EMPRESA: EXECUTIVOS E O NOVO


        A  DEDICAÇÃO AO NOVO É PREPONDERANTE, POIS SÓ ASSIM CONSEGUIREMOS SER "PIONEIROS". Esta consideração carrega a aparência de frase feita e por isso levam as pessoas a desconsiderarem como postura fundamental e de inteligência aplicada.

                É comum a atitude de levar um dia após o outro cumprindo as tarefas profissionais, procurando sempre bem atender, na medida do possível, clientes funcionários e parceiros comerciais, porém isto é ROTINA e ela não lhe dá SEGURANÇA REAL, mas sim uma APARÊNCIA DE ESTABILIDADE que logo sofre reveses em seu curso.

                 Em tese, estabelecer um vôo nivelado, num céu de brigadeiro seria o tão almejado ideal perseguido pelos empresários, no entanto este ápice da administração, quase sempre, é sacudido por mudanças econômicas, políticas, novos concorrentes e inovações de mercado. Diante desta realidade que é conhecida por todos, devemos nos atentar para pensamentos e atitudes diferentes daquelas que realizamos, pois só elas nos farão adquirir KNOW HOW, ganhando SHARE e LIDERANÇA SEGURA alicerçada pelo PIONEIRISMO.

                 Ser PIONEIRO é se dedicar ao NOVO, ou seja, é aquela empresa que mesmo tendo suas atividades comuns e rotineiras SEPARA ESPAÇO E TEMPO para ESTUDAR E DESCOBRIR NOVOS PRODUTOS E SERVIÇOS, pois sabem que assim conseguirão abocanhar boa fatia do Mercado neste desiderato. As empresas que se empenham nesta tarefa de serem pioneras em seus seguimentos, normalmente, são as chamadas de LÍDERES, pois o mercado já reconhece sua postura de VANGUARDA tecnológica e/ou comercial.

                  Esta postura atrai NOVOS TALENTOS e CLIENTES sedentos por estarem na dianteira e não à reboque do mundo, SÃO DE FATO aqueles que impulsionam a EVOLUÇÃO e promovem crescimento da Humanidade, sem falar que estimulam a abertura aos NOVOS EMPREGOS e Relações de Trabalho. A IBM se acomodou, possibilitando que a Microsoft dedicada ao Novo ganhasse boa fatia de mercado e hoje em dia assistimos a APPLE e a PIXAR de Steve Jobs fazerem o mesmo com quase tudo que eles se metem a realizar, ou seja, já adquiriram a perífrase de PIONEIROS, trazendo à Empresa muito recurso financeiro via Mercado Acionário, pois ninguém deseja Investir "NUM PANGARÉ".

                   O AMOR ao desing e inovação tecnológica fizeram de Mister Jobs um "MAGO" dos Negócios e formou ao redor do mundo uma CULTURA DE MELHORIA CONSTANTE (KAIZEN). Caso este pensamento acima fosse IRREAL E MENTIROSO, ainda estaríamos com o fogão à lenha em nossas residências e andando à cavalo pelas ruas, sem falar que no máximos teríamos um pombo correio como objeto de comunicação, logo percebemos que a dedicação de empresários apaixonados pela INOVAÇÃO é que fizeram do mundo um lugar bem melhor para se viver.

                    É óbvio nos acomodarmos e acharmos que tudo já está bom, porém não é assim que deveríamos VIVER EMPRESARIALMENTE, haja vista que nada na vida é como Neewton preconizou, ou seja, o UNIVERSO não é estático e graças à EINSTEIN constatou-se a verdade de que o UNIVERSO está em franco movimento e expansão, levando todos a terem a certeza absoluta de que SÓ A MUDANÇA é certa e permanente.

                    O que vejo constantemente nas empresas, como Consultor Empresarial, é o desejo dos DONOS DO NEGÓCIOS almejarem que seus funcionários se melhorem e se aperfeiçoem, porém NÃO HÁ contrapartida dos LÍDERES INTERMEDIÁRIOS que ocupam cargos EXECUTIVOS (gerentes e diretores), pois para esta "patota" intermediária e que possui liderança temporária, o ideal é ficar tudo como está, facilitando sua vida e dando tranqüilidade ao seu dia-a-dia, logo percebe-se que na grande maioria das empresas os problemas comuns de:

   1) FALTA DE VENDAS;
   2) FALTA DE TRABALHO EM EQUIPE;
   3) FALTA DE NOVOS PRODUTOS E SERVIÇOS;
   4) FALTA DE AMOR E DE COMPROMETIMENTO;

                     Dentre tantos outros que existem também, todos eles NÃO SÃO discutidos e trabalhados por esta turma, daí a necessidade, via de regra, de CONSULTORES na Organização. O CONSULTOR EMPRESARIAL fará o trabalho que é DEVER do executivo gerente e/ou diretor acomodado com o STATUS QUO e que torcem desesperadamente para sua tropa (funcionários) se virarem sozinhos e/ou não aprenderem o certo e correto, pois daí estará provado a medicodridade dele Gerente e/ou Diretor levando a constatação óbvia pelo DONO DO NEGÓCIO de que está pagando muito para ele EXECUTIVO NÃO FAZER NADA.

                      Os TREINAMENTOS EMPRESARIAIS, via de regra, acontecem por causa desta situação triste e descompromissada de alguns. Veja bem, "APENAS ALGUNS" executivos anti-profissionais maculam a BOA E CORRETA ADMINISTRAÇÃO DE VANGUARDA que promove a elevação do empresariado à categoria de cérebros do avanço das Nações que representam. Aos EMPRESÁRIOS DONOS, atenção redobrada e muito cuidado, pois seu NEGÓCIO some, desaparece e vai à falência, quase sempre, por possuirem um STAFF DE LIDERANÇA acomodado e incapaz, logo PAGAR ALTOS SALÁRIOS para executivos NÃO É segurança de Negócio bem Administrado, NÃO, NÃO É MESMO!

                       Portanto, cabe aos executivos (gerentes e diretores) dedicação extrema à MELHORIA CONSTANTE de absolutamente tudo no que se refere à ÁREA EMPRESARIAL, visto que só assim serão merecedores do salário significativo que recebem. Aos DONOS sobra a INSÔNIA, pois pensou que obter um NEGÓCIO seria sinônimo de LIBERDADE E INDEPENDÊNCIA e na prática NÃO É MESMO, aliás dá sim muita dor de cabeça, muito embora haja compensações financeiras altamente recompensadoras.

                       MAS isto é bom por um tempo, pois com o amadurecimento que a idade nos traz pensa-se seriamente em VENDER O NEGÓCIO, aí surgem os NOVOS APRENDIZES EMPRESARIAIS comprando muitas vezes gato por lebre, sendo enganados pela Esperança de um Negócio estável e lucratico alicerçado pelos longos anos de existência. Ledo engano, pois esta "regrinha" de velho negócio estável "NÃO VALE MAIS", hoje em dia é vigilância constante e atenção triplicada, num mundo complexamente louco, competitivo, desleal e super globalizado. Então como administrar com segurança NESTE século 21? Bem, vão aqui alguns axiomas:


   1) TRABALHE SÓ COM GENTE TALENTOSA;


   2) TRABALHE COM GENTE COMPROMETIDA;


   3) PAGUE ALTOS SALÁRIOS E PARTICIPAÇÃO NOS LUCROS;


   4) ESTABELEÇA META DE NOVOS NEGÓCIOS E     
PENSAMENTOS CRIATIVOS;

   5) ESTABELEÇA, SEM PARAR, PARCERIAS ESTRATÉGICAS;


   6) REINVENTE SEU TRABALHO A CADA DIA;


   7) TERCEIRIZE E/OU QUARTEIRIZE TUDO O QUE SEJA POSSÍVEL;

   8) TENHA UMA EQUIPE ENXUTA E EFICAZ;


   9) RENOVE SEU PESSOAL VELHO E ARCAICO (TREINE);


   10) IMPLANTE PARCERIA DE TRABALHOS COM ONGS;


   11) TENHA POSTURA ECOLÓGICA;


   12) EMPREGUE DEFICIENTES E AFINS;


   13) DEIXE FILHOS E PARENTES LONGE DA EMPRESA;


   14) DEIXE-OS APRENDER NA CONCORRÊNCIA;


   15) TRAGA-OS QUANDO JÁ TIVEREM EXPERIÊNCIA DE   
VIDA;


                    Finalizando, LEVE A SÉRIO os axiomas 13, 14 e 15. Ou seja, coloque-os em prática sem exitar, pois não é à toa que os japoneses e outros enviam seus filhos para estudarem nas UNIVERSIDADES AMERICANAS e trabalharem nas corporações dos EUA, não tem nada a ver com o detalhe de serem melhores, não, não é não! O FATO é que aprendem com o INIMIGO táticas, estratagemas e manobras e depois...enfim...aí é tema para ser explicitado noutro artigo. Portanto, tome muito cuidado, caso contrário eles (parentes) ESTARÃO ACOMODADOS com tanto 

                     PATERNALISMO e isto só atrapalha, ou seja:



                   "BUSINESS  IS  BUSINESS"



JOHN ROBERT

CONSULTOR EMPRESARIAL (ESPECIALISTA):   Estratégia, Negociação, Marketing, Vendas, Comunicação e Inteligência

                        













DEIXEMOS DE SER ESCRAVOS





























































EMPREENDEDORISMO E O EMPREGO






















































APRENDIZAGEM