espaciais, com figuras de foguetes, e se apaixonou. Hoje, aqui em casa, existem mais livros dedicados à faixa etária dele do que à minha e do meu marido", conta a artista plástica Suellen Roth, de 28 anos, mãe de Matheus.

Leitura complementar 

Embora eles sejam complementares e não substitutos do material didático escolar, as características dos livros paradidáticos sobre ciência e tecnologia os qualificam como leituras que também podem ser aproveitadas pelas crianças sem a orientação de professores.

A pouca idade não impede que os pequenos efetivamente aprendam com o conteúdo abordado pelos livros. "Não acho que seja uma leitura superficial. Parece que, nessa idade, eles absorvem muito mais informação", comenta Suellen Roth. A etapa de desenvolvimento de crianças da idade de Matheus é um dos fatores que promove a procura e a retenção de conhecimentos científicos. "Principalmente na fase que vai dos 6 aos 12 anos, a criança tem uma curiosidade muito grande pelo mundo, e já consegue buscar respostas sozinha", explica Andréa Patapoff, mestre em Psicologia da Educação pela Universidade Federal de Campinas (Unicamp). O gosto e aptidão para a ciência varia entre as crianças, mas a psicóloga explica que os livros paradidáticos servem para despertar a curiosidade e preparar o cérebro para o processamento de conhecimentos mais intrincados.

A validade do conteúdo também tem procedência assegurada: nesse tipo de livro, as informações precisas e complexas do meio científico são condensadas em linguagem acessível e histórias atraentes por profissionais do próprio ramo. É o caso da série Decifrando.a.terra.br, da editora paulista Oficina de Textos. Os 11 títulos que atualmente formam a coleção são de autoria de cientistas, mestres e doutores em diversas áreas da ciência, como astronomia, biologia e história natural. "A série é baseada em um tripé: iniciação científica e conscientização ambiental por meio de materiais paradidáticos", explica a diretora Shoshana Signer. A proposta da coleção é estimular as crianças para que elas possam compreender melhor o mundo e a importância de fazer a sua parte para preservá-lo.

Entre os livros integrantes da série está A Nave Espacial Noé, releitura futurista da história bíblica escrita por Teresa Florenzano, mestre em ciências e pesquisadora do Instituto de Pesquisas Espaciais (Inpe) de São José dos Campos (SP). A iniciativa partiu da própria Oficina de Textos, que encomendou a Teresa um livro sobre sensoriamento remoto para crianças no final de 2003. "De cara aceitei o desafio, mas logo depois, quase desisti. É muito difícil escrever para uma criança", comenta a autora.

Foi o convívio com os sobrinhos e a leitura de livros infanto-juvenis durante as férias de verão que fizeram as ideias surgirem: no lugar de um grande dilúvio, a Terra é atingida por um incêndio provocado pelo homem; em vez da arca, os seres vivos são resgatados por uma nave espacial; e o monitoramento via satélite substitui a pomba que simboliza o fim do desastre.

Lucro com livros paradidáticos é "desanimador" 

Para Shoshana Signer, a proposta do projeto Decifrando.a.terra.br é de caráter utópico, pois, praticamente, não há interesse expressivo pelo assunto.

Em 2010, a venda de 10 títulos da coleção somou R$ 2.254,00; no ano passado, o lucro caiu para R$ 1.511,00. Os índices mais significativos, segundo Shoshana, correspondem às vendas para a Secretaria da Educação de São Paulo e escolas do Estado, o que leva a crer que livros como os da série não costumam chamar a atenção dos pais das crianças. "Em livrarias, que é onde mais se pode detectar o interesse dos pais, é muito difícil vender", explica a diretora, que entende que a iniciação científica das crianças atualmente é trabalhada, em sua maior parte, pelo colégio.

Entretanto, uma vez habituados à leitura dos livros, o conteúdo exposto em sala de aula nem sempre parece suficiente aos pequenos. "O Matheus constantemente fala que aprende muito mais coisas nos livros em casa do que nas aulas", conta Suellen Roth. À parte de problemas estruturais da educação no Brasil, a psicóloga Andréa Patapoff observa que a instrução científica pode ser prejudicada pelo currículo fechado das escolas - razão pela qual disciplinas como ciências, química e física se tornam pouco interessantes e desprazerosas. Como a ciência é fundamentalmente um ramo impulsionado pelo questionamento, há ainda problemas de metodologia de ensino dessas matérias. "Muitas vezes, a escola forma pessoas que dão as respostas certas, mas não fazem boas perguntas, porque isso não foi adequadamente trabalhado", explica Andréa.

Essas faltas estratégicas do sistema de ensino tradicional brasileiro podem dar pistas para o desinteresse de muitos pais sobre o assunto. "Ciência e tecnologia não são assuntos muito valorizados no Brasil, e os pais não podem repassar valores que eles próprios não têm aos filhos", comenta Shoshana Signer. Nesse cenário, os livros paradidáticos podem colaborar com a motivação das crianças em direção ao meio científico. "Não só no Brasil, existe uma carência de novos cientistas. Ao mostrar a importância da ciência e tecnologia, esse tipo de literatura pode atrair crianças e jovens para a carreira científica", afirma a autora Teresa Florenzano.



5 de abril de 2012

Vem aí o telefone popular

O comando da Anatel aprovou nesta quarta-feira, 4, as regras para a oferta de pacotes populares de telefonia fixa voltados para os brasileiros beneficiários dos programas públicos de distribuição de renda. O novo plano - uma reciclagem do mal sucedido Acesso Individual Classe Especial (Aice) - custará R$ 14,50 e terá uma franquia de 90 minutos em chamadas entre telefones fixos. Só pode comprar o pacote quem estiver inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico), que concentra projetos como o Bolsa Família.

As concessionárias Oi e Telefônica devem começar a comercializar o novo plano em junho deste ano. O novo regulamento foi aprovado por unanimidade pelos conselheiros da Anatel. Mas isso não significa que as concessionárias aceitaram quietas a edição do novo pacote.

Fiquei perplexa com uma notícia veiculada pelo noticiário especializado Teletime. Segundo o site, a Oi teria sugerido à Anatel que o plano de telefonia popular fosse oferecido como um serviço celular. O pacotinho desenhado pela concessionária era bem vantajoso à primeira vista: permitia que o cliente fizesse mais ligações do que o planejado pela Anatel e essas chamadas poderiam ser feitas para celulares e telefones fixos. Tudo pelo valor de R$ 14,50 definido pela Anatel.

Transformar o Aice em um pacote de telefonia móvel seria muito danoso para o brasileiro. Para começar, é estranha essa onda de transformar tudo em telefonia móvel, como se os celulares fossem uma solução milagrosa para todos os problemas dos brasileiros. Quem mora nos grandes centros já percebeu na prática que a telefonia móvel não é essa panaceia. Com redes cada vez mais congestionadas, o serviço de celular continua caríssimo e tem deixado muitos clientes na mão.

Pensando nisso, não parece nem um pouco prudente a sugestão da Oi. Diga-se de passagem, é bem fácil de entender porque esta ideia partiu da Oi e não de outra operadora móvel ou fixa no mercado. Apesar de ser a maior concessionária de telefonia fixa do país, a Oi não consegue cair na graça do consumidor quando o assunto é telefonia móvel. Ao invés de crescer, a empresa perde clientes a cada mês neste segmento. Assim, seria um grande presente para a empresa ser "obrigada" pela Anatel a oferecer um pacote popular de telefonia celular. Imaginem só a agência reguladora divulgando o Aice para os brasileiros do Bolsa Família e a Oi oferecendo o pacote com exclusividade em praticamente todo o país.

Não bastasse essa situação esdrúxula onde interesses privados tentam se misturar a políticas públicas para a população de baixa rende, é importante lembrar que o uso da telefonia fixa está em queda no Brasil. Pode parecer estranho, mas não querer que esse serviço volte a se expandir tem sua lógica no mundo das empresas. Quando menos gente usar a telefonia fixa, menor a possibilidade de reduzir a exorbitante assinatura básica do serviço. É um círculo vicioso: quanto mais cara a assinatura, mais gente parte para a telefonia celular, que possui o minuto mais caro do mundo. E quanto menos gente tem telefone fixo, mais caro ele custará, uma vez que a assinatura é calculada para remunerar a manutenção de toda a rede, independentemente de quantas pessoas estão usando o serviço. No fim, se a oferta da Oi fosse aceita pela Anatel, a empresa ganhará nas duas pontas. E tudo isso sob o manto de fazer uma benesse aos brasileiros mais pobres.

Não é a primeira vez que empresas tentam aproveitam a regulamentação da agência para transformar em política pública o que deveria ser apenas um plano de negócios como qualquer outro. A mesma Oi conseguiu anos atrás fazer com que a Anatel transformasse em "obrigação" uma série de projetos comerciais da companhia quando foi realizada a compra da Brasil Telecom. Política pública serve para conduzir as empresas à oferta de serviços que beneficiem a população e que, naturalmente, não são oferecidos. Não pode servir para cristalizar projetos privados. Se a Oi quer conquistar mais clientes na telefonia móvel, que coloque o pacote oferecido à agência reguladora no mercado por conta própria. A agência está de parabéns por não ter cedido desta vez.



4 de abril de 2012

Airbus A380: conheça os detalhes do
 novo rei da aviação

A aeronave comporta quase 900 pessoas e tem 73 metros de comprimento. Veja as novidades tecnológicas que fazem esse gigante voar

O maior avião de passageiros em operação no mundo voltou ao Brasil. A primeira coisa que chama a atenção é o tamanho. Com dois andares e capacidade para carregar até 853 pessoas, o Airbus A380 tem 73 metros de comprimento, 80 de envergadura e 24 de altura. O popular A320 fica pequenininho perto dele...
Em operação comercial há 5 anos, o A380 levou mais de uma década para ser desenvolvido. O investimento foi alto, algo em torno dos R$35 bilhões. 253 aeronaves como esta já foram encomendadas. Cada uma ao valor de aproximadamente R$700 milhões e com prazo de dois anos para ser construída. Destas, 71 já estão voando. Mas, por enquanto, nenhuma na América Latina.
A questão, principalmente no Brasil, é que os aeroportos não comportam o funcionamento de um avião deste tamanho no dia-a-dia. Além de espaço na pista, conhecendo a situação dos nossos aeroportos, imagine como seria o embarque de mais de 800 passageiros de uma só vez? Bom, melhor nem imaginar...
Hoje, o A380 opera em 55 rotas para 29 destinos no mundo. O gigante é indicado principalmente para aeroportos com fluxo diário de 10 mil passageiros de longa distância – o que é o caso de São Paulo e apenas outras 38 cidades no mundo todo.  Há pouco mais de seis meses, a Infraero autorizou pousos e decolagens do A380 no país, mas não há qualquer previsão de quando nós, brasileiros, veremos novamente uma desta por aqui.
O modelo usado na turnê é uma aeronave de testes. No interior da cabine, nada de luxo, mas galões de metal cheios de água para simular o peso dos passageiros. Dá só uma olhada na quantidade de fios e em toda estrutura necessária para fazer esse gigante sair do chão com segurança. Nesta estação, dois engenheiros acompanham todo o funcionamento do Airbus e registram tudo para constantes atualizações.
Nós conversamos com o piloto do A380 para saber o que havia de novidades tecnológicas ali dentro. Segundo ele, existem novos dispositivos como, por exemplo, o "EyeWitness", um sistema que mostra na tela uma imagem do aeroporto onde o piloto estiver pousando e indica a rota exata de onde ele deve "estacionar". Outra novidade é o "Brake to Vacate", um sistema que informa ao piloto, em tempo real, a distância exata de frenagem para o avião chegar até a saída desejada. O francês diz que qualquer piloto de Airbus, com apenas 10 dias de treinamento, está pronto para pilotar o A380.
Outra coisa que chama a atenção é o silêncio da aeronave.
O A380 chega a ser quatro vezes mais silencioso do que o "segundo" maior avião comercial do mundo. E, mesmo carregando 40% a mais de passageiros, consome cerca de 20% menos 

Assista ao vídeo:

Vídeo do YouTube




3 de abril de 2012

Brasil lançará até 2014 satélite de comunicações de uso civil e militar

O Brasil vai lançar um satélite para comunicações civis e militares até 2014. A notícia foi detalhada hoje (2) pelo ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, durante abertura de um evento de tecnologia da informação no Rio de Janeiro.

“Nós definimos a construção de um satélite geoestacionário, [que ficará] a 36 mil quilômetros de altitude, com capacidade para fazer a cobertura do país inteiro. As duas principais finalidades são atender às comunicações militares e também estratégicas, dentre elas o Plano Nacional de Banda Larga”, disse o ministro.

Bernardo explicou que um dos objetivos do governo é levar internet de alta velocidade a municípios e povoados no interior do país, onde seria praticamente impossível a utilização de outras tecnologias.

“Nós temos um número muito grande de municípios e localidades em regiões mais retiradas onde a construção de cabo ou tecnologia por rádio convencional encontra muita dificuldade, em um investimento difícil de se fazer por solo. Então vamos atender por satélite.”

Bernardo disse que o satélite custará cerca de R$ 750 milhões e será desenvolvido e montado por uma empresa que será criada, formada por Telebras e Embraer. “Vamos fazer isso em uma associação entre a Telebras e a Embraer. Essa empresa vai ter autonomia e atribuição de montar o satélite, que depois será operado pela Telebras, na parte civil, e o Ministério da Defesa, na parte militar. Nossa previsão é lançar esse satélite até 2014, em dois anos e meio de trabalho.”

Segundo o ministro, o lançamento do satélite, provavelmente, será feito fora do Brasil, pois o equipamento tem um peso projetado de 6 toneladas, demandando uma estrutura específica que não é encontrada hoje no país.



2 de abril de 2012

Designer desenvolve conceito de
 câmera "invisível"

O designer Yeon Su Kim criou a Air Clicker, máquina fotográfica e filmadora que utiliza sensor de movimento e comunicação com smartphones via Bluetooth. O objetivo é substituir uma câmera por apenas dois pequenos gadgets, que não ocupam muito espaço.

A estrutura, nem um pouco convencional, faz com que a câmera pareça “invisível”. Através de uma peça colocada no polegar, é possível posicionar a lente e ligar ou desligar a câmera. Já o dispositivo colocado no indicador é o responsável por detectar o movimento para fotografar. Para isto, basta imitar o movimento de pressionar o botão tradicional de disparo.

Ainda com o sensor de movimento, a Air Clicker consegue identificar quando o usuário deseja fotografar ou gravar. Para alterar para o modo de filmagem é preciso simular a posição da mão ao segurar a lente de câmera de vídeo.

Ao utilizar a sincronização via Bluetooth existente no gadget, todo o material registrado é salvo de forma rápida e fácil em qualquer smartphone.

Embora a ideia possa atrair vários consumidores, a Air Clicker ainda não tem previsão para começar a ser produzida e comercializada.

Fonte: Techtudo 



30 de março de 2012

FAB lança foguete de treinamento no Rio Grande do Norte

Rio Grande do Norte -  A Força Aérea Brasileira (FAB) lançou nesta sexta-feira o Foguete de Treinamento Básico (FTB) no Centro de Lançamento Barreira do Inferno (CLBI), em Parnamirim, no Rio Grande do Norte.

De acordo com a FAB, o objetivo da operação é capacitar o CLBI no lançamento e monitoramento de foguetes, além da obtenção de dados para qualificar o FTB. O foguete pode atingir uma altura de até 30km.

O foguete desenvolvido pelo Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial possui mais de 3 m de comprimento e queima em 4 segundos. Esse lançamento é o primeiro de uma série previsto no Programa Nacional de Atividades Espaciais para o ano de 2012.



30 de março de 2012

Estudo mostra que genes influenciam no tamanho e formato do córtex cerebral

Um estudo com imagens do cérebro de 400 irmãos gêmeos mostrou que os códigos genéticos humanos têm um papel maior na determinação do tamanho e formato do córtex do que se acreditava antes. O córtex é a substância cinzenta do cérebro e desempenha um papel central em funções como memória, atenção, consciência, linguagem, percepção e pensamento. O estudo foi liderado pelo cientista Chi-Hua Chen e está publicado na edição desta sexta-feira (30) da revista Science.

De acordo com a publicação, o estudo é um primeiro passo para encontrar novos tratamentos para transtornos mentais. Segundo os cientistas, um entendimento maior do mapeamento genético do cérebro pode aumentar as chances de encontrar os genes que provocam as mutações, e, por consequência, as mutações que provocam as doenças. 


29 de março de 2012

Google convida homem cego para "dirigir" novo carro automático 

O Google usou um motorista cego para testar o funcionamento do novo carro automático em uma rota de mais de 300 Km. A experiência rendeu um vídeo divulgado no YouTube da viagem completa. O carro, na verdade, "se dirige" sozinho, sem a ajuda do homem.

A gravação, intitulada Self-Driving Car Teste: Steve Mahan, mostra a viagem de Steve Mahan, um homem com incapacidade visual de 95%, em um percurso por sua cidade a bordo de um Toyota Prius equipado com a tecnologia do Google para autocondução.

Para o homem, um carro como este poderia representar uma drástica mudança no cotidiado. "Isto me daria a independência e a flexibilidade para ir a lugares onde tenho que ir e quero ir quando eu necessitar fazer coisas", avaliou Mahan.

A viagem teve duas paradas, "sem mãos, sem pés", comenta o cego com os braços para o alto enquanto o veículo avança. O automóvel é equipado com um sistema de radares e lasers para conhecer sua localização, e durante o teste o copiloto de Mahan usava um computador portátil que estava conectado ao veículo. O vídeo completo pode ser visto pelo atalho http://bit.ly/H1p7tF.

O Google explicou no YouTube que a condução com Steve Mahan foi realizada em "uma rota cuidadosamente programada" e que a experiência foi "um experimento técnico". O projeto foi anunciado em 2010, com o desenvolvimento de um protótipo guiado com o uso de mapas da companhia.



28 de março de 2012

Brasil lançará satélite para levar banda
 larga a todo o país
Novidade foi anunciada em Nova Délhi, pelo ministro
 Marco Antônio Raupp

O Brasil prepara o lançamento de um satélite geoestacionário de comunicação para proporcionar banda larga a todos os municípios do país, anunciou nesta quarta-feira em Nova Délhi o ministro da Ciência e Tecnologia, Marco Antônio Raupp.

O país busca na Índia uma cooperação técnica para o satélite, cuja construção e lançamento, sob responsabilidade da Telebrás e da Embraer, tem um custo avaliado de 750 milhões de reais (412 milhões de dólares). Apenas o lançamento custará 80 milhões de dólares.

"Vamos fazer um concurso internacional que abre a possibilidade a uma cooperação tecnológica importante", disse o ministro.

O satélite de comunicação dará opção a todos os municípios brasileiros a acessar a banda larga para os serviços de internet e telefonia móvel 3G.

Brasil, Índia e África do Sul - três integrantes do grupo dos emergentes Brics, ao lado de China e Rússia - também discutirão nos próximos dias o lançamento de outro satélite para a observação do clima no Atlântico Sul, o que permitirá fazer as medições necessárias para "entender as anomalias com o campo magnético terrestre que deixam passar as radiações ultravioletas".

Com a China, país com o qual mantém uma intensa cooperação desde os anos 80 - com o lançamento conjunto de três satélites -, o Brasil prevê o lançamento de um satélite este ano e outro em 2014, informou o ministro, que considera "estratégica" a cooperação Sul-Sul.

Raupp integra a delegação da presidente Dilma Rousseff na reunião de cúpula desta quarta-feira dos Brics na capital indiana.

Durante a visita bilateral à Índia na sexta-feira, Raupp assinará com as autoridades indianas um acordo para o programa "Ciências Sem Fronteiras", que permitirá o treinamento no exterior de estudantes e especialistas brasileiros nas áreas das ciências naturais e engenharia.

O programa já enviou 100.000 brasileiros ao exterior, em particular aos Estados Unidos (20.000), Alemanha (10.000) e França (8.000).

No caso da Índia, o Brasil espera estimular o intercâmbio nas áreas de tecnologia, saúde, em particular o combate a Aids, malária e turberculose, assim como a farmacêutica, a nanotecnologia e as ciências de forma geral.



23 de março de 2012

Record vai exibir sua programação em 2500 ônibus do país

Foi o tempo em que o telespectador é que tinha que correr atrás da programação das emissoras. Na atual geração as opções de mídias são maiores, por isso as emissoras estão onde o telespectador esta. E é isso que a Record quer fazer.

A emissora de Edir Macedo vai vai estrear na próxima segunda-feira um resumão de sua programação em linhas de ônibus de dez cidades: São Paulo, Sorocaba, Rio, Belo Horizonte, Salvador, Porto Alegre, Recife, Fortaleza, São Luís e Brasília.

A programação terá duração de 20 minutos diários com dramaturgia e notícias, com apoio das emissoras locais. Inicialmente a emissora vai começar a ser exibida em 2500 ônibus.

Vale ressaltar que a Globo já transmite sua programação nos ônibus a muitos anos. É um caminho inevitável. Ou as emissoras se mostram interessadas nos telespectadores ou esses telespectadores vão pra outras mídias.

Felipe Nunes Mourão



16 de março de 2012

Roupa inteligente para bebê diz por que ele está chorando


A Exmovere Holdings desenvolveu uma excelente ferramenta para pais de primeira viagem, a Exmobaby. Trata-se de uma roupa para bebês, equipada com sensores e um pequeno transceptor, que envia informações sobre o estado de saúde do pequeno via SMS ou e-mail.

Disponível para crianças de até um ano de idade, a Exmobaby possui um software capaz de fazer análises a partir do monitoramento dos batimentos cardíacos, temperatura corporal e movimentos do bebê. Há até mesmo um sensor responsável por identificar se a fralda precisa ser trocada ou não. 

Ao detectar qualquer sinal de anormalidade, como um sono muito agitado ou indicativo de febre, a roupa aciona os pais. Os componentes, baseados em microtecnologia e comunicação wireless, enviam a cada minuto as informações reunidas por e-mail ou SMS.

Apesar de tanta tecnologia em torno, a Exmobaby pode ser lavada normalmente. Há uma estimativa de que o produto possa chegar ao mercado custando cerca de US$ 100, o que equivale a R$ 173 segundo a atual cotação da moeda norte-americana. Atualmente, o protótipo está sendo testado em hospitais e a empresa procura voluntários que queiram avaliar o gadget em casa.

Fonte: Techtudo 



13 de março de 2012

Descubra e controle o que o Google
 sabe sobre você


Se você tem alguma dúvida sobre segurança da informação (antivírus, invasões, cibercrime, roubo de dados, etc), vá até o fim da reportagem e e descobrirá que suas informações estão sendo monitoradas. 

O Google adotou uma nova política de privacidade no início de março. A nova política muda apenas a forma que o Google pode relacionar seus dados: antes, cada serviço do Google era separado; agora, se uma mesma conta for usada em mais de um serviço, os dados podem ser relacionados. Embora o Google não esteja coletando nada além do que já coletava, muitas informações suas provavelmente já estão com eles, mesmo que você não seja cadastrado em nenhum serviço. A boa notícia é que você pode ter uma ideia do quanto o Google sabe sobre você, e até controlar algumas coisas.

Histórico da web e do YouTube

O Google é capaz de registrar todas as suas e associá-las à sua conta do Google, se você tiver feito o login antes de usar o site, ou mesmo anonimamente – mesmo que você não tenha feito o login. O site que você visitou também fica registrado.

Essa configuração pode ser controlada no endereço google.com/history e deve ser sua principal preocupação em relação à sua privacidade no uso dos serviços do Google.

O Google argumenta que o histórico da web permite refinar as buscas e dar resultados mais relevantes, porque permite que a empresa saiba melhor o que você procura. Independentemente, é o recurso mais invasivo quanto à privacidade e seu uso deve ser considerado.

O YouTube tem o mesmo recurso e o ajuste é separado. As configurações estão acessíveis em youtube.com/my_history

Preferências de anúncios

A página localizada em google.com/ads/preferences informa o que o Google “acha” que sabe sobre você. Essas informações foram determinadas de forma anônima a partir dos sites que você visitou e que usavam o AdSense, a plataforma de publicidade do Google. Elas existem mesmo que você não tenha uma Conta Google.

É possível ver quais “categorias de interesse” o Google associou ao seu comportamento e também em qual perfil de navegação você se encaixou. Este colunista, por exemplo, foi colocado na faixa etária de 65 anos – o que não é muito correto, mas outros interesses foram identificados corretamente pelo Google.

Essas informações ajudam a empresa a exibir anúncios publicitários mais próximos do seu interesse. Essas informações não são associadas ao seu nome ou outros dados que você cadastrou nos serviços do Google.

Dica: se você frequentemente vê um anúncio do Google que não lhe interessa, é possível bloquear aquele anúncio. Basta clicar no link “Anúncios Google” ou “Ads by Google” (que deve estar no canto do quadro publicitário)  e essa opção irá aparecer em uma tela em seguida.

Confira o ‘Dashboard’

O painel de controle dos serviços do Google, chamado de “dashboard”, resume várias coisas que o Google sabe sobre você, que podem incluir até mesmo seu modelo de celular e os aplicativos que você instalou no Android Market, se você usa um celular com o sistema Android. Pode ser o caso de até o IMEI (identificador único do seu celular) estar registrado na sua conta.

Note que, apesar de algumas dessas informações estarem armazenadas pelo Google, várias delas são protegidas pela legislação. Nenhum funcionário do Google pode ler suas mensagens de e-mail armazenadas no Gmail, por exemplo. O mesmo vale para qualquer outro serviço do tipo, como o Hotmail, Yahoo ou até seu provedor de internet, que não pode monitorar sua conexão com a internet sem uma autorização da justiça.

Se você quer impedir que o Google associe todos os seus dados a uma única identidade, o que você precisa fazer é usar “Contas Google” diferentes para cada serviço: e-mail, YouTube, Google+, Picasa, etc. Com isso, o Google não irá realizar o cruzamento dos dados.

Isso só não vale para os dados de publicidade, que você pode controlar de forma independente e mesmo sem estar logado, como já explicado.



9 de março de 2012

Estudo aponta que 6 horas de TV por dia podem encurtar sua vida em até 5 anos

Assistir muita televisão pode encurtar a vida, de acordo com um relatório divulgado na Austrália. Segundo o jornal britânico Guardian, o estudo, desenvolvido pela Universidade de Queensland, chegou à conclusão de que após os 25 anos, cada hora à frente da televisão pode encurtar a vida de uma pessoa que não pratica exercícios em até 2,2 minutos.
De acordo com o Dr. Lennert Veerman, um dos autores do relatório, ficar sentado em frente à TV, sem ter o hábito de praticar qualquer atividade física, pode ser tão prejudicial quanto o fumo e a obesidade. “A quantidade de fumantes tem caído, mas o número de pessoas que assistem TV, não. Isso pode implicar até na quantidade populacional”, comentou.
A pesquisa ainda descobriu que australianos assistem a cerca de duas horas de televisão por dia. Sendo assim, suas expectativas de vida diminuem em 1.8 ano para os homens e 1.5 para as mulheres.
No entanto, é importante saber que o estudo se baseia em conceitos simples e bastante conhecidos: ao permanecer muito tempo sentado, sem praticar exercícios, os riscos de mortalidade e, particularmente, de doenças cardiovasculares, aumentam. “Sabemos que a atividade física faz bem à saúde e por isso não achamos estranho que o inverso [ficar sentado em frente à televisão] não seja tão bom”, concluiu o doutor.
O relatório foi baseado em uma pesquisa observacional realizada entre 1999 e 2000 com mais de 11 mil participantes acima dos 25 anos. Na época, o estudo australiano descobriu que assistir televisão por apenas uma hora poderia aumentar em 8% o risco de morte prematura.
 
Fonte: Olhar Digital



6 de março de 2012

Serviços da Telefônica passarão a usar marca Vivo em 15 de abril

Alteração é válida para todos os produtos da operadora espanhola, como o Speedy e telefonia fixa. TVA passará a se chamar Vivo TV

A partir de 15 abril os serviços da Telefônica não usarão mais o nome do grupo espanhol. A empresa anunciou em um comunicado em seu site oficial que passará a usar o nome Vivo em todos os produtos oferecidos, sem exceção.
 
A mudança vai afetar, por exemplo, o serviço de banda larga da operadora, que passará a ser chamado de Vivo Speedy. A telefonia fixa será Vivo Fixo e a TV por assinatura TVA será a Vivo TV.
 
A empresa afirma que a mudança no nome dos serviços não vai alterar em nada a oferta deles para os usuários. "Os canais de relacionamento, conta, lojas, site e todos os pontos de contato passarão a ser identificados com a marca Vivo. Mas os serviços e tarifas continuarão os mesmos", diz o comunicado.
 
As alterações estão sendo explicadas desde já para não confundir os clientes no futuro. A identidade visual de alguns produtos, como a Vivo TV, será alterada para refletir a nova marca. As contas também serão modificadas:

A Telefônica comprou a Vivo em 2010 e desde então planejava a mudança na oferta dos produtos. A empresa decidiu manter o nome Vivo em vez da marca espanhola e vai ampliar os serviços de telefonia fixa, banda larga e TV por assinatura para todo o Brasil. Atualmente, eles são oferecidos principalmente no estado de São Paulo.



5 de março de 2012

Cientistas constroem nanorrobô a partir de moléculas de DNA  

Cientistas da Universidade Harvard, nos Estados Unidos, construíram um nanorrobô a partir de moléculas de DNA que é capaz de transportar carga até células individuais e influenciar o comportamento delas. O nanocargueiro pode levar doses diferentes de moléculas a células específicas, capacidade que poderá ser utilizada para melhorar os sistemas atuais de transporte de medicamentos, segundo os autores da pesquisa, cujos resultados foram publicados neste mês na revista Science. As informações são da Agência Fapesp.

Para montar o protótipo, Shawn Douglas e colegas da Harvard Medical School empregaram a técnica conhecida como origami de DNA - que consiste em dobrar fitas do ácido desoxirribonucleico em formas complexas - para construir o nanorrobô de formas hexagonais. Os pesquisadores carregaram o veículo com nanopartículas de ouro e fragmentos de anticorpos com marcação fluorescente, que foram transportados até células de um tecido em cultura.

Segundo os autores do estudo, os nanocargueiros poderão ser projetados para responder a certas proteínas encontradas na superfície das células - ou a combinações específicas delas -, de modo a entregar a um alvo moléculas que possam atuar de diferentes formas no comportamento dessas células. A tecnologia, que é inspirada nos mecanismos do sistema imunológico humano, poderá ser utilizada, por exemplo, em sistemas que tenham como objetivo atingir e destruir células cancerosas, apontam os cientistas.

"Esse trabalho representa uma grande conquista no campo da nanotecnologia, ao demonstrar a capacidade de empregar avanços recentes no campo do origami de DNA para desafios importantes como destruir células cancerosas com alta especificidade", disse Donald Ingber, diretor do Wyss Institute na Escola de Medicina de Harvard.



2 de março de 2012

Cientistas dizem que podem criar "ilimitados" óvulos humanos em laboratório


Médicos americanos afirmam que pode ser possível, um dia, criar uma fonte “ilimitada” de óvulos humanos para auxiliar no tratamento da fertilidade.

Os pesquisadores demonstraram que algumas células-tronco de mulheres adultas espontaneamente produzem novos óvulos em laboratório.

Em seguida, outros experimentos com ratos mostraram que esses óvulos podem ser fertilizados.

A teoria de longa data é que as mulheres nascem com todos os óvulos que terão durante a vida. O principal pesquisador do estudo, Jonathan Tilly, disse que a nova pesquisa desmente isso.

Sua equipe encontrou e isolou células-tronco que produzem óvulos nos ovários de mulheres em idade reprodutiva. Isso foi feito através da procura de uma proteína, DDX4, que existe somente na superfície das células estaminais. Isso permitiu aos pesquisadores escolher as células corretas.

Quando cultivadas em laboratório, as células geraram “espontaneamente” óvulos imaturos – ou ovócitos, que se pareciam e agiam como ovócitos normais no organismo.

As células “amadureceram” quando ficaram rodeadas por um tecido vivo do ovário humano, que tinha sido enxertado dentro de ratos.

“A descoberta de células precursoras de ovócitos em ovários adultos humanos, aliada ao fato de que essas células compartilham as mesmas características que produzem óvulos totalmente funcionais, abre a porta para o desenvolvimento de tecnologias inéditas para superar a infertilidade em mulheres e talvez até mesmo retardar o momento da falência ovariana”, diz Tilly.

Não só a pesquisa reescreve a história da fertilidade até hoje, como abre uma série de possibilidades interessantes para
preservar a fertilidade de mulheres em tratamento contra o câncer, por exemplo, ou talvez para as mulheres que sofrem de infertilidade, extraindo as células e fazendo óvulos em laboratório.

Fonte: Hype Ciense 



29 de fevereiro de 2012

Maior rede do mundo, Facebook é 19 vezes mais usado que Twitter 


O Facebook é a rede social com o maior número de usuários do mundo, de acordo com uma análise da Comscore divulgada pelo Wall Street Journal. Segundo o jornal, cada usuário do site de Mark Zuckerberg passou, somente em janeiro, 405 minutos conectado, em média, contra três minutos no Google+. 

Além disso, o Facebook é 19 vezes mais usado que o Twitter no mundo e 135 vezes mais utilizado que o Google+, em termos planetários.

O levantamento, que analisou as pessoas nas redes sociais de setembro de 2011 a janeiro de 2012, colocou o Tumblr e o Pinterest na segunda posição de fidelidade de uso, ambos com 89 minutos de uso médio por usuário. Na sequência, vêm o Twitter com 21 minutos e o LinkedIn com 8 minutos. Antes do Google+, ainda aparece o MySpace, com tempo médio no mês de janeiro de 8 minutos.

Segundo Brian Solis, um analista da firma de mídias sociais Altimeter Group, desvendar a situação não é um trabalho difícil. "Ninguém quer uma outra rede social neste momento", afirmou. "O Google ainda não comunicou corretamente o valor do Google+", concluiu sobre a rede. Atualmente, o Facebook tem 845 milhões de usuários ativos em todo o planeta.



29 de fevereiro de 2012

Estado americano é o primeiro a autorizar carros de piloto automático


Os conceitos e estudos sobre os carros de piloto automático deram um passo de extrema importância após o estado de Nevada, nos Estados Unidos, anunciar oficialmente a liberação do uso desse tipo de veículo.

Os carros serão identificados nas ruas pela placa vermelha, colocada somente na fase de testes. Caso sejam aprovados posteriormente para o público, a placa será verde. Além disso, os veículos, obrigatoriamente, precisarão estar equipados com coletores de dados, uma espécie de caixa preta presente nos aviões. Esses coletores vão permitir que sejam estudados fatores de uma possível colisão.

Os carros só poderão ser conduzidos nas estradas do estado. As empresas que desejarem colocar seus veículos com piloto automático na rua terão de pagar entre US$ 1 milhão e US$ 3 milhões, aproximadamente R$ 5 milhões. Elas terão de colocar duas pessoas dentro do veículo durante o período de testes, sendo que uma deverá ser capaz de assumir o volante em caso de emergência. De acordo com a lei, o operador do veículo será responsabilizado por tudo que acontecer com ele.

Atualmente, uma das empresas com mais interesse nessa tecnologia é o Google. No ano passado, o gigante de buscas possibilitou que o governador de Nevada, Brian Sandoval, desse um passeio com o Toyota Prius. O carro utiliza sensores, radares e computadores que conduzem o veículo sozinho.

Fonte: Techtudo 



24 de fevereiro de 2012

Maior máquina do mundo volta a funcionar após dois meses


A maior máquina do mundo, o acelerador de partículas LHC, do Centro Europeu de Física de Partículas (CERN), voltou a ser acionado após mais de dois meses de parada técnica e a partir de agora mais de 5 mil cientistas dão início a etapa decisiva na busca do bóson de Higgs, a partícula que explicaria a origem da matéria.

A informação foi confirmada por James Gillies, porta-voz do CERN.

- Os aceleradores estão sendo reativados, mas os primeiros feixes de prótons não serão injetados no LHC até meados de março e as colisões continuarão até o fim deste mês.

A injeção de prótons será feita em um primeiro acelerador menor e mais antigo. Lá as partículas irão adquirindo energia e acelerando-se para passar ao segundo acelerador maior antes de chegar com toda potência (mais de 99,9% da velocidade da luz) ao LHC, explicou um dos responsáveis do centro de controle do grande acelerador, Mirko Pojer.

Uma vez que os prótons cheguem ao LHC, a metade deles fará sua trajetória em uma direção e os demais no sentido oposto para começar a colidir no fim de março.

Para isso então terão de ter chegado ao ponto ideal de esfriamento dos ímãs supracondutores do LHC, cuja temperatura deverá descer aos 271ºC negativos - a temperatura mais baixa conhecida no Universo - para que a experiência se retome corretamente.

No total serão injetados 2.800 pacotes de partículas no LHC, com conteúdo de 115 bilhões de prótons cada, que circularão a uma energia de 4 TeV (teraeletronvolts), 0,5 TeV mais do que estava previsto.

- A energia da colisão dos prótons equivale ao choque de um grande avião na velocidade de aterrissagem, ou seja, cerca de 150 km/h.

No entanto, dado ao reduzido tamanho dos prótons, a probabilidade de choque é reduzida, o que explica a necessidade de injetar no acelerador tamanhas quantidades de partículas.

Os milhares de físicos que trabalham no CERN esperam que das colisões entre prótons à energia tão elevada surjam novas partículas cuja existência está apenas na teoria.

É o caso do bóson de Higgs, sobre a qual repousam as bases do modelo padrão da física e que é, por enquanto, a única explicação disponível sobre uma questão tão fundamental como a origem da matéria.

Os responsáveis pelo CERN garantiram que neste ano terão resultados conclusivos sobre a existência ou não de Higgs, da qual os cientistas acreditam ter visto sinais durante as medições e análises de dados realizados durante 2011.

O LHC está localizado entre 50 m e 150 m abaixo da terra, conta com quatro detectores.

Desses, dois - conhecidos como ATLAS E CMS - estão dedicados a buscar de maneira paralela, mas independente, novas partículas, incluído o bóson de Higgs.

Nos próximos meses nenhuma nova descoberta será anunciada até que uma dessas experiências não alcance um grau de comprovação quase absoluta ou equivalente a uma possibilidade em um milhão que possa ter algum erro, disse o físico Steven Goldfarb, coordenador de divulgação e educação do detector ATLAS. Se isso ocorre, o outro detector servirá para contrastar o resultado e corroborar os dados obtidos.

Goldfarb lembrou que entre 1999 e 2000 em uma experiência conhecida como Aleph os cientistas pensaram ter encontrado a partícula de Higgs, mas outros três experimentos que eram desenvolvidos paralelamente descartaram a descoberta.

- Isso é como tirar dados. Pode ocorrer que o mesmo número saia seis vezes seguidas e seria emocionante, mas existe uma probabilidade estatística que isso ocorra, e ali mora a armadilha.

A mesma opinião tem a cientista espanhola Silva Goy, que trabalha no detector CMS e assinalou que o observado até agora pode ser "oscilação estatística" e que o desafio é chegar a um nível de probabilidade que permita eliminar esse risco.

Com o valor de energia que será utilizada neste ano, o volume de dados obtidos chegará aos 15 femtobarn inverso (Fv-1), considerada suficiente para alcançar um resultado final.

Espera-se que até a próxima grande conferência de física, no início de julho na Austrália, já tenham sido reunidos tantos dados quanto em todo o ano de 2011 e se possa apresentar resultados significativos para a comunidade científica.

Equipamento já teve vários problemas

Com 27 km, o acelerador de partículas é uma estrutura circular construída a 100 m de profundidade na fronteira entre a França e a Suíça, ao custo aproximado de R$ 10 bilhões (US$ 5,2 bilhões).

O LHC começou a processar partículas em novembro de 2009, depois de ser desligado em setembro de 2008, mês de sua inauguração, devido a um superaquecimento.

Cinquenta e três dos 1.624 grandes ímãs supercondutores (alguns deles com 50 m de comprimento) foram danificados e precisaram ser substituídos.

Sua construção envolveu 7.000 físicos de todo o mundo e durou 12 anos.

Em novembro de 2009, a máquina precisou ser desligada novamente porque um pedaço de pão, provavelmente levado por um pássaro, obstruiu o transformador elétrico.

O equipamento gigante chegou a despertar temores infundados de que poderia criar buracos negros capazes de destruir a humanidade. O aparelho foi citado no best-seller Anjos e Demônios, de Dan Brown.

Fonte: R7 


24 de fevereiro de 2012

Liminar obriga Google a retirar links de
 retransmissão da Globo

Segundo a liminar do Tribunal de Justiça de São Paulo, o Google tem 48 horas para retirar da lista de resultados os sites que retransmitem o sinal da Globo e da Globosat. Mas o prazo só começa a valer depois que o gigante de buscas for notificado oficialmente, o que pode levar até 30 dias.
De acordo com o site do órgão paulista, nesta quarta-feira o processo foi encaminhado para o cartório que expedirá o mandado. Não há prazo máximo para isso, mas, segundo a assessoria de imprensa do TJ-SP, é uma etapa "rápida, de um a dois dias", o que significa que na sexta-feira o documento pode estar pronto. Depois disso, um oficial de justiça deverá levar a notificação até o Google. 

Uma vez que a notificação esteja assinada, o mandado é anexado ao processo e o prazo de 48 horas passa a valer. Se durante os 30 dias nenhum responsável for encontrado pelo oficial de justiça para receber o documento, ou se se recusar a fazê-lo, após a terceira tentativa o mandado é tido como entregue. Após as 48 horas, a multa por não cumprimento é de R$ 5 mil por dia.

A Globo processou o Google por listar entre seus resultados de busca por "ver TV online", entre outros termos, links que fazem a retransmissão de seus conteúdos. De acordo com a Central Globo de Comunicação, "a medida tem como objetivo preservar o direito autoral sobre a programação da TV Globo, e foi necessária porque os sites em questão praticam reiteradamente a pirataria e estão hospedados fora do país, o que torna praticamente impossível dar efetividade a medidas judiciais contra eles". O advogado da emissora, Joseph Abadi, afirma que o Google atua como "facilitador de atos ilícitos" ao listar as páginas. O Google diz que "não foi notificado e não comenta casos específicos".



22 de fevereiro de 2012

Cientistas descobrem novo planeta composto
 por água a 40 anos-luz

Um grupo de astrônomos descobriu a existência de um novo tipo de planeta, composto em sua maior parte de água e com uma leve atmosfera de vapor. A informação foi divulgada nesta terça-feira (21) pelo Centro de Astrofísica Harvard-Smithsonian (em Cambridge, nordeste dos Estados Unidos) e pela Nasa.

Trata-se de um planeta fora de nosso sistema solar denominado "GJ1214b", descoberto em 2009 graças ao telescópio espacial Hubble da Nasa. Segundo estudos recentes de um grupo de astrônomos, ele tem "uma enorme fração de sua massa" composta de água.

Em nosso sistema solar existem três tipos de planetas: rochosos e terrestres (Mercúrio, Vênus, a Terra e Marte), gigantes gasosos (Júpiter e Saturno) e gigantes de gelo (Urano e Netuno).

Por outro lado, existem planetas variados que orbitam em torno de estrelas distantes, entre os quais há mundos de lava e "Júpiteres" quentes.

"Observações do telescópio espacial Hubble da Nasa acrescentaram este novo tipo de planeta", ressaltou comunicado conjunto do Centro de Astrofísica Harvard-Smithsonian e da Nasa. Os estudos foram realizados pelo astrônomo Zachory Berta e por um grupo de colegas.

Características
O "GJ1214b", situado a 40 anos luz da Terra, é considerado uma "super-Terra", com 2,7 vezes o comprimento de nosso planeta e sete vezes seu peso.

Ele orbita a cada 38 horas ao redor de uma estrela vermelha anã e possui temperatura estimada de 450 graus Fahrenheit (232 graus celsius).

Em 2010, um grupo de cientistas liderado por Jacob Bean havia indicado que a atmosfera de "GJ1214b" deveria ser composta em sua maior parte por água, depois de medir sua temperatura.

No entanto, as observações também podem ter sido feitas em razão da presença de uma nuvem que envolve totalmente o planeta.

As medições e observações efetuadas por Berta e por seus colegas quando o "GJ1214b" passava diante de seu sol permitiram comprovar que a luz da estrela era filtrada através da atmosfera do planeta, exibindo um conjunto de gases.

O equipamento do Hubble permitiu distinguir uma atmosfera de vapor. Depois, os astrônomos conseguiram calcular a densidade do planeta a partir de sua massa e tamanho, comprovando que ele tem "muito mais água do que a Terra e muito menos rocha".

France Presse



17 de fevereiro de 2012

Cientista prevê fim dos computadores e de doenças fatais

O físico teórico Michio Kaku, professor da Universidade de Nova York e co-criador da “Teoria das Cordas”, afirmou que o computador como o conhecemos hoje terá desaparecido em 2020. “No futuro, eles estarão em todos os lugares e em lugar nenhum”, disse o cientista durante palestra realizada na Campus Party, em 11 de fevereiro.
Na ocasião, Kaku fez um exercício de futurologia mostrando como será o mundo nos próximos 30 anos. Segundo ele, tanto os computadores como a internet serão como a eletricidade é hoje. “Ambos estarão presentes nos tetos, no subsolo, nas paredes e nos aparelhos”, afirmou.
O professor da Universidade de Nova York foi além e disse que a internet estará nos óculos e nas lentes de contato das pessoas. “Você será capaz de ver todas as informações biográficas de um individuo só olhando para ele. Encontrar sua alma gêmea será tarefa fácil”, brincou.
Outra revolução que está a caminho é na área da medicina. Kaku afirmou que, em um futuro próximo, a tecnologia levará o homem a um estado perfeito de saúde. Segundo ele, o câncer irá desaparecer. “Escrevam isso: a palavra tumor não mais existirá na nossa língua”, afirmou.
Na visão do físico, as pílulas terão chips e microcâmeras que escanearão o corpo humano por dentro. Uma vez localizada a ameaça, nano-robôs serão introduzidos para combater o câncer célula por célula sem a necessidade de cirurgias ou intervenção direta dos médicos.
Kaku também acrescentou que o câncer e outras doenças serão diagnosticadas com anos de antecedência graças a vasos sanitários que monitoram a saúde. “Os banheiros serão equipados com inteligência artificial capaz de analisar os resíduos corporais e identificar o surgimento de uma doença com muita antecedência. “Neste futuro, Steve Jobs não teria morrido”, enfatizou.

Fonte: MSN



16 de fevereiro de 2012

Bebê recebe marca-passo 15 minutos após nascer nos EUA 

Médicos do Hospital Infantil Lucile Packard, da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, implantaram um marca-passo em um bebê com 15 minutos de vida. Segundo os cirurgiões, a menina, que nasceu antes do previsto, teria apenas algumas horas de vida sem o equipamento. A cirurgia ocorreu em 22 de novembro do ano passado e foi divulgada na quarta-feira pela universidade. 

Jaya Maharaj foi diagnosticada com uma grave doença no coração quando ainda estava no útero. Quando nasceu, seu coração batia 45 vezes por minuto, enquanto um recém-nascido normalmente tem entre 120 e 150 batimentos.

Os pais da criança, Leanne Maharaj, 26 anos, e Kamneel Maharaj, 31 anos, descobriram durante uma visita de rotina que o sistema imunológico da mãe atacava por engano as fibras nervosas do feto, o que causou a doença na menina. Segundo o doutor Katsuhide Maeda, que implantou o equipamento no pequeno coração (do tamanho de uma noz), o parto teve que ser antecipado para salvar a criança.

Os médicos tiveram que calcular o momento perfeito para o parto - nem cedo demais, quando seus órgãos não estariam suficientemente formados, nem tarde, o que ameaçaria a vida da criança. Vinte pessoas participaram do procedimento coordenado por Maeda. Segundo ele, o coração da menina batia tão pouco após o parto que ele decidiu começar a cirurgia imediatamente.

Normalmente, o cirurgião conecta fios a um marca-passo e, em uma segunda cirurgia, instala um equipamento definitivo no corpo. Maeda decidiu evitar uma segunda operação e instalou o marca-passo diretamente em um processo que durou cerca de uma hora.

"Sempre que nos preocupávamos, ela chutava lá dentro e dizia 'eu estou aqui; eu estou viva'", diz Kamneel. "Nós pensamos que talvez ela estava tentando dizer que estava tudo OK, então nós sempre tivemos esperança", completa o pai.



15 de fevereiro de 2012

Encontrado o que pode ser menor camaleão do mundo
Animal tem apenas 29 milímetros de comprimento e corre risco de extinção


Um dos menores camaleões do mundo foi descoberto por pesquisadores em uma ilhota de calcário em Madagascar.

O minúsculo camaleão Brookesia micra tem comprimento máximo de 29 milímetros. Cientistas alemães também descobriram três novas espécies no norte da ilha.

Os pesquisadores temem que os animais corram risco de extinção, caso haja alteração no seu habitat.

A descoberta foi publicada pela revista científica PLoS ONE.

Busca noturna

A equipe do cientista Frank Glaw, do Zoologische Staatssammlung, de Munique, é especializada em camaleões pequenos, já tendo descoberto outras espécies semelhantes no passado.

Os animais foram encontrados à noite durante a estação das chuvas de Madagascar. Os cientistas tiveram que vasculhar o chão com ajuda de lanternas.

- Eles vivem entre as folhas durante o dia, mas à noite saem e você consegue achá-los.

A menor das espécies foi encontrada em uma ilhota remota de calcário.

Os pesquisadores acreditam que pode ser um caso de nanismo insular, um fenômeno no qual espécies diminuem de tamanho com o tempo para se adaptar a um habitat menor, segundo Glaw.

- É possível que a grande ilha de Madagascar tenha produzido uma espécie geral de camaleões minúsculos, e que uma ilhota pequena tenha produzido a espécie menor.

Uma análise genética comprovou que os camaleões são na verdade parte de quatro espécies distintas.

Miguel Vences, da universidade alemã de Braunschweig, que participou da equipe, comentou a descoberta.

- Isso indica que eles se separaram há milhões de anos, antes mesmo do que várias outras espécies de camaleão.

Cada espécie nova está restrita a um território muito pequeno. O menor dos territórios tem apenas 0,5 km2.

- Em Madagascar, muitas espécies estão restritas a pequenos habitats, e isso faz com que seja importante conservá-los.

Outra espécie minúscula - o B. tristis, que significa "triste" - foi achado em uma parte isolada de uma floresta, próximo a uma cidade. O nome foi escolhido pelos cientistas para alertar para o perigo de extinção das espécies, que são muito frágeis.



10 de fevereiro de 2012

"Não precisa dinheiro", diz jovem que criou alerta de tremor 

O jovem chileno Sebastián Alegria, que com apenas 14 anos criou um alerta de terremotos pelo Twitter, mostrou nesta quinta-feira em palestra na Campus Party que, mais do que dinheiro, a criatividade é o motor para empreender. "O que eu quero mostrar é que não é preciso dinheiro para ter algo criativo e que possa ajudar as pessoas", afirmou o jovem, hoje com 15 anos.

Ele criou no ano passado um sistema que manda mensagens pelo Twitter avisando sobre um terremoto de cinco a 30 segundos antes que o tremor possa ser sentido pela população. "Pode parecer pouco, mas é o tempo que a pessoa precisa para que possa reunir o que quiser", disse. O que chama a atenção no projeto realizado pelo adolescente é o preço: o sensor de terremotos custou US$ 50 e foi ligado a um Arduíno e posteriormente a um servidor que manda as mensagens ao Twitter, no perfil @alertasismos.

O jovem chileno se inspirou no sistema de alerta de terremotos japonês, e pensou que poderia fazer o mesmo. Pesquisou os preços dos sensores de tremores, que podem chegar a US$ 2,5 mil, e testou o mais barato do mercado. "Eu estava cético pelo preço do sensor, não sabia se era um golpe ou se realmente funcionava", disse. "No primeiro tremor, o sistema avisou 13 segundos antes", afirmou. Desde então, sempre que um alerta é feito, o jovem recebe mensagens de agradecimento dos seguidores do serviço.

Durante sua apresentação, Alegria simulou o que poderia ter acontecido se o sistema estivesse funcionando durante o tremor de 8,8 graus na Escala Richter que aconteceu no Chile em fevereiro de 2010 e matou mais de 500 pessoas. O primeiro alerta, segundo ele, teria sido dado em Cobquecuera. Se um usuário de Santiago tivesse visto esse tweet, teria tido um minuto para se preparar para o terremoto.

Depois do projeto de Alegria, a entidade responsável pelas emergências do Chile se ofereceu para colocar um sensor em cada uma das 14 regiões do país. Sebastián também pretende abrir o código do sistema, para que ele possa ser implementado em outros locais. Além disso, tem tido apoio de pesquisadores da Universidade do Chile. "Eles me ajudam muito mais com conhecimento do que com recursos", conta.

Os pais do garoto o acompanham na visita a São Paulo. A mãe, Vivian Klocker, disse ao Terra que Sebastián sempre foi criativo, desde criança. "Com cinco anos, ele já tinha a primeira página na web", contou. Vivian se enche de orgulho ao pensar que o Escritório Nacional de Emergências do Chile quer ampliar o projeto do filho com equipamentos mais avançados. "Para um país como o Chile, é fundamental", disse.

Além de ampliar o número de regiões atendidas pelo serviço, o próximo projeto de Sebastián é criar um aplicativo para celulares que funcione da mesma forma que o perfil no Twitter, mas mostre na tela inicial do aparelho o alerta de tremor.

Campus Party 2012

A Campus Party, o maior evento geek do planeta, realizado em mais de sete países, acontece entre os dias 6 e 12 de fevereiro de 2012. A sede é o Pavilhão de Exposições do Anhembi Parque, na zona norte de São Paulo (SP). Pelo quinto ano consecutivo no Brasil, a edição de 2012 já começou batendo recordes: todas as entradas foram vendidas em 22 dias em setembro do ano passado.

Com 7 mil participantes, sendo 5 mil acampados no local, a Campus Party oferece neste ano mais de 500 horas de conteúdo. Os principais nomes desta edição são Michio Kaku, conhecido como o "físico do impossível", Sugata Mitra, pesquisador e professor de Tecnologia Educacional da Newcastle University, Julien Fourgeaud, gerente de produtos e negócios da Rovio, John Klensin, pesquisador do MIT, e Vince Gerardis, co-fundador da Created By, entre outros.



9 de fevereiro de 2012

Gigante: Tubarão-baleia com sete toneladas é
 encontrado no Paquistão


Animal foi achado morto nesta terça-feira próximo à cidade de Karachi.
Curiosos foram até porto para ver peixe com 12 metros de comprimento.

Um exemplar de tubarão-baleia (Rhincodon typu) com 12 metros de comprimento e pesando cerca de sete toneladas foi encontrado por pescadores na região Karachi, no Paquistão. Um guindaste foi utilizado para retirar o animal da água nesta terça-feira (7).
O peixe -- maior espécie conhecida -- foi encontrado morto no Mar da Arábia, próximo ao porto de Karachi. A exposição do corpo atraiu uma multidão de curiosos ao local.

A espécie costuma viver em mares quentes e pode chegar a medir até 20 metros e pesar 13 toneladas. Identificado em 1828, o tubarão-baleia se alimenta de plâncton, macro-algas, além de invertebrados e pequenos polvos.
Segundo a União Internacional para Conservação da Natureza (IUCN, sigla em inglês), este animal é classificado como vulnerável na natureza.

Assista ao vídeo:

Vídeo do YouTube





7 de fevereiro de 2012

Primeiro homem ciborgue do mundo é destaque
 na Campus Party
Com uma câmera implantada no olho, espanhol "ouve" as cores


Ele trabalha no projeto "Eyeborg" desde 2003. Na execução do projeto, Harbisson memorizava frequências e relacionava cada um com uma cor diferente. Através de um chip inserido em seu cérebro e uma câmera frontal, ele passou a ouvir as cores.

Em 2004, ao renovar seu passaporte, ele foi informado que não poderia tirar a foto com o equipamento eletrônico na cabeça. Então, ele alegou que o Eyerborg fazia parte de seu corpo, com depoimentos de amigos, de seu médico e da universidade inglesa Dartington College of Arts, onde estudava composição. Seu passaporte acabou sendo aceito e, por consequência, a condição de ciborgue.

Neil Harbisson, a primeira pessoa a ser reconhecida como ciborgue por um governo depois de implantar uma câmera no olho, foi confirmado nesta segunda-feira como uma das atrações da Campus Party Brasil. O espanhol nasceu com uma deficiência que lhe impedia de ver as cores, e com câmera implantada no olho, passou a enxergá-las.

A palestra de Harbisson ocorre na quarta-feira, às 19h, no palco principal.

Campus Party 2012

A Campus Party, o maior evento geek do planeta, realizado em mais de sete países, acontece entre os dias 6 e 12 de fevereiro de 2012. A sede é o Pavilhão de Exposições do Anhembi Parque, na zona norte de São Paulo (SP). Pelo quinto ano consecutivo no Brasil, a edição de 2012 já começou batendo recordes: todas as entradas foram vendidas em 22 dias em setembro do ano passado.

Com 7 mil participantes, sendo 5 mil acampados no local , a Campus Party oferece neste ano mais de 500 horas de conteúdo. Os principais nomes desta edição são Michio Kaku, conhecido como o "físico do impossível", Sugata Mitra, pesquisador e professor de Tecnologia Educacional da Newcastle University, Julien Fourgeaud, gerente de produtos e negócios da Rovio, John Klensin, pesquisador do MIT, e Vince Gerardis, co-fundador da Created By, entre outros.

A programação do evento tem transmissão ao vivo pelo http://live.campus-party.org e aqueles que quiserem interagir com a transmissão pelas redes sociais podem enviar perguntas para os palestrantes. As hashtags exclusivas para cada uma das áreas de conteúdo são: Ciência - #cpbrCI; Cultura Digital - #cpbrCD; Entretenimento Digital - #cpbrED; Inovação - #cpbrIN e Palco Principal - #cpbrMainStage. A hashtag oficial do evento é #cpbr5.



6 de fevereiro de 2012

Foto mostra berçário de grandes estrelas
Chamado de NGC 3324, fenômeno foi visto a partir de observatório no Chile

Observatório divulga imagem de berçário de grandes estrelas 

O Observatório Europeu do Sul (ESO, na sigla em inglês) divulgou nesta quarta-feira uma nova imagem que mostra o berçário de estrelas, chamado de NGC 3324. A intensa radiação ultravioleta emitida pelas estrelas jovens cria uma nuvem de gás que brilha com cores viva, ao mesmo tempo que deixa uma rastro de poeira ao seu redor.

A imagem foi obtida pelo instrumento montado no telescópio MPG de 2,2 m, instalado no Observatório de La Silla, no Chile. A NGC 3324 está situada na constelação austral de Carina, a cerca de 7,5 mil anos-luz de distância da Terra. Um depósito rico em gás e poeira na região deu origem a uma formação estelar intensa nessa zona há milhões de anos e levou a criação de várias estrelas grandes e quentes.

Os ventos e a intensa radiação emitida por estas estrelas jovens abriram um buraco no gás e poeira circundante, o que se observa como uma parede de material na região central direita da imagem. A radiação ultravioleta emitida pelas estrelas quentes jovens retira elétrons dos átomos de hidrogênio, que são seguidamente recapturados, originando um brilho característico de cor avermelhada. Outras cores vêm de diferentes elementos, com o brilho característico do oxigênio, que torna a parte central da imagem em tons amarelo-esverdeado.

Tal como as nuvens no céu da Terra, os observadores de nebulosas imaginam formas entre estas nuvens cósmicas. Um dos apelidos para a região NGC 3324 é a de nebulosa Gabriela Mistral, em homenagem à poetisa chilena que ganhou o prêmio Nobel da literatura em 1945. As bordas da parede de gás e poeira à direita parecem-se bastante com uma cara humana de perfil.



6 de fevereiro de 2012

Facebook tem 37 milhões de usuários no Brasil
Número representa um crescimento de 268% em relação ao ano passado

Facebook tem 37 mi de usuários no Brasil, revela companhia

O documento para oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) do Facebook revelou que a rede social de Mark Zuckerberg fechou 2011 com 37 milhões de usuários ativos mensais, um crescimento de 268% em um ano. O número oficial da companhia é próximo aos dados de dezembro revelados pela comScore, que mede a audiência na internet e apontou a rede pela primeira vez à frente do Orkut no País.

"Há mais de 2 bilhões de usuários de internet globalmente, e nosso objetivo é conectar todos eles", diz o documento, diz o documento entregue à Securities and Exchange Commission para dar início à entrada da companhia na bolsa de valores, destacando que a estimativa de penetração do Facebook em países como Brasil e Índia é de 20% a 30%. O País, mostra o documento, é uma das estratégias do Facebook. "Continuamos a nos concentrar no crescimento da nossa base de usuários em todas as geografias, incluindo mercados grandes e relativamente menos penetrados como Brasil, Alemanha, Índia, Japão, Rússia e Coréia do Sul."

A rede social destaca o Google, o Twitter e a Microsoft como seus principais competidores, "que oferecem uma variedade de produtos de internet, serviços, conteúdo e ofertas de publicidade online". O documento destaca a concorrência com produtos sociais do Google, como o Google+, além de produtos regionais, como o "Orkut (de propriedade da Google) no Brasil e na Índia".

A última informação sobre número de usuários oficiais da rede no País havia sido divulgada em agosto, quando o Facebook anunciou a abertura de um escritório regional em São Paulo: 25 milhões.



31 de janeiro de 2012

Google celebra descoberta de Cataratas do Iguaçu
Quedas d'água foram descobertas em 1541, por Álvar Núñes Cabeza de Vaca


Quem acessar a página inicial do Google nesta terça-feira poderá encontrar o logotipo da empresa  recortado entre uma vegetação que dá vistas para as Cataratas do Iguaçu, na fronteira entre Brasil e Argentina. À direta da imagem está Álvar Núñes Cabeza de Vaca, que descobriu as quedas d'água em 1541, motivo da homenagem da companhia ao monumento natural.

As cataratas se formam das águas do rio Iguaçu, que nasce próximo a Curitiba, no Paraná, e corre para o oeste. As quedas têm entre 82 e 60 metros de altura, e são inúmeras por causa das pequenas ilhas espalhadas no meio do rio. O fluxo do Iguaçu se divide nas ilhas e gera entre 150 e 300 cataratas. O nome Iguaçu foi dado pelos índios, e significa "grande água".

As quedas fazem parte do Parque Nacional do Iguaçu, patrimônio natural da humanidade há mais de 70 anos e que soma 225 mil hectares entre as porções argentina a brasileira. 

Depois das cataratas, que separam as partes alta e baixa do Iguaçu, o rio de encontra com o Paraná, e na junção dos dois fica a tríplice fronteira entre Brasil, Argentina e Paraguai.



30 de janeiro de 2012

Arquivos do Megaupload podem ser apagados quinta
Serviço de compartilhamento de arquivos foi fechado pela Justiça dos Estados Unidos

Arquivos do Megaupload poderão ser apagados na quinta-feira

Os arquivos armazenados pelo site de compartilhamento de arquivos Megaupload, fechado em uma operação do FBI sob acusação de pirataria, podem começar a ser apagados na quinta-feira. Uma carta arquivada na sexta-feira pela Procuradoria dos Estados Unidos afirma que as empresas Carpathia Hosting Inc. e Cogent Communications Group, contratadas pelo Megaupload para armazenamento, têm permissão para começar a apagar os dados nesta semana.

A carta diz que o governo copiou alguns dados dos servidores, mas não os tomou fisicamente. Segundo o documento, agora que os mandados de busca foram executados, os dados não poderão ser acessados. O Megaupload afirma que milhões de usuários têm dados pessoais armazenados no serviço, como fotos de família e documentos. O advogado da companhia afirma que a empresa está trabalhando com os promotores para manter os dados. Além disso, o Megaupload espera manter as informações para que possa se defender das acusações na Justiça.

O Megaupload contrata servidores externos para armazenar seus próprios dados, mas paga uma taxa para isso. Mas o avogado da companhia, Ira Rothken, afirma que o governo congelou as contas da empresa, e por isso o Megaupload não está conseguindo pagar pelos datacenters.

Entenda o caso

As autoridades dos Estados Unidos, incluindo o FBI (polícia federal americana), tiraram o Megaupload e outros 18 sites afiliados do ar na noite do dia 19 de janeiro (horário de Brasília) por considerar que o site faz parte de "uma organização delitiva responsável por uma enorme rede de pirataria virtual mundial". O Megaupload teria causado mais de US$ 500 milhões em perdas ao transgredir os direitos de propriedade intelectual de companhias. As autoridades norte-americanas consideram que por meio do site, que conta com 150 milhões de usuários registrados, e de outras páginas associadas, ingressaram cerca de US$ 175 milhões.

Em resposta ao fechamento do Megaupload, o grupo de hackers Anonymous bloqueou temporariamente o site do Departamento de Justiça, do FBI e o da produtora Universal Music, entre outros na noite de 19 de janeiro, horário de Brasília. De acordo com os hackers, foi o maior ataque já promovido pelo grupo, com mais de cinco mil pessoas ajudando.

No dia 20 de janeiro na Nova Zelândia, noite de 19 de janeiro no Brasil, a polícia neozelandesa realizou uma operação na qual confiscou dos detidos e do Megaupload bens avaliados em US$ 4,8 milhões, além de US$ 8 milhões depositados em contas abertas em diversos bancos do país. Nesta operação, Kim Schmitz, mais conhecido por Dotcom, fundador do Megaupload, e os outros três envolvidos, foram presos. Desde então, outros acusados de participar do negócio, alguns fugitivos, vêm sendo presos ao redor do mundo. Dotcom, que teve o pedido de fiança negado, está preso desde o dia 20 de janeiro na Nova Zelândia e deve permanecer até o dia 22 de fevereiro, quando termina o prazo do pedido de extradição para os Estados Unidos.

Megaupload Ltd., e outra empresa vinculada ao caso, a Vestor Ltd, foram indiciadas pela câmara de acusações do Estado da Virgínia (leste) por violação aos direitos autorais e também por tentativas de extorsão e lavagem de dinheiro, infrações penalizadas com 20 anos de prisão. Embora tenham participado da operação, as autoridades da Nova Zelândia não devem apresentar acusações formais contra o site.

O anúncio do fechamento do Megaupload ocorreu em meio a uma polêmica nos Estados Unidos sobre dois projetos de lei antipirataria, o Sopa (Stop Online Piracy Act), que corria na Câmara dos Representantes, e o Pipa (Protect Intelectual Property Act), que era debatido no Senado, contra as quais se manifestou, entre muitos outros, o site Wikipédia, interrompendo seu acesso no dia 18 de janeiro, e o Google mascarando seu logo. O protesto foi chamado de apagão ou blecaute pelos manifestantes.



30 de janeiro de 2012

Suécia - Cliente efetua saque em caixa eletrônico e rato
 sai no lugar de dinheiro


Um cliente foi efetuar um saque em um caixa eletrônico de banco e tomou um susto quando um rato saiu junto com o dinheiro em Ersboda, na Suécia.

Gholam Hafez sacava 700 coroas suecas (R$ 180) quando notou uma espécie de "cordão" na saída para dinheiro.

Ao puxar, o homem ficou surpreendido ao constatar que se tratava de um rato. Parte do corpo e a cabeça ficaram presas no compartimento.



24 de janeiro de 2012

Megaupload: Julgamento do fundador pode levar anos
Segundo especialista, caso é muito raro no resto do mundo

Auckland (Nova Zelândia) - O processo judicial contra o fundador do site de downloads Megaupload, o alemão Kim Schmitz, em prisão preventiva na Nova Zelândia e cuja extradição é requerida pelos Estados Unidos por suposta pirataria virtual, pode levar anos, assegurou nesta terça-feira um especialista legal.

Fundador do Megaupload deve continuar preso até quarta
Site rival do Megaupload elimina compartilhamento de arquivos
Para defender Megaupload, Anonymous derruba Warner e Universal

Rick Shera, da firma Lowndes Jordan, disse à "Radio New Zealand" que é "o primeiro caso de extradição por transgressão dos direitos de propriedade intelectual na Nova Zelândia", e, além disso, se trata de um caso complexo "muito raro no resto do mundo".

Schmitz, mais conhecido como Kim Dotcom, foi detido no fim da semana passada junto a outros três executivos do Megaupload na cidade neozelandesa de Auckland, durante uma extensa operação internacional coordenada pelo FBI.

Desde sua detenção, Schmitz se encontra em prisão preventiva junto a seus compatriotas Finn Batato, de 38 anos, e Mathias Ortman, de 40, e ao holandês Bram van der Kolk, de 29.

As autoridades americanas consideram que o Megaupload faz parte de "uma organização delitiva responsável por uma grande rede de pirataria virtual mundial" que provocou perdas de mais de US$ 500 milhões ao transgredir os direitos de propriedade intelectual de companhias.

Dotcom, de 38 anos, apresentou-se pela segunda vez à Justiça neozelandesa nesta segunda-feira e atualmente aguarda que o juiz David McNaughton decida - até a quarta-feira desta semana - se concede ou não a liberdade condicional.

O especialista legal neozelandês prevê que depois que a decisão do juiz for anunciada a parte que se sentir prejudicada apelará, seja ela a defesa ou a acusação.

Shera explicou que para que Schmitz seja extraditado aos Estados Unidos a Procuradoria neozelandesa deverá provar que os crimes dos quais é acusado são também delitos na Nova Zelândia puníveis com mais de 12 meses de prisão.

Se Dotcom for realmente extraditado, o processo judicial nos Estados Unidos irá durar vários anos, previu Shera.

No caso de a Justiça da Nova Zelândia aprovar a extradição, os quatro detidos serão processados nos Estados Unidos por suposto crime organizado, lavagem de dinheiro e violação da lei de direitos de propriedade intelectual, pelo que podem ser condenados a uma pena máxima de 50 anos de prisão.

Como parte da operação internacional promovida pelos Estados Unidos, também foi detido na Alemanha o turco Sven Echternach, de 39 anos, e na Holanda, o eslovaco Andrus Nomm, de 32.



23 de janeiro de 2012

Planta do Cerrado usa folhas subterrâneas para digerir vermes

À primeira vista, a Philcoxia minensisparece uma planta delicada, com pequenas flores roxas, galhos finos e aproximadamente 20 centímetros de altura. Mas, sob a areia branca da Serra do Espinhaço, em Minas Gerais, ela esconde um segredo: folhas grudentas, do tamanho da cabeça de um alfinete, que atraem, capturam e digerem vermes incautos.
A hipótese de que a P. minensis seria uma planta carnívora foi levantada pela primeira vez em 2007 pelo botânico Peter Fritsch, da California Academy of Sciences, nos Estados Unidos.

“Fritsch verificou a presença de glândulas colantes nas folhas e um grande número de vermes nematoides aderidos às superfícies foliares. Teve, portanto, uma contribuição-chave para o desenvolvimento teórico do trabalho”, afirmou Rafael Oliveira, coordenador do estudo feito na Unicamp.

Cientistas do Brasil, Austrália e EUA comprovaram que a Philcoxia é carnívora 
O norte-americano, no entanto, não havia conseguido provar que a P. minensis era capaz de digerir suas presas, condição obrigatória para que uma planta seja considerada carnívora.

Para testar a teoria, a equipe de Oliveira criou uma colônia de bactérias marcadas com isótopos de nitrogênio. Essas bactérias foram oferecidas como alimento aos vermes, que por sua vez foram oferecidos à planta.

Ao analisar as folhas após o experimento, os cientistas detectaram a presença dos isótopos de nitrogênio, indício de que a planta havia de fato digerido os nematoides e absorvido seus nutrientes.

Segundo o pesquisador, essa estratégia de captura é única entre as plantas carnívoras e surgiu, provavelmente, graças a uma combinação de fatores. “A Philcoxia ocorre sobre solos de areia muito branca, pobre em nutrientes, mas com abundância de nematoides”, contou Oliveira.

Além da P. minensis, outras duas espécies compõem o gênero Philcoxia: a P. bahiensis e a P. goiasensis. Todas crescem apenas no Cerrado brasileiro.

Custo-benefício

As plantas carnívoras correspondem a 0,2% das angiospermas e geralmente estão restritas a locais com muita luz e pouco nutriente. No Brasil, o maior número de espécies conhecidas está no Cerrado.

Os insetos são o prato preferido, mas também fazem parte do cardápio organismos aquáticos microscópicos, protozoários e até vertebrados. “Há um estudo recente mostrando que uma espécie de Nepenthes asiática pode digerir pequenos ratos”, contou Oliveira.

O artigo da PNAS é o primeiro a incluir os vermes nematoides entre as vítimas. “Essas plantas têm mecanismos para atrair e digerir pequenos animais e pelo menos parte dos nutrientes necessários para sua sobrevivência é obtida dessas presas.”Com agência Fapesp



20 de janeiro de 2012

Anatel colocará proposta de licitação para tecnologia
 4G em consulta pública

O Conselho Diretor da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), aprovou hoje (19) a realização de consulta pública sobre a proposta de edital de licitação para o leilão das faixas de 2,5 GHz, a telefonia de quarta geração (4G). De acordo com a Anatel, a consulta para a sociedade se manifestar a respeito do assunto vai durar 30 dias e a licitação deve acontecer até o dia 30 de abril.

Pensando nos grandes eventos esportivos que o país receberá nos próximos anos, a proposta de edital, também aprovada hoje pelo conselho da Anatel, estabelece datas para a entrada em operação do serviço. Para as cidades-sede da Copa das Confederações de 2013, a tecnologia 4G deve ser oferecida até 31 de maio do mesmo ano. Nas sedes e subsedes da Copa do Mundo, até 31 de dezembro de 2013.

As capitais de estado e os municípios com mais de 500 mil habitantes e também o Distrito Federal devem ter receber a tecnologia até 31 de maio de 2014, ainda antes da Copa do Mundo. O cronograma para as cidades com mais de 100 mil habitantes, que não se enquadram nas categorias acima, prevê a chegada da tecnologia até dezembro de 2015 e, naquelas entre 30 mil e 100 mil habitantes, até o fim de 2017.

Segundo o conselheiro relator da proposta, Rodrigo Zerbone, a tecnologia 4G pode ter velocidade até 10 vezes maior que a 3G, e as metas para a entrada em operação nas cidades-sede devem diminuir o risco de congestionamento da rede, principalmente durante as competições, que atrairão muitos turistas e jornalistas.

“Temos preocupação em disponibilizar mais velocidade de acesso e, consequentemente, com o aumento do volume de investimento, impactar também na diminuição da possibilidade de congestionamento da rede. Isso, lógico, como o Brasil vai receber muitos turistas que vêm de países que já vão ter, nessa época, também disponível a tecnologia de quarta geração, [esses turistas] vão poder trazer os equipamentos deles e utilizá-los aqui", disse Zerbone.


20 de janeiro de 2012

A empresa fotográfica Kodak pede concordata
 nos Estados Unidos

A empresa fotográfica Eastman Kodak anunciou nesta quinta-feira em um comunicado que foi colocada sob a proteção da lei americana de quebras, assim como suas filiais norte-americanas.

A empresa, que negociou créditos no valor de 950 milhões de dólares com o banco Citigroup, "considera que tem liquidez suficiente para operar sua atividade sob o capítulo 11 (da lei de quebras) e prover produtos e serviços aos seus clientes como é habitual", indica o comunicado.

As filiais do grupo fora dos Estados Unidos não estão incluídas na demanda no âmbito do capítulo 11, que foi apresentada em um tribunal de Nova York, disse a Kodak.

Com sede em Rochester (estado de Nova York), a empresa, com mais de um século e que foi símbolo do capitalismo americano, não parou de declinar desde o advento da tecnologia digital.

Desde 2003, a Kodak fechou 13 fábricas e 130 laboratórios e já suprimiu 47 mil postos de trabalho, lembrou Antonio Pérez, presidente do grupo citado no comunicado.



18 de janeiro de 2012

Shell descobre petróleo na Bacia de Santos
O poço descobridor é o 1SHEL26RJS, perfurado em lâmina d'água de 1.947 metros

A Shell descobriu petróleo no bloco Gato do Mato, na bacia de Santos, a aproximadamente 200 quilômetros da costa do Rio de Janeiro, como informou a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) sobre a descoberta no último dia 12.

O poço descobridor é o 1SHEL26RJS, perfurado em lâmina d'água de 1.947 metros, segundo as informações que a companhia é obrigada a passar ao órgão regulador toda vez que encontrar hidrocarbonetos.

A Shell informou que deverá concluir as operações durante as próximas semanas e deve avaliar os resultados para determinar o potencial de exploração futuro do local. A empresa é operadora da concessão, com 80% de participação, e a francesa Total possui os 20% restantes.

A Shell informou que iniciou as perfurações em outubro de 2011 com a sonda Noble Clyde Boudreaux, da empresa Noble Corp.



13 de janeiro de 2012

Cientistas batizam inseto raro com nome de  'Beyonce'
Mosca recebeu nome da diva por causa do "bumbum" e da coloração dourada


Entomologistas australianos deram o nome de Beyoncé a uma espécie rara de inseto, que agora se chama "Scaptia Plinthina beyonceae" em homenagem à generosidade das curvas da cantora pop americana.

O inseto foi descoberto no estado de Queensland em 1981, ano de nascimento da diva, e não havia recebido ainda um nome científico.

"O inseto é de cor negra e possui pelinhos dourados tão intensos no abdômen que fui levado a chamá-lo de Beyoncé. Isso me dá a oportunidade de mostrar o lado divertido da taxinomia, a arte de dar nome às espécies", explicou o dr. Bryan Lessard, do Centro australiano de Pesquisa Científica.




Capacidades cognitivas diminuem a partir dos 45
Estudo mostra que capacidade mental começa a declinar antes do que se era imaginado

As capacidades cognitivas do homem começariam a declinar a partir dos 45 anos, muito antes dos 60 anos como se acredita de maneira geral, segundo um estudo do Instituto Nacional de Saúde  e Pesquisa Médica (INSERM) francês e da University College de Londres.

"Nossa capacidade de raciocinar e compreender começa a declinar a partir dos 45 anos de idade", afirma um comunicado do INSERM que acompanha a publicação de um artigo no British Medical Journal (BMJ).

Uma série de testes de memória, vocabulário, raciocínio e expressão oral foram realizados com 5198 homens e 2192 mulheres de 45 a 70 anos, dentro de um estudo mais amplo, denominado "coorte Whitehall II", baseado em 10 anos de acompanhamento médico e em exames individuais.

"Os resultados mostram que o rendimento cognitivo (com exceção dos testes de vocabulário) diminui com a idade e isto cada vez mais rapidamente na medida que as pessoas envelhecem", destaca o INSERM.

Em 10 anos, o rendimento de raciocínio caiu 3,6% para os homens de 45 a 49 anos, e 9,6% para os de 65 a 70 anos.

No caso das mulheres, a queda é a mesma (-3,6%) para o primeiro grupo etário e menos considerável (-7,4%) para as mulheres de 65 a 70 anos.

Para Archana Singh-Manoux, que coordenou a equipe do INSERM, "é importante determinar a idade de início do declínio cognitivo, já que possivelmente é mais eficaz atuar desde o começo, em particular com medicamentos, ara mudar a trajetória do envelhecimento cognitivo".

Apesar de estar claro que o rendimento cognitivo diminui com a idade, a data de início da queda gera controvérsia. Estudos recentes descartaram que o fenômeno pudesse começar antes dos 60 anos, segundo o INSERM.


9 de janeiro de 2012

Cientistas descobrem rocha de origem extraterrestre


Moscou (Rússia) - Pesquisadores da Península de Kamchatka, no extremo leste da Rússia, descobriram um tipo de rocha que nunca havia sido registrada antes. De acordo com os cientistas, o material é um tipo de cristal cujas principais características são encontradas em meteoritos.

Segundo a análise, na maior parte das vezes o material que constitui a rocha, denominado de quasicristal, que se diferencia do cristal na forma com que seus átomos estão combinados, é um material artificial criado pelo homem.

Um grupo da Universidade dos Estudos de Florença, na Itália, concluiu que a rocha estava em um meteorito originado nos primórdios do Sistema Solar, 4,5 bilhões de anos atrás. O estudo foi publicado na revista científica "Proceedings of the National Academy of Sciences (PNAS)".



3 de janeiro de 2012

Cientistas Descobrem um parasita da mosca que
 transforma as abelhas em zumbis 

Os investigadores detectaram um parasita da mosca que faz as abelhas domésticas abandonarem suas colmeias, as deixa desorientadas e provoca sua morte, segundo um estudo publicado na última edição da revista PLoS ONE.


Este problema foi observado pela primeira vez no campus da Universidade do Estado em San Francisco (oeste dos Estados Unidos).

Segundo os entomologistas, esta parasita pode ajudar no avanço das pesquisas para determinar as causas do desaparecimento maciço das abelhas, um fenômeno conhecido como "desordem de colapso de colônia ou CCD".

Este misterioso fenômeno surgido em 2006 dizimou as populações de abelhas domésticas nos Estados Unidos, que têm um papel essencial para preservar as colheitas que dependem de sua polinização.

Essas produções, em especial as frutas e certos legumes, representam vendas de 15 bilhões de dólares por ano e significam um terço da alimentação humana.

Até o momento, este parasita da mosca, denominado Apocephalus borealis, foi encontrado apenas nas abelhas domésticas da Califórnia e Dakota do Sul, segundo John Hafernick, professor de biologia na Universidade do Estado, um dos autores desta investigação publicada na edição de 3 de janeiro da revista PLoS ONE.

Mas Hafernick adverte sobre o risco de que se trate de um parasita emergente que "poderá ameaçar as colmeias de todos os Estados Unidos devido ao grande número de Estados atravessados pelos apicultores profissionais com suas colmeias para polinizar as colheitas".

A infecção de uma colmeia começa quando uma mosca deposita seus ovos no abdômen de uma abelha.

Uma vez infectada por parasitas, as abelhas abandonam suas colmeias para se reunir perto de fontes de luz.

"Observamos que as abelhas infectadas começam a dar voltas sem nenhum sentido ou orientação", explicou Andrew Core, pesquisador da Universidade do Estado, o principal autor destes estudos.

A maioria das abelhas morre normalmente no lugar onde param e, às vezes, se encolhe antes de morrer", acrescentou.

AFP



5 de janeiro de 2012

Governo quer smartphone mais barato para
 ampliar acesso à web


O Ministério das Comunicações estaria planejando uma desoneração de impostos para smartphones produzidos no Brasil, como uma forma de ampliar o acesso da população à internet, segundo reportagem desta quinta-feira na Folha de S. Paulo. 

A proposta seria incluir os telefones inteligentes na chamada Lei do Bem, que isenta produtos do PIS/Cofins (no caso, de 9,25%) e diminui o IPI (de 15% para 3%). A legislação é a mesma na qual já foram incluídos computadores e tablets fabricados no País.

A expectativa do governo, de acordo com a matéria da Folha de S. Paulo, é que os preços finais ao consumidor caiam cerca de 25% - o modelo mais barato registrado pelos dados oficiais, de R$ 199, passaria a custar R$ 150. O projeto teria surgido após uma pesquisa revelar que o "celular que acessa a internet" virou sonho de consumo da classe C do País em anos recentes.

 Os dados de expansão da banda larga móvel - 101,1% entre outubro de 2010 e o mesmo mês de 2011, contra 24% da conexão rápida fixa - também colaboram com o projeto, que teria o reforço, ainda, de um possível aumento da velocidade da internet 3G oferecida aos clientes após a licitação da banda móvel 4G, que deve ocorrer em abril. Hoje, há planos de banda larga móvel a partir de R$ 0,50 por dia.


5 de janeiro de 2012

Em protesto, Google e Facebook podem fazer
 "blackout" de seus sites
Ação é contra lei anti-pirataria nos EUA


Em protesto, Google e Facebook podem fazer "blackout" de seus sites

Os sites mais acessados da internet pretendem desligar os seus serviços em protesto contra a lei antipirataria S.O.P.A, em discussão no Senado americano. 

A NetCoalition, associação das empresas contrárias à aprovação da lei - que inclui eBay, Facebook, PayPal, Linkedln, Google, Yahoo e outros - afirmou que a ação de protesto ainda não foi definida. Mas, ao que tudo indica, a ação bloquearia usuários de fazer algumas buscas no Gooogle ou Wikipedia, publicações no Facebook e Twitter, ou ainda pagamentos através do PayPal. No lugar das páginas, mensagens apareceriam incentivando os usuários a reclamar da lei.

“Esse tipo de coisa não acontece porque as empresas normalmente não colocam seus usuários nessa posição”, disse o executivo Mark Erickson à Fox News. “A diferença é que essas normas alteram profundamente o modo como a internet funciona”. O executivo acredita que as pessoas “precisam entender o efeito que essa legislação terá sobre quem usa a internet”.

Se a lei for aprovada, os sites passam a ser responsáveis pelo conteúdo publicado pelos usuários. Em caso de ilegalidade por parte dos internautas, a punição pode recair para os donos do site. 

Em Novembro passado, as empresas de internet que são contra a lei enviaram uma carta ao Congresso americano mostrando preocupação em relação à lei e as consequências para a indústria e para a “cibersegurança nacional”.



3 de janeiro de 2012

Tubarão híbrido é encontrado pela primeira vez na Austrália

Cientistas da Universidade de Queensland, na Autrália, anunciaram ter descoberto os primeiros tubarões híbridos do mundo. Imagens divulgadas nesta terça-feira mostram um exemplar híbrido, localizado pelos especialistas durante pesquisa na região leste do país.

De acordo com os estudiosos, a união do tubarão-de-ponta-negra australiano (Carcharhinus tilstoni) com o ponta-negra comum (Carcharhinus limbatus) gerou descendentes nunca observados anteriormente.

Os cientistas acreditam que isso seja resultado de uma adaptação dos predadores para enfrentar as mudanças climáticas, já que os híbridos são normalmente mais resistentes do que as espécies originárias. 

AFP



3 de janeiro de 2012

Sistema operacional da Nokia ainda é o mais
 popular do mundo

Este ano, o Symbian perdeu o primeiro lugar em venda de smartphones, assim como a Nokia. Inclusive, a empresa acabou com a marca Symbian, chamando a nova versão do sistema apenas de Nokia Belle. Mas o Symbian ainda está bem vivo: ele é a plataforma móvel mais popular de todo o mundo.

Segundo a Pingdom, que usa números da Statcounter, o Symbian é o sistema que gera maior tráfego na web móvel. Eles não monitoram o número de usuários do sistema, e sim quantos pageviews eles geram. Ou seja, os números – coletados de mais de 3 milhões de sites – mostram o quanto eles navegam na web. Veja que não estamos falando apenas de smartphones (daí o “Samsung” e “Sony Ericsson” no gráfico), e sim de plataformas móveis.

O Symbian está em primeiro lugar no gráfico há muito tempo, devido à sua popularidade na Europa e em países em desenvolvimento, como o Brasil. Mas a concorrência continua tomando o lugar do Symbian nas vendas; desenvolvedores, na maior parte, deixaram a plataforma de lado; e a própria Nokia o colocou em segundo plano. Mesmo que ele continue vivendo como Nokia Belle, é difícil saber de verdade se eles querem renovar o produto com outra marca, ou deixá-lo morrer aos poucos em silêncio.

De certa forma, a popularidade contínua do Symbian torna o investimento da Nokia no Windows Phone uma aposta ainda maior. O produto móvel da Microsoft é um dos mais promissores que vimos em anos (isto vindo de um dono satisfeito de um Lumia 800), mas se você der uma olhada no gráfico, não vai achar o Windows Phone lá.




29 de Dezembro de 2011

Laboratório investiga reações cerebrais causadas
 pelas propagandas

Atingir o ponto fraco e certo do consumidor é a principal tarefa dos publicitários. Entender como ele se comporta diante da sua propaganda é um instrumento fundamental para chegar ao seu objetivo. O laboratório NeuroLab Brasil, que inaugurou recentemente, promete tornar mais fácil o entendimento de como o cérebro reage aos estímulos consumistas.

O laboratório, sob comando da neurologista e especialista em neurociência do comportamento, Sílvia Laurentino e da diretora do  Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe), Marcela Montenegro, investiga as áreas do cérebro que são estimuladas durante uma propaganda, quais são as reações positivas e negativas diante do produto e a capacidade de memorizá-lo, para, então, aperfeiçoar a produção da mensagem e garantir seu resultado.

Esta nova área do marketing procura compreender, de forma científica, os impulsos que levam à compra de algum produto ou à adesão a alguma ideia, aliando as ciências humanas às biológicas.

Associada à Fundação Getúlio Vargas, o NeuroLab Brasil é fruto de um projeto que surgiu no início de 2010 e que inicia agora as suas pesquisas. Segundo o sociólogo Antonio Lavareda, especialista em Neuromarketing, “no século XXI, a viagem ao cérebro humano é um convite irrecusável para as agências e anunciantes”.



22 de Dezembro de 2011

90% das crianças entre 5 a 9 anos já utilizam 
internet, aponta estudo

Atualmente, nada mais é desafiador, para os educadores envolvidos na formação de professores para a educação infantil, das séries iniciais e dos cursos de Pedagogia, do que a discussão sobre o compromisso social da escola pública com as novas tecnologias. E a preocupação não é à toa. Jogos on-line fazem parte da rotina de 90% das crianças de 5 a 9 anos que afirmam usar a internet.
A lista de atividades na web também se estende a pesquisas escolares e ao acesso a sites de brincadeiras que trazem personagens da tevê, conforme um estudo divulgado pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br) que entrevistou 2,5 mil crianças e constatou que 27% delas usam a internet.

Estar conectado enquanto se aprende e se diverte é comum para as crianças. Contudo, pais e professores ainda se mostram reticentes quanto à combinação de diversão e tecnologia para o aprendizado. Entre os professores, especialmente, antes dessa preocupação, ainda se evidencia o temor que a tecnologia causa: crianças e adolescentes a dominam com muito maior propriedade. Disso decorre, em muitos casos, a rejeição, sem a devida análise, ao computador.

“Muitos estudos mostram que a aprendizagem e o desenvolvimento podem ter a partir da ludicidade que promove ao processo de socialização das crianças, assim como apontam para a significância dos conteúdos se ligados à vida “real” que ocorre fora da escola. Temos, então, que a diversão, quando em forma de jogos desafiadores da inteligência, e o computador, um entre importantes meios de comunicação, podem ser aliados no processo de aprendizagem”, explica Maria Helena, coordenadora pedagógica do Instituto de Qualidade no Ensino (IQE).

No entanto, ela lembra que não se trata de qualquer diversão ou do uso indiscriminado da tecnologia. “O prejuízo, caso ele ocorra, não é causado pelo instrumento, exclusivamente, mas pelo uso que se faz dele. Aí se aloja a reflexão necessária e urgente”, acrescenta. Incluir jogos no processo educacional, dessa forma, deve ocorrer à medida que os jogos educativos evoluam e ganhem força no mercado, promovendo o desenvolvimento pessoal, acadêmico e até profissional na frente de telas de computador e novas plataformas.

A postura do professor é determinante para a efetivação do processo. Se o que conta é a aprendizagem, até um jogo comercial pode ser bem aproveitado se houver o direcionamento da atividade. Para que isso aconteça, no entanto, é preciso que o uso de jogos digitais como ferramenta pedagógica faça parte da formação do professor e que o mercado tecnológico aprimore o conteúdo e o design dos games. Porém, é uma área em crescimento e há deficiência de pessoas que trabalhem com o desenvolvimento de jogos digitais, especialmente educativos.

Para a especialista Maria Helena, é preciso que o professor conheça, investigue, pesquise, em estudos teóricos e na sua própria prática, em quê o computador e a internet podem facilitar a aprendizagem de seus alunos. “Há pesquisas que concluem ser muito mais profícua a produção de textos no computador porque este facilita a revisão, a reescrita de palavras e/ou orações inteiras, a alteração da sequência em que as ideias estão escritas. Passar a limpo um texto feito à mão é muito trabalhoso e enfadonho. Esse é um conhecimento que ajuda o professor a decidir quando aproveitar os benefícios do instrumento”, explicou a coordenadora do IQE.

Ela aponta ainda outras vantagens que devem ser consideradas através o uso de novas tecnologias no processo educacional: informações que são obtidas com muita rapidez; imagens que facilitam a compreensão de fenômenos distantes da realidade dos alunos; acesso a produções não veiculadas pela mídia, como literatura, arte, política, por exemplo. Entretanto, Maria Helena, pondera alertando que nem todas as informações são verdadeiras, assim como as imagens e produções não representam, necessariamente, a verdade ou a qualidade daquilo que expõem. “É esse olhar crítico a maior contribuição que o ensino escolar pode dar a seus alunos, e não só em relação ao uso do computador, mas a todas as experiências que certamente se apresentarão em suas vidas”, finalizou.



22 de Dezembro de 2011

Mozilla estende parceria de busca com o Google


A fundação Mozilla estendeu a sua parceria de busca com o Google por mais três anos, de acordo com um comunicado publicado nesta quarta-feira. O termo do acordo prevê a continuidade do uso da ferramenta de pesquisa no navegador Firefox. Nenhuma das instituições divulgou as cifras envolvidas na negociação.

O acordo tem sido uma das principais fontes de renda da Mozilla e foi responsável por 84% da receita – o equivalente a 121 milhões de dólares – em 2010.

O contrato original entre o gigante de buscas e a fundação expirou em novembro, um mês depois da Mozilla lançar uma versão de seu navegador personalizada com a ferramenta Bing, da Microsoft. À época, especulou-se que o Firefox poderia aderir como padrão o sistema de buscas concorrente.

A concretização da negociação mostra que a supremacia do Chrome, o navegador do Google, no mercado não foi suficiente para estremecer as relações entre as duas instituições.



22 de Dezembro de 2011

Senadores dos EUA pedem "investigação
 pesada" contra Google


Dois senadores do comitê antitruste, dos Estados Unidos, pediram ao Federal Trade Comission (FTC) para que as investigações contra as práticas de pesquisa do Google sejam feitas de forma pesada e exaustiva, segundo informa o site Business Insider.

Apesar de a investigação das práticas de truste do Google terem se iniciado em junho de 2011, a carta enviada no dia 19 de novembro pelo democrata Herb Kohl e pelo republicano Mike Lee sugere que o depoimento dado ao comitê pelo chairman do Google, Eric Schmidt, em setembro, é vago e não ajuda a companhia a esclarecer os fatos.

Há cerca de dois meses, Schmidt participou de uma audiência do Senado, em Washington, na qual afirmou veementemente que o Google não falsifica ou manipula os resultados das buscas on-line. A nova carta resgata um depoimento da executiva da companhia, Marissa Mayer, de 2007, na qual ela havia afirmado que o gigante das buscas adulterava, em algumas ocasiões, a ordem dos resultados de modo que produtos próprios fossem favorecidos.

Até o momento, o governo dos Estados Unidos não acusou formalmente o Google em relação a nenhuma das suspeitas de prática de truste e o caso continua em investigação no subcomitê do FTC no país.



20 de Dezembro de 2011

IBM prevê máquinas que lerão mentes e 
reconhecerão usuários

SAN FRANCISCO - A  gigante multinacional americana da tecnologia IBM previu um futuro próximo no qual as máquinas lerão a mente humana e reconhecerão com quem estão interagindo.

As previsões "IBM 5 em 5", reveladas nesta segunda-feira pela empresa com sede no estado de Nova York, se baseiam em tendências que, segundo a IBM, começarão a se concretizar em 2017.

"De Houdini a Skywalker, a X-Men, ler a mente foi meramente uma ilusão para os fãs da ficção científica durante décadas, mas seu desejo pode se tornar realidade em breve", disse a IBM em sua avaliação anual sobre inovações futuras.

"Os cientistas da IBM estão entre aqueles que investigam a forma de vincular o cérebro com o resto dos dispositivos, como um computador ou um smartphone", continuou.

A IBM colocou como exemplo telefonar para alguém ao apenas pensar nesta pessoa, ou fazer o cursor de um computador se mover na tela apenas ao desejar isso.

A estrutura biológica se converterá na chave da identidade pessoal, com verificação de retina para reconhecer rostos ou de vozes para confirmar quem são as pessoas, em vez de ter que escrever senhas, indicou a companhia em suas previsões.

"Imagine que você será capaz de ir até um caixa eletrônico para retirar dinheiro de forma segura apenas dizendo seu nome ou buscando um pequeno sensor capaz de reconhecer os padrões únicos da retina de seu olho", disse a IBM.

"Ou fazendo o mesmo, você pode revisar seu saldo de seu telefone celular ou tablet", continuou.

Também haverá tecnologia capaz de produzir energia elétrica a partir de qualquer tipo de movimento, tanto de caminhar quanto de andar de bicicleta, assim como a partir do fluxo de água nas tubulações dos lares, disse a IBM.

Segundo a empresa, os telefones celulares reduzirão o abismo digital entre ricos e pobres, fazendo com que a informação seja facilmente acessível para todos, enquanto os e-mails não desejados serão eliminados por um filtro de seleção inteligente dos anúncios.



20 de Dezembro de 2011

Planetas do tamanho da Terra são descobertos

Astrônomos anunciaram nesta terça-feira ter encontrado dois mundos do tamanho da Terra em órbita de uma estrela similar ao nosso Sol, em outro grande avanço na busca pelos chamados exoplanetas.

Um dos planetas é apenas 3% maior do que a Terra e o outro, 13% menor, de proporção um pouco inferior à de Vênus, informaram  em artigo publicado na edição online da revista científica britânica Nature.

Pressupõe-se que os planetas tenham uma composição rochosa similar à da Terra, mas eles orbitam tão perto de sua estrela, a Kepler-20, que a temperatura provavelmente seria alta demais para possibilitar a vida.

O planeta maior, Kepler-20f, completa um ano em 19,5 dias e deve ter uma atmosfera espessa de vapor d'água, enquanto o menor, Kepler-20e, dá uma volta completa na estrela em apenas 6,1 dias.

A descoberta dos dois foi uma façanha técnica.

Eles são os menores exoplanetas encontrados desde que o primeiro mundo além do nosso Sistema Solar foi detectado oficialmente, em 1995. Sua distância também é enorme: a Kepler-20 fica a 3.900 anos-luz da Terra.

Até agora, 708 planetas foram detectados em 534 sistemas solares, segundo um cálculo compilado pela Enciclopédia de Planetas Extra-solares.

Quase todos são gigantes gasosos ou estão situados perto ou longe demais de sua estrela para permitir que haja água - substância que permite a existência de vida - em estado líquido.

Apenas três foram confirmados como rochosos e orbitam a "zona Goldlocks", onde a temperatura é agradável.

Dois deles, Gliese 581d e HD 85512b, orbitam estrelas mais frias e menores que o Sol. O terceiro é o Kepler-22b, anunciado em 5 de dezembro, que 2,4 vezes o tamanho da Terra e orbita uma estrela similar ao Sol a cada 290 dias.

As duas novas descobertas foram encontradas por uma equipe chefiada por François Fressin, do Centro Harvard-Smithsonian de Astrofísica, usando o telescópio espacial orbital Kepler, da Nasa.

Lançada em março de 2009, a missão Kepler, avaliada em US$ 600 milhões, monitora mais de 150 mil estrelas a partir de minúsculas variações de luz.

Este pode ser o sinal de um planeta que está passando em frente a uma estrela e, quando o faz, provoca oscilações na luz que chega ao telescópio.

Até agora, o Kepler conseguiu identificar 2.326 "candidatos a planetas", descobertas que podem se revelar exoplanetas se forem confirmados em futuras observações.

Os astrônomos da Nasa atribuem o nome Kepler e um número à estrela onde o telescópio detectou exoplanetas. Estes são, então, identificados em letras de caixa baixa, na ordem da descoberta. Por exemplo, o Kepler-12b foi o segundo exoplaneta encontrado na órbita da estrela Kepler-12.



14 de Dezembro de 2011

Orkut vê sua participação nas redes sociais desabar
 em prazo recorde

O Orkut, rede social que é a mais usada pelos internautas brasileiros, viu sua participação nos acessos a esse tipo de site despencar neste ano. De acordo com a empresa Experian, no último mês de novembro, o site do Google teve 35,44% de participação nos acessos a redes sociais, uma queda de 21,96 pontos percentuais em relação à fatia que ele tinha um ano antes, em novembro de 2010 – 57,40%.
O resultado não é positivo para a outra rede social do Google, o Google+, lançado em junho deste ano como aposta para bater o Facebook. O site tem apenas 0,79% de participação.

O Google diz que o Orkut vai continuar em atualização e desenvolvimento, apesar do investimento da empresa no Google+. Dentro da empresa, trabalha-se com a ideia de que o Orkut funciona melhor para comunidades, com discussões de temas específicas, e o Google+ serve mais para compartilhamento de conteúdos que os internautas acham na web.

Enquanto isso, o Facebook cresceu 24,13 pontos percentuais em um ano, saltando de uma 5,56% em novembro de 2010 para 29,68% agora. Essa foi a rede social que mais cresceu nesse ano, de acordo com o levantamento.

Outro peso pesado das redes sociais, o Twitter, está praticamente estagnado no Brasil. No ano passado, 2,58% dos acessos a esse tipo de site eram do Twitter – agora esse índice é de 2,33%, uma queda de 0,25 ponto porcentual.

R7


14 de Dezembro de 2011

Empresas: Contratações pelo Facebook e linkedin

Pesquisa mostra que muitas empresas, no mundo todo, utilizam os perfis das redes sociais como forma de selecionar seus possíveis candidatos às vagas de emprego. E a maioria tem utilizado o Facebook, principalmente os países da Europa e da Ásia, enquanto que nos EUA a preferência ainda está sobre o Linkedin. De acordo com a Right Managment, 75% dos recrutadores da Ásia utilizam o Facebook seus processos seletivos e cerca de 62% dos recrutadores da Europa também seguem o mesmo caminho.

Linkedin ainda é mais forte

O Linkedln é oficialmente a forma mais utilizada pelas empresas americanas para conferir os perfis de seus candidatos no âmbito profissional. Você que é usuário do Facebook no Brasil, deve estar pensando: “e se essa nova forma de recrutar chegar aqui nessa proporção?”
Aqui no Brasil algumas empresas buscam sim, informações nas redes sociais, principalmente no Facebook e no Twitter , porém, os brasileiros usuários dessas redes, ainda não deram devida importância a isso.

Cadastros completos nas redes sociais

Geralmente os perfis criados nestas redes não estão dentro do conceito informativo encontrado em países  da Ásia ou Europa por exemplo, isso quer dizer que os internautas brasileiros não fornecem informações importantes sobre sua qualificação profissional ou habilidades na área de atuação profissional.
Se hoje você pesquisar no Facebook e conferir as informações encontradas nos perfis de seus amigos, você irá notar exatamente isso, a maioria deles não se preocupam em disponibilizar informações atraentes para empresas. Geralmente esses perfis estão voltados mais para o compartilhamento de informações pessoais entre amigos da rede social. Vale a pena ficar atento a essas dicas, pois nunca se sabe quando um recrutador vai fazer uma vista a sua página.

Colaboração J. Dioni


14 de Dezembro de 2011

YouTube compra empresa que ajuda a cuidar
 de direitos autorais

O YouTube anunciou na última sexta-feira (9) a compra da RightsFlow, uma empresa de Nova York que ajuda a identificar os donos das músicas que as pessoas usam nos vídeos que postam.

O acordo deve ajudar o YouTube, que é do Google, a administrar a complexa relação que têm com os detentores dos direitos autorais, que raramente são consultados quando seu trabalho é colocado de maneira gratuita na internet.

Os termos do acordo não foram revelados.

A RightsFlow tem uma base de dados de mais de 30 milhões de músicas, que mostra quem tem os direitos de cada faixa e busca garantir que eles sejam pagos.

Um sistema de identificação do YouTube já encontra músicas que não podem ser usadas quando os usuários publicam os vídeos, mas a RightsFlow vai ajudar a encontrar negócios e pessoas que detém os direitos do trabalho, incluindo os compositores e editoras.

Os donos de conteúdo podem escolher se querem que os vídeos sejam tirados do ar ou que parte dos lucros lhes seja encaminhada.

“Já investimos dezenas de milhões de dólares em administração de conteúdo”, disse David King, gerente de produto do YouTube.





Cientistas encontram os primeiros sinais da existência
 da 'partícula de Deus'

O prêmio mais cobiçado da física de partículas - o bóson de Higgs - está mais perto de ter sua existência confirmada, segundo o anúncio de pesquisadores que encontraram novos indícios da chamada "partícula de Deus" no Grande Colisor de Hádrons (GCH) em Genebra. A partícula é considerada o pedaço que falta na principal teoria da física de partículas - conhecida como Modelo Padrão - que descreve como partículas e forças interagem. Ela seria responsável por dar massa a todas as outras partículas

Detalhes teóricos

A partícula chamada Bóson de Higgs é de fato o quantum (partícula) de um dos componentes de um campo de Higgs. No espaço vazio, o campo de Higgs adquire um valor diferente de zero, que permeia a cada lugar no universo todo o tempo. Este valor da expectativa do vácuo (VEV) do campo de Higgs é constante e igual a 246 GeV. A existência deste VEV diferente de zero tem um papel fundamental: dá a massa a cada partícula elementar, incluindo o próprio bóson de Higgs. No detalhe, a aquisição de um VEV diferente de zero quebra espontaneamente a simetria de calibre da força eletrofraca, um fenômeno conhecido como o mecanismo de Higgs. Este é o único mecanismo conhecido capaz de dar a massa aos bóson de calibre (particulas transportadoras de força) que é também compatível com teorias do calibre.
No modelo padrão, o campo de Higgs consiste em dois campos carregados neutros e duas componentes, um do ponto zero e os campos componentes carregados são os bósons de Goldstone. Transformam os componentes longitudinais do terceiro-polarizador dos bósons maciços de W e de Z. O quantum do componente neutro restante corresponde ao bóson maciço de Higgs. Como o campo de Higgs é um campo escalar, o bóson de Higgs tem a rotação zero. Isto significa que esta partícula não tem nenhum momentum angular intrínseco e que uma coleção de bósons de Higgs satisfaz as estatísticas de Bose-Einstein.
O modelo padrão não prediz o valor da massa do bóson de Higgs. Discutiu-se que se a massa do bóson de Higgs se encontrasse entre aproximadamente 130 e 190 GeV, então o modelo padrão pode ser válido em escalas da energia toda a forma até a escala de Planck (TeV 1016). Muitos modelos de super-simetria predizem que o bóson de Higgs terá uma massa somente ligeiramente acima dos limites experimentais atuais e ao redor 120 GeV ou menos. Podemos dizer que é uma partícula de um próton que os cientistas ainda não conseguiram observar.



9 de Dezembro de 2011

Futuro: Para se autodiagnosticar, cuspa em um iPhone

Aparelhos de bolso podem no futuro diagnosticar infecções com o clique de um botão, graças ao uso das telas sensíveis ao toque supersensitivas usadas nos smartphones atuais.
Muitos acreditam que, no futuro, a coleta de amostras de saliva, urina ou sangue poderá ser feita por meio de um aparelho descartável, barato e do tamanho de um pen drive batizado de lab-on-a-chip (laboratório-em-um-chip). O usuário injetaria uma gotícula do fluido no chip, e microbombas internas enviariam o fluido para vasos internos contendo os reagentes que extraem as moléculas de criação de doenças específicas. O aparelho seria então enviado ao laboratório para análise.

Mas Hyun Gyu Park e Byoung Yeon Won, do Instituto Avançado de Ciência e Tecnologia da Coreia do Sul, em Daejeon, acreditam que telas sensíveis ao toque podem aprimorar o processo ao permitir que um celular substitua o trabalho de laboratório. Park sugere que o lab-on-a-chip poderia permitir que uma pequena gotícula da amostra seja pressionada contra a touchscreen de um telefone para análise, em que um aplicativo diria se você está com infecção alimentar, faringite ou gripe, por exemplo.

A ideia depende de um método criado pela dupla para controlar a maneira como uma tela sensível ao toque sente a capacidade de um dedo de armazenar carga elétrica algo conhecido como capacitância. A sensitividade capacitiva de touchscreens é muito maior do que o necessário para sentir nossos dedos enquanto jogamos games ou enviamos tuítes. "Como essas telas podem detectar mudanças de capacitância muito pequenas, nós pensamos que elas podem servir como uma plataforma de detecção extremamente sensível para biomarcadores de doenças", diz Park.

Assim a dupla iniciou testes de laboratório para conferir se as telas sensíveis ao toque que levamos no bolso podem ter um papel no diagnóstico de nossas doenças. Primeiro eles usaram três soluções contendo concentrações diferentes do DNA da bactéria que causa clamídia e aplicaram gotículas de cada uma em uma tela multitoque do tamanho da de um iPhone. Eles descobriram que o "output" (sinal de saída) da matriz de eletrodos em linhas cruzadas sensíveis ao toque da tela foi capaz de distinguir a capacitância causada por cada concentração usando gotículas de apenas dez microlitros ("Angewandte Chemie International Edition", DOI: 10.1002/anie201105986).

A tecnologia ainda não é capaz de identificar patógenos individuais, mas Park vê a habilidade de a tela diferenciar concentrações como um primeiro passo nessa direção.

No entanto, antes de a ideia ser aplicada, o software embutido nas telas sensíveis ao toque, que elimina sinais de toque falso causados por umidade ou suor, teria que ser modificado. Park também planeja desenvolver uma película que possa ser adicionada à touchscreen, à qual os biomarcadores seriam anexados. "Ninguém quer a aplicação direta de amostras biológicas em seu celular", ele diz.

"Isso é potencialmente possível", diz Harpal Minhas, editor do jornal "Lab on a Chip". "Mas qualquer mudança na atual linha de produção de telas sensíveis ao toque teria que demonstrar grandes benefícios financeiros antes de ser implementada." E o sequenciamento de DNA, não a medição de concentração, tem mais probabilidade de ser necessário para o diagnóstico de doenças, complementa.



9 de Dezembro de 2011

Facebook aposta novamente em geolocalização

Nesta segunda-feira, o Facebook deu um passo que mostra que o serviço quer ser mais do que uma rede social: contratou os principais executivos e funcionários do Gowalla, serviço virtual baseado em geolocalização. A negociação decreta o fim do Gowalla. Com a compra, o site de Mark Zuckerberg agrega inteligência: seu objetivo é ressuscitar o Places, um dos maiores fracassos da história da rede social. De quebra, abre uma nova batalha no mundo dos negócios – desta vez, contra o Foursquare.

O Facebook recrutou os fundadores do Gowalla, Josh Williams e Scott Raymond, além de alguns funcionários de ponta equipe – o produto criado ou até mesmo o banco de dados dos usuários do site não entraram no acordo. Todos integrarão, a partir de janeiro, o QG do Facebook, em Palo Alto, na Califórnia.

É aí que o Places entra em cena. Lançado em agosto de 2010, o recurso não ganhou apelo popular e foi descontinuado em setembro. Perdeu espaço para seu rival, o Foursquare, que já superou a marca de 10 milhões de cadastrados. Agora, com a inteligência do Gowalla a seu lado, o Facebook pode tentar dar o troco.

A recente aquisição do Facebook segere ainda que outro plano da rede social está em curso: a construção do próprio telefone celular. Para uma empresa que já detém o maior acervo de histórias entre seres humanos na internet, acrescentar a localização geográfica é um incremento importante; dar a chance aos usuários de fazer isso a partir de um celular, um dispositivo móvel por excelência, é um passo lógico.



18 de Novembro de 2011

Partículas aceleradas voltam a superar velocidade da luz
Medições anteriores ainda deixavam dúvidas

Neutrinos voltam a superar velocidade da luz
Neutrinos, partículas elementares da matéria, voltaram a se mostrar mais velozes que a luz em novos testes realizados sobre 730 km entre Suíça e Itália, informou nesta sexta-feira o Centro Nacional Francês de Pesquisa Científica (CNRS).

Para tentar eliminar uma possível fonte de erro na medição precedente, a equipe internacional de experimentação Ópera utilizou um novo feixe de prótons para produzir os neutrinos enviados em direção ao laboratório subterrâneo de Gran Sasso, na Itália.

"Com o novo tipo de feixe produzido pelos aceleradores do Cern (Centro Europeu de Pesquisas Nucleares), fomos capazes de medir com precisão o tempo de percurso dos neutrinos", explicou Darío Autiero, cientista do Instituto de Física Nuclear de Lyon (França) e responsável de análises de medidas da equipe Ópera.

Na nova experiência, iniciada no final de outubro, vinte neutrinos puderam ser detectados no laboratório de Gran Sasso, e estas novas medidas "não mudam em nada a conclusão inicial de que os neutrinos parecem viajar mais rápido do que deveriam", destacou o CNRS.

Em 22 de setembro passado, a equipe Ópera anunciou que alguns neutrinos haviam percorrido os 730 km superando ligeiramente (por 6 km/s) a velocidade da luz no espaço (cerca de 300.000 km/s), considerada até o momento um "limite insuperável".

"Os vinte neutrinos que avaliamos forneceram uma precisão comparável aos 15 mil que fundamentaram nossa medição inicial", assinalou Autiero.

Os feixes de prótons utilizados para produzir os neutrinos eram ultracurtos (três nanosegundos) e estavam espaçados em 524 nanosegundos, o que permitiu afinar as medições.

Para Autiero, "exames complementares" e "medições independentes" são necessários antes que "a anomalia de tempo de voo" dos neutrinos (ou sua velocidade superior a da luz) possa "ser confirmada ou rejeitada".

O neutrino é muito difícil de se detectar, porque está desprovido de carga elétrica e atravessa a matéria sem se deter.

Se for confirmada, esta velocidade superior a da luz obrigará a uma revisão da física atual, incluindo a teoria de Einstein.

O artigo da equipe Ópera com os resultados do novo teste pode ser visto no site ArXiv.




18 de Novembro de 2011

Exército dos Estados Unidos testa míssil cinco vezes mais rápido que o som

De acordo com as autoridades norte-americanas, o míssil, que pode ter o percurso alterado para evitar que passe pelo espaço aéreo de determinados países, é parte de um programa para que os Estados Unidos tenha capacidade de atingir qualquer país do mundo em apenas uma hora.

O programa militar norte-americano é denominado Iniciativa Estratégica de Defesa Estratégica. O objetivo é construir um sistema de defesa capaz de impedir um ataque nuclear contra o território dos Estados Unidos. O programa também ficou conhecido como guerra nas estrelas.

Com informações da Agência Brasil



14 de Novembro de 2011

Inspirado no FBI, banco de DNA agilizará 
solução de crimes no país

A polícia brasileira encontrou em um programa americano a fórmula para elucidar com mais rapidez crimes, especialmente os reincidentes e hediondos, como abusos sexuais e homicídios. O software, chamado de Codis, vai analisar os códigos genéticos, extraídos através de amostras como sangues, saliva e fios de cabelos, coletados por peritos em locais onde ocorreram crimes, no corpo de vítima ou cedidos por suspeitos. Inicialmente, a coleta será restrita a condenados, já que a utilização em suspeitos e presos provisórios só será possível após a criação de uma lei autorizando.

Ainda neste mês, a Câmara deverá aprovar um projeto que prevê a criação de um banco de dados nacional com o material genético de investigados. A ideia é adotar métodos semelhantes aos do FBI, a polícia federal americana. Pela falta de uma legislação específica, o Brasil não tem como iniciar a coleta do DNA.

"Haverá no banco genético, além da história do apenado, o perfil do local do crime. Com o cruzamento de perfis, os crimes sem solução poderão ser desvendados. Apenas o vestígio já permitirá vincular os agressores. Uma descoberta vai levar a outra naturalmente", explicou Cecília Matte, chefe do setor de genética forense do Instituto-Geral de Perícias (IGP) do Rio Grande do Sul.

Se a lei for sancionada, 15 Estados (MG, RS, PB, BA, AM, SC, PR, SP, ES, MT, CE, MS, RJ, AP e PA) estarão integrados com a Polícia Federal e um banco nacional de DNA. Cada unidade da federação terá seus dados, que serão cruzados a pedido da PF. "Poderemos mapear principalmente os abusos sexuais e assassinatos, pois os dados genéticos dos suspeitos e condenados ficarão guardados em um banco criminal. Faremos a conexão do mesmo agressor a crimes insolúveis e seguiremos seus rastros", ressaltou Cecília Matte.

Questionamentos jurídicos

O promotor David Medina da Silva, coordenador do Centro de Apoio Operacional Criminal do Ministério Público (MP) do Rio Grande do Sul, alerta para uma brecha jurídica que pode dificultar a eficácia do banco genético. Segundo ele, apenas os condenados devem ser submetidos a técnicas invasivas de coleta de dados. O uso de cotonetes para amostra de saliva, por exemplo, pode ser interpretado como invasivo, conforme Medina.

"No Brasil, está se discutindo muito a vedação à auto-incriminação. Na lei, a coleta de DNA deve constar não apenas para investigação, mas também para identificação civil, porque é discutível que um suspeito produza provas contra ele mesmo. Pode-se contestar o fato de o acusado ser submetido a algum comportamento positivo, ou seja, que ele seja obrigado a abrir a boca, por exemplo", salientou o promotor, comparando a situação à imposição do uso de bafômetros.

Prevendo a dificuldade jurídica, o senador Demóstenes Torres (DEM-GO) alterou o projeto e tornou obrigatória a identificação genética para condenados por crime doloso (intencional), com violência de natureza grave, além dos qualificados como hediondos, como já previa o texto original. Ele ainda incluiu na proposta a coleta de DNA de indiciados e investigados mediante pedido do juiz.

"A Justiça vai decidir de que forma a pessoa é considerada perigosa, se ela é reincidente e outros questionamentos. Acredito que a sensação de que a impunidade é a garantia do criminoso pode acabar com essa nova realidade. No Brasil, apenas 6% dos bandidos são realmente punidos depois de condenados. Em países que usam bancos de identificação genética, como os Estados Unidos, o índice chega a ser dez vezes maior", disse Ciro Nogueira (PP-PI), autor do projeto.

A legislação brasileira prevê hoje que são crimes hediondos, entre outros, homicídio qualificado, extorsão qualificada pela morte, extorsão mediante sequestro e estupro. O DNA coletado, de acordo com a proposta, será armazenado em um banco de dados sigiloso. Se o acusado for absolvido ou o caso arquivado, o material genético será destruído.

Atualmente, a polícia do País trabalha apenas com dados genéticos identificados em vestígios deixados nos locais do crime, como sangue, sêmen, unhas, fios de cabelo ou pele. Os dados, porém, não podem ser comparados com os dos criminosos pela ausência de um banco de DNA.



11 de Novembro de 2011

Nasa prepara lançamento da "maior e mais cara" 
sonda para Marte

A agência  espacial americana Nasa anunciou nesta quinta-feira que prepara o lançamento, no final de novembro, do maior e mais caro veículo de exploração já construído para detectar qualquer indício de vida (passada) em Marte.
O dispositivo, cujo nome formal é Curiosity, é um veículo de alta tecnologia de US$ 2,5 bilhões equipado com câmeras de vídeo e sofisticadas ferramentas móveis para analisar as rochas do solo marciano.

O lançamento da sonda, de 899 kg, está previsto para o dia 25 de novembro, às 15h21 GMT (13h21 Brasília), da base da Força Aérea em Cabo Cañaveral, Flórida. "Este é o sonho de todo cientista especializado em Marte", afirmou Ashwin Vasavada, encarregado do projeto Laboratório de Ciência sobre Marte (MSL, sigla em inglês).

A sonda explorará a cratera Gale, situada no sul de Marte, onde há uma ampla variedade de solos e o revelo permite o deslocamento do veículo. Antes de chegar a Marte, a sonda deverá realizar uma viagem de 570 milhões de km, que exigirá oito meses e meio, para pousar no planeta em agosto de 2012.

A Nasa considera que esta nave é um marco na exploração de Marte, que começou com o envio da Viking, em 1976, e que deve culminar com uma missão tripulada, por volta de 2030. Além de detectar indícios de vida no passado do planeta, a sonda analisará as condições para a futura presença humana em Marte.

"O objetivo desta missão é buscar espaços habitáveis em Marte", explicou Vasavada. A sonda tem uma vida útil prevista de dois anos, mas a Nasa espera que, tal como outras naves no passado, o dispositivo permaneça em atividade por muito mais tempo.

O veículo tem instrumentos tão avançados que os cientistas esperam que traga mais dados que a missão precedente. "Viking fez o melhor possível, mas só pode recolher um par de amostras. O MSL vai analisar toneladas de amostras", explicou Pamela Conrad, subdiretora de pesquisa sobre as análises das amostras de Marte.

"Marte facilmente pode ter abrigado vida. Com facilidade, Marte pode ter contido a química complexa necessária para criar um ambiente habitável, e esta informação ainda permanece lá".



11 de Novembro de 2011

Facebook coloca de volta opção de notícias mais 
recentes no feed

O Facebook continua mudando detalhes da rede em seu novo redesenho. Agora, a opção de atualizações mais recentes volta ao sistema  de disposição de notícias mudanças que haviam desagrado parte dos usuários.

A proposta do Facebook era deixar apenas as histórias mais interessantes, escolhidas por algoritmos do site, como destaque as últimas notícias ficariam relegadas ao "ticker", pequena barra na lateral direita com atualizações rápidas. Usuários reclamaram da remoção da visualização completa dos acontecimentos em ordem cronológica.

Agora, a rede decidiu voltar atrás e promete adicionar a nova função nas próximas semanas.



9 de Novembro de 2011

Governo quer obrigar fabricante a vender 
televisor com interatividade

O governo brasileiro vai obrigar os fabricantes de televisores a produzirem aparelhos com a plataforma de interatividade Ginga, desenvolvida no Brasil para o sistema de TV digital japonês, adotado pelo país.

Segundo André Barbosa, assessor da Casa Civil, todos os televisores vendidos no Brasil até 2015 deverão ter o Ginga.


O Ginga funciona como um sistema operacional, como o Windows nos PCs. Ele permite a criação de aplicativos que tornam a TV interativa.

As redes brasileiras já oferecem, para quem tem televisor com Ginga, aplicativos com informações complementares de programas, como resumos de capítulos de novelas. O SBT, por exemplo, tem um portal com vídeos e notícias.

Mas o Ginga permite muito mais. Canais públicos de televisão poderão ser usados para cursos à distância, emissão de certidões, pagamento de impostos e acompanhamento de contas do FGTS.

De acordo com André Barbosa, a obrigatoriedade do Ginga nos novos televisores deverá ser anunciada nos próximos dias pelo governo federal, após uma série de reuniões entre ministros e fabricantes.

Os fabricantes não gostam da ideia de implantarem o Ginga em todos os seus televisores. Isso porque o sistema, numa visão mais estreita, compete com os aplicativos das TVs conectadas, ou Smart TVs, como vêm sendo chamados os novos televisores com acesso à internet.

Para driblar a resistência dos fabricantes, o governo vai condicionar a concessão de incentivos fiscais à implantação do Ginga em todos os televisores vendidos no país até 2015.

As informações são do blog do Daniel Castro / R7



9 de Novembro de 2011

Asteroide passa a 300 mil km da Terra, diz Nasa

O asteroide chegou a ficar mais próximo da Terra do que a Lua, cuja distância média do planeta fica em torno de 384 mil km.

Nova York - Cientistas da Nasa (agência espacial americana) confirmaram que o asteroide 2005 YU55 passou a 325 mil km da Terra nesta terça-feira, a distância mais próxima em fenômenos do tipo nos últimos 35 anos, e algo que deve voltar a ocorrer somente em 2028.
Embora a agência já tivesse descartado qualquer chance de colisão ou efeitos sobre placas tectônicas, por volta das 18h28 da costa leste dos EUA (21h28 em Brasília), o asteroide chegou a ficar mais próximo da Terra do que a Lua, cuja distância média do planeta fica em torno de 384 mil km.

Em diversos pontos dos EUA foram montados esquemas de observação. O 2005 YU55 só pôde ser visto com a ajuda de telescópios, e segundo a Nasa teve o aspecto de um ponto branco por trás de uma constelação de estrelas.

"É uma oportunidade fantástica de educar o público que há coisas no espaço sobre as quais precisamos nos preocupar", disse Ron Dantowitz, diretor do Clay Center Observatory, no Estado de Massachusetts.

Com o tamanho de um porta-aviões, caso o objeto tivesse se chocado com a Terra, poderia abrir uma cratera de 6,4 km de diâmetro e 528 metros de profundidade. E se tivesse caído no oceano, teria provocado um tsunami com ondas de até 21 metros.

Asteroides são "sobras" da formação de sistemas solares há cerca de 4,5 bilhões de anos.

DESCOBERTA

Os astrônomos que estudam este objeto, classificado como um asteroide de classe C, dizem que é muito escuro, cor de carvão, e bastante poroso.

O 2005 YU55 foi descoberto em 2005 por Robert McMillan, do projeto Spacewatch, grupo de cientistas que observa o sistema solar perto de Tucson, Arizona (sudoeste).

O objeto faz parte de um conjunto de 1.262 asteroides grandes, que giram ao redor do sol e têm mais de 150 metros de largura, que a Nasa qualifica como "potencialmente perigosos".

"Queremos estudar estes asteroides, de forma que se algum dia formos atingidos, saibamos o que fazer com ele", disse Statler.

A passagem mais próxima que um asteroide fará da Terra será em 2094, a uma distância de 269 mil km, segundo as previsões.



9 de Novembro de 2011

Cérebros de crianças autistas têm mais neurônios

As crianças autistas têm mais neurônios e apresentam um cérebro mais pesado que as demais, revela um estudo publicado nesta terça-feira no Journal of the American Medical Association (JAMA).

O estudo, baseado em análises de cérebros de crianças autistas falecidas, sugere que a anomalía na zona pré-frontal do cérebro pode ter origem no útero, destacam seus autores.

Os cientistas examinaram os cérebros de sete crianças autistas, com entre 2 e 16 anos, a maioria morta por afogamento.

Ao comparar os cérebros dos autistas com os de outras crianças, a maioria morta em acidentes de trânsito, os pesquisadores encontraram 67% mais neurônios no córtex pré-frontal e 17,7% mais peso, em média, no primeiro grupo.

"Já que os neurônios corticais não são gerados após o nascimento, este aumento patológico no número de neurônios em crianças autistas indica causas pré-natais", destaca o estudo.

O córtex pré-frontal é responsável pela linguagem, comunicação e comportamentos como o ânimo, a atenção e as habilidades sociais. Habitualmente, as crianças autistas têm problemas nestas áreas.

"Os fatores que normalmente organizam o cérebro parecem estar desconectados", destacam Janet Lainhart, da Universidade de Utah, e Nicholas Lange, da faculdade de Medicina e Saúde Pública de Harvard

"Devido ao fato de que os neurônios em todas as zonas do cérebro, exceto no bulbo olfativo e no hipocampo, são gerados antes do nascimento, estas descobertas se somam à crescente evidência biológica de que a neuropatologia do desenvolvimento do autismo começa antes do nascimento, possivelmente em todos os casos".

Estudos prévios sugeriam que os sinais clínicos do autismo tendem a convergir com um período de crescimento anormal da cabeça e do cérebro que começa a ser evidente entre os nove e os 18 meses.

O autismo inclui um amplo espectro de diferentes desenvolvimentos, desde a dificuldade para as relações sociais até a incapacidade de comunicação, passando pela execução de movimentos repetitivos, extrema sensibilidade a certas luzes e sons e problemas de comportamento.



8 de Novembro de 2011

"Descoberto" o gene que causaria a pedofilia

Pedofilia seria causada por um gene alterado, diz pesquisa
Pesquisadores isolaram um gene que acreditam ser a explicação biológica para a pedofilia

O jornal italiano La Stampa  publicou uma reportagem polêmica sobre o que considera os avanços mais recentes da neurociência apresentadas pela Sociedade Neurológica italiana, em Turim. No artigo “Un gene alterato Scatena la pedofilia” [Um gene alterado desencadeia a pedofilia], neurocientistas das Universidades de Turim e Milão concluem que a pedofilia foi causado por um elemento de crescimento defeituoso no cérebro, chamado proteína pleiotrópicos progranulina (PGRN).
A pesquisa já foi publicada na revista Biological Psychiatry. A teoria baseia-se na história de um homem de 50 anos, que tinha começado a apresentar um comportamento pedófilo. Ele passou por uma análise neurológica e foi encontrada em seu cérebro a mutação de PGRN. O tratamento da doença no início levou a uma interrupção de sua tendência à pedofilia.
Lorenzo Pinessi, coordenador da pesquisa, explicou que o homem analisado por eles  começou a mostrar um comportamento pedófilo que envolvia sua filha de 9 anos de idade. A mutação de progranulina, substância essencial para o processo de diferenciação sexual do cérebro, seria associada com uma redução no controle dos impulsos no lobo frontal temporal, levando à demência. Essa condição é semelhante ao que ocorre em alguém com o Mal de Alzheimer.
Se outras pesquisas confirmares esses resultados iniciais, a atração sexual de alguns adultos por crianças poderá ser considerada uma doença e, portanto, passível de tratamento? Pinessi acredita que sim, pois “depois de algumas semanas de tratamento com medicamentos antipsicóticos e antidepressivos, o paciente parou com seu comportamento pedófilo”, disse o pesquisador. Ainda assim, sua equipe reconhece que é necessária mais investigação para determinar se todos os pedófilos possuem essa mesma mutação genética.
O repórter do La Stampa ressalta que “Há óbvias potenciais implicações éticas e legais para esta descoberta”. O professor Pinessi concorda.
A questão da ética ou no caso, da bioética, é se um comportamento como esse pode ser imputado apenas a um gene defeituoso. Ou seja, eliminaria toda a questão da liberdade humana, do autocontrole e, sobretudo da noção de certo e errado? Nos tempos em que vivemos a linha entre uma coisa e outra parecer estar ficando cada vez mais fina. Outros comportamentos que antes eram apenas considerados morais já foram exaustivamente creditados a questões biológicas e neurológicas. A pedofilia será o próximo da lista? Passará a ser apenas uma questão natural, contra a qual não é possível legislar ou criticar? O tempo dirá.

Traduzida e Adaptada por Gospel Prime de Get Religion e Lastampa



7 de Novembro de 2011

Luzes podem revelar civilizações alienígenas, 
dizem astrônomos
Iluminação artificial seria o modo mais seguro de encontrar ETs.
Telescópios atuais não conseguiriam ver luzes fora do Sistema Solar.

Um artigo publicado esta semana na revista científica Astrobiology propõe uma nova estratégia na busca por vida fora do planeta Terra. Em vez de procurar sinais de rádio ou pulsos de laser, os astrônomos sugerem que as luzes urbanas sejam o caminho mais fácil.

Em geral, as técnicas que vasculham indícios de uma civilização extraterrestre usam tecnologias parecidas. Mas a própria evolução tecnológica humana mostra que isso tem limites. Hoje, com as fibras óticas, já não usamos mais tantos sinais de rádio e nos tornamos menos detectáveis por eventuais alienígenas.
Dessa forma, as luzes artificiais seriam o vestígio mais seguro, na opinião dos autores Avi Loeb e Edwin Turner. Isso porque é razoável pensar que qualquer civilização que se desenvolva tenha iluminação para os momentos de escuridão.


“Procurar cidades alienígenas seria um caminho longo, mas não exigiria mais recursos”, afirma Loeb, do Centro de Astrofísica Harvard-Smithsonian, nos EUA. O ideal seria observar as mudanças na emissão de luz de um planeta enquanto ele gira em torno de uma estrela.
Um planeta com áreas iluminadas se destacaria em relação a outro que não tenha luzes artificiais. Apesar disso, essa identificação – da nossa parte – não é possível com a atual geração de telescópios disponível.
Do espaço, seria possível detectar, por exemplo, uma metrópole do tamanho de São Paulo que estivesse no Cinturão de Kuiper, onde ficam os planetas-anões Plutão e Éris, ainda no Sistema Solar.
“É muito pouco provável, porém, que haja cidades alienígenas dentro dos limites do Sistema Solar, mas o princípio da ciência é encontrar um método de checar isso”, aponta Turner, da Universidade de Princeton, também nos EUA.
“Antes de Galileu, era de conhecimento público que objetos mais pesados caíam mais rápido que os leves, mas ele testou e descobriu que a queda ocorre na mesma velocidade”, completa o astrônomo.



7 de Novembro de 2011

Nasa projeta passagem de asteroide para a noite
 desta terça-feira (8)
Astro '2005 YU55' deve atingir a menor distância da Terra às 21h28.
Desde 1976, nenhum corpo desse tamanho se aproxima tanto do planeta.

A Nasa estima que o asteroide 2005 YU55 vai atingir a aproximação máxima do Terra às 21h28 desta terça-feira (8). Depois de passar "rente" ao planeta, mas com segurança, o astro seguirá seu caminho pelo espaço.
Segundo a agência, o 2005 YU55 deve passar a cerca de 325 mil quilômetros da Terra, ou seja, mais perto que a distância que nos separa da Lua.
O 2005 YU55 passa com regularidade perto de Vênus, da Terra e de Marte, mas não chega tão próximo de nós há pelo menos 200 anos.
A última vez que um corpo celeste tão grande chegou tão perto de nós foi em 1976, mas, na época, os astrônomos não previram a visita. A próxima visita de um asteroide desse tamanho está prevista para 2028.
Astrônomos amadores que quiserem tentar ver o asteroide vão precisar de um telescópio de, pelo menos, 15 cm.


A passagem do asteroide foi noticiado  aqui no Pimentas News no dia 1 de Nov. nossos leitores sempre em 1º lugar 


5 de Novembro de 2011

Imagem de tumor em ultrasson em testículo sugere 
ser o deus Min


Médicos canadenses ficaram surpresos com a imagem de um tumor captada por uma ultrassonografia feita no testículo de um homem de 45 anos que dera entrada com fortes dores no hospital universitário de Kingston, na província de Ontario.

A imagem, segundo eles, podia ser associada a do deus egípcio da fertilidade masculina, o Min, em situação de sofrimento, olhando para cima e com a boca aberta, como estivesse se lamentando. 

A ultrassonografia é de dois anos atrás e obteve divulgação agora porque os médicos Gregory Roberts eࠠTouma Naji escreveram um artigo para a revista Urology relatando o caso. Eles deram à imagem o nome de “A face da dor testicular”.

"Houve (com estudantes de medicina) um breve debate sobre se a imagem podia ser de uma divindade, talvez o Min", escreveram o médico. Mas foi apenas uma coincidência, ressaltaram.

Exame de hormônio levantou suspeita de que o tumor pudesse ser cancerígeno. Para ter certeza, os médicos removeram o testículo para examiná-lo. O laudo foi de que se tratava de um tumor benigno.

Com informação do Daily Mail.



5 de Novembro de 2011

Yahoo disponibiliza aplicativos para celular e tablet

Entre os novos produtos estão uma banca de jornal digital, um programa de previsão de tempo e um aplicativo social.
O Yahoo, que demitiu recentemente Carol Bartz do cargo de CEO na companhia, apresentou para o mercado novos aplicativos multimídia para tablets e smartphones. O objetivo da empresa é usar as novas tecnologias para atrair anunciantes para seus canais de conteúdo. "As inovações aparecem primeiro nos espaços móveis porque os usuários têm uma relação mais próxima com seus celulares", explicou Blake Irving, responsável pela área de produtos do Yahoo.

Entre as novas aplicações estão um banca digital de jornais on-line, chamada Livestand, um aplicativo de previsão de tempo para aparelhos com sistema operacional Android e uma nova versão do IntoNow, um app social focado em televisão, desenvolvido para iPad.

O movimento do Yahoo é uma resposta à estratégia de revisão de negócios tocada por Irving na empresa. A companhia contratou a consultoria do banco Allen & Co e tem contado com a colaboração de empresas privadas de capital, como a Silver Lake Partners, no redesenho de suas diretrizes.

Questionado se esse não é um mau momento para o lançamento de novos produtos, tendo em vista a má fase pela qual o Yahoo vem passando, Irving ressaltou que a missão da empresa não mudou e que inovação continua sendo um dos pilares de sua equipe.

Desde que Bartz saiu da companhia, Tim Morse, executivo de finanças da empresa (CFO), assumiu a presidência interinamente. 
 


5 de Novembro de 2011

Motorola apresenta celular mais fino do mercado

Smartphone roda Android 2.3 e chega às lojas no próximo dia 16 .

A Motorola apresentou na noite destaa quinta-feira o celular mais fino do mercado brasileiro: o RAZR. O aparelho chega às lojas do país no próximo dia 16 por 1.999 reais.
O novo modelo é uma sucessão do V3, um dos celulares da Motorola que mais vendeu em todo mundo – algo em torno de 150 milhões de unidades.

O celular tem 7,1 milímetros de espessura, tela super AMOLED de 4,3 polegadas, 1GB de memória RAM, processador dual-core de 1,2 GHz e roda Android 2.3.5. O celular possui ainda um aplicativo chamado MotoCast, através do qual os usuários poderão fazer streaming ou download de músicas e arquivos armazenados em um computador.

O novo modelo possui duas câmeras: uma frontal, para a realização de videoconferências, e uma na parte de trás de oito megapixels e captação de alta definição de 1080 pontos.

A tecnologia utilizada no corpo do aparelho também promete mais durabilidade ao dispositivo. Desenvolvido com fibra de kevlar, um material utilizado em coletes à prova de bala e construções aeronáuticas, o celular da Motorola é resistente a respingos e a riscos superficiais.

O sistema também possui um aplicativo, o Smart Actions, que automatiza tarefas do dia a dia como diminuir a campainha de acordo com o ambiente, alterar configurações de GPS, Wi-Fi e Bluetooth quando o usuário estiver em casa, a fim de economizar bateria, e enviar um SMS personalizado quando uma ligação for perdida.

Android – A novidade vem equipada com a versão 2.3 do sistema operacional do Google, mas a companhia informa que a atualização para o Ice Cream Sandwich, ou Android 4.0, vai ocorrer no ano que vem.

De acordo com Edson Bortolli, diretor de produtos da Motorola Mobility Brasil, a demora noocorre por conta da personalização que a companhia faz no sistema operacional. O executivo ainda afirmou que todos os aparelhos serão produzidos no Brasil, na fábrica da companhia em Jaguariúna, interior de São Paulo.



5 de Novembro de 2011

Método muda permanentemente a cor do olho de 
castanho para azul

Um médico em Laguna Beach (Califórnia, Estados Unidos) desenvolveu um método para alterar permanentemente a cor dos olhos das pessoas sem comprometê-los.
A mudança foi feita de olhos castanhos para azuis, e aconteceu com a ajuda de um laser que destruiu os pigmentos castanhos na íris.

O procedimento, que, de acordo com o médico, leva menos de um minuto, consiste em destruir a melanina para revelar a cor azul que estava escondida sob ela. Assim, os olhos mudam gradativamente de cor ao longo de duas a três semanas. Na imagem ao lado é possível ver o resultado do tratamento que, nesse caso, foi feito apenas na parte inferior de um dos olhos.

Gregg Homer, o primeiro médico a registrar uma patente sobre tal método em 2001, afirmou ao site  de notícias KTLA Los Angeles que espera disponibilizar a tecnologia nos Estados Unidos em até três anos. O procedimento deve custar aproximadamente US$ 5 mil (cerca de R$ 9 mil).



3 de Novembro de 2011

Chrome passa Internet Explorer e é líder na América do Sul

O navegador do Google ultrapassou o Internet Explorer e se tornou o browser maus utilizado pelos usuários da América do Sul em outubro. Os dados são do StatCounter, que analisa dados de internautas que visitam páginas em mais de 15 bilhões de sites em todo o mundo. 

O Google Chrome atingiu 38,87% do mercado sul-americano no mês passado, passando o navegador da Microsoft, que ficou com 36,92%. O Firefox aparece em terceiro, com participação de 22,34%.

No Brasil, no entanto, o Internet Explorer segue líder com uma fatia de 39,41%, mas vem apresentando queda. Em segundo lugar aparece o browser da Mozilla, em ascensão, com 35,97%, enquanto o Chrome amarga a terceira posição, com 22,91%, segundo o StatCounter.

Mundialmente, o IE, apesar de apresentar uma pequena queda no número de usuários nos últimos meses, segue líder com 40,18%, seguido pelo Firefox, com 26,39%, e pelo Chrome, que vem crescendo e já representa 25% do mercado.


3 de Novembro de 2011

Brasil é 3º na lista de países com mais usuários 
ativos de internet

O Brasil acaba de subir uma posição no ranking de países com mais usuários ativos do mundo, ocupando agora o 3º lugar na listagem. Em setembro de 2010, o número de brasileiros conectados com frequência era de 40,6 milhões e agora, após um crescimento de 14% em 12 meses, essa base subiu para 46,3 milhões.

Com esses números, o Brasil ultrapassou a Alemanha em quantidade de usuários que utilizam a internet de casa ou do trabalho, registrando o maior crescimento do mundo no período. Os dados são do IBOPE e, atualmente, 77,8% dos brasileiros fazem parte desse grupo.

O número de brasileiros com internet em casa chegou a 58 milhões - 10 milhões a mais que no terceiro trimestre de 2010. Esse é o maior crescimento anual nos últimos 10 anos.

Dentre os conectados, 77,8% conectam a uma velocidade igual ou superior a 512 Kbps - em setembro de 2010, 61% dos usuários atingiam essa velocidade. Já os que utilizam velocidade de 2Mbps a 8Mbps subiu quase 10% em um ano.



3 de Novembro de 2011

Bancos lançam cartões pré-pagos para quem não 
tem conta corrente

Um novo tipo de cartão pode ser tornar uma opção para quem não tem conta em banco ou simplesmente planeja controlar melhor seus gastos.
Os cartões pré-pagos passaram a ser oferecidos no Brasil recentemente pelas maiores administradoras do país.

Esses cartões são classificados como "multiuso" ou de "uso genérico". Na prática, eles funcionam como cartões de débito comuns, podendo ser usados para a realização de compras e de saques nos caixas eletrônicos.

Alguns permitem também a realização de compras pela internet.

Para ter acesso a esses produtos, o consumidor precisa, geralmente, pagar uma tarifa pela emissão do cartão e pela primeira carga.

O uso para pagamento de compras não é tarifado, mas as recargas costumam ser cobradas, assim como os saques.

Público-alvo é população que não tem conta em banco

O objetivo de bancos e administradoras é atingir, sobretudo, a população que não tem conta em banco, estimada em mais de 50 milhões de brasileiros pelo Banco Central.

Um dos diferenciais é que, para adquirir os cartões, o consumidor não precisa passar por uma avaliação da sua situação de crédito. Mesmo quem está com o "nome sujo" pode, assim, ter acesso a eles.

"O mercado de cartões pré-pagos é extremamente evoluído em países como os Estados Unidos", diz o diretor-executivo de produtos pré-pagos para a América Latina e Caribe da Visa, José Coronel.

A empresa, que lançou cartões pré-pagos em parceria com Banco do Brasil e Banco Rendimento, fez pesquisas na América Latina para descobrir o potencial do produto por aqui.

"Em todos os países, percebemos que os consumidores valorizam o controle financeiro que o cartão traz e a questão da segurança, porque a pessoa não precisa andar com dinheiro em espécie", diz Coronel.

Banco do Brasil vendeu 5.000 unidades em outubro

Desde que o Banco do Brasil lançou o cartão Ourocard Pré-Pago Visa, no começo de outubro, já foram emitidas 5.000 unidades do produto. A aquisição, por enquanto, é gratuita, e pode ser feita nas agências do banco.

Por agora, o cartão só pode ser adquirido por correntistas que, no entanto, podem repassá-lo para outra pessoa.

A gerente-executiva do mercado de cartões da pessoa física do Banco do Brasil, Maria Izabel Gribel, diz que uma das possibilidades de uso é para pagamento de mesada para os filhos.

Para ela, o produto pode até ajudar na educação financeira da criança ou do adolescente, uma vez que força a administrar o próprio dinheiro. Essa é, também, a maior vantagem desses cartões pré-pagos na análise de especialistas em finanças pessoais.

"Acreditamos que essa é a nova fronteira do mercado de pagamentos. Em outros países, a demanda por cartões pré-pagos é muito grande. Conservadoramente achamos que 10% dos pagamentos serão feitos, em 2020, por meio de cartões pré-pagos", afirma Maria Izabel.

Cartão pode ser usado para compras pela internet

O banco Panamericano lançou seu pré-pago em abril em parceria com a Mastercard. O produto pode ser adquirido por qualquer pessoa nas unidades do banco e recarregado em casas lotéricas.

O diretor de cartões do Panamericano, Eliel Teixeira de Almeida, diz que o maior diferencial do produto é a possibilidade de fazer compras pela internet.

"Milhões de brasileiros querem fazer compras pela internet e não conseguem porque não têm cartão de crédito", diz Almeida.



1 de Novembro de 2011

China dá mais um passo em seu programa espacial


A China lançou com sucesso nesta terça-feira uma nave espacial sem tripulantes que tentará executar um acoplamento com um módulo de teste em órbita, o que constitui uma nova etapa do programa que pretende estabelecer uma estação espacial permanente até 2020, anunciou a agência oficial Xinhua.

A nave Shenzhou VIII, que servirá de módulo de treinamento, foi lançada nesta terça-feira às 5H58 (19H58 de Brasília, segunda-feira) da base de Jiuquan (noroeste), no deserto de Gobi.

O Shenzhou VIII se acoplará à Tiangong-1, um módulo de teste lançado em 29 de setembro, a uma altitude de 343 km, uma operação considerada crucial na conquista do espaço.

Em 2012, a China executará outros acoplamentos com duas naves, Shenzhou IX e Shenzhou X, uma delas tripulada.

Duas mulheres treinam para esta missão e devem ser as primeiras chinesas astronautas.

A China, como aconteceu com seu primeiro voo espacial tripulado, recupera o atraso tecnológico em relação a Estados Unidos e Rússia com a reprodução de experiências executadas por estes países nos anos 60.

AFP


1 de Novembro de 2011

Asteroide vai passar perto da Terra na próxima semana
O 2005 YU55 tem o tamanho de um porta-aviões

Na semana que vem, um asteroide vai passar relativamente perto da Terra, de acordo com especialistas da Nasa. A previsão é de que o 2005 YU55 passe a, no mínimo, 324,6 mil quilômetros do nosso planeta, o que é mais perto do que a distância até a Lua.

Cálculos indicam que o asteroide tem o tamanho de um navio porta-aviões. O ponto máximo de aproximação com a Terra será dará no dia 8, terça-feira que vem. 

Há pelo menos 200 anos o 2005 YU55 não chega tão perto da Terra. Em sua trajetória, ainda estão Vênus e de Marte.

Somente em 1976 um outro asteroide passou tão perto da Terra. A Nasa previu que outro do mesmo tamanho também se aproximará do planeta em 2028.



31 de Outubro de 2011

Televisor da Apple com Siri chega ao mercado em 
2013, diz jornal


Um televisor da Apple que teria o assistente pessoal digital Siri e que tivesse conexão com todos os produtos da empresa pode chegar ao mercado ainda em 2013, de acordo com reportagem do jornal "The New York Times".

O jornal cita fontes de dentro da Apple, dizendo que grandes partes de um protótipo do aparelho já foram vistas dentro da empresa. Entretanto, a Apple estaria esperando apenas o custo dos monitores de LCD reduzir para poder fabricar o aparelho em massa. No momento, o produto seria muito caro tanto para a fabricação quanto o consumidor. O design seria similar ao do Macbook Air e do iPad e a empresa trabalha há alguns anos no projeto.

O Siri no aparelho permitiria que o usuário aposentasse o controle remoto, falando em voz alta o que ele quer que a TV faça como, por exemplo, pedir para reproduzir um episódio de um filme ou seriado comprado pelo iTunes ou até pedir para tocar alguma música.

A reportagem afirma ainda que pode ser possível que a TV da Apple integre recursos da web. O usuário poderia pedir que o aparelho "reproduzisse vídeos de gatos" e, assim, o usuário assistiria a vídeos do YouTube, por exemplo.

G1


29 de Outubro de 2011

Samsung ultrapassar a Apple é caminho natural, diz analista 

A novela que acontece no cenário mundial entre a americana Apple e a sul-coreana Samsung ganhou mais um capítulo. E, pelo menos para uma dessas empresas, ele é dramático. Na última sexta-feira, a Samsung ultrapassou a gigante Apple no número de smartphones postos à venda. Enquanto a americana vendeu, de julho a setembro de 2011, 17,1 milhões de unidades, a asiática alcançou a quantidade de 27,8 milhões de aparelhos no mercado. Para o analista Bruno Freitas, do instituto IDC, apesar de repentino, este é um movimento natural.

Para além de uma simples mudança de posições, a ultrapassagem merece atenção especial. A Apple é a responsável por inaugurar, com o então revolucionário iPhone em 2007, a categoria "smartphone" - o celular inteligente de acabamento sofisticado que trazia para o bolso do usuário um pequeno e potente computador pessoal. A Samgung, que tem mais de 70 anos de história, se arriscou neste mercado no início de 2010. É essa também a data de uma batalha, em escala mundial, travada entre as duas companhias, que brigam na Justiça, desde abril de 2011 por direiros intelectuais e patentes justamente dos smartphones e dos tablets delas.

Há uma série de fatores que podem explicar a situação. Uma delas, é simplesmente porque o mundo hoje é diferente de 2007. "O mercado de smartphones se popularizou nos últimos anos. Muitos players as empresas diversificam o portfólio e, com isso, abocanham uma fatia de mercado maior. A Apple cresce, mas se mantém basicamente voltada a um mercado chamado de premium", diz Freitas.

O que o analista quer dizer é que, na brecha de mercado da companhia fundada por Steve Jobs, concorrentes conseguem triunfar. "A Samsung conta com uma série de smartphones, que vão da linha premium mais sofisticada aos produtos low-endcom acabamento simples, que são mais baratos", exemplifica Freitas.

O presidente da consultoria de telecomunicações Teleco, Eduardo Tude, acredita ser cedo demais para cantar a vitória sul-coreana. Para ele, o clima de atenção devido ao então afastamento de Jobs do cargo de CEO da Apple e os constantes rumores de um novo iPhone 5, que não se concretizaram, contribuíram para a queda na venda e na ascenção da concorrente. "As pessoas tenderam a esperar e não se arriscar em um período de dúvidas", explicou Tude.

A Apple pode ter inaugurado uma categoria em 2007 e, até certo ponto, criado um mercado que é só dela. A questão é que, com o avanço e a popularização da tecnologia, ela fugiu das mãos da companhia da maçã e, de modo natural, se espalhou pelo mundo. O que a Samsung fez foi aproveitar oportunidades para expandir um mercado que, mesmo não tendo sido criado por ela, se adaptou e se tornou acessível em esfera planetária.

O sucesso do Android para o triunfo da Samsung

Se ainda pode parecer cedo para chamar a atual liderança da Samsung de um triunfo - uma vez que o mercado não está consolidado -, o sucesso do Android é inegável. O sistema operacional para dispositivos móveis do Google tem pouco mais de um ano de existência e já está instalado na maior parte dos novos smartphones e tablets no mercado.

Tudo isso porque o Android não é o sistema proprietário de um fabricante - como é o iOS da Apple. Ele pode ser usado em diferentes marcas e modelos de dispositivos móveis. A questão é que, no caso da Samsung, ele foi o grande "salvador da colheita". A maior parte dos smartphones e tablets da companhia sul-coreana vem com alguma versão do SO do Google. "Aqui, estamos falando de uma associação de marcas. São pelo menos Samsung, Android e Google, que, de uma maneira ou outra, faz parte do imaginário do usuário hoje", afirma Freitas.

Somente a força da marca Android, no entanto, não explicaria os novos números. Em conjunto com a soma de nomes famosos na tecnologia, está a qualidade dos aparelhos da Samsung. O recente smartphone Galaxy S II, por exemplo, se impõe no mercado como direto concorrente do iPhone 4 e 4S em pelo menos três aspectos: preço, design e capacidade. "O know-how conhecimento da Samsung dos dispositivos móveis não pode ser desprezado", diz o analista do IDC.



29 de Outubro de 2011

Facebook planeja central no Círculo Polar Ártico

O Facebook planeja uma grande  central de servidores em uma fazenda no nordeste da Suécia, próximo ao Círculo Polar Ártico para aproveitar as baixas temperaturas para evitar o aquecimento. A informação é do site Huffington Post, que reproduz a notícia de um jornal sueco desta quarta-feira.

Ainda segundo o jornal, que citou um representante oficial do Facebook na Suécia, Jan Fredriksson, o anúncio será feito nesta quinta-feira. A central deve se situar em Lulea, que fica a 100 km ao sul do Círculo Polar Ártico. Procurados pelo jornal, oficiais suecos da região afirmaram estar em contato com uma grande companhia americana, que deve usar em Lulea uma área de 2 hectares.

Os servidores que se encontram em centrais de dados são a espinha dorsal de grandes sites como o Facebook, que estima ter cerca de 800 milhões de usuários ao redor do planeta. É por meio destes servidores que acontecem bilhões de atualizações de status e transmissão de links, fotos e todas as outras informações dos usuários da rede social.

Nesta semana, procurados pela reportagem do Huffington Post, tanto Fredriksson quanto o Facebook se recusaram a confirmar ou desmentir a informação.



24 de Outubro de 2011

Única biografia autorizada de Steve Jobs 
é lançada mundialmente
Livro chega pela Companhia das Letras no Brasil

A única biografia autorizada de Steve Jobs foi lançada nesta segunda-feira (24), duas semanas e meia depois da morte do gênio perfeccionista que revolucionou o mundo, mas que também foi um chefe temido e um homem cuja vida foi marcada pela condição de filho adotivo. No Brasil, o livro chegou às livrarias pela Companhia das Letras.

O aguardado livro, escrito por Walter Isaacson, intitulado simplesmente "Steve Jobs", retrata em suas 630 páginas o visionário da tecnologia em seus pontos altos e baixos e já faz parte da lista dos livros mais vendidos para o leitor digital Kindle, da Amazon.

"Tive muita sorte na minha carreira e na minha vida. Fiz tudo o que podia fazer", confidenciou Jobs ao seu biógrafo pouco antes de sua morte, aos 56 anos, em 5 de outubro.

"Exijo das pessoas a perfeição, é o que eu persigo", revelou a Isaacson em uma das 40 entrevistas celebradas entre 2009 e 2011.


Biografia de Jobs teve lançamento mundial
O livro revela uma personalidade complexa, que segundo o biógrafo "era capaz de deformar a realidade" se esta não lhe conviesse.

Segundo Isaacson, Jobs foi um gênio de criatividade rara que revolucionou seis indústrias: a dos computadores, a dos filmes de animação, a da música, a dos telefones, a dos tablets e a da publicação digital.

Steve Jobs era filho adotivo, uma condição que marcou sua vida. Ele cresceu nos anos 1970, na Baía de San Francisco, rodeado pela cultura hippie, e fascinado pela tecnologia.

Entre as passagens mais chamativas do livro está a que se refere ao seu câncer, do qual tomou conhecimento em 2003.

O co-fundador da Apple se recusou a se operar durante nove meses porque não queria que abrissem seu corpo, elegendo outros métodos para enfrentar a doença, com um estrito regime vegetariano, acupuntura e outros tratamentos encontrados na internet.

Quando finalmente aceitou ser operado, o câncer tinha se espalhado e Jobs mentiu publicamente, afirmando estar "curado", enquanto se submetia a uma série de tratamentos.

Em agosto, o gênio da Apple pensava ainda ter tempo, ao confidenciar a Isaacson: "sei que haverá muitas coisas no seu livro das quais não gostarei. Eu o lerei dentro de um ano, se ainda estiver aqui".

"Às vezes acredito em Deus, às vezes, não. Acho que é 50, 50. Talvez porque queira acreditar na vida depois da morte", afirmou em outra passagem.

Entre seus planos, Jobs queria criar uma televisão Apple "muito fácil de usar" e que fosse "integrada a todos os outros aparelhos" que tinha desenvolvido, com o objetivo final de fazer com a TV o que tinha feito com os computadores, os reprodutores de música e os telefones".

Tanbém queria destruir o Android, sistema operacional para celulares inteligentes do Google, o qual considerava ter sido roubado do iPhone.

"Lutarei até meu último suspiro e gastarei cada centavo dos 40 bilhões que a Apple tem no banco para corrigir isso. Vou destruir o Android porque é um produto roubado. Estou preparado para uma guerra termonuclear", desafiou.

No campo da política, Jobs se dizia "desiludido" com o presidente Barack Obama, embora em fevereiro passado lhe tenha dito, durante um jantar, que estava pronto para fazer o que ele lhe pedisse para ajudar os Estados Unidos.

Como chefe, era terrível, "um dos piores do mundo", na definição do seu biógrafo. "Podia ser muito duro, fosse com uma empregada ou com um programador que passou a noite trabalhando. Era capaz de dizer-lhes, ''o que você faz não serve para nada''", escreveu Isaacson.

Apesar de milionário, Jobs demonstrava uma relação de desconfiança com o dinheiro: "vi muita gente na Apple que era simpática e simples e que quando enriqueceu, comprou Rolls Royce, casas. Ficaram estranhos. Prometi que não deixaria o dinheiro arruinar a minha vida".



21 de Outubro de 2011

China defende sua posição de restringir algumas 
páginas da internet

A China defendeu na quinta-feira (20/10) seu direito de censurar a internet, alegando a necessidade de "proteger o público". Segundo a agência de notícias Reuters, a declaração foi feita depois que os Estados Unidos pressionaram o país asiático a explicar suas restrições a empresas norte-americanas

Os Estados Unidos querem saber porque o projeto de censura e vigilância, chamado "Great Firewall of China" ("Grande Muralha Digital da China", em português), impede tantas companhias norte-americanas de oferecerem serviços via internet.

A porta-voz do Ministério de Relações Exteriores, Jiang Yu, disse que a China incentivava ativamente o desenvolvimento da internet e protegia a liberdade de expressão online. "O propósito é manter um bom ambiente e proteger o interesse público. Isso está de acordo com as práticas internacionalmente aceitas", comentou. Ela acrescentou que empresas estrangeiras eram bem-vindas no país.

A China tem mais de 450 milhões de usuários da internet e proíbe diversos sites, inclusive o Facebook, Twitter e YouTube, temendo que o livre compartilhamento de imagens e informações gere instabilidade social e prejudique a segurança nacional.

O Google também sofre bloqueios de conteúdos frequentemente. Como resultado, os usuários chineses migraram para sites locais que obedecem às regras de censura do país. O Renren corresponde ao Facebook, o YouKu é o YouTube regulamentado e o Twitter chinês se chama Weibo. O mais curioso é que até os layouts dos sites similares é bastante parecido com os originais.



21 de Outubro de 2011

Vinte estados brasileiros tem mais celulares que habitantes

De acordo com um relatório divulgado pela Anatel, dos 26 estados brasileiros, 20 já possuem mais celulares do que habitantes, incluindo o Distrito Federal. Na lista também estão os estados do Acre, Amapá, Amazonas, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima, São Paulo, Santa Catarína, Sergipe e Tocantins.

Em setembro deste ano, os estados da Paraíba e Roraima registraram mais de um aparelho por habitante e se juntaram a outros 19 locais. O Distrito Federal possui a maior relação:198,77 linhas para cada 100 habitantes, quase duas linhas por morador da capital. A maior teledensidade está na área do DDD 71, cuja principal cidade é Salvador com 180,51 aparelhos a cada 100 habitantes.

Ainda segundo o levantamento da Anatel, só no mês de setembro foram habilitadas mais de 3,3 milhões de novas linhas de celulares no Brasil. Este número representa um crescimento de 1,48% em relação a agosto. Nos primeiros nove meses de 2011, o serviço de telefonia móvel registrou 24,4 milhões de novas habilitações, um aumento de 12,03% ao ano. Em setembro de 2000, o número de novas linhas chegou a 531,9 mil e, hoje, existem mais de 227,4 milhões em todo o território brasileiro.

Outra informação relevante é a quantidade de aparelhos pré-pagos em relação aos pós-pagos. No Brasil, 81,64% dos telefones precisam de créditos para fazer ligações e 18,36% recebem a conta no final do mês. Já os aparelhos 3G totalizaram em 34,5 milhões em setembro, crescimento de 67,19% em relação ao ano passado.

A operadora Vivo lidera o mercado brasileiro com 29,49% de participação, seguida pela TIM (26,04%), Claro (25,3%), Oi (18,84%), CTBC e Sercomtel (0,3%).



21 de Outubro de 2011

Trabalhadores noturnos sentem mais fome, diz 
pesquisa da Unicamp

Um novo estudo realizado por cientistas brasileiros sugere que trabalhadores noturnos apresentam alterações em funções hormonais que podem deixá-los predispostos a comer mais, ganhar peso e desenvolver síndrome metabólica - um conjunto de fatores de risco cardiovascular que inclui hiperglicemia, hipertensão arterial, obesidade e aumento da circunferência da cintura. As informações são da agência Fapesp.

A literatura científica internacional já demonstrava que os trabalhadores noturnos têm mais tendência ao ganho de peso, além de maior risco de apresentar doenças cardiovasculares e outros indicadores de síndrome metabólica.

Mudanças de comportamentos alimentares associadas ao trabalho noturno - incluindo aumento do valor calórico e variações no horário e número de refeições - têm sido apontadas como a mais provável explicação para esse fenômeno.

Estudando os mecanismos biológicos que poderiam estar por trás das mudanças comportamentais, um grupo de pesquisadores da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) descobriu que os trabalhadores noturnos apresentam alterações em funções hormonais estomacais que regulam a saciação - a sensação de estar satisfeito após a refeição -, o que pode levar ao ganho de peso.

O estudo, coordenado por Bruno Geloneze Neto, foi realizado com um grupo de 24 mulheres, sendo 12 trabalhadoras do turno da noite e 12 trabalhadoras do turno do dia do Hospital das Clínicas da Unicamp. Todas elas tinham índice de massa corpórea entre 25 e 35.

"Estudamos os mecanismos hormonais ligados à saciação e não as diferenças comportamentais. Tomamos o cuidado de trabalhar apenas com pessoas do mesmo sexo, com padrões semelhantes de peso, de atividade física e de condição socioeconômica e cultural, a fim de observar as diferenças relacionadas à variável do turno de trabalho", disse Geloneze.

"Fomos investigar um aspecto sobre o qual não há dados na literatura: como se comportam os hormônios gastrointestinais que controlam a fome e a saciação. Alguns estudos mostram que existe uma alteração nos níveis de leptina - um hormônio relacionado ao grau de adiposidade - nos trabalhadores noturnos. Mas não se sabia se a leptina se alterava como consequência do ganho de peso ou se era sua causa", explicou.

As voluntárias foram submetidas a um teste de alimentação padrão, que consiste na ingestão de 515 calorias, com uma dieta hiperproteica e hiperlipídica. As trabalhadoras noturnas foram testadas durante o dia, em jornadas de folga. As trabalhadoras diurnas foram testadas no horário normal.

"Depois da alimentação, estudamos por três horas a produção de insulina e de três hormônios GLP-1 e PY-B36 - ambos com ação anorexígena -, de grelina, um hormônio produzido no estômago e que estimula a fome, e de xenina, hormônio que inibe a fome", declarou.

No padrão normal de alimentação, pouco antes da refeição, os níveis de grelina se apresentam altos, enquanto os outros três hormônios apresentam níveis baixos. Depois da refeição, por um período de três horas, o GLP-1, PY-B36 e xenina aumentam e a grelina é reduzida.

"Nos indivíduos que trabalham à noite, os padrões de GLP-1 e de PY-B36 se apresentavam semelhantes ao das trabalhadoras diurnas. Mas identificamos uma alteração na produção de grelina entre as trabalhadoras noturnas", disse. Normalmente, segundo Geloneze, após a refeição a produção de grelina cai abaixo dos níveis basais. Entre as trabalhadoras noturnas, não houve supressão da grelina depois da alimentação.

"Outra diferença que observamos ocorreu em relação à xenina. Esse hormônio normalmente aumenta após a refeição, contribuindo para a saciação. Mas nas mulheres que trabalham à noite a produção de xenina não subiu", disse o pesquisador.

Do ponto de vista clínico, houve uma diferença discreta na quantidade de calorias ingeridas, de cerca de 10%. As trabalhadoras noturnas, apesar de terem o mesmo padrão de índice de massa corpórea das outras, tinham também um pouco mais de concentração de gordura no abdome.

"Quando falamos de tratamento da obesidade, precisamos levar em conta que as condições das pessoas são muito heterogêneas e uma abordagem terapêutica única pode ser ineficiente. Agora sabemos que para os trabalhadores noturnos seria preciso ter terapias focadas nesses mecanismos subjacentes, como, por exemplo, drogas que modulem a produção de xenina e grelina", afirmou.



20 de Outubro de 2011

Conheça a brasileira que dá voz ao Google e virou 
'estrela' de trotes

A mulher que dá voz ao Google no Brasil tem 49 anos, é casada, mãe de dois filhos e moradora de São Paulo. Além de pronunciar as palavras em português, Regina Bittar é responsável, por tabela, pelas piadas e trotes feitos com a voz robótica do Google Translator na internet.
“Eu não acho estranho a minha voz estar em várias brincadeiras do YouTube porque aquilo é uma máquina. Para mim, é a voz do Google, não sou eu”, diz Regina, que diz que não pode dar muitos detalhes sobre como foi a gravação. “O que posso falar é que participei de uma seleção com uma fonodióloga e comecei as gravações no início de 2009”. O recurso de voz da ferramenta de tradução gratuita do Google foi lançado em português em maio de 2010.

Regina tomou conhecimento sobre as piadas há cerca de quatro meses, por meio de uma amiga também locutora. "Ela me disse: ‘Regina, olha o que estão fazendo com a sua voz’. Mas eu não levo para o lado pessoal. Eu acho que quem faz a brincadeira tem muito mais autoria do que eu”. Ela acredita que a curiosidade em torno da voz e os trotes serão passageiros. “O brasileiro faz piada de tudo. Amanhã já tem algo novo na internet”, diz. Entre os vídeos preferidos de Regina está a da menina que briga com a voz do Google, que a manda ir dormir. “O vídeo com o trote da pizza já teve mais de 1 milhão de acessos, é incrível”.

Menina briga com a voz do Google Tradutor
por mandá-la ir dormir (Foto: Reprodução)Responsável pela locução de diversos comerciais de TV, Regina já está acostumada a ouvir a própria voz, mas no caso do Google Tradutor é diferente. “Na primeira vez que usei a ferramenta, eu ria sozinha. Apesar dos anos, ainda tomo sustos. Até hoje me impressiono com o que fiz”, conta. “Recentemente, eu comprei um iPhone e um amigo me disse: ‘você também está lá’”, diz a locutora sobre o aplicativo do Google para o smartphone da Apple.

Regina usa frequentemente o Google Tradutor. Além de fazer consultas em inglês, ela também usa o português para saber como se pronuncia as palavras. “Um dia fui gravar um institucional e tinha o termo ‘absenteísmo’. Por não saber como se falava, consultei a ‘voz do Google’ e deu certo”.

A curiosidade por saber quem está por trás da voz vem da época do rádio, segundo Regina. “Todo mundo imaginava como eram os locutores”. Ela conta que até hoje a profissão chama a atenção das pessoas. “Quando eu falo que trabalho com locução, muita gente me pede: ‘Ai, fala alguma coisa’”. O trabalho para o Google aumentou a curiosidade. “Fui em um casamento esses dias e a noiva distribuiu câmeras fotográficas para todo mundo. Pedi para os meus amigos fazerem pose e eles disseram: ‘Só se você pedir com a voz do Google’”.

Voz 'robótica'
O Google Tradutor não foi o primeiro trabalho que Regina gravou para uma “máquina”. No início dos anos 2000, ela era a apresentadora da assistente virtual lançada pela Gradiente, a “Mediz”. A partir de um reconhecimento de voz, os usuários ligavam para o portal e tinham vários locutores de plantão que davam notícias sobre trânsito e tempo. “Essa foi uma experiência forte, era como se a máquina fosse uma pessoa. Teve uma moça que ligou desesperada porque o namorado estava apaixonado pela 'Mediz'. Sempre existiu esse fetiche pela máquina”.

Para gravar o Google Tradutor, Regina usou uma voz pausada e linear, ou seja, sem emoção ou musicalidade. “Há diferenças de linguagem para cada veículo. O rádio, por exemplo, é áudio puro, sem imagens, por isso a interpretação é mais acentuada”, explica. Segundo Regina, a voz eletrônica não pode ser muito rápida nem coloquial, pois quem está ouvindo não irá prestar atenção. “A voz é a mesma, o que muda é o tom. Na minha opinião, o locutor é como o vinho, vai ficando cada vez melhor. Com o tempo, você aprende a usar o seu 'instrumento'”.

Antes de começar sua carreira como locutora, Regina trabalhou na mídia impressa, no jornal “A Tribuna”, de Santos, cidade onde nasceu. Logo depois, ela começou a fazer uma revista de moda que circulava pela cidade. Certa vez, o diretor artístico da revista disse a Regina que ela tinha um timbre lindo e deveria ser locutora. “Ele, então, me convidou para fazer uma propaganda. Logo depois, quando a revista acabou, ele me convidou para apresentar uma rádio-revista. As pessoas começaram a gostar da minha voz. O rádio é maravilhoso porque você tem um retorno imediato dos ouvintes. E eu acabei me encantando”.

Depois de ir morar no exterior, Regina voltou para São Paulo e decidiu focar sua carreira como locutora. “Antes de começar no rádio, resolvi trabalhar em estúdio e tive a oportunidade de gravar com grandes locutores do Clube da Voz. Meu grande objetivo era ser locutora do grupo, que foi uma grande escola”. O Clube da Voz foi fundado em novembro de 1992 e reúne locutores que atuam em publicidade. Hoje, o grupo é formado por radialistas, jornalistas, publicitários, atores e dubladores.

G1



20 de Outubro de 2011


Número de empresas que usam internet no Brasil cresceu 2 pontos percentuais em três anos

Da Agência Brasil

São Paulo – O percentual de empresas que têm e usam computador e internet no Brasil cresceu 2 pontos percentuais em três anos. O índice passou de 95%, em 2007, para 97%, em 2010. Já as que utilizam rede sem fio passaram de 28% para 50% no mesmo período.

Os dados constam da Pesquisa TIC Empresas Brasil 2010, sobre o uso de tecnologias de informação e comunicação no Brasil, apresentada hoje (19) pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br) e pelo Centro de Estudos sobre as Tecnologias da Informação e da Comunicação (Cetic.br).
O levantamento, que foi feito entre 5 mil empresas de pequeno, médio e grande porte com mais de dez funcionários, em cinco regiões do país, também constatou que as compras pela internet diminuíram de 64% para 55%. O mesmo ocorreu com as vendas, que recuaram de 45% para 36%.
De acordo com o consultor do CGI.br, Carlos Afonso, o Brasil precisa de mais condições para que o pequeno empreendedor possa aproveitar os recursos de tecnologias de informação e comunicação (TICs) para inovar e criar novos serviços, além de avançar no seu empreendedorismo. “No Brasil ainda há limitantes muito sérios, como o custo da telefonia móvel, que é altíssimo e continua sendo o mais caro do mundo. Enquanto em países como a Índia é o oposto e um grande benefício para os pequenos empreendedores”.
Para o consultor, os altos preços da telefonia e internet no país limitam o acesso da população a esse tipo de serviço. Segundo ele, isso ocorre por causa do monopólio das empresas do setor, que provavelmente combinam para estabelecer um patamar de preços. “Essas empresas procuram jogar o imposto como desculpa para que os preços sejam maiores, mas se retirarmos todos os impostos ainda assim o preço será o mais alto entre as oito maiores economias [do mundo]”.
Afonso ressaltou que para modificar essa situação as agências reguladoras precisam atuar com mais eficiência. “Precisamos de agências reguladoras que exijam qualidade de serviço. Hoje temos uma agência que é vulnerável às pressões de grandes interesses. Apesar de ter sido criada para ser neutra e estar focada em beneficiar o consumidor, infelizmente não é exatamente o que faz”.



19 de Outubro de 2011

Transmissões analógicas para TV serão desligadas em 2016

O ministro das comunicações, Paulo Bernardo, confirmou na última quinta-feira (13/10) que todas as transmissões analógicas de televisão serão desligadas em 2016. Apesar de reconhecer que o sistema digital ainda não está muito popularizado no país, o ministro afirma que medidas estão sendo tomadas para acelerar o processo de digitalização das emissoras.

“Esperamos que até 2016 já estejamos totalmente prontos para fazer o apagão analógico. Até lá, as emissoras vão ter tempo para se adaptar e os próprios consumidores vão querer modernizar seus equipamentos, até porque teremos uma Copa do Mundo aqui no Brasil em 2014 e as pessoas já vão querer aproveitar a tecnologia”, afirma Bernardo.

O Governo Federal também pretende dar acesso às linhas de crédito diferenciadas por meio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para que as emissoras de TV possam comprar novos equipamentos e migrar para o sistema digital.

De acordo com o Ministério das Comunicações, o decreto que estabeleceu o sistema de TV digital no país permite usar a TV para checar saldo bancário, agendar consultas médicas, comprar produtos e visualizar informações como previsão do tempo e trânsito. É válido lembrar que nem todos os modelos de TV são compatíveis com esses recursos.



17 de Outubro de 2011

Especialista: nem países ricos estão prontos para 
epidemia grave 

Com lançamento nos cinemas brasileiros previsto para 28 de outubro, o filme Contagion(Contágio, no Brasil) deixa muitas pessoas preocupadas nos Estados Unidos. A possibilidade de uma pandemia exterminar centenas de milhares de pessoas em questão de semanas, retratada na ficção, não é algo longe da realidade mundial no atual cenário globalizado, dizem especialistas.

Na produção hollywoodiana, Mitch Emhoff e Erin Mears, interpretados respectivamente por Matt Damon e Kate Winslet, são alguns dos personagens envolvidos na batalha contra um vírus que é transmitido de forma indireta, ou seja, sem a necessidade de contato humano (roupas, telefones, copos podem ser agentes transmissores, por exemplo). As vítimas são contaminadas e morrem rapidamente, fazendo com que a sociedade seja dominada pelo medo. "O filme é bem realista em termos de transmissão de vírus", afirma Trish Perl, especialista em epidemiologia e doenças infecciosas da Johns Hopkins Medicine, organização líder mundial em pesquisa médica, em entrevista exclusiva ao Terra.

O que tem assustado os americanos é que, se uma pandemia como a da ficção ocorresse hoje, o cenário seria igualmente trágico, conforme alerta a especialista. Segundo Trish, poucos países teriam real condição para tratar e curar uma grande parcela da população. Nem mesmo os mais ricos e desenvolvidos, geralmente com mais unidades de tratamento intensivo, antibióticos para tratar infecções secundárias e drogas antivirais, seriam capazes controlar a pandemia com eficácia em um curto espaço de tempo. Faltam, de acordo com ela, instalações e recursos médicos realmente adequados.

Em países em desenvolvimento, então, ocorreriam consequências tão graves quanto as que ficaram registradas na história - como a gripe espanhola, que entre junho de 1918 e dezembro de 1920 matou entre 50 e 100 milhões de pessoas. Ainda que tenhamos acesso mais imediato a medicamentos e novos tratamentos, o número de vítimas ainda seria catastrófico no caso de uma contaminação realmente forte. "A disparidade nas consequências da doença de acordo com o país atingido será cada vez mais evidente", 

O perigo que está por vir

O pânico dos americanos que assistem ao filme ganha eco na opinião de Trish Perl. Segundo ela, a ocorrência de uma pandemia grave em um futuro relativamente próximo é praticamente certa. "Os vírus são inacreditavelmente sofisticados e, conforme há mais interação entre humanos e animais e estes compartilham um ambiente, a chance de ocorrer uma pandemia aumenta", afirma.Além disso, hoje as pandemias se disseminam de maneira acelerada. Com os milhares de voos internacionais diários, novos tipos de gripe são disseminados a uma velocidade alarmante. Em questão de horas, pessoas em diferentes lugares do planeta podem ser infectadas por um vírus saído de um mesmo lugar. "Hoje, só demora o tempo dos aviões irem de um ponto a outro", reforça a epidemiologista.Contudo, a expectativa é de que, unida, a comunidade científica global consiga desenvolver uma vacina contra uma nova pandemia em um prazo de um a três meses. "O grande desafio é o teste e a regulamentação de novas vacinas em um âmbito global", diz.

Quando o medo toma conta

Segundo Joshua Epstein, médico diretor do Centro Johns Hopkins de Modelos Avançados para Ciências Sociais, Comportamento e Saúde, há outro fator, também explorado no filme, a ser considerado nesses casos: "O medo pode ser altamente contagioso em situações de desastre e pode fazer com que as pessoas ajam de maneira bastante imprevisível", diz.Para Epstein, o medo faz com que as pessoas percam controle sobre as emoções e sejam dominadas pela desconfiança. E isso pode fazer com que elas não acreditem nas diretrizes emitidas pelas autoridades e evitem as vacinações necessárias, fazendo com que uma situação já desafiadora passe a ser uma catástrofe.

Como se prevenir

Hábitos simples, como lavar as mãos com frequência, usar máscara e ficar em casa quando tiver gripe, cobrir a boca com o braço ao tossir em vez de usar a mão, além de usar desinfetantes com álcool para as mãos, ainda são as maneiras mais eficazes de se evitar a disseminação de influenza, o vírus causador da gripe.Estudos indicam que o simples uso em salas de aula de desinfetante com álcool para as mãos chega a reduzir a disseminação da gripe em 30% nas escolas.

Com lançamento nos cinemas brasileiros previsto para 28 de outubro, o filme Contagion(Contágio, no Brasil) deixa muitas pessoas preocupadas nos Estados Unidos. A possibilidade de uma pandemia exterminar centenas de milhares de pessoas em questão de semanas, retratada na ficção, não é algo longe da realidade mundial no atual cenário globalizado, dizem especialistas.

Na produção hollywoodiana, Mitch Emhoff e Erin Mears, interpretados respectivamente por Matt Damon e Kate Winslet, são alguns dos personagens envolvidos na batalha contra um vírus que é transmitido de forma indireta, ou seja, sem a necessidade de contato humano (roupas, telefones, copos podem ser agentes transmissores, por exemplo). As vítimas são contaminadas e morrem rapidamente, fazendo com que a sociedade seja dominada pelo medo. "O filme é bem realista em termos de transmissão de vírus", afirma Trish Perl, especialista em epidemiologia e doenças infecciosas da Johns Hopkins Medicine, organização líder mundial em pesquisa médica, em entrevista exclusiva ao Terra.



17 de Outubro de 2011

Google investe em música e prepara concorrente ao iTunes


O Google  está próximo de aumentar sua concorrência com a Apple e deve lançar, nas próximas semanas, sua loja on-line de música. Segundo informações do jornal The New York Times, o serviço ampliaria o conceito do Google Music, disponível apenas nos Estados Unidos.

A estratégia da gigante de buscas é antecipar as novidades que serão apresentadas pela Apple, que pretende disponibilizar mundialmente até o fim do mês o iTunes Match. Por 25 dólares ao ano, os consumidores terão condições de sincronizar músicas no computador com qualquer dispositivo com iOS. Para tanto, o Google quer aprimorar ainda mais o Music, serviço lançado em maio que permite aos usuários armazenarem até 20.000 faixas nos servidores do Google. As canções poderão ser acessadas por meio de um computador conectado à web ou através dos smartphones e tablets com sistema operacional Android.

De acordo com a publicação, executivos da indústria fonográfica revelaram que o Google fez contatos iniciais com gravadoras para a negociação de um novo serviço da empresa. Uma divergência apresentada pelas grandes corporações do entretenimento, no entanto, pode frear o acordo. A principal preocupação é que o Google Music incentive ainda mais a pirataria


17 de Outubro de 2011

Designers japoneses criam notebook que pode ser 
recarregado na água


Os designers japoneses Seunggi Baek e Hyerim Kim criaram o conceito Plantbook, um notebook que funcionaria à base de água e energia solar. Além de usar as fontes renováveis, também polui menos o ambiente, pois o processo libera oxigênio em vez de gases tóxicos. O aparelho ainda seria prático de carregar, graças à tela enrolável.

Para criar o sistema que alimenta o computador  portátil os designers se inspiraram no bambu e na forma como a planta suga a água de que precisa. No laptop conceitual, a água absorvida é usada em um processo de eletrólise, que libera moléculas de hidrogênio, usadas na produção da eletricidade armazenada pela bateria. O oxigênio gerado é liberado na atmosfera.

Para iniciar o processo de eletrólise, o laptop usa uma placa termosolar instalada no corpo do equipamento. Quando imerso em água, o aparelho automaticamente carrega sua bateria. A indicação da quantidade de carga é feita por uma tira em formato de folha, feita de silicone com um filete de LED, que vai ficando verde à medida que a carga fica completa.



15 de Outubro de 2011

Japoneses criam turbina eólica três vezes mais eficiente

Pesquisadores japoneses começaram a testar turbinas eólicas até três vezes mais potentes do que as usadas atualmente. O sistema "lentes de vento", da Universidade de Kyushu, traz um "aro" ao redor das hastes, que seria capaz de aumentar o fluxo de vento e fazer as hastes girarem mais rápido, resultando em maior produção de energia.
O acréscimo na velocidade do fluxo seria resultado de uma zona de pressão baixa, criada na parte posterior do difusor - indicação técnica do "aro" em volta das hastes. Em outras palavras, é como se a zona criada "puxasse" o vento, o que melhoraria a eficiência  da geração de energia da turbina. A pesquisa foi coordenada pelo professor Yuji Ohya, do Instituto de Pesquisa de Mecânica Aplicada da universidade.

Além de gerar de duas a três vezes mais energia do que uma turbina convencional, o modelo da universidade japonesa também faz menos barulho e causa menos interferência em radares do tipo Doppler, além de ser mais segura, segundo os pesquisadores.

O ministério de tecnologia japonês patrocinou a instalação de unidades de teste no campus de Ito. Em março deste ano foram entregues os dois geradores de 70 quilowatts cada, instalados na parte noroeste da área, e outros dez, de cinco quilowatts, no ginásio poliesportivo e em outros locais. Além disso, foi construído um prédio de dois andares de 864 metros quadrados na parte oeste do campus, onde serão avaliados os dados dos testes. Anualmente, as unidades devem produzir cerca de 120 mil kWh.



13 de Outubro de 2011

Garoto de oito anos passa por tratamento de 
mudança de sexo


Adotado por um casal de lésbicas, o menino americano Thomas Lobel, de oito anos, passa por um tratamento hormonal para mudar de sexo. As mães  defendem a decisão, alegando que é melhor ele passar por esta mudança quando ainda jovem. 

Thomas, que prefere ser chamado de Tammy, passa por uma tratamento em Berkely, na Califórnia, que vai bloquear algumas mudanças típicas da puberdade, como o desenvolvimento de voz grossa e pelos no rosto.

De acordo com o site Daily Mail, Thomas sempre soube que gostaria de se tornar uma menina. Aos três anos de idade, uma das primeiras expressões que disse foram "Eu sou uma menina". Aos sete, ele foi submetido a um tratamento psiquiátrico depois que ameaçou cortar as próprias genitais. De acordo com os psiquiatras, Tammy sofre de um distúrbio de identidade de gênero. 

A decisão das mães foi baseada em um estudo estatístico do Programa de Prevenção ao Suicídio entre Jovens, que informa que cerca de 50% dos jovens homossexuais estão propensos a cometer pelo menos uma tentativa de suicídio até os 20 anos.



13 de Outubro de 2011

Mulher de 26 anos passa a aparentar ter 70 após alguns dias


Hanói (Vietnã) - Uma vietnamita de 26 anos está deixando os médicos perplexos pelo efeito de envelhecimento que sofre, onde passou a aparentar ter 70 anos em apenas alguns dias.

Nguyen Thi Phuong, parece uma idosa após ter uma certa aflição que deixou sua pele flácida e rosto inchado. O marido pede que ela use máscaras em público para evitar chamar a atenção de curiosos. E o casal procura a ajuda de médicos que possam retardar o efeito de envelhecimento.

O caso aconteceu em 2008 e permanece sem solução. Phuong acredita que sua doença foi causada por uma longa reação alérgica a frutos do mar. Naquele ano, diz que sofreu reações muito ruins.

Já há alguma discordância entre os médicos sobre a causa da doença rara. Não há atualmente nenhuma cura, mas existem muitos medicamentos para ajudar a tratar os  sintomas.

Os médicos acrescentam que o plano de tratamento poderia devolver entre 50-70 por cento de sua pele ao normal e laser podem reduzir as dobras.



12 de Outubro de 2011

Dono de parabólica vê menos TV que 
telespectador de São Paulo

O telespectador que só consegue sintonizar emissoras de TV gratuitamente via antena parabólica assiste menos televisão do que o telespectador “comum”, que sintoniza sinais abertos, em antenas receptoras de canais UHF e VHF.
É o que revelam os primeiros números do Ibope sobre medição de audiência em antenas parabólicas.

No horário nobre, das 18h à 0h, o percentual de televisores ligados no universo de antenas parabólicas foi de 57,3%. Na Grande São Paulo _onde a grande maioria das pessoas recebe TV via antenas comuns ou cabo_ o total de televisores ligados nessa faixa foi de 58,6%.

De manhã, à tarde e de madrugada a diferença é maior. Das 8h às 12h, 24,3% dos televisores conectados a parabólicas estiveram ligados. Na Grande SP, esse percentual foi de 28%.

De madrugada (0h/6h), 12,5% dos televisores de parabólicas estiveram ligados em setembro. No PNT (Painel Nacional de Televisão, o Ibope nacional), esse percentual foi de 16% e na Grande SP, de 19%.

As antenas parabólicas representam um universo muito importante da audiência brasileira, embora um tanto desprezado, principalmente por anunciantes.

O Ministério das Comunicações estima em mais de 20 milhões de domicílios com antena parabólica. Como o país tem um total de 54 milhões de domicílios com TV, isso quer dizer que pelo menos 37% das residências do país só assistem TV pelo sinal que chega via satélite.

Amostra

A amostra da medição de parabólicas do Ibope faz parte do mesmo universo do PNT. São 281 domicílios nas 14 regiões que compõem o PNT (Grande São Paulo, Grande Rio de Janeiro, Grande Belo Horizonte, Grande Porto Alegre, Grande Florianópolis, Grande Curitiba, Grande Vitória, Grande Belém, Grande Goiânia, Grande Recife, Grande Salvador, Grande Fortaleza, Campinas e Distrito Federal).

Ou seja, o telespectador de parabólica pesquisado pelo Ibope é urbano, principalmente da periferia, e não o telespectador rural, que só tem acesso à televisão via satélite. Nas 14 regiões pesquisadas, 8% dos domicílios têm parabólicas.

Futebol de areia

Por enquanto, apenas o canal Esporte Interativo assina o serviço de audiência do Ibope. E o Esporte Interativo só tem acesso a seus próprios dados. O Ibope ainda não revela a audiência das outras emissoras, como Globo e SBT. Trata-se de uma estratégia para forçar as emissoras a comprarem seu serviço.

Em setembro, o programa mais visto do Esporte Interativo nas parabólicas foi Itália x El Salvador, pela Copa do Mundo Fifa de Futebol de Areia. A transmissão teve 1,7 ponto, o que equivale a 82.982 telespectadores na média do primeiro ao último minuto.

Quando considerados apenas os telespectadores que sintonizaram o canal durante pelo menos um minuto (alcance), o campeão foi Rússia x Brasil, pelo mesmo Mundial de futebol de areia. A transmissão teve um alcance de 2,7 milhões de pessoas.

Daniel Castro





11 de Outubro de 2011

Cérebro humano foi criado para receber “boas novas”

Um estudo, publicado na edição mais recente da revista científica Nature Neuroscience, afirma que a propensão a ver as coisas de forma positiva é uma parte-chave do cérebro humano.
Tali Sharot, professora do University College de Londres, decidiu investigar o que fazia algumas pessoas serem mais otimistas que outras. Ela reuniu então voluntários para realizar um experimento.
Sharot e seus colegas usaram um escâner de ressonância magnética funcional (fMRI), para medir a atividade cerebral deles enquanto eram expostos a imagens de situações cotidianas bem ruins e desagradáveis. Situações como ter o carro roubado, ser demitido, descobrir que tem um câncer ou Mal de Parkinson.
Depois, cada voluntário precisava avaliar sua reação a essas possibilidades e como lidariam com elas.
Os cientistas também compararam a expectativa de cada um com a probabilidade real de cada uma dessas situações ocorrerem com eles, baseando-se nas estatísticas.
O resultado mostrou que a maioria tinha dificuldade de aceitar as notícias ruins, alguns inclusive ignoraram a estatística real.
“Nosso estudo aponta que nosso cérebro seleciona bem as informações que ouvimos. Quanto mais otimistas somos, menos propensos nos sentimos a ser influenciados por alguma informação negativa sobre nosso futuro”, explicou Sharot.
O motivo para tanto otimismo são as leituras cerebrais, em que todos os participantes tiveram sua atividade no lobo frontal aumentada – algo associado com o controle emocional. Quando a informação da probabilidade era pior do que o esperado, os voluntários mais otimistas tiveram uma menor atividade no lobo frontal. Isso sugere que eles ignoravam as evidências apresentadas quando as notícias eram mais negativas que o previsto.
Ou seja, segundo essa pesquisa, a estrutura básica do cérebro humano não está propensa a pensar negativamente sobre o futuro. A expectativa básica é de um futuro bom, com a tendência de selecionarmos e aceitarmos apenas boas notícias. Não se trata apenas de uma disposição mental, nossa própria estrutura cerebral aponta para isso.
Parece que Deus nos deixou preparados para ouvir as verdadeiras boas notícias do seu evangelho e estarmos sempre na expectativa de um futuro bom, leia-se, o céu.

Fonte: Gospel Prime



6 de Outubro de 2011

O Google vai mesmo manter o orkut?

Durante sua rápida passagem pelo Brasil, em setembro, James Whittaker, diretor de engenharia do Google, garantiu que a criação da nova rede social da empresa, o Google+, não implicaria menor empenho da companhia para garantir o futuro do Orkut. “O plano é continuar com os dois produtos”, disse. As evidências, contudo, apontam em outra direção. Há alguns dias – e sem alarde -, o Google apresentou a primeira ação para levar usuários da mais antiga para sua mais nova rede: o recurso para migrar fotos do Orkut para o Google+. Parece que, enfim, a empresa centralizará esforços em seu mais novo projeto.

Lançado em junho, o Google+ teria, segundo estimativas informais, pouco mais de 40 milhões de usuários cadastrados em todo o mundo. Com o Orkut Photo Importer, tem agora a chance de levar mais brasileiros para dentro do novo serviço. A ferramenta permite aos usuários do Orkut transferir álbuns de fotos para o Google+: basta um clique.

Assim que o usuário adere ao serviço, a ferramenta sincroniza as imagens e mantém as fotos com descrições, mas não as divulga. Cabe ao cadastrado no Google+ deixá-las públicas na rede. A ferramenta reproduz o recurso de um aplicativo criado há tempos pelo brasileiro Rafael Zanoni, que permite a transferência de imagens do Orkut para o Facebook, coisa que, aliás, não agradou em nada o Google. Agora, ele resolveu usar a imagem em benefício próprio.



6 de Outubro de 2011

Internet sofrerá uma modificação radical com 
centenas de novos domínios

"A internet está a ponto de experimentar uma mudança drástica que afetará todos os usuários com a incorporação de centenas de novos domínios que se somarão aos 22 já existentes, como os .com e o .net", declarou um representante da ICANN.

"Trata-se de um programa que cria a oportunidade para que existam novos domínios de primeiro nível, como os .com/.net/.org e outros, e que são conhecidos por gTLDs" (generic Top-Level Domain (gTLD), afirmou o especialista representante da Internet Corporation for Assigned Names and Numbers (ICANN), Rodrigo de La Parra.

Atualmente existem 22 domínios de primeiro nível, mas, a partir de janeiro de 2012, qualquer indivíduo, entidade, empresa ou organização poderá solicitar a propriedade do seu site.

"Isto produzirá uma grande mudança, pois a ICANN espera centenas de solicitações para que exista uma variedade incrível de domínios que acrescentarão competência, inovação e alternativa", acrescentou Parra.

As solicitações serão apresentadas entre o dia 12 de janeiro e 12 de abril, e serão avaliadas. Os novos domínios vão estar disponíveis no prazo de um ano, e poderão ser escritos em qualquer alfabeto, inclusive com símbolos orientais.

"Como ninguém podia prever o sucesso do .com, agora ninguém sabe qual o .''algo'' terá mais impacto", comentou o especialista, entusiasmado.

"A idéia é aumentar a opção dos consumidores e a competição do mercado", explicou.

Não há limite de solicitações e poucas em relação a função. Não se pode, por exemplo, pedir ".país" porque já existem terminações de códigos para os países.

Os 22 gTLDs que existem hoje são administrados por 16 empresas que, por sua vez, possuem contratos com milhares de registradores.

"Estamos promovendo o programa na América Latina, porque não existe nenhum domínio de primeiro nível na região", revelou o especialista que participa da XVI reunião anual do Registro de Endereçamento da Internet para América Latina e Caribe (LACNIC).

A ICANN decidiu implementar o programa em maio durante uma reunião em Cingapura e espera que novos registros permitam mais segurança na web.

De acordo com um vídeo da entidade, disponível em seu site, "solicitar um domínio de primeiro nível vai custar 185 mil dólares ou mais."



4 de Outubro de 2011

Chrome pode passar Explorer em 2012 e ser o 
navegador mais popular

O navegador Chrome, do Google, pode se tornar o mais utilizado em todo o mundo em 2012, de acordo com pesquisa da empresa de consultoria StatCounter, ultrapassando o Internet Explorer, da Microsoft, líder do mercado. O programa, segundo o estudo, deve ainda passar o Firefox, segundo colocado, ainda em dezembro.

O Chrome cresceu 50% em 2011, obtendo 23,6% do mercado, 3% a menos do que o Firefox. Com 41%, o Explorer é o primeiro navegador mais utilizado no mundo. O browser do Google foi lançado no final de 2008 e cresceu 8 pontos percentuais este ano, um crescimento de 50%, segundo a StatCounter. Enquanto isso, o Firefox perdeu quatro pontos percentuais, queda de 13%, e o Explorer nove pontos percentuais em 2011, 4% de queda.

Caso mantenha a média de crescimento, o Chrome alcançará 26,6% do mercado em dois meses, acima da previsão de 25,3% do Firefox, diz o estudo.


4 de Outubro de 2011

Grupo chinês está interessado no Yahoo

Sobre possível compra, CEO da empresa chinesa de comércio eletrônico Alibaba afirma que tem “muito interesse no Yahoo”.

O fundador e presidente-executivo do gigante chinês de comércio eletrônico Alibaba, Jack Ma, tem interesse em comprar o Yahoo se uma oportunidade aparecer e tem mantido conversas com outros potenciais interessados no grupo de internet norte-americano.

Perguntado se o Alibaba gostaria comprar a empresa dos Estados Unidos, Ma respondeu a uma audiência na Stanford University que teria “muito interesse no Yahoo”. O ex-professor de inglês disse, depois, que tinha grande vontade de comprar todo o Yahoo.

A aquisição do Yahoo ajudaria Ma a expandir seu império online para um dos mais importantes mercados mundiais de internet.

Ma também disse que planeja ficar durante o ano que vem nos EUA para aprender mais sobre o país e o mercado norte-americano. Ma afirmou ainda não ter visitado o Yahoo para discutir um potencial negócio desde sua chegada aos EUA, cerca de duas semanas atrás.



29 de Setembro de 2011

Projeto usará supercomputador para prever efeito 
do clima na Amazônia

Com objetivo de prever o impacto das mudanças climáticas na floresta amazônica nas próximas décadas, cientistas do Brasil e de outros oito países, de 14 instituições de pesquisa, iniciaram as discussões do projeto Amazalert, que também pretende apontar medidas preventivas e de adaptação aos fenômenos naturais.

Durante o projeto, liderado pela Universidade de Wageningen, dos Países Baixos, e pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), modelos de projeção serão produzidos por 50 pesquisadores em três supercomputadores instalados em Cachoeira Paulista (no interior de São Paulo), na França e no Reino Unido. Do Brasil, a Universidade de São Paulo e a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) fazem parte dos trabalhos científicos. O projeto receberá investimentos de 4,7 milhões de euros.

"Queremos prever os riscos ambientais na Amazônia, os impactos da mudança do clima e do uso da terra, como a interferência do desmatamento nos serviços ambientais”, afirma Celso Von Randow, do Centro de Ciência do Sistema Terrestre (CCST, ligado ao Inpe), um dos coordenadores do projeto no Brasil.

Sinais de que uma elevação da temperatura, decorrente do aumento das emissões de gases de efeito estufa, começam a atingir a Amazônia foram sentidos no ano passado, quando o bioma sofreu a pior seca da história, apenas cinco anos depois de outro grave período de estiagem.

“Apesar de serem eventos particulares, já podemos afirmar que essas ocorrências poderão se tornar mais frequentes devido às alterações do clima. O grande problema é a combinação disto com ocorrências de queimada e desmatamento”, disse Randow.

A liderança do Amazalert está a cargo de Carlos Nobre, que continua trabalhando na instituição, apesar de atualmente ocupar o cargo de secretário de Políticas e Programas de Pesquisa e Desenvolvimento do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação.

Padrões do IPCC
De acordo com Randow, os cenários de previsão seguirão padrões estipulados pelo Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC), que reproduz como o planeta ficará com aumento das emissões de gases de efeito estufa e, consequentemente, da temperatura em anos diferentes.

“Queremos desenvolver um sistema de alerta para evitar o colapso na floresta. Um dos focos principais é na criação de políticas públicas para adaptação aos fenômenos do clima na Amazônia”, disse o pesquisador.

De acordo com o Randow, o principal papel do Brasil é conter o desmatamento da floresta, com que se comprometeu internacionalmente com a Política Nacional de Mudanças Climáticas, apresentada em Copenhague, na Dinamarca, durante a COP 15.

"O que falta agora são as ações dos países para reduzir as emissões. Talves a participação de instituições europeias pode melhorar esta visão nos próximos anos", explica.

Na próxima semana, entre os dias 3 e 5 de outubro, os responsáveis pelo Amazalert estarão reunidos em São José dos Campos (SP) para debater o projeto. Para a elaboração dos modelos, os pesquisadores farão entrevistas com “pessoas-chave” que estão ligadas com o setor governamental, organizações ambientais e a própria população. Eles poderão informar detalhes sobre o que está sendo feito para evitar a destruição da floresta, o que deveria ser realizado, e qual o efeito disso em quem vive no local.

“Em dois anos (2013), vamos começar a delinear as variáveis importantes que serão monitoradas nesse sistema de alerta, que funcionará nos moldes da previsão do clima (já realizada pelo Centro de Previsão e Estudos Climáticos, o Cptec, também do Inpe)”.



27 de Setembro de 2011

Morre cientista que fez primeira fertilização in vitro

O cientista e ginecologista australiano Carl Wood, responsável pela primeira gravidez por meio de fertilização in vitro (FIV) em 1973 e pelo primeiro bebê de proveta a partir de um embrião congelado uma década depois, faleceu ao 82 anos.
Carl Wood, que sofria do mal de Alzheimer desde 2004, morreu no dia 23 de setembro em uma clínica de Melbourne.

Seu laboratório na prestigiosa Monash University de Melbourne desenvolveu a primeira gravidez por FIV em 1973, cinco anos antes do nascimento na Inglaterra de Louise Brown, o primeiro ser humano concebido por FIV.

A fertilização não prosperou e a gravidez foi interrompida poucos dias depois, mas os trabalhos de Wood foram cruciais para o posterior desenvolvimento da FIV.

Após o nascimento do primeiro bebê de proveta australiano em 1980, o cientista foi responsável por dois feitos inéditos em 1983: o êxito de uma FIV com um embrião congelado e uma gravidez a partir de um óvulo fecundado.



26 de Setembro de 2011

Outro satélite desativado pode cair na Terra 
em 2011 com risco maior

Depois do anúncio da queda do satélite Uars, da agência espacial norte-americana (Nasa), o satélite alemão desativado Rosat pode ser outro "defunto" espacial a atingir a Terra entre outubro e novembro de 2011. 

Lançado ao espaço em 1990, o satélite da agência aeroespacial alemã (DLR, na sigla em alemão) foi usado durante oito anos para observações de estrelas, nebulosas e galáxias com raios X.

Segundo a Nasa, a chance de algum pedaço do Uars causar dano ou machucar alguém é de uma em 3.200. No caso do Rosat, esta probabilidade seria de uma em 2.000.

O risco está nos painéis que equipam o aparelho, produzidos para suportar as altas temperaturas que poderiam danificar as operações dos cientistas durante a década de 1990, quando o equipamento funcionou.

A agência espacial alemã estima que cerca de 30 pedaços do satélite podem atingir o solo terrestre, com um total de 1,6 tonelada. Outros 800 quilos devem ser "queimados" durante o retorno do satélite à atmosfera do planeta.

No caso da Uars, apenas 532 quilos devem escapar da "fornalha" atmosférica, produzindo 26 fragmentos do instrumento desativado em 2005 - um dos pedaços pode chegar a pesar até 150 quilos.

Apesar do alerta, o serviço norte-americano de monitoramento de objetos espaciais (em inglês) que entram novamente na atmosfera terrestre ainda não lista a data possível da chegada do ROSAT, já que ainda não está claro quando o satélite deverá penetrar novamente no planeta.

Do G1



26 de Setembro de 2011

Pesquisadores estudam dispositivo que pode se comunicar com seres vivos

Dispositivos elétricos e eletrônicos, de uma lâmpada a um tablet, enviam informações por meio de elétrons. Por outro lado, o corpo humano e demais organismos enviam sinais e recebem impulsos para realizar tarefas por meio de íons e prótons.

Um grupo de cientistas da Universidade de Washington, nos Estados Unidos, e da Universidade de Waterloo, no Canadá, desenvolveu um transistor que usa prótons no lugar de elétrons, abrindo a possibilidade de fabricação de dispositivos que possam se comunicar diretamente com seres vivos. O estudo será publicado esta semana na revista Nature Communications.

Diversos grupos de pesquisa no mundo estudam o desenvolvimento desse tipo de tecnologia, que poderá ser empregado em próteses ou em sensores biológicos, mas as pesquisas estão voltadas para a comunicação eletrônica, com partículas carregadas negativamente, e não positivamente ou neutras, como prótons e íons.

“O desafio está na interface: como fazer com que um sinal eletrônico seja traduzido em um sinal iônico e vice-versa?”, disse Marco Rolandi, professor de ciência dos materiais e engenharia da Universidade de Washington e primeiro autor do artigo.

“Nós encontramos um biomaterial que é muito bom na condução de prótons e permite o potencial de interagir com sistemas vivos”, afirmou.

No corpo humano, prótons atuam junto a espécies de interruptores – ligando ou desligando-os – que são fundamentais para a transferência biológica de energia. Íons abrem e fecham canais na membrana celular para impulsionar coisas para dentro e para fora das células.

Animais, como o homem, usam íons para, por exemplo, flexionar seus músculos ou na transmissão de sinais cerebrais. Uma máquina que seja compatível com um sistema vivo poderia monitorar tais processos. Em teoria, isso poderia levar à geração de correntes de prótons para controlar diretamente determinadas funções.

Um primeiro passo rumo a esse tipo de controle é o transistor apresentado no novo estudo, capaz de enviar correntes de prótons. O protótipo é um transistor de efeito de campo, um tipo que inclui três terminais – porta, fonte e dreno – para a corrente.

O protótipo é o primeiro desses transistores a usar prótons. Ele é bem mais fino que um fio de cabelo, medindo apenas 5 micrômetros de espessura – 1 micrômetro é a milionésima parte de 1 metro.

O transistor foi feito com o uso de quitosana, polissacarídeo derivado do exoesqueleto de crustáceos. A quitosana absorve água e forma muitas ligações de hidrogênio, permitindo que os prótons pulem de uma ligação para outra.

O protótipo também leva silício, o que o torna incompatível com o uso no corpo humano, mas os pesquisadores pretendem desenvolver versões com outros materiais, que possam ser implantadas sem problemas de rejeição ou dano físico.


26 de Setembro de 2011

NASA disponibiliza para download sons históricos 
de missões espaciais

A Nasa disponibilizou na última semana diversos áudios de missões espaciais para serem usados como toques de celular  ou como sons do sistema no computador. Sons como a clássica frase de Neil Armstrong ao pisar na Lua ("um pequeno passo para um homem, um grande passo para a humanidade" ou "Houston, nós temos um problema", do tripulante da Apollo 13 Jack Swigert estão disponíveis para download.

Os sons estão em formato MP3 e M4R e a biblioteca da agência espacial americana vai ser alimentada com mais opções de áudio. Os usuários de smartphones com Android podem baixar o aplicativo para instalar os ringtones diretamente no celular. Os sons estão disponíveis para download no site http://www.nasa.gov/connect/sounds.



26 de Setembro de 2011

Avanço no DNA 'permitirá viver até os 150 anos', diz cientista

É impossível não se perguntar o que há de extraordinário no DNA do professor de Harvard George Church que o leva a tanta inquietação científica.
.
Primeiro cientista a sequenciar um código genético humano, o professor crê que as evoluções científicas nesta área ainda podem levar os indivíduos a viver "120, 150 anos".

Cerca de três décadas atrás, Church estava entre a meia dúzia de pesquisadores que sonhavam em sequenciar um genoma humano inteiro - cada A, C, G e T que nos torna únicos.

Seu laboratório foi o primeiro a criar uma máquina para desmembrar esse código, e desde então ele tem se dedicado a melhorá-la.

Uma vez decodificado o primeiro genoma, o professor tem pressionado pela ideia de que é preciso ir adiante e sequenciar o genoma de todas as pessoas.

Críticos apontaram a astronômica cifra que o custo de sequenciar o primeiro DNA alcançou: US$ 3 bilhões. Como resposta, Church construiu outra máquina.

O valor agora é de US$ 5 mil por genoma, e o professor crê que muito em breve esse valor cairá para uma fração, ou décimo ou vigésimo disto - mais ou menos o valor de um exame de sangue.

Ler, escrever, editar

Sequenciar o DNA humano de forma rotineira abrirá uma série de possibilidades, diz George Church. Uma vez que "ler" um genoma se torne um processo corriqueiro, o professor de Harvard quer partir para "editá-lo", "escrever" sobre ele.

Ele vislumbra o dia em que um aparelho implantado no corpo seja capaz de identificar as primeiras mutações que possam levar a um potencial tumor, ou os genes de uma bactéria invasora.

Nesse caso, será possível tratá-los com uma simples pílula de antibiótico destinado a combater o invasor.

Doenças genéticas serão identificadas no nascimento, ou possivelmente até na gestação, e vírus microscópicos, pré-programados, poderão ser enviados para o interior das células comprometidas e corrigir o problema.

Para fins científicos, Church tem defendido a polêmica ideia de disponibilizar sequências de genomas publicamente, para que cientistas tenham oportunidade de estudá-las.

Church já postou na rede a sua própria sequência de DNA, além de outras dez. O objetivo é chegar a 100 mil.

"Sempre houve uma atitude (em relação à genética) de que você nasce com seu 'destino' genético e se acostuma com ele. Agora a atitude é: a genética é, na verdade, um conjunto de transformações ambientais que você pode empreender no seu destino", acredita Church.

Vanguarda

No laboratório de temperatura controlada de Church, uma bandeja se move para frente e para trás agitando amostras da bactéria E. Coli.

Em um processo de quatro horas, os cientistas conseguem ativar ou desativar um só par de bases deste DNA, ou regiões inteiras de genes para ver o que acontece.

Existem 2,2 mil genes - de um total de 20 mil - sobre os quais já se conhece suficientemente para ativá-los ou desativá-los.

Durante a epidemia de E. Coli na Alemanha neste ano, foram necessários menos de dois dias para sequenciar o genoma inteiro de uma variedade até então desconhecida.

Os dois equipamentos que deram ao laboratório de Church uma posição de vanguarda no campo da biologia sintética são a segunda versão da máquina de engenharia automatizada de genomas multiplex, ou Mage, e o Polonator, um sequenciador de genomas que pode decodificar um bilhão de pares de genes de uma só vez.

"Ele está começando a levar a biologia sintética a uma escala maior", opina o professor da Universidade de Boston James J. Collins, colega de Church no Instituto Wyss de Engenharia Inspirada pela Biologia, em Harvard.

Pé no chão

Entretanto, nem todos compartilham o entusiasmo de Church e sua visão de futuro para os usos e efeitos da biologia sintética.

"É preciso ter a imaginação de George e a sua visão se se quiser fazer progresso. Mas é tolice pensar que ele fará tanto progresso quanto crê", opina o diretor do departamento de Lei, Bioética e Direitos Humanos da Universidade de Boston, George Annas.

Os céticos observam que a humanidade pode até adicionar anos à expectativa de vida dos seres humanos, mas é improvável que a qualidade desta sobrevida aumente tanto.

'Há uma chance estatística de ser atropelado por um caminhão que dificultará chegar aos 150 anos', diz Chad Nussbaum, co-diretor do Programa de Sequenciamento de Genomas e Análises do Instituto Broad de Harvard e do MIT, um instituto do qual Church é associado.

"É maravilhosamente inocente pensar que tudo que precisamos é aprender tudo sobre a genética, e viveremos 150 anos", afirma.

Apesar das ressalvas, Nussbaum afirma que admira a visão do professor Church, assim como sua "genialidade".

"É muito importante pensar grande e tentar fazer coisas malucas", acredita. "Se você não tentar alcançar o impossível, nunca faremos as coisas que são quase impossíveis."



24 de Setembro de 2011

Fragmentos de satélite da Nasa caem no Canadá
O UARS de desfragmentou no espaço e seus destroços sobrevoaram 
Canadá e África antes de caírem completamente

Vídeo do YouTube


Partes do UARS (Satélite de Pesquisa da Atmosfera Superior Terrestre), da Nasa (Agência Espacial Americana) caíram no Canadá na madrugada deste sábado. O satélite desativado se desfragmentou na atmosfera da Terra. 

Por meio do Twitter, a Nasa informou que os destroços caíram na Terra entre 0h23 e 2h09 (horário de Brasília). "O satélite estava passando sobre Canadá e África, assim como sobre vastas zonas dos oceanos Pacífico, Atlântico e Índico", dizia o post. 

A cidade surpreendida pelos fragmentos foi Okotoks, ao sul de Calgary, no oeste do país. A agência espacial informou, ainda, que há a hipótese de que destroços tenham caído também na África ou na Austrália. A Nasa já havia premeditado a queda do satélite. 



23 de Setembro de 2011

Carro feito com impressão 3D é exibido no Canadá

Um carro produzido a partir de tecnologia de impressão em terceira dimensão, está sendo exibido no Canadá. O carro ambientalmente correto Urbee utiliza motor elétrico, um motor extra movido a etanol e é capaz de fazer 85 quilômetros com um litro.

Apesar de o veículo estar sendo desenvolvido há anos, o carro completo nunca havia sido exibido antes.

Atualmente, só existe um carro Urbee, mas os fabricantes querem passar a produzir o veículo comercialmente a partir de 2014.

O carro foi construído a partir do processo conhecido como fabricação aditiva, através do qual um objeto tridimensional é criado por sucessivas camadas de material para formar objetos sólidos.

O processo de impressão contribuiu para as credenciais ambientais do veículo, segundo Jim Kor, que coordenou a fabricação do automóvel. Atualmente, apenas a ''carroceria'' do carro é impressa, mas Kor conta esperar que outras partes do carro venham a ser produzidas por meio de impressão também no futuro

A carroceria foi produzida por uma empresa especializada em Minneapolis, nos Estados Unidos, chamada Stratasys, que produz impressoras em 3D.

"Só se coloca material onde se precisa. É um processo de adição de peças, construindo, essencialmente, uma 'molécula' de material por vez, sem promover qualquer desperdício, ao final do processo'', afirmou Kor, que exibiu o veículo durante o evento TEDxWinnipeg.

''Esse processo pode utilizar vários materiais e nosso objetivo é o de usar materiais inteiramente recicláveis'', acrescentou Kor.

Impressão

Normalmente, a impressão em terceira dimensão ou prototipagem é utilizada para criar protótipos de produtos.

O processo também é utilizado em variados ramos de produção, como joalheria, calçados, arquitetura, automotivo, aeroespacial e indústrias de desenvolvimento médico.

Além do mais, a impressão em terceira dimensão é cada vez mais utilizada para distribuir objetos sem que seja necessário transportá-los.

Entre as atividades que poderão se beneficiar desta tecnologia está a medicina, já que equipamentos e até mesmo próteses teriam potencial pare serem impressos.

''Esse processo poderá revolucionar a nossa maneira de fazer coisas. Seguramente, ele já mudou a minha forma de pensar a respeito do processo de produção'', afirmou Kor.

Miniatura x king size

Ele destacou que os mesmos arquivos de computador usados para criar protótipos em miniatura foram usados para fabricar a versão em tamanho normal.

Foi por esse motivo, afirmou, que ele já sabia de antemão que todas as peças da carroceria do Urbee iriam se encaixar perfeitamente.

O veículo conta com um desenho aerodinâmico e foi projetado para obter o máximo de eficiência com o mínimo de combustível e é capaz de alcançar velocidades que variam de 60 a 70 quilômetros por hora.

Além de carregar as baterias a partir do seu motor de bioetanol, ele pode também gerar energia elétrica a partir de painéis solares, potencialmente reduzindo o consumo de combustível a quase zero.

Os preços estimados para o Urbee variam entre US$ 10 mil (cerca de R$ 17 mil) e US$ 50 mil (cerca de R$ 85 mil). O valor definitivo do produto dependerá se ele atingir produção em massa.

''Este será o primeiro veículo prático, capaz de circular pelas estradas e que dependerá exclusivamente de energia renovável'', afirmou Jim Kor.
BBC



23 de Setembro de 2011

Partícula desafia leis da física e viaja mais rápido que a luz

Cientistas estão intrigados pelos resultados  obtidos por cientistas do Centro Europeu de Investigação Nuclear (Cern, na sigla em inglês), em Genebra, que afirmaram ter descoberto partículas subatômicas capazes de viajar mais rápido do que a velocidade da luz.
Neutrinos enviados por via subterrânea das instalações de Cern para o de Gran Sasso, a 732 km de distância, pareceram chegar ao seu destino frações de segundo mais cedo que a teoria de um século de física faria supor.

As conclusões do experimento, que serão disponibilizadas na internet, serão cuidadosamente analisadas por outros cientistas.

Um dos pilares da física atual – tal e qual descrita por Albert Einstein em sua teoria da relatividade – é que a velocidade da luz é o limite a que um corpo pode viajar. Milhares de experimentos já foram realizados a fim de medi-la com mais e mais precisão.

Até então nunca havia sido possível encontrar uma partícula capaz de exceder a velocidade da luz.

"Tentamos encontrar todas as explicações possíveis para esse fenômeno. Queríamos encontrar erros – erros triviais, erros mais complicados, efeitos indesejados – e não encontramos", disse à BBC um dos autores do estudo, Antonio Ereditato, ressaltando a cautela do grupo em relação às próprias conclusões.

"Quando você não encontra nada, conclui, 'Bom, agora sou obrigado a disponibilizar e pedir à comunidade (científica internacional) que analise isto'."
Partículas aceleradas

Já se sabe que os neutrinos viajam a velocidades próximas da da luz. Essas partículas existem em diversas variedades, e experimentos recentes observaren que são capazes de mudar de um tipo para outro.
No projeto de Antonio Ereditato, Opera Collaboration, os cientistas preparam um único feixe de um tipo de neutrinos, de múon, e os envia do laboratório de Cern, em Genebra, na Suíça, para o de Gran Sasso, na Itália, para observar quantos se transformam em outro tipo de neutrino, de tau.

Ao longo dos experimentos, a equipe percebeu que as partículas chegavam ao seu destino final alguns bilionésimos de segundo abaixo do tempo que a luz levaria para percorrer a mesma distância.

A medição foi repetida 15 mil vezes, alcançando um nível de significância estatística que, nos círculos científicos, pode ser classificada como uma descoberta formal.

Entretanto, os cientistas entendem que erros sistemáticos, oriundos, por exemplo, das condições em que o experimento foi realizado ou da calibração dos instrumentos, poderia levar a uma falsa conclusão a respeito da superação da velocidade da luz.

"Meu sonho é que outro experimento independente chegue à mesma conclusão – nesse caso eu me sentiria aliviado", disse o cientista.

"Não estamos afirmando nada, pedimos a ajuda da comunidade para entender esses resultados malucos – porque eles são malucos. As consequências podem ser muito sérias."



23 de Setembro de 2011

Queda de satélite de 6 toneladas reabre discussão 
sobre limpeza espacial


Nas próximas horas - provavelmente por volta de 17h05min desta sexta -, quase seis toneladas de lixo espacial norte-americano cairão em algum lugar da Terra. O local exato ainda não pôde ser definido pela Nasa, que monitora a trajetória do Satélite de Pesquisa da Alta Atmosfera (UARS, na sigla em inglês), inativo desde 2005. De qualquer maneira, o caso reacende a discussão sobre a quantidade de material enviado pelo homem espalhado na órbita terrestre. Para alguns especialistas, chegamos a um "ponto crítico", havendo necessidade de se realizar uma limpeza no espaço.

O que ocorre, conforme explica a pesquisadora Thais Russomano, coordenadora do Centro de Microgravidade da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), é que os equipamentos espaciais, como os satélites, têm um tempo de vida útil, sendo desativados após as missões. "Isso pode afetar a velocidade com a qual um satélite orbita a Terra e, se a velocidade diminui muito, a força gravitacional terrestre puxa-o em direção ao planeta".

É o caso do Satélite de Pesquisa da Alta Atmosfera, transportado pela nave Discovery em 1991. Ele foi projetado para medir as mudanças atmosféricas e os efeitos da poluição no planeta. Contudo, concluiu a missão em 2005 e, desde então, tornou-se lixo espacial - com o peso de um ônibus.

Apesar de parecer inusitado, muitos objetos que circundam a Terra caem sobre o nosso planeta diariamente. O que não cai, fica vagando pelo espaço, já repleto de telescópios, satélites e demais máquinas produzidas pelo homem e que não têm mais funcionalidade.

Que tal explodir tudo lá em cima?


A ideia de explodir os artefatos no espaço, ao contrário do que muitos imaginam, não resolve o problema. Pelo contrário. "Explodir (os satélites, por exemplo) pode agravar o problema de se criar mais lixo espacial, pois vários componentes - grandes e pequenos -, bem como a poeira originada na explosão, ficariam orbitando o planeta", avalia a pesquisadora.

Thais diz que já existem planos de que as agências espaciais, responsáveis por terem colocado os satélites (ou outros objetos) em órbita, ou mesmo tenham produzido lixo cósmico de outras formas, comecem um processo de limpeza. No entanto, o custo desta faxina é muito alto e o assunto ainda está em discussão. "O que já ficou claro é que quem polui tem que limpar", afirma.

O UARS pode cair em cima de alguém?

O local preciso onde o satélite americano cairá não foi divulgado pela Nasa. A princípio, pode ser em qualquer lugar, mas especialistas russos acreditam que o satélite acertará o mar de Papua Nova Guiné por volta das 17h05min (horário de Brasília) desta sexta-feira. De qualquer maneira, Thais diz que a probabilidade de o objeto acertar alguém é rara.

"O maior risco é cair sobre uma zona habitada, onde poderá haver dano material ou até mesmo atingir uma ou mais pessoas. Mas como a Terra tem mais água do que terra, e a terra não é toda habitada, a chance fica muito pequena", calcula.

Os cientistas da Nasa estimam que o satélite vá se despedaçar ao entrar na atmosfera. Segundo eles, desde o início da era espacial não se confirmou nenhum caso de pessoa ferida por um objeto espacial durante o retorno ao planeta.



22 de Setembro de 2011


Satélite americano deve cair na Terra nesta sexta-feira

Um satélite americano deve cair na Terra na sexta-feira, anunciou a agência espacial Nasa, que não soube informar o horário e o local da colisão.

"A entrada do satélite na atmosfera está prevista para 23 de setembro", afirma um comunicado da agência.

O Upper Atmosphere Research Satellite (Satélite de Pesquisa da Alta Atmosfera, UARS, na sigla em inglês) é um satélite da Nasa que tem dezenas de metros de comprimento e pesa quase seis toneladas.

Foi colocado em órbita em 1991 pelo ônibus espacial Discovery para estudar a alta atmosfera e fazer medições na camada de ozônio.

O UARS concluiu sua missão em 2005 e, por falta de combustível, cairá na Terra na sexta-feira.

"Grande parte do satélite será destruído ao entrar na atmosfera, mas nem todos os destroços serão queimados", explicou a Nasa.



22 de Setembro de 2011

BitCoin, a moeda digital

Stephanie Kohn

A 'unidade monetária' que tem dado o que falar ganhou um site de compra e venda em reais nesta quarta-feira (20/7)

Nos últimos meses, a Bitcoin, uma moeda digital criada em 2009 por um gênio da matemática conhecido como Satoshi Nakamoto, passou a ser bastante comentada. Mas, você sabe exatamente como essa moeda do mundo virtual funciona?

Diferentemente das moedas convencionais, a Bitcoin não precisa de nenhum emissor centralizado, pois ela se baseia no conceito peer-to-peer, ou seja, qualquer um pode gerar o "dinheiro". Nos Estados Unidos, já é possível comprar produtos eletrônicos, games, roupas, acessórios e até comida com moeda virtual. Além disso, algumas empresas têm remunerado freelancers com a moeda e outras pessoas têm vendido bens, como carros usados e computadores, em Bitcoins.

Segundo Leandro César, arquiteto de informação que vai abrir um site de compra e venda de Bitcoins no Brasil, para gerar essa moeda virtual o usuário deve se cadastrar no site www.bitcoin.org e baixar um programa de compartilhamento de arquivos para receber uma identificação.

A partir daí, começa o processo de geração das moedas, apelidado de "mineração". A rede Bitcoin cria e distribui um lote de novas Bitcoins aleatoriamente entre os usuários que estão rodando o programa. A quantidade de Bitcoin geradas em um lote, no entanto, nunca passa de 50. "Para conseguir ganhar um lote é necessário muito investimento em hardware. Meu investimento inicial foi de R$ 10 mil e, atualmente, eu gero 30 centavos de Bitcoin por dia com meus computadores trabalhando sem parar", explica Leandro.

Com as Bitcoins nas "mãos", as moedas podem ser salvas em forma de arquivo, que funcionam como uma carteira virtual. As transações, então, acontecem via internet entre qualquer pessoa que tenha um endereço de Bitcoin. No momento, dentro da MT Gox, maior câmbio de Bitcoin do mundo, a moeda virtual está em alta, valendo US$ 12.63.

No entanto, se você se animou com a ideia, é importante saber que os criadores da moeda estipularam um valor máximo de 21 milhões de Bitcoins a serem geradas no mundo para que não existam chances de um espiral inflacionário. Até hoje, já foram geradas cerca de 8 milhões de Bitcoins.

Vantagens e Desvantagens

De acordo com Donald Normand, co-fundador da Bitcoin Consultancy, como trata-se de um commodity digital não-centralizado, a Bitcoin não poder manipulada ou corrompida, pois opera com base em leis matemáticas. Além disso, Donald conta que as transações de Bitcoin são mais transparentes, uma vez que elas são registradas e podem ser rastreadas.

Um dos principais membros da equipe de desenvolvimento do Bitcoin, Jeff Garzik, conta que todas as transações em Bitcoin são públicas e podem ser vistas por qualquer pessoa do mundo através do Block Explorer. Apesar dos participantes da rede do Bitcoin serem anônimos, todas as trocas de moedas ficam abertas ao público como medida de segurança para que a moeda não seja usada duas vezes. Com isso, segundo Jeff, também se reduz o risco de pessoas usarem o dinheiro para compra de produtos ilegais pela internet. "Nós queremos trabalhar com a aplicação da lei, junto de agências governamentais, para garantir que criminosos sejam pegos", comentou o integrante do grupo a respeito de uma carta que os senadores americanos, Charles Schumer e Joe Manchin, mandaram para a agência do governo dos Estados Unidos especializada em reprimir o narcotráfico, denunciando o suposto uso de Bitcoins em transações de um site de venda de drogas ilícitas.

Por outro lado, como a moeda não tem lastro – não se baseia em algo como ouro ou o Banco Central - nada garante o valor da Bitcoin. Assim, a moeda flutua nas leis da oferta e demanda. Para entender como isso funciona, Leandro explica que vai "encontrar" o valor da Bitcoin no Brasil, quando comercializar a primeira moeda através do seu site. O valor que a Bitcoin for vendida será o valor que ela vale no mercado brasileiro, simples assim. Ou seja, nada garante que a Bitcoin realmente valha algum dinheiro a não ser a confiança das pessoas.

Outro ponto que merece atenção é a segurança. Recentemente, a MT Gox sofreu um ataque no sistema que causou bastante prejuízo. Depois que informações vazaram, o preço do Bitcoin despencou. Em entrevista para a revista Veja, o economista especialista em internet Adam Cohen disse que as falhas de segurança tornam uma moeda volátil e, por isso, é pouco provável que ela se torne uma moeda primária para alguém. Leandro também compartilha da mesma opinião: "Acredito que a Bitcoin sempre será uma moeda paralela, mas nunca irá substituir a convencional", diz.

Para quem se interessou em adquirir Bitcoins, pode começar a comprar a moeda em Reais por meio do Mercado Bitcoin, que será inaugurado nesta quarta-feira (20/7). "O site vai liberar o cadastro de usuários a partir das 0h dessa segunda-feira (18/7). A partir daí, será possível comprar e vender Bitcoins em reais por meio de boleto bancário e transferência de bancos como Itaú, Bradesco e Banco do Brasil", completou Leandro.

Abaixo veja um vídeo manifesto sobre a moeda digital.

Vídeo do YouTube





21 de Setembro de 2011

O Google quer tomar conta da sua carteira

O Google lançou oficialmente eu primeiro serviço de carteira virtual no celular através de um aplicativo que funcionará em um primeiro momento em terminais da empresa de telefonia Sprint. A empresa informou também que Visa, Discover e American Express haviam aceitado participar de sua nova ferramenta de pagamento e estavam trabalhando para adaptar suas especificações ao Google Wallet, que já funciona para MasterCard. 

Inicialmente somente os usuários de Sprint que tenham um telefone modelo Nexus S 4G poderão acessar o Google Wallet, que aos poucos será disponibilizado para mais aparelhos. A carteira eletrônica se baseia na tecnologia de comunicação sem fio por proximidade (Near Field Communication ou NFC) aplicada a telefones com sistema operacional Android e terminais de pagamento instalados em lojas.

Há mais de 300 mil pontos de venda habilitados nos Estados Unidos para usar esse aplicativo que o Google anunciou pela primeira vez em maio deste ano. A companhia estenderá este modelo a outros países ao longo dos próximos meses. Este sistema de 
pagamento, pelo qual as lojas não terão que desembolsar cotas extras, foi desenvolvido em colaboração com o Citybank e com a MasterCard.

Os aplicativos baixados pelos usuários registrarão os números dos cartões de crédito e permitirão pagar as compras realizadas apenas passando o terminal na frente de um dispositivo que o reconheça. Além disso, o Google comercializará cartões pré-pagos próprios que poderão ser recarregados com qualquer cartão, tenha ou não acordo com Google.

Vídeo do YouTube

A comunicação entre os pontos de venda, os clientes e as entidades financeiras estarão protegidos e os usuários 
disporão de um código PIN para verificar sua identidade e evitar fraudes. O serviço também suportará números de conta de cartões de afinidade e permitirá receber descontos e promoções, através de redes sem fios ou passando o telefone celular na frente de “pontos de oferta” instalados em lojas e locais públicos.

As lojas poderão desenvolver cupons de desconto e programas de fidelidade de clientes, que serão aplicados automaticamente ao comprar produtos e tê-los disponíveis para os usuários nos pontos de oferta. Além disso, os clientes poderão encontrar promoções no buscador do Google e enviá-las ao telefone se ambos equipamentos estiverem sincronizados.



21 de Setembro de 2011

Arma do futuro só dispara quando reconhece dono legítimo


Uma arma que permanece travada até identificar seu dono legítimo, a partir de um chip implantado na mão do mesmo. Esse é o projeto que o pesquisador Mário Gazziro, da Universidade de São Paulo, está desenvolvendo no Instituto de Física de São Carlos. Os testes do equipamento começaram em agosto de 2010, quando o professor implantou um chip sob a pele, na mão esquerda, já com a intenção de provar a eficiência da tecnologia que desenvolve.

O funcionamento da trava se dá por meio de uma bobina, dentro da chamada arma eletrônica. Com a proximidade do chip, ela reconhece o dono e fica hábil ao disparo em cerca de cinco milionésimos de segundo, o que o pesquisador considera como imediato. A única questão é que, por ser um circuito eletrônico, o dispositivo precisa estar carregado para destravar. "No momento, é estudada a montagem de um circuito que tenha capacidade para manter o funcionamento da arma por, no mínimo, uma semana, sem recarregá-la", revela Gazziro.

O uso dos chips subcutâneos já é consolidado em países como os Estados Unidos, em que o procedimento é autorizado pelo departamento de Alimentos e Drogas (FDA) desde 2004. "Lá, a inserção do chip é feita entre o polegar e o indicador, onde há menos terminações nervosas. Em nosso caso, esse local para o implante não é válido, pois o chip ficaria muito distante da bobina da arma, não possibilitando seu destrave", explica o pesquisador.

A arma eletrônica começou a tomar forma quando o Gazziro teve acesso a um chip de 9 milímetros por 1,2 milímetros, o menor modelo de uma empresa do setor, para a qual Gazziro trabalhou. Os chips, voltados a animais silvestres, funcionam também em humanos. "O chip vem dentro de um vidro, revestido por um material chamado parylene C, não rejeitado pelo organismo de animais e humanos. O local do implante - abaixo da pele, logo acima do músculo adutor do dedo mínimo - foi escolhido já se pensando em sua viabilidade para arma eletrônica", descreve.

Além de reconhecer o dono legítimo, a arma teria outras funcionalidades para ampliar a segurança do uso. "O intuito final do projeto é uma arma que, no momento do disparo, já registre local, horário e autor do tiro, inclusive com orientação da bala, informação que poderá ser fornecida se a arma possuir um giroscópio", planeja Gazziro.

Testes da parte mecânica do dispositivo devem ser feitos no final do ano, com apoio da Polícia Civil de Belo Horizonte. A chegada da tecnologia ao mercado ainda deve demorar, segundo o pesquisador, uma vez que "a última fase da pesquisa envolverá a esfera política, para aprovação de um projeto de lei que autorize o uso desse tipo de arma, levando-se em conta todas as suas consequências".


21 de Setembro de 2011

"Google +" agora está aberto e não precisa mais de convites


A partir de agora, o Google+ está totalmente aberto para novos cadastros. Até então, a nova rede social da gigante de buscas era restrita, mas cada um que entrava já ganhava, em média, 150 convites.

Prestes a completar 90 dias de funcionamento, o site faz questão de lembrar que é um “projeto” e ainda está em fase de testes, período que serviu para que 91 aprimoramentos fossem aplicados. Hoje, a empresa mostrou mais nove alterações, completando 100 novidades desde a estreia, em 28 de junho.

Novo Hangouts

As principais mudanças são em relação ao Hangouts, o bate-papo em vídeo e em grupo do site, que agora está disponível para celulares com Android (e, em breve, para iPhone). Foi criado o “Hangouts no ar”, com o qual é possível expandir a conversa para transformá-la em uma apresentação - ainda há um limite de nove pessoas por bate-papo, mas pode-se abrir o conteúdo a quem quiser assistir.

Também foi colocado em prática o “Hangouts super”, uma série de novas aplicações para o serviço, que ganhou: compartilhamento de tela, um caderno de desenhos, integração com o Google Docs e opção de sala temática.

O Google lançou ainda um conjunto de APIs para o Hangouts, para que os internautas possam desenvolver aplicativos ou jogos voltados ao recurso - a exemplo da ligação com o Docs, criada antes como extensão.



19 de Setembro de 2011

Cientistas criam vulcão artificial contra aquecimento global

Cientistas ingleses estão desenvolvendo uma espécie de vulcão artificial para lançar partículas químicas na atmosfera. A ideia é que os elementos reflitam uma parte dos raios solares e ajudem a diminuir a temperatura na Terra, freando, em alguma medida, o aquecimento global.

O "vulcão" fica suspenso no ar graças a um balão de hélio, que na fase de testes será de 19 metros de comprimento, e em caso de utilização real seria de 200 metros. A hipótese é de que dez balões - dos grandes - seriam capazes de diminuir a temperatura do planeta em 2°C em dois anos. As informações são do Daily Mail.

Os testes iniciam no próximo mês em uma pista de pouso abandonada, no nordeste inglês, com o bombeamento de partículas de água, para verificar o funcionamento do canhão, em um primeiro momento, além de checar sua resistência a diferentes condições climáticas. Nessa fase, o balão que sustenta o "vulcão" estará a um quilômetro do chão, mas na versão final do projeto a altura seria de 20 quilômetros.

Os vulcões foram a inspiração da experiência, uma vez que a ciência já teria sido capaz de provar que as nuvens de sulfato liberadas quando as montanhas explodem causam resfriamento da terra. Na erupção do Monte Pinatubo, nas Filipinas, em 1991, o resfriamento teria sido de meio grau nos dois anos seguintes.

O projeto SPICE (sigla do inglês Injeção de Partículas na Estratosfera para Engenharia de Clima), é uma parceira das universidades de Bristol, Cambridge, Oxford e Edimburgo, e o experimento de teste tem custo aproximado de 200 mil libras. O total do programa, se for implantado, será de 1,6 milhão de libras, em um período de três anos.

Segundo o professor Matt Watson, da Universidade de Bristol, o projeto não é exatamente uma tentativa de geoengenharia - manipulação de fatores naturais pelo homem -, mas um teste das possibilidades de saber se a geoengenharia funcionaria. "Acreditamos que a pesquisa lançará alguma luz sobre incertezas que circundam esse assunto tão controverso, e encorajará um debate mais amplo e maduro que possa auxiliar em futuras pesquisas e tomadas de decisão", afirma o pesquisador.

Fonte:  Terra


19 de Setembro de 2011

Pesquisa da comScore mostra Orkut ainda líder no Brasil

Menos de uma semana depois do Ibope divulgar sua mais recente pesquisa de audiência de internet afirmando que o Facebook ultrapassou o número de usuários no País, a comScore lançou na quinta-feira novos dados que apontam o contrário. Segundo a empresa de pesquisa, mesmo que o Facebook tenha diminuído a diferença para a rede do Google, o Orkut segue líder no País.
Segundo os dados da comScore, o Orkut teve, em agosto, mais de 37,1 milhões de visitantes únicos, enquanto o Facebook teve 28,5 milhões. O crescimento  do Facebook, de julho para agosto, foi de 10%, contra apenas 2% do Orkut. Em um ano, a rede social de Zuckerberg cresceu 214%, enquanto o Orkut viu seu número de usuários aumentar apenas 20% de agosto de 2010 a agosto de 2011.

Na semana passada, por outro lado, o Ibope divulgou que o Facebook, maior rede social do mundo, finalmente ultrapassou o Orkut, serviço queridinho dos brasileiros, no País. De acordo com a pesquisa, o Facebook alcançou em agosto 30,9 milhões de usuários únicos, com o Orkut se mantendo praticamente estável em 29 milhões.

Além da diferença nos números das duas pesquisas, os dados oficiais vão contra tudo isso. O Facebook divulgou em agosto que tem 25 milhões de usuários brasileiros, enquanto o Orkut, com 84 milhões de usuários mundialmente, tem pouco mais de 43 milhões de membros no Brasil.



17 de Setembro de 2011

Reatores nucleares: sabia que existe um dentro da cidade de São Paulo?
Reatores de pesquisa são essenciais no tratamento de doenças. Mas todo cuidado 
com esses equipamentos é pouco...

Quem nunca ouviu falar em Chernobil, o pior acidente da história da energia nuclear? Se os mais novos não conhecem a história, recentemente o assunto voltou à tona com o terremoto que destruiu parte do Japão e gerou um novo acidente, desta vez em Fukushima. O material radioativo que escapou desses reatores contaminou o meio ambiente.

Vídeo mostra Reator Nuclear dentro da cidade de São Paulo

Mas nem todos os reatores nucleares são igualmente perigosos. Aqui no meio da cidade de São Paulo, existe um deles. Só que esse tem muito menos potência. Trata-se de um reator de pesquisa do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares, o IPEN, que fica no campus da USP.
José Roberto Berretta, físico supervisor do reator nuclear explica que o reator de pesquisa utiliza a radiação do Neutron para provocar reações nucleares em materiais que depois você usará na indústria ou na medicina. No reator de potência, o interesse é utilizar o calor gerado pela liberação de energia da fissão: "Aqui no reator de pesquisa, liberamos todo o calor na atmosfera. No reator de Angra, o calor é usado para aquecer a água e, por sua vez, girar uma turbina para gerar energia elétrica", completa.
Em escalas infinitamente menores, os reatores de pesquisas são indispensáveis para o diagnóstico e até tratamento de algumas doenças. Hoje, este reator é responsável pela produção de 70% da demanda nacional de iodo, por exemplo.
"O material que é irradiado do reator chega aqui na instalação da diretoria de radiofarmacia para ser processado. Nesse processamento, ele se transformará em um radiofármico, que é usado nas  clínicas e hospitais tanto para terapia quanto para diagnóstico de uma série de doenças e disfunções dentro do corpo humano" diz João Alberto Osso Jr., da diretoria de radiofarmácia.

Hoje existe uma centena de diferentes exames de medicina nuclear, incluindo estudos cerebrais, diagnósticos e tratamento de tumores, avaliação das condições pulmonares e coração, rins...
De volta ao reator, o funcionamento é idêntico ao que acontece em Fukushima ou Angra dos Reis. Há mais de 70 anos, dois cientistas alemães descobriram que o urânio é um elemento químico capaz de se partir em dois fragmentos quando bombardeado por partículas nucleares sem carga atômica, os nêutrons. Esse fenômeno é conhecido como "fissão nuclear"; uma espécie de reação em cadeia que libera energia, radiação e, claro, calor. E é exatamente isso que acontece ali embaixo, no fundo da piscina.
Berretta diz que se não controlarem essa reação, haverá uma liberação de energia muito grande e em pouco tempo. Pra um reator, controlar essas reações serve para que não ocorra um derretimento ou acidente no núcleo.
Por se tratar de um reator de pesquisa, em qualquer situação de emergência, o reator é completamente desligado. Claro, isso só é possível porque a potência é baixa - cerca de mil vezes menor do que um reator de uma usina nuclear.



17 de Setembro de 2011

Viajar no tempo: com a tecnologia atual, cientistas 
garantem ser possível!
O tempo passa e pesquisadores continuam buscando formas viáveis de viajar 
para o passado e futuro

Teorias sobre viagem no tempo são tão interessantes e cheias de mistérios que já viraram tema para o cinema inúmeras vezes. No entanto, no meio de algumas ideias bem surreais, existem certos conceitos que podem fazer sentido mesmo sem comprovação. Enquanto alguns cientistas tentam provar que o sonho da viagem no tempo é impossível, outros como Ronal Mallet e John Cramer fizeram de tudo para criar uma teoria que fosse viável.

De acordo com o site Dvice, em 2006, o professor Ronald Mallet, da Universidade de Connecticut (Estados Unidos) balançou o mundo com sua previsão de que uma máquina do tempo estaria em funcionamento nos próximos 100 anos. Mallet criou um projeto, baseado na Teoria da Relatividade de Einstein, de uma viagem para o passado e futuro. Sua ideia se fundamenta em um conjunto de raios laser que, em forma de espiral, teriam potência para deformar o espaço-tempo, proporcionando a viagem no tempo. Atualmente, o professor está em busca de financiamento para seu projeto, apelidado de "Space-Time Twisting by Light" (STL). Mas, até agora, não houve ninguém que comprasse a tal ideia mirabolante.

Já John Cramer, da Universidade de Washington (Estados Unidos), foi atrás dos "wormholes", ou, "buracos de minhocas" natural. O "wormhole" trata-se de uma espécie de túnel que serviria como um atalho cósmico. Ele ligaria pontos superdistantes que poderiam ser alcançados rapidamente. Dessa forma, o ser humano ganharia um tempo enorme, conseguindo, assim, saltar não somente no tempo, mas também no espaço. Os wormholes naturais, como sugere Cramer, poderiam ser gerados durante a evolução do Universo e seriam enormes.

Outro novo tipo de viagem no tempo, com base em teletransporte quântico, foi criado pelo cientista Seth Lloyd, do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT). Ele criou um estudo que utiliza a física quântica para determinar a possibilidade de um corpo ou até um ser humano viajar para o futuro e passado. Mas, para tristeza de alguns, em julho de 2011, o chinês Du Shengwang provou que o sonho de viajar no tempo é impossível. Isso porque nada é capaz de viajar mais rápido que a velocidade da luz – uma das condições da física para uma suposta viagem no tempo. Nem mesmo um fóton – a menor partícula possível de luz.



17 de Setembro de 2011

Cientistas descobrem "super Terra", planeta que tem condições de sustentar vida
Anúncio foi feito por pesquisadores do European Southern Observatory. Recentemente, 50 novos planetas foram descobertos


Pesquisadores do European Southern Observatory descobriram, recentemente, cerca de 50 novos planetas, usando o espectrógrafo HARPS – High Accuracy Radial Velocity Planet Searcher. Mas, apenas um, que é chamado de "super-Terra", tem as condições ideais para sustentar a vida.

Entre os planetas descobertos estão 16 super-Terras, ou seja, mundos que são potencialmente rochosos e mais massivos que o nosso planeta. Um deles, chamado "HD 85512 b", orbita no limite da zona habitável de sua estrela, o que sugere condições propícias para suporte de vida.

O espectrógrafo – equipamento que registra, em foto, espectros luminosos – faz parte do telescópio ESO, que tem 3,6 metros e fica no Observatório de La Silla, no Chile. Michel Mayor, líder da equipe do HARPS, diz que "os resultados das descobertas do HARPS superaram todas as expectativas e incluem uma população excepcionalmente rica de super-Terras e planetas parecidos com Netuno, hospedados por estrelas semelhantes ao sol", segundo o site MSNBC.

O "HD 85512 b" é cerca de 3,6 vezes mais maciço que a Terra, e sua estrela está a cerca de 35 mil anos-luz de distância. 

Para resultar nessa descoberta, o espectrógrafo observou cerca de 376 estrelas parecidas com o Sol. Os pesquisadores descobriram que 40% delas são acompanhadas de pelo menos 1 planeta com pequenas massas.

"Acho que estamos em um tempo incrivelmente excitante. Não estamos apenas indo lá para descobrir novos continentes. Na verdade, estamos indo lá fora para descobrir novos mundos", completou Lisa Kaltenegger, do Harvard Smithsonian Center of Astronomy, em Boston, EUA.


17 de Setembro de 2011

Recurso de autocompletar cria buscas bizarras no Google


Em abril de 2011, o cidadão italiano Carlos Piana entrou na Justiça contra o Google e ganhou a ação em uma corte de Milão. Tudo o que Piana queria era que o gigante das buscas fosse responsabilizado pelos resultados  que aparecem com o recurso de autocompletar nas pesquisas.

Segundo o reclamante contou no blog pessoal Piana.eu, o nome dele aparecia associado às palavras "fraude" e "trapaceiro", o que causaria dano à imagem uma vez que ele não tinha qualquer antecedente criminal ou histórico de má conduta, por assim dizer.

Em resposta, o Google afirmou que não pode produzir manualmente todas as opções que surgem. E há algo de verdadeiro nisso, embora o gigante das buscas mantenha os resultados e tenha a possibilidade de filtrar algumas palavras. Quem os cria, no entanto, é o próprio usuário.

O recurso de autocompletar pesquisas foi oficializado em 2010. Os termos exibidos logo que se inicia uma busca são gerados por algoritmos de computador baseado justamente em buscas feitas por usuários anteriores. A ordem em que os resultados aparecem, como explica o site Search Engine Land, depende da popularidade dos termos - os mais procurados aparecem mais bem posicionados. E ainda faz uma constatação: considerando a abrangência de um dos maiores sites do mundo, o recurso de autocompletar mostra, na verdade, o senso comum.

Esses termos, que frequentemente produzem resultados fora do comum ou mesmo engraçados, variam de acordo com a região, estado ou país de que se faz parte. Confira aqui ou na aba dessa matéria uma galeria de imagens com algumas buscas bizarras que fazem sucesso na web.



17 de Setembro de 2011

Satélite pode cair no Brasil na próxima semana
De acordo com a Nasa, destroços de 150kg podem atingir a América do Sul.

Um satélite da Nasa que já está sem utilidade e que foi levado para o espaço pelos tripulantes da Estação Espacial Internacional (ISS) no ano de 1991, vai cair na terra,. Segundo informações da agência americana, o satélite desativado vai cair na Terra entre quinta-feira e sábado da semana que vem.
O nome do satélite é Upper 
Atmosphere Research Satellite (UARS), ele foi desativado em 2005 e virou lixo espacial, assim como muitos outros satélites espalhados pelo espaço e sem utilidade, o objeto tem de 5,5 toneladas com 10 metros de comprimento e 4,5 metros de diâmetro, é do tamanho de um ônibus. O Satélite deve voltar ao planeta na semana que vem, Normalmente, quando o lixo espacial reentra na atmosfera, o atrito com o ar é suficiente para incinerar tudo. Porém eles não sabem nem se ele vai se desintegrar por completo e nem o lugar exato onde os possíveis pedaços poderão cair na Terra.

Vídeo mostra como Funcionam os Satélites

Os técnicos acreditam que partes com até 150kg de metal possam resistir à reentrada na atmosfera. Os destroços podem cair em uma faixa extensa do planeta , que inclui a América do Sul. Mas, pelo menos, a estatística está a favor de quem espera pela queda no planeta Terra.
As estações espaciais Skylab, em 1979, e a Mir, em 2001, muito maiores, despencaram longe de áreas habitadas. E a Nasa calcula que a probabilidade de um pedaço da UARS atingir alguém é de uma para 3,2 mil.
Só no ano passado, cerca de 400 pequenos pedaços de detritos caíram na terra e foram encontrados.
Pequenas partes de foguetes e satélites entram na atmosfera terrestre uma vez por semana. Já um grande satélite como o UARS volta à Terra uma vez por ano. Para acalmar as pessoas, por causa do grande tamanho dos detritos, se é que se pode chamar de detritos, a entrada na atmosfera do satélite será visível, quer dizer vai dar tempo da pessoa enxergar.

Fonte: Jornal Nacional



16 de Setembro de 2011

Nasa mostra como será foguete para levar homem a Marte
Lançador precisará de cerca de US$ 35 bilhões até 2017 para arcar com 
sua construção e custos

A agência espacial americana Nasa divulgou nesta quarta-feira o design de um novo foguete capaz de 

lançar voos espaciais tripulados para além da órbita terrestre baixa e, finalmente, até Marte. O chefe da Nasa, Charles Bolden, apresentou o design do novo sistema de lançamento espacial, que a Nasa promove como o foguete mais potente desde o Saturno V, que levou os astronautas dos Estados Unidos à Lua.

"Este novo sistema de lançamento criará postos de trabalho bem remunerados nos Estados Unidos, manterá a liderança americana no espaço e será a inspiração de milhões de pessoas em todo o mundo", disse Bolden.

"O presidente Obama nos desafiou a sermos audazes e pensarmos grande, e é exatamente isso o que estamos fazendo na Nasa", acrescentou Bolden. "Enquanto eu tinha orgulho de voar no ônibus espacial, os exploradores de amanhã vão sonhar agora em andar um dia em Marte".

O lançador, que precisará até 2017 de cerca de US$ 35 bilhões para arcar com sua construção e custos, irá preencher uma lacuna no programa de voos tripulados dos EUA, criada após a aposentadoria do programa de ônibus espaciais, em julho.

Mas a Nasa afirmou que ele será muito mais poderoso e poderá transportar uma carga muito maior através da órbita baixa da Terra em direção ao espaço profundo, e, eventualmente, até Marte. Ainda assim, o chamado "Sistema de Lançamento Espacial" (Space Launch System) tem muitas semelhanças com os ônibus espaciais, afirmou John Logsdon, ex-diretor do Instituto de Política Espacial da Universidade George Washington.

Por exemplo, o primeiro estágio do novo lançador vai utilizar motor criogênico do ônibus espacial alimentado com uma mistura de hidrogênio e oxigênio mantido a temperaturas muito baixas, disse. O sistema será coberto com uma cápsula inicialmente capaz de transportar ao espaço cargas de 70 a 100 toneladas métricas, e se expandirá ao longo do tempo para transportar até 130 toneladas métricas.

"O propulsor será o mais poderoso da América desde o foguete Saturno V, que levou os astronautas da Apollo à Lua e irá lançar os seres humanos a locais que ninguém jamais esteve", disse a Nasa em um comunicado. "O SLS irá levar tripulações humanas para além da órbita baixa da Terra em uma cápsula chamada de Orion Multi-Purpose Crew Vehicle", explicou a Nasa.

O primeiro teste de lançamento está previsto para 2017 e será seguido por voos tripulados em 2021. A Nasa poderia utilizá-lo para uma missão a um asteróide em 2025. A agência indicou que espera enviar astronautas em torno de Marte antes de eventualmente pousar no planeta vermelho, mas não antes de 2030.



12 de Setembro de 2011

ICM abre registros de domínios .xxx para sites adultos




A ICM Registry, empresa que administra registros de sites da indústria pornográfica, iniciou nesta quarta-feira as inscrições para domínios .xxx para endereços na web de páginas com conteúdo adulto. Podem aplicar para os registros, neste momento inicial, as empresas que já atuam no setor e as que não querem suas marcas registradas associadas ao .xxx, segundo a PCMag.

Até 28 de outubro, a ICM receberá dois tipos de inscrição. A Sunrise A é para quem já atua no segmento, com nomes registrados como .com ou outros, e deseja um equivalente .xxx. Já o Sunrise B é para indústrias de outros setores que querem bloquear o uso das marcas com o final de endereços de conteúdo adulto - como Disney.xxx, por exemplo.

A proteção de marcas não-relacionadas à indústria da pornografia, assim como o registro de domínios, terá um custo, dependendo da empresa com que se proceda a inscrição. A PCMag cita o valor da Go Daddy, que cobra US$ 209,99 para o bloqueio de um nome. A lista das companhias certificadas pela ICANN (órgão responsável pela regulamentação da internet) para receber as inscrições está no site da ICM Registry.

Qualquer um com uma marca registrada pode se inscrever nos próximos 51 dias, evitando que seu nome de domínio seja registrado por outra pessoa. "Proteger sua marca depois da abertura de registros para o público em geral em 6 de dezembro pode ser mais difícil, caro e demorado do que agora", afirma a ICM.

Se duas empresas se inscreverem para o mesmo nome, uma para registro e outra para bloqueio, ambas receberão alertas, e espera-se que uma das duas retire a inscrição. Se as duas requerentes pedirem registro do mesmo domínio, ele será leiloado entre as inscritas habilitadas, sem prioridade para quem enviar o formulário primeiro.

Aprovado oficialmente em março desse ano, o .xxx foi uma sugestão da ICM para classificar os sites de conteúdo adulto - assim como o .org identifica páginas oficiais e o .can as de candidatos políticos, por exemplo. A primeira tentativa de criar o domínio foi em 2001, por sugestão da ICM, mas depois de quatro anos, quando foi aprovado, foi questionado e negado. Em 2007, a empresa fez nova requisição, e recebeu outro não. Em 2010, após pedido de revisão das negações, o processo foi reavaliado e aprovado pela ICANN. O uso do .xxx é opcional.
 
Fonte:  TERRA


12 de Setembro de 2011

Novo planeta, ainda invisível, foi descoberto pela sonda Kepler

Um planeta que ainda não pode ser visto da Terra foi detectado pela sonda Kepler. Chamado de Kepler-19c, o recém-descoberto planeta é vizinho do Kepler-19b e foi achado graças à órbita irregular dele. As informações foram divulgadas na quinta-feira pelo Centro Harvard-Smithsonian de Astrofísica.

Os astrônomos encontraram o Kepler-19c porque o Kepler-19b apresenta uma órbita irregular. Os cientistas observaram que a movimentação do planeta ocorria ora mais rápido, ora mais devagar, e concluíram que esta translação incomum estaria relacionado com a presença de outro planeta, mesmo que ele ainda não possa ser visto.

A astrônoma Sarah Ballard, do Centro Harvard-Smithsonian de Astrofísica, afirmou que este planeta invisível foi achado em função da influência exercida sobre o outro, já conhecido. Sarah é a autora do estudo, que foi aceito para publicação no Astrophysical Journal.

Detalhes

Kepler-19b orbita a estrela Kepler 19, que está a 650 anos-luz da Terra, na constelação de Lyra. Porém, em relação ao novo planeta, faltam informações.

Até agora os astrônomos não sabem detalhes sobre o "mundo invisível" chamado Kepler-19c, afirmando apenas que ele existe. A sonda Kepler não detectou que o planeta transite a estrela, o que sugere que sua órbita esteja inclinada em relação a Kepler-19b.

"Kepler-19c tem múltiplas personalidades, de acordo com nossos dados. Por exemplo, poderia ser um planeta rochoso em uma órbita circular de 5 dias ou um planeta gasoso gigante em uma órbita oblonga de 100 dias", disse o co-autor Daniel Fabrycky, da Universidade da Califórnia.

Se Kepler-19b estivesse sozinho, realizaria a translação regularmente, próximo a um relógio. Contudo, a aceleração ou atraso deste trânsito mostra qua existe a interferência de um outro corpo.

Método

O planeta Netuno foi descoberto de forma semelhante. Astrônomos que rastreavam Urano notaram que sua órbita não correspondia às previsões. Eles perceberam que um planeta mais distante poderia interferir o deslocamento de Urano e calcularam o local esperado do, então, "mundo invisível". Em seguida, Netuno foi encontrado por telescópios na posição prevista.

A sonda Kepler

A sonda Kepler, responsável pela descoberta, continuará a acompanhar Kepler-19 ao longo de sua missão. Os dados ajudarão a conhecer a órbita de Kepler-19c. 



12 de Setembro de 2011

Perdendo liderança, Orkut foi porta de entrada à web no Brasil

Sob o risco de perder uma supremacia de sete anos no Brasil, o Orkut, a primeira tentativa do Google de ingressar nas redes sociais, foi importante na alfabetização dos usuários brasileiros na internet. Essa é a análise da pesquisadora em mídias sociais Raquel Recuero, para quem o site foi "fundamental" na entrada do brasileiro nas redes. "O Orkut acabou não só sendo a grande porta de entrada da internet para o brasileiro, como uma das principais motivações para isso. Para mim, seu papel na inclusão digital é incrível", afirma.

O Ibope confirmou nesta sexta-feira as informações publicadas pela IstoÉ Dinheiro, que antecipou na semana passada números da pesquisa Ibope Nielsen Online que indicam que o Facebook, maior rede social do mundo, finalmente ultrapassou o Orkut, serviço queridinho dos brasileiros, no País. De acordo com a pesquisa, o Facebook alcançou em agosto 30,9 milhões de usuários únicos, com o Orkut se mantendo praticamente estável em 29 milhões.

Números oficiais x pesquisas

O Facebook, que tem mais de 750 milhões de usuários em todo o mundo, afirmou em agosto que possui 25 milhões de membros brasileiros. O Orkut, com 85 milhões de usuários globalmente, tem 50,6% deles no Brasil, pouco mais de 43 milhões. Números de julho da comScore, outra empresa que mede audiência na internet, mostram o Orkut com 36 milhões de brasileiros, contra 26 milhões do Facebook.

A discrepância entre as pesquisas e os números oficiais pode ser explicada, em parte, pela metodologia da análise dessas empresas. Tanto o Ibope quanto a comScore levam em conta somente usuários que acessam a internet em casa ou no trabalho, deixando de lado quem acessa a web em lan houses, por exemplo, quesito que poderia aumentar a quantidade de brasileiros na rede do Google. Além disso, as pesquisas contam o número de visitantes únicos em um determinado período, e não a quantidade de pessoas cadastradas nos serviços.

"Há um percentual que me parece bastante significativo de acesso ao Orkut que vem de lan houses e espaços públicos que não está computado nessa audiência. No caso do Orkut, esse número pode ser significativo, uma vez que o acesso tem crescido, justamente, junto a esses grupos. No Facebook, ao contrário, o acesso estava focado nas classes A e B, e crescendo na classe média, ou seja, espaços onde o grosso dos números está no acesso de casa ou do trabalho", afirma Raquel.

Polêmicas à parte, mesmo sem levar em conta quem acessa a internet em espaços públicos, os últimos números da comScore não podem ser deixados de lado. Segundo a empresa, de julho do ano passado a julho deste ano, o Facebook teve um crescimento impressionante de 209%, contra apenas 20% do Orkut. O gráfico do aumento do número de membros das duas redes sociais indica que essa curva de crescimento, se já não se cruzou, deve se cruzar em breve.

Paixão brasileira

Lançada em 2004, o Orkut foi um sucesso quase imediato no Brasil, único país em que ainda mantém a liderança nas redes sociais. "É uma paixão do brasileiro", diz Manoel Fernandes, diretor da Bites, empresa especializada em análise de mídias sociais. Mas por que o brasileiro se identificou tanto com a rede do Google? "Foi um conjunto de fatores, meio que o sistema certo no lugar certo", analisa Raquel. A ausência de uma experiência anterior com redes sociais, já que o Friendster e o MySpace eram pouco conhecidos, foi uma delas. "Junto aos primeiros usuários está um grupo cujos convites eram altamente valorizados, os 'techies' e estudantes de informática, que estavam curiosíssimos com a ferramenta por conta da marca Google", afirma a especialista.

Outro fator a ser levado em conta na ascensão do Orkut por aqui foi a interface amigável, "que possibilitou que as pessoas entendessem a ferramenta sem precisar falar inglês", segundo Raquel. E a enxurrada de brasileiros na rede pode ter sido um dos fatores que levou o Orkut a não dar certo em outros lugares. "No início surgiu uma competição muito grande do Brasil por bater os outros países e essa competição resultou numa animosidade e agressividade bem grande para com os usuários dos demais países que usavam a ferramenta", diz Raquel.

Segundo ela, o Google agiu tarde no processo que eles chamaram de "localização", separando os usuários de cada país na rede. "Foi aí que o Orkut começou a crescer então na Índia e em alguns outros países. Mas já era tarde demais. O Facebook já despontava dominante ou quase dominante em boa parte dos países de língua inglesa. Embora outros países tivessem outros sites como "referenciais" (como o Orkut no Brasil), o Facebook foi pouco a pouco ficando hegemônico", diz.

A diferença entre as redes

Porém, se engana quem pensa que o Orkut está morrendo. Os milhões de usuários da rede mantêm vivas as comunidades da rede social, o que, para o diretor da Bites, é a principal diferença do Orkut para a concorrente. "O Facebook é uma rede em que as pessoas se agregam àqueles que são parecidos com elas, seus amigos, enquanto o Orkut as pessoas podem se agrupar em torno de temas, as comunidades", afirma Fernandes.

Para o analista, que elabora estratégias para empresas dentro das redes sociais, o Orkut é um ambiente muito mais favorável para promover um novo produto ou serviço justamente por causa desses fóruns. "No Facebook você tem uma dificuldade de olhar por dentro, de se relacionar com as pessoas. No Orkut é mais fácil para as marcas se relacionarem. É muito mais fácil identificar um tema dentro de uma comunidade do Orkut do que no Facebook, onde as pessoas se aglutinam em torno da fan page", analisa.

Nos últimos meses, o Orkut passou por diversas mudanças de layout e implementou novas funcionalidades na tentativa de manter o ritmo de crescimento no País, muitas delas inspiradas no Facebook, como o botão "gostei" e a publicação das atualizações nos mesmos moldes do Mural do site de Zuckerberg. Para Raquel, os jogos sociais foram fundamentais para acelerar o crescimento do Facebook por aqui, mesmo que tardiamente. "Os aplicativos foram o grande diferencial, que realmente conseguiu fazer com que o Facebook conseguisse entrar em nichos que não conseguia, como o Brasil. O crescimento do Facebook inicialmente esteve intrinsecamente conectado ao crescimento de jogos como o Farmville. Claro que, uma vez alcançada uma certa massa crítica, o sistema passou a crescer por si só", analisa.

Outro fator importante para a popularização da rede de Mark Zuckerberg foi a preocupação com a privacidade, que chegou atrasada ao País, segundo a pesquisadora. "As pessoas vêm no Facebook uma chance de 'recomeçar' sua rede social, dessa vez com mais critério do que no Orkut, onde uma das práticas era adicionar todo mundo", diz.

A "orkutização"

Nos últimos tempos, ser usuário e defensor do Orkut não tem sido uma tarefa muito fácil. O termo "orkutização" é usado pejorativamente para tudo que se torna popular, qualquer produto ou serviço que comece a cair no gosto das classes C e D. Para Fernandes, o preconceito de que o usuário do Orkut vem de classes mais baixas não passa de uma bobagem. "Em comunidades mais sérias, o nível de discussão dos usuários é muito alto. Em comunidades segmentadas de carros ou política, por exemplo, os fóruns têm um ótimo nível", afirma.

Raquel acredita que existam, sim, muitos usuários da classe C e D no Orkut, apesar de achar necessário o acesso a esses dados para confirmar. Para ela, esse preconceito é um fenômeno recente, que vem justamente do fato de o Orkut ter sido a porta de entrada do brasileiro na internet. "O preconceito está na sociedade, é intrínseco e expresso nessas ferramentas. Não acho que o Orkut seja causa do preconceito, ele só está abrindo o que já está dentro da sociedade brasileira."

Mesmo com o investimento pesado que o Google vem fazendo na sua mais recente investida nas redes sociais, o Google+, é difícil imaginar o que pode acontecer com o Orkut daqui pra frente. O diretor da Bites diz que deseja "vida longa" ao site que conquistou os brasileiros, e a pesquisadora Raquel Recuero continua achando que ele tem uma importância muito grande no País. "Acho que jamais teremos um fenômeno semelhante, em termos de importância para um país. Mas também não sei por quanto tempo sobreviverá", diz.



9 de Setembro de 2011

Samsung e Microsoft firmam parceria para novo tablet

A Samsung se uniu à Microsoft para produzir um novo tablet com o mais recente sistema operacional da empresa, segundo um jornal sul-coreano.

Uma fonte do "Diário Econômico da Coreia" disse que o novo tablet com Windows 8 será revelado em uma conferência de desenvolvedores da Microsoft que acontece de 13 a 16 de setembro, na Califórnia.

"O novo produto feito pela Samsung será a primeira colaboração da empresa com a Microsoft em seus dispositivos de hardware", disse a fonte ao jornal. 
Um porta-voz da Samsung se recusou a comentar o assunto. A empresa é a segunda maior fabricante de telefones móveis do mundo, atrás somente da finlandesa Nokia.

Analistas afirmam que a Samsung está tentando diversificar os sistemas operacionais de seus smartphones e tablets para além do Android, do Google, no qual ainda se apoia fortemente.

Em agosto, o Google comprou a Motorola Mobility, fazendo sua estreia no mercado de hardware e se tornando um potencial concorrente para empresas como a Samsung.

A Samsung está promovendo o smartphone Galaxy S e o tablet Galaxy Tab para competir com o iPhone e o iPad, da Apple, que lideram o mercado. A empresa está tentando se fortalecer no ramo de software, em que ainda é relativamente fraca.

A Microsoft lançou smartphones com Windows Phone 7 em novembro de 2010, em dispositivos desenvolvidos por empresas como a própria Samsung, a taiwanesa HTC e a também sul-coreana LG.

Fonte:  Folha.com



9 de Setembro de 2011

Após demissão, conselho estuda colocar Yahoo 
à venda, diz jornal

Carol Bartz não é mais a executiva-chefe do Yahoo!, segundo um comunicado oficial da empresa, divulgado nesta terça-feira (6). Tim Morse, que era responsável pelo setor financeiro da companhia, foi indicado ao cargo de Bartz em caráter interino.

O Yahoo! também anunciou a formação de um conselho de executivos que irá ajudar Morse na administração diária da empresa até que um novo executivo-chefe seja nomeado.

"Estou muito triste por dizer a vocês que eu acabei de ser demitida por telefone pelo presidente do conselho do Yahoo", disse ela num breve email, segundo a Reuters. "Foi um prazer trabalhar com todos vocês e desejo a vocês apenas o melhor para o futuro."

Roy Bostock, presidente do conselho do Yahoo!, agradeceu Bartz "pelos seus serviços no Yahoo! em tempos críticos e de transição", no comunicado oficial da empresa. "Eu também gostaria de expressar a gratidão do conselho a Tim por ter aceitado esse importante papel. Nós temos grande confiança em suas habilidades", completou.

Também deixou o Yahoo! nesta terça-feira Bobby Figueroa, que era vice-presidente de desenvolvimento de produtos, segundo o site Bussiness Insider. Figueroa era o responsável pelas plataformas de anúncios da empresa.

Demissões e fechamentos

Bartz, 63, foi contratada para comandar o Yahoo! em janeiro de 2009 com a função de reverter a perda de liderança da empresa para o Google. Antes dela, comandaram o Yahoo! o seu cofundador Jerry Yang que chegou a recusar uma lucrativa oferta de compra formulada pela Microsoft e Terry Semel.

O Yahoo! fez mais dinheiro sob a liderança de Bartz por causa das demissões, dos fechamentos de serviços e de outras iniciativas de cortes de custos.
As ações do Yahoo! subiram 5,7% após o anúncio da saída de Bartz, de acordo com a Associated Press.



6 de Setembro de 2011

Ibope nega que Facebook tenha ultrapassado o Orkut

O Ibope Nielsen Online  divulgou nota negando que tenha concluído pesquisa apontando que o Facebook ultrapassou o Orkut no número de usuários, conforme publicou a revista IstoÉ Dinheiro. 

De acordo com a nota, a pesquisa ainda não foi finalizada e, portanto, "a empresa não confirma os dados publicados na matéria da revista".

De acordo com a publicação, o Facebook teria terminado agosto, pela primeira vez na história, com mais usuários únicos do que o Orkut no Brasil, com cerca de 30 milhões de usuários. O Orkut, de acordo com a revista, estaria estável e, entre 2009 e 2011, teria crescido de 27,3 milhões para 29 milhões de usuários, perdendo pela primeira vez desde seu lançamento, em 2004, a liderança no País.

Veja a nota do Ibope:

Esclarecimento

Referente a matéria da revista 'IstoÉ Dinheiro' divulgada no final de semana.

O IBOPE Nielsen Online esclarece que os dados de audiência de internet referentes a agosto ainda não foram finalizados, portanto, a empresa não confirma os dados publicados na matéria da revista 'IstoÉ Dinheiro' desta semana e desconhece a fonte da reportagem. 

Além disso, o IBOPE Nielsen Online esclarece também que, segundo sua política de divulgação, não divulga dados de players.


6 de Setembro de 2011

Google anuncia o fim de 10 produtos


O Google anunciou o fim de 10 produtos na última sexta-feira. O anúncio veio após a notícia de que a empresa de Mountain View iria fechar o Google Labs, o local de experimentos da companhia.
Dentro dos próximos dias, Desktop, Notebook, Fast Flip, Aardvark, Sidewiki, Google Maps API para Flash, Google Web Security, Google Pack, Image Labeler e Subscribed Links não mais existirão. "Todos as pessoas que trabalhavam nesses produtos irão participar da criação de produtos de maior impacto agora", disse o vice-presidente sênior da companhia no blog oficial da empresa.

Alguns destes produtos serão fechados imediatamente, dando pouco tempo para os usuários resgatarem os dados ou para escolher um serviço similar. O Desktop, por exemplo, deixará de existir completamente no dia 14 de setembro de 2011. Já o aplicativo Notebook, que cria documentos e os armazena, deve durar ainda por alguns meses.

O serviço de busca social Aardvark, adquirido pelo Google em 2010 por US$ 50 milhões, será fechado "até outubro", segundo o blog do Google. No blog da companhia Aardvark, um post alerta os usuários dos serviços para que eles resgatem os dados que acharem necessários antes desse período terminar.

Fonte:  TERRA


6 de Setembro de 2011

Página de Jesus é a mais "curtida" no Facebook

A página de Jesus no Facebook, o Jesus Daily, é a mais "curtida" e reproduzida da rede social, segundo as informações do jornal The New York Times. Somente na semana passada, a página recebeu 3,4 milhões de interações. Nos últimos três meses, Jesus se tornou mais famoso no Facebook do que o fenômeno Justin Bierber.

O homem por trás do personagem é o médico de 41 anos Aaron Tabor, que criou o perfil em abril de 2009 para divulgar o livro dele, que tratava de dietas. "Eu queria oferecer coragem para as pessoas", brinca Tabor em entrevista para o jornal.

A questão é que o espaço se tornou um local para discussões religiosas e de fé, para milhares de seguidores de Jesus, sem qualquer trocadilho. De acordo com a página All Facebook, mais de 43 milhões de usuários na rede social fazem parte de alguma página religiosa.


Para a mãe  solteira e estudante da cidade de Houston, Kristin Davis-Ford, ouvida pelo jornal, o Jesus Daily é mais do que uma página que encoraja as pessoas a terem uma vida saudável. "Ela me lembra todos os dias que eu não estou sozinha", falou. Para Aaron Tabor, a brincadeira se tornou um meio que chamou a atenção da TV a cabo norte-americana, na qual, atualmente, ele divulga o livro dele.


5 de Setembro de 2011

Orkut Büyükkökten, 36, usa mais o Facebook do que a rede social que criou com seu primeiro nome, o Orkut.


Enquanto sua última atualização no Facebook é de 12 de agosto, seu perfil de Orkut estaria às moscas desde fevereiro de 2010, não fossem as dezenas de recados diários que brasileiros deixam no seu "scrapbook".

Ele não responde aos "scraps" nem recebe "testimoniais" há mais de um ano.

A última ação de Orkut no Facebook foi "curtir" a empresa de fotografia Gavin Farrington Photography. Ainda ontem, ele começou novas amizades na rede de Mark Zuckerberg.

O número de amigos que o programador turco tem no Facebook já supera o da rede social própria. São 483 amigos no Face contra 473 amigos no Orkut. Grande parte deles é da universidade de Stanford, onde Orkut estudou, nos EUA, ou do Google, empresa para qual ele trabalha hoje.



2 de Setembro de 2011

Microsoft confirma que Windows 8 terá 'duas caras'

A Microsoft confirmou nesta quarta-feira (31) que o novo Windows 8 vai oferecer duas opções de interface gráfica diferentes, uma mais apropriada para tablets e outra mais parecida com o desktop tradicional para PCs.

Em fevereiro, o G1 já havia adiantado que haveriam duas interfaces para o novo Windows, e uma delas seria criada especificamente para concorrer no mercado de tablets com o Android, do Google, e o iOS, do iPad da Apple. A diferença é que, agora, a Microsoft deixou claro que será possível navegar entre as diferentes interfaces, e que boa parte dos programas terá a opção de funcionar com as duas "caras".

A decisão da Microsoft de criar uma interface gráfica específica, e não um sistema operacional completamente independente para tablets, foi tomada com base na percepção da empresa de que o principal ativo da companhia é a onipresença do Windows e do pacote Office no ambiente corporativo.

A principal vantagem, do ponto de vista do consumidor, é que será possível utilizar, nos tablets, programas desenvolvidos para Windows. Isso não é possível, por exemplo, com o iPad, que não é compatível com aplicativos criados para computadores Mac.

"Acreditamos que o usuário vai querer fazer com o tablet tudo o que ele faz em seu computador no escritório", afirmou, ao G1, o vice-presidente sênior da divisão de comunicações móveis da Microsoft, Andy Lees, durante evento no Mobile World Congress de Barcelona.

O presidente da Microsoft, Steve Ballmer, afirmou em janeiro, na abertura do Consumer Electronics Show 2011, que a nova versão do sistema operacional Windows seria compatível não apenas com os computadores tradicionais, com arquitetura Intel, mas também com equipamentos mais leves, com processadores ARM e tela sensível ao toque.

Fonte: G1


2 de Setembro de 2011

Nível de lixo espacial na órbita da Terra chegou ao limite, diz estudo

Da BBC Brasil

Brasília - Um relatório feito pelo Conselho Nacional de Pesquisa dos Estados Unidos informa que o número de jatos propulsores, satélites antigos e nuvens de fragmentos minúsculos em volta do planeta pode causar vazamentos letais em espaçonaves ou destruir satélites valiosos.

No texto, os especialistas pedem novas regulamentações internacionais para limitar o lixo espacial e mais pesquisas sobre o possível uso de grandes redes metálicas ou "guarda-chuvas" gigantes no espaço.

Alguns modelos, segundo comunicado divulgado pela entidade, mostram que a quantidade de detritos em órbita é suficiente para "colidir continuamente e criar ainda mais detritos, aumentando o risco de falhas em espaçonaves".



2 de Setembro de 2011

Partícula de Deus pode ser achada até o fim do ano, afirma cientista

Pouco mais de uma semana depois de afirmarem que existiam poucas chances de encontrarem evidências do bóson de Higgs, conhecido como a "partícula de Deus" e que, supostamente, concederia massa aos objetos, pesquisadores do acelerador de partículas LHC (Grande Colisor de Hádrons) anunciaram que importantes descobertas podem ser feita em breve.

O porta-voz do CERN (Centro Europeu de Pesquisas Nucleares), Guido Tonelli, afirmou que, até agosto, o LHC já conseguiu coletar mais informações do que era esperado para o ano inteiro. Segundo ele, se as operações seguirem neste ritmo, a meta para 2012 pode ser alcançada ainda em dezembro.

"Nós poderemos provar a existência do Bóson de Higgs ou descartá-lao mais cedo do que o esperado. Poderemos descobrir até o Natal? A princípio, sim", comemorou.

Caso exista, o bóson de Higgs, às vezes descrito como a "partícula de Deus" porque é um mistério e, ao mesmo tempo, uma potente força da natureza, representa a última peça do Modelo Padrão da Física. A teoria, desenvolvida no início da década de 1970, descreve as forças fortes, fracas e eletromagnética, e as partículas fundamentais que constituem a matéria.


O LHC, situado perto de Genebra, Suíça, foi criado para fazer a aceleração dos prótons quase na velocidade da luz e depois destruí-los em laboratórios onde os detectores registram seus agitados restos subatômicos. 

O processo alcança temperaturas 100 mil vezes mais altas que as do Sol, emulando fugazmente as condições que prevaleceram nas frações de segundo depois do "Big Bang", que criou o Universo há 13,7 bilhões de anos.



1 de Setembro de 2011

A partir de hoje empresas que usam ponto eletrônico devem emitir comprovantes a trabalhadores

Da Agência Brasil

Brasília - Empresas que já adotam sistemas eletrônicos de marcação de horas trabalhadas serão obrigadas a adotar o sistema de registro de ponto regulamentado pelo Ministério do Trabalho. Esse sistema será obrigatório a partir de hoje (1º) para as empresas com mais de dez empregados.
De acordo com a portaria nº 1.510/09, o registro de ponto eletrônico deve apenas marcar as horas trabalhadas, ter memória das marcações de maneira que não possa ser alterada, emitir um comprovante a cada marcação feita pelo trabalhador e não ter qualquer mecanismo que permita marcações automáticas ou restrições a marcação. A portaria determina ainda a impressão de um comprovante ao empregado.
Segundo dados da Relação Anual de Informações Sociais (Rais) cerca de 700 mil empresas já usam o sistema de ponto eletrônico e deverão se adequar às novas medidas. Os órgãos públicos não estão obrigados a seguir as regras. Para os órgãos públicos que têm empregados contratados pelo regime da Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT), a adoção das novas regras é facultativa.
Pela regulamentação, o sistema de ponto não deve fazer o controle de acesso do empregado ao local de trabalho nem de suas atividades dentro da empresa. Além disso, a portaria não permite limitação de horários para a marcação do ponto. O equipamento não pode permitir que sejam feitas alterações de marcação ou extinção dos dados.
Uma portaria editada posteriormente (nº 373/11) permitiu a adoção de sistemas alternativos de controle de jornada de trabalho, desde que autorizados por convenção coletiva, mas esses sistemas não poderão admitir restrições à marcação do ponto, marcação automática, autorização prévia para marcação de horas extras, alteração ou eliminação dos dados registrados pelo empregado.
O prazo para as empresas se adaptarem às novas regras e para que a portaria tivesse validade foi adiado duas vezes. A primeira foi motivada pela falta de equipamento no mercado, a segunda por divergências entre o ministério do trabalho e os representantes dos empregados e patrões.
Segundo o Ministério do Trabalho, a regulamentação do registro de ponto eletrônico foi motivada para evitar fraudes na marcação das horas trabalhadas. O controle eletrônico já é previsto pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), mas faltava de regulamentação e a tecnologia usada dava margem a alterações do registro de hora.





Sony anuncia capacete com visor 3D que simula tela de 720 polegadas


A realidade virtual voltou em voga, tanto que a Sony acabou de anunciar um 'capacete' que literalmente coloca o usuário dentro da imagem exibida, o HMZ-T1que chega em no dia 11 de novembro no mercado japonês.

Dotado de um visor 3D, o novo acessório da Sony - também chamado de Head Mounted Display Personal 3D Viewer -, promete colocar o usuário 'dentro' das imagens. As lentes simulam uma tela gigantesca de 720 polegadas a uma distância de 20 metros e simulação de som surround em canais 5.1.

Anunciado em 2010, o design do HMZ - T1 mudou consideravelmente até então, ganhando formas ligeiramente maiores do que o conceito original. O que não mudou foi a sua configuração de reprodução das imagens, transmitidas em um par de lentes OLED com resolução de 128720.

O "óculos" ainda inclui saídas e entradas HDMI, que permitem ao usuário transferir a imagem transmitida no headset para a TV.

Tanta inovação, no entanto, custa caro e o novo gadget não chega às lojas nipônicas por menos de 60 mil ienes, o equivalente a US$ 790. Ainda não há previsão de lançamento do HMZ - T1 fora do arquipélago.




31 de Agosto de 2011

Sony, Hitachi e Toshiba produzirão tela de cristal líquido em conjunto


Sony, Toshiba e Hitachi planejam fabricar em conjunto, a partir de 2012, telas de cristal líquido pequenas e médias para smartphones e tablets, anunciaram nesta quarta-feira os três grupos japoneses.

As empresas pretendem assinar o contrato definitivo até o fim do ano e completar a integração, com a criação de um grupo comum, até meados de 2012.

O principal acionista da nova entidade será um fundo japonês com capital públicos e privado, a Rede de Inovação do Japão (INCJ).

O INCJ investirá 200 bilhões de ienes (2,5 bilhões de dólares) na nova empresa e terá ações que representarão 70% do capital e dos direitos de voto na nova sociedade.

Sony, Hitachi e Toshiba terão 10% das ações cada uma.



26 de Agosto de 2011

Você gostaria de ter seu corpo transformado em líquido após a morte?



O que prefere que façam com você após a morte: enterrar ou cremar? Duas empresas do Reino Unido querem oferecer mais duas opções de escolha para esse momento e que, segundo elas, são sustentáveis: ter seu corpo transformado em líquido, ou então congelá-lo e triturá-lo.

O primeiro método se chama "Resomation" e é bem parecido com a cremação. Nesse processo, o caixão é colocado dentro de uma máquina e o corpo é aquecido em uma solução de água e alcalinos – conhecida por hidrólise alcalina – para que ele seja desfeito quimicamente.

O processo demora cerca de 2 a 3 horas e o resultado é um liquido cinza, que depois é devolvido para a família dentro de uma urna. Esse método, de acordo com os criadores, não agride o meio ambiente de maneira alguma.

O segundo modo, que é o congelamento, deixa o corpo exposto a temperaturas de até -196 ºC em um ambiente cheio de nitrogênio liquido. Depois de congelado, o corpo é partido e devolvido para esse ambiente gelado e a vácuo. A falta de ar promove uma espécie de secagem e remove metais, como próteses e obturações dentárias. O processo, chamado de "Cryomation", também é sustentável e, segundo a empresa, diminui a emissão de CO2 em até 75%.



25 de Agosto de 2011

Google pagará US$ 500 milhões por caso de publicidade ilícita


A gigante da internet Google pagará US$ 500 milhões para acabar com um processo das autoridades americanas sobre publicidade ilícita de farmácias na red,e anunciou o Departamento de Justiça.

"O buscador de internet havia aceitado publicidade de farmácias online com sede no Canadá para consumidores americanos, que implicavam a importação ilegal de medicamentos que nos Estados Unidos precisam de receita médica", afirmam as autoridades em um comunicado.

O caso foi revelado em maio, quando o Google anunciou que destinava US$ 500 milhões com este objetivo.

Fonte:  TERRA



22 de Agosto de 2011

Garoto de apenas 13 anos cria forma mais eficiente de capturar energia solar



Um estudante americano de 13 anos conseguiu criar energia solar a partir da sequência de Fibonacci. Com o experimento, Aidan Dwyer ganhou uma patente provisória do governo dos EUA, além do interesse de diversas entidades em comercializar a inovação.

A sequência de Fibonacci se caracteriza pelo início no número 0 e, a cada número subsequente, faz-se a soma dos dois números anteriores. Por exemplo, 0-1-1-2-3-5-8-13-21... O que Aidan criou foi uma espécie de árvore em PVC em que as folhas e os galhos, na verdade, são pequenos painéis solares que respeitam esta sequência.

Aidan contou ao site Huffington Post que ficou fascinado quando percebeu, durante uma caminhada às montanhas de Catskills, nos EUA, que organização das folhas e dos galhos nas ávores obedecia à Fibonacci. "Eu sabia que aqueles galhos e folhas coletavam a luz do sol para fotossíntese, então meu próximo experimento iria investigar se a sequência de Fibonacci ajudaria", disse o estudante.

O resultado foi que, ao analisar a coleta de luz solar na árvore de Fibonacci e em um painel plano, a imitação da natureza se mostrou mais eficaz. Além disso, a árvore ocupa menos espaço físico que um painel plano e aumenta a coleta de luz solar durante o inverno.

Fonte:  Terra



22 de Agosto de 2011

Corpos podem ser ressuscitados no futuro


A criogenia faz com que o sangue que é extraído do corpo do cadáver seja substituído por líquidos conservantes e anti-congelantes. Em seguida, o corpo é mergulhado de cabeça para baixo, em um tanque com 200 litros de nitrogênio, à 196 graus Celsius negativos.

Os defensores da prática argumentam que os corpos poderão ser ressuscitados no futuro, quando a tecnologia estiver avançada o suficiente para realizar o procedimento.
As empresas oferecem a opção mais barata de preservar somente a cabeça de uma pessoa, e não seu corpo inteiro.

Essa técnica de congelamento é usada desde os anos 60, e algumas empresas que investiram no negócio acabaram fechando por falta de demanda, mas de algum tempo pra cá o assunto voltou a mídia e muitas pessoas (principalmente celebridades) voltaram a se interessar.

  Fonte:  BBC Brasil / Nat Ramacciotti - cherryouth.wordpress.com



19 de Agosto de 2011

Nasa prepara lançamento do laboratório que explorará a Lua

O laboratório móvel GRAIL da Nasa foi acoplado à base do seu foguete de lançamento na quinta-feira. Nesta sexta, a agência espacial americana começa os últimos testes do GRAIL, que poderá ser lançado entre os dias 8 de setembro e 19 de outubro, a depender dos resultados de testes preliminares e das condições do tempo.

O laboratório terá como missão viajar  ao redor da Lua para explorar a sua estrutura interna. Com o mapeamento do campo gravitacional do satélite natural da Terra, a Nasa espera entender melhor sua evolução termal, bem como aplicar os conhecimentos adquiridos em missões a outros planetas.

De acordo com Maria Zuber, líder do projeto GRAIL, a missão vai transformar totalmente o que pensamos a respeito da formação da Lua e da nossa própria origem.



18 de Agosto de 2011

Google restringe vídeo com beijo gay e revolta usuários
Cena era um protesto contra a censura na Rede Globo
No mesmo site, há várias cenas com beijos heterossexuais e com classificação livre

Depois da recusa da Rede Globo de mostrar um beijo gay no horário nobre, foi a vez do Youtube seguir a tendência e classificar como "impróprio" um vídeo que mostrava um beijo entre dois homens. Indignado com a decisão, o roteirista e diretor Rafael Puetter disse que pretende processar o Google pelo incidente, caso a empresa não revise a classificação. No mesmo site de vídeos, há vários beijos heterossexuais - a maioria esmagadora com classificação livre. 

"O vídeo era um protesto contra a censura do beijo gay na Rede Globo. É revoltante um protesto contra a censura ser censurado. Você se sente completamente impotente. Não consegui mais fazer nada o dia inteiro de tanta raiva", reclama Puetter, responsável pela publicação do vídeo, que já teve mais de 69 mil visualizações. "O pior é que o protesto perde boa parte do alcance graças à censura, já que o usuário é obrigado a ter conta no Google e ser maior de 18 anos para visualizá-lo. Meus pais não conseguiram vê-lo, por exemplo". 



15 de Agosto de 2011

Google compra Motorola por US$ 12,5 bilhões

Rio - O Google  anunciou nesta segunda-feira que vai comprar a Motorola Mobility por cerca de US$ 12,5 bilhões em dinheiro.

A oferta equivale a US$ 40 por ação e representa um ágio de 63% sobre o valor de fechamento da ação da Motorola na bolsa de valores de Nova York, na sexta-feira.



9 de Agosto de 2011

Brasil desenvolve segunda maior rede de monitoramento de raios para evitar catástrofes naturais

Da Agência Brasil

Rio de Janeiro - As tempestades severas como as ocorridas no início do ano na região serrana do Rio serão cada vez mais comuns e violentas no Brasil, segundo um estudo do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) em parceria com a entidade norte-americana Massachussets Institute of Technology (MIT). Para evitar que as tempestades se tornem catástrofes climáticas, o país está desenvolvendo novas tecnologias, dentre elas, a segunda maior rede do mundo de monitoramento de raios e a maior da região tropical do planeta. A maior dessas redes, atualmente, é a dos Estados Unidos.

O anúncio foi feito hoje (8) durante a 14ª Conferência Internacional de Eletricidade Atmosférica no Rio de Janeiro, considerado o maior evento mundial sobre o tema.

De acordo com engenheiro Osmar Pinto Júnior, coordenador do evento e do Grupo de Eletricidade Atmosférica (Elat) do Inpe, a rede BrasilDAT, desenvolvida pelo Inpe e pela Eletrobras Furnas, cobrirá, com 75 novos sensores e 33 já existentes, todo o território nacional e irá identificar descargas elétricas no solo e nas nuvens, associadas às tempestades.

“Quem retrata a severidade de uma tempestade capaz de causar um desastre são as descargas dentro das nuvens. Se a rede já estivesse funcionando na época das tempestades na Serra, a tragédia teria sido evitada, pois ela seria capaz de detectar com confiabilidade a tempestade com cerca de 20 a 30 minutos de antecedência”, explicou o coordenador do Elat.

A Região Sudeste já está coberta pela rede e a previsão é que as regiões Sul, Centro-Oeste e Nordeste estejam cobertas até julho de 2012. A rede deve custar cerca de R$ 10 milhões aos cofres públicos.

O Brasil é recordista em número de raios que atingem o solo em todo o planeta, com cerca de 50 milhões de descargas elétricas por ano, responsáveis pela morte de uma média de 130 pessoas, além de prejuízo de R$ 1 bilhão aos setores público e privado. A cada 50 pessoas que morrem no mundo por causa de raios, uma reside no Brasil.

Osmar ressaltou, no entanto, que é fundamental uma interligação entre a Defesa Civil, as prefeituras e o setor elétrico na prevenção de tragédias e a criação de uma legislação voltada para a proteção das redes elétricas de distribuição contra desastres naturais.

“Não há nada de apocalíptico no aumento de raios. Podemos ter o triplo de raios e um número menor de mortes e de prejuízos se melhorarmos os sistemas de proteção e a conscientização da população. Nosso sistema político deve ser modificado para criar leis de longo prazo”, declarou o engenheiro.

Ele criticou o fato de as empresas de energia serem penalizadas pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) em casos que envolvem desastres naturais quando, na verdade, não existe uma legislação que dê suporte para as redes de distribuição nas cidades. “Deve haver a compreensão de que, em uma catástrofe, a empresa não pode ser culpada, ela precisa de uma legislação que dê suporte para enfrentar um problema como esse.”



8 de Agosto de 2011

Há 20 anos, o mundo "ficou online" pela primeira vez

No último final de semana, o World Wide Web - WWW - completou 20 anos de existência. No dia 6 de agosto de 1991, Tim Berners-Lee criou o que seria o primeiro website da história, tornando a web um local publicamente disponível.


Como conta o site Business Insider, o primeiro site falava justamente sobre o que era o projeto WWW e explicava o que as pessoas poderiam encontrar online. "O World Wide Web (W3) é uma iniciativa de catalogação de informação hipermídia que deseja fornecer acesso universal a uma grande quantidade de documentos", dizia a descrição do site.


Naquela primeira página, também havia links diretos ou indiretos para tudo que existia no mundo online, como a lista de pessoas que estavam envolvidadas naquele projeto, os servidores do projeto W3 e um conjunto de softwares usados para construir o WWW.


18 de Julho de 2011

Acesso à internet via celular 3G cresce 90% no semestre

O total de acessos ativos à internet via celular 3G cresceu 90% na comparação entre o primeiro semestre de 2011 e de 2010, chegando a 21,3 milhões. Este número representa 76,34% dos acessos móveis que somam 27,9 milhões e 48,74% do total de conexões de banda larga no Brasil que chegam a 43,7 milhões.

Segundo estudo divulgado pela Telebrasil (Associação Brasileira de Telecomunicações), o crescimento do acesso via celular foi o grande motor da alta de 49% registrada pelo mercado de banda larga como um todo no semestre. As modalidades de acesso fixo e de acesso móvel via modem tiveram elevações menores, com incremento de 26% e 21,5%, respectivamente.

Todo este crescimento deve acentuar ainda mais a queda no número de acessos discados à internet. Segundo os últimos dados disponíveis do CGI.br (Comitê Gestor da Internet no Brasil), esta modalidade de acesso caiu 35% entre 2009 e 2010, e abriu 2011 representando 13% do total de conexões à internet. 




14 de Julho de 2011

Satélite mirim

Na era dos laptops, dos tablets e dos iPods, não é de se espantar que o primeiro contato da criançada com a tecnologia aconteça cada vez mais cedo. Hoje em dia, muitos meninos e meninas de 10 anos já sabem usar um computador. Às vezes, são até melhores do que os pais na utilização da ferramenta.
No quesito precocidade, uma turma da quinta série da Escola Municipal Tancredo Almeida Neves, em Ubatuba, estabeleceu um novo patamar: pela primeira vez, crianças de apenas 11, 12 e 13 anos de idade vão construir e lançar um satélite. Não há, em todo o mundo, outro registro de tal empreitada realizada por pessoas tão jovens.



12 de Julho de 2011

A montadora americana General Motors GM cria carro-bolha com piloto automático e sensores que evitam acidente
A montadora americana General Motors mostrou para o público, na semana passada, o EN-V - abreviação para Electric Networked Vehicle, mas que rapidamente ganhou o apelido de "carro-bolha". O veículo possui apenas duas rodas e tem sensores que fazem com que ele entre na função piloto automático sempre que requisitado. O volante também é inusitado: mais parece um joystick de videogame.

O carro pode atingir 40 km/h e possui um sistema composto por sensores, câmeras e GPS, que detecta quando outros veículos ou obstáculos aparecem ao seu redor. Tudo isso faz com que o motorista acabe se tornando uma presença dispensável dentro do automóvel. Crianças, por exemplo, "poderiam ser colocadas dentro do veículos sem a presença de um adulto, e levadas ao colégio", diz Tom Brown, do Departamento de Pesquisa e Desenvolvimento da GM, à BBC. Outras atividades ainda poderiam ser feitas dentro do EN-V, como terminar um trabalho ou até dormir um pouco.

Outro ponto favorável do veículo é que ele foi feito para evitar colisões: "Ao contrario de carros convencionais, que são desenhados para proteger passageiros e pedestres em caso de colisões, o EN-V é mais parecido com uma aeronave, onde se procura evitar qualquer tipo de acidente", completa Brown. Sensores giroscópicos, inspirados no Segway, são usados no veículo motorizado de duas rodas.

O carro é a visão de mobilidade urbana para o futuro, segundo a GM. A montadora diz que se esses veículos fossem popularizados, eles poderiam custar até 20% do preço de um carro comum. 


12 de Julho de 2011

 A Google  marcou para este domingo (17/07) o lançamento de do Iriver Story HD, leitor eletrônico que acessa o serviço do Google Livros. 

Segundo a empresa, o aparelho é o e-reader de 6" com maior
resolução de tela. O aparelho chega por US$ 139.99, próximo dos últimos e-readers lançados, e um pouco mais caro que o Kindle, disponível por US$ 144.

O Story HD fará concorrência com aparelhos como o Kindle, que está no mercado há muito mais tempo no mercado. O diferencial do aparelho é sua melhor resolução (1024x768) e uma integração maior como o serviço da Google, sendo que já existem 80 aparelhos compatíveis com o Google Books à venda.

O Story HD fará concorrência com aparelhos como o Kindle, que está no mercado há muito mais tempo no mercado. O diferencial do aparelho é sua melhor resolução (1024x768) e uma integração maior como o serviço da Google, sendo que já existem 80 aparelhos compatíveis com o Google Books à venda.


11 de Julho de 2011

Ibope já começa a medir audiência de TV no celular

Com expectativa de ter até 2014 cerca de 50 milhões de celulares no país com acesso à TV Digital, o Ibope vai começar a medir audiência desse segmento.
A Folha apurou que será implantado no final deste semestre um estudo pioneiro no Brasil: o Ibope, em parceria com a Samsung e a Vivo, irá mensurar a audiência da TV digital acessada via celular. A pesquisa pretende analisar o comportamento do consumidor nesse ambiente.
O painel de estudo terá inicialmente dois mil participantes, maiores de 15 anos, na Grande São Paulo.
A pesquisa trará informações sobre o uso da TV digital no celular, os programas mais vistos, o percentual de pessoas que usam a TV via celular e os horários de maior acesso, entre outras.
Diferentemente da medição de audiência em televisores convencionais, a medição da TV digital no celular não terá uma amostragem baseada nos dados do censo demográfico do país, como classe social e idade.
O medidor estará em novos aparelhos de celular desenhados em parceria com o instituto e disponibilizados para a venda. Os compradores destes celulares, que farão parte da amostragem, deverão autorizar sua participação na pesquisa. Os resultados serão divulgados para o mercado em 2012.


22 de Junho de 2011

Google bate recorde com 1 bilhão de usuários únicos em maio

A Google registrou em maio o recorde de 1 bilhão de usuários únicos e se transformou na primeira organização a superar essa marca, segundo dados publicados nesta terça-feira pela empresa de estatística ComScore.
 
 
O número de visitantes da Google aumentou no mês passado em 8,4% em termos anualizados até ultrapassar o 1 bilhão, enquanto as páginas da Microsoft alcançaram 905 milhões de visitas únicas o que supôs um aumento de 15% durante os últimos 12 meses.
 
 
Facebook foi a terceira entidade com mais visitantes em maio, 714 milhões, 30% mais que no mesmo mês de 2010, na frente da Yahoo!, que viu como seus usuários únicos aumentaram 10,8% até situar-se em 689 milhões.
 
 
Os cálculos da ComScore são o resultado de um sistema de medição de audiência sobre uma base de 2 milhões de usuários da internet combinado com os dados de visitas de página que recebe de 90% de criadores de conteúdos na rede, entre os quais não figura a Google.
 
 
O crescimento da Google na web girou em torno de seu buscador, assim como seu e-mail Gmail e sua página de vídeos YouTube.



Elimine problemas no Windows com uma ferramenta prática e gratuita 

Realize reparos com apenas um clique, deixando o seu PC mais rápido

Advanced SystemCare Free é um utilitário gratuito que elimina problemas no Windows, além de eliminar rastros deixados ao usar o computador. Ele também elimina spywares, corrige ou elimina entradas inválidas no registro e deleta arquivos desnecessários.

Com esta ferramenta, você pode realizar reparos em seu Windows com apenas um clique, eliminando de vez os problemas que o deixam lento e repleto de erros. O software também avalia e detecta falhas que podem ser as possíveis causadoras da lentidão de seu sistema.

Utilizando o programa

A primeira pergunta que aparece na tela quando 

você termina a instalação deste programa é se você deseja criar um ponto de restauração no sistema. Isso é válido caso você queira recuperar algo importante que foi deletado.

Escolha um ponto (recomendado) e comece a análise, clicando no botão "Care!". Se preferir, você pode apenas clicar em "Reparar Windows" e remover spywares, limpar arquivos desnecessários e reparar dados de registro. Outra opção é fazer o Diagnóstico do Sistema, visualizando a otimização e a segurança de seu computador.

Outras ferramentas, como verificador de disco ou desfragmentador, podem ser acessadas diretamente do programa.

Funções principais

Advanced SystemCare é uma ferramenta inteligente. Ele detecta erros com precisão e acaba com os transtornos de lentidão e queda de desempenho do sistema, bem como crashes de programas.
As melhores configurações possíveis são encontradas e aplicadas para melhorar o Windows, deixando-o rápido e estável, rodando em excelente desempenho. Tarefas como o uso de vários aplicativos e navegação na internet não serão mais um empecilho.

Uma boa opção desta poderosa ferramenta é desfazer possíveis alterações quando necessário. Por exemplo: você efetuou algumas modificações e o sistema não reagiu da maneira esperada. Para isso, basta clicar em "Restoration". O Windows volta às suas características anteriores ao processo.












































“Imatura”, dispara Ana Paula Padrão sobre Rachel Sheherazade





























“Imatura”, dispara Ana Paula Padrão sobre Rachel Sheherazade





“Imatura”, dispara Ana Paula Padrão sobre Rachel Sheherazade




Ele morreu, foi ao inferno e ao céu e depois de quatro dias ressuscitou

Documentário excelente mostra os vários sinais comprovando que  que Jesus Cristo está voltando.  
Assista aos vídeos:
































































































O prefeito Almeida comunicou que o bairro de Vila Any...

































































































































































































Comments