ESTRATÉGIA: GANHAR DINHEIRO DO CONCORRENTE, COMO?



Todos desejam, mas ninguém usa a inteligência estratégica! Algo muito corriqueiro é dar uma olhada no concorrente pra ver como ele está em relação a nós e vice-versa. Quando detectamos que ele está muito bem, normalmente, bate a inveja e a famosa "dor- de-cotovelo". Porém, nunca ninguém faz a lição de casa
, ou seja, ninguém tenta "tomar o cliente" do concorrente com sabedoria. Uma das quatro formas básicas de captar o cliente do concorrente está em se colocar profissionalmente à disposição do mesmo, mas de forma gratuita.

Quero dizer que se você realmente deseja o cliente do outro, então não basta prestar-lhe um melhor serviço, isto é uma falácia, pois nem sempre vence o melhor. Aliás, vence o mais esperto. Você deve a qualquer custo dizer ao cliente do concorrente que está disposto a fazer o mesmo serviço de graça, isto mesmo. Faça-o gratuitamente, pois é um dos dois caminhos que te permitirá iniciar um trabalho. Imagine se a lanchonete Bob’s tomasse esta decisão de oferecer grátis lanches aos que freqüentaram o MC. Mais ou menos assim:"SAIA DO MC e COMA AQUI SUA SOBREMESA DE GRAÇA".

O que aconteceria? Primeiro, que muitos novos clientes lá iriam e segundo, o próprio MC ficaria muito esperto com o BOB’S propondo parceria estratégica ou reavaliando suas táticas de abordagem ao cliente. Como fazer para depois cativar este cliente contigo? Bom, isto é o segundo de oito passos básicos para torná-lo fiel. Sem isso, esqueça, pois este cliente não abandona sozinho o local que já está acostumado a freqüentar. Ou seja, é preciso ações pujantes de marketing altamente agressivas, caso contrário não se consegue ganhar share. A não ser que você compre seu concorrente, mas daí você ganha três velhos problemas conhecidos. Enfim...

Esta estratégia agressiva de "gratuidade" é altamente eficaz, pois ninguém resiste a uma cortesia, ainda mais quando ela nos proporciona prazer & lucros. Estabelecer a execução desta "tática do grátis" consiste numa elaboração hábil de um business plan meticuloso e detalhado nos mínimos passos, caso contrário "o tiro sai pela culatra". Ou seja, faça com a assessoria de um especialista, caso contrário, você servirá de chacota ao adversário empresarial que rirá muito de sua idiotia franciscana de "dar de graça". Porém, após a implantação desta manobra agressiva e com excelência em sua implementação, certamente, colocará medo no concorrente levando-o a dois passos básicos de defesa. No entanto, como já saberemos suas manobras de defesa, utilizaremos novos estratagemas de contra-ataque.

Alguns líderes absolutos em seus seguimentos já foram atacados por adversários inteligentes e astutos, chegando até a empurrar muitos a quase falência. "Cases" e mais "cases" são conhecidos, por exemplo, lembram-se da Pepsi-Cola e a guerra com a Coca-Cola? Quase que a Coca vai pro vinagre. Lembram-se da Autolatina e a guerra da Ford e Volks no Brasil? Quase a Volks f... a Ford... e a Operadora de Telecomunicações Celular "Oi" quase f... todas as outras com seus planos inéditos e agressivos... Enfim, a lista é gigantesca na história capitalista, basta conhecê-las. Parta para ação, pois com certeza alguém fará ou já está fazendo com o seu cliente "cativo". Ha, ha, ha...bons tempos em que o cliente era cativo, hoje em dia hummm...


JOHN ROBERT

CONSULTOR EMPRESARIAL (ESPECIALISTA):   Estratégia, Negociação, Marketing, Vendas, Comunicação e Inteligência