EMPRESA CONTEMPORÂNEA







             ELA É REAL, ESTÁ AÍ E CADA VEZ MAIS MOLDA NOSSO FUTURO. A empresa do século 21 já foi vaticinada na década de 70, quando constumava-se convencioná-la de EMPRESA VIRTUAL. Outrora (40 anos), era quase inimaginável, sendo que muitos acreditavam que a tal EMPRESA VIRTUAL era mais uma obra em devaneio cinematográfico do que a real possibilidade de existir como era delineada pelos ORÁCULOS E FUTURÓLOGOS, ambos chamados de loucos e ridículos pela grande maioria que se dizia conhecedora de negócios e  papas da administração.

                             Hoje em dia, a tal EMPRESA VIRTUAL é mais que uma realidade, pois os avanços das tecnologias permitiram que ELA saísse da mente e elocubração para sua execução e existência de fato. Hoje, um EMPRESÁRIO, basta estar de posse de seu NOTEBOOK, BlackBerry, iPhone e outras parafernálias tecnológicas, juntamente com uma boa ideia... buuum!!! Está iniciado o tal "NOVO NEGÓCIO". Isto mesmo, hoje em dia, basta ter um SITE NA INTERNET, algum sistema de comunicação (celular, rádio, voip, etc), aliado a PRODUTOS E SERVIÇOS inovadores, úteis, com preços competitivos e pronto! Seu negócio tem tudo para voar, inclusive em escala internacional, dando ALEGRIAS E LUCROS MAIS RÁPIDOS do que a empresa clássica, de antigamente, PRESA ÀS AMARRAS do passado num MUNDO NÃO GLOBALIZADO até então.

                                Ou seja, a empresa antiga (clássica) está amarrada ao local de sua sede, estrutura organizacional, fluxo hierárquico, estoques, pessoal administrativo, secretárias, auxiliares, assistentes, faxineiros, serventes, vendedores, compradores, mobília, enfim... uma burocracia gigantesca, um monte de gente completamente terceirizável e outras quarteirizáveis, sem falar no desperdício de dinheiro com móveis e equipamentos secundários (máquinas de café, aspirador de pó, vassouras, baldes, etc...a lista é GIGANTESCA).

                                 O que há ainda em demasia, nas empresas, é uma dedicação a muita coisa que NÃO TEM NADA A VER com o CORE BUSINESS, ou seja, imagine cuidar de toda esta "tralha" acima? Quanta ENERGIA BOA disperdiçada e quanto dinheiro em vão, destinado para onde NÃO É FUNDAMENTAL e/ou faz diferença de fato? Alguns acham impossível a existência de uma empresa sem todos estes aparatos acima e que PESAM EM DEMASIA no CUSTO FIXO Organizacional. PORÉM acham isso mais em função da ignorância do que não concordância, mesmo porque "O IMPOSSÍVEL FOI ATINGIDO pelos que acreditavam SER POSSÍVEL". Daí nasce o NOVO e a famosa "QUEBRA DE PARADIGMA" como os clássicos "vôo mais pesado do que o ar", comunicação trans-continental. E, hoje, com o GENOMA, BIOTECNOLOGIA, NANOTECNOLOGIA e outros, um NOVO MUNDO se descortina não em tese, mas na real.

                                   Hoje em dia, Julio Verne, Leonardo da Vinci, Nostradamus, Marx e Einstein se deliciariam com o que veriam a sua frente, ou seja, a confirmações de seus vaticínios e mais outras tantas possibilidades de descobertas via o credo da INOVAÇÃO. Não quero aqui desejar que você feche completamente as portas de sua empresa, isto não. Porém, que repense SEU NEGÓCIO e perceba onde GASTA COM DISPERDÍCIO e procure, acima de tudo, FOCAR no CORE BUSINESS, só assim você obterá flexibilidade, agilidade e rapidez que são vitais às INOVAÇÕES necessárias para serem implantadas, quando necessário.

                                    No passado, empresarial até suportava-se o GRANDE E LERDO. Não havia a tal "LEI DE MOORE" nem a tal SELVA GLOBAL da GOBALIZAÇÃO, mas, há décadas, ficou comprovado a importância do PEQUENO E RÁPIDO, aliás foi desta forma que Sam Walton fundou o WALL MART desbancando gigantes da época, assim como a NIKE desbancou a ADIDAS, dentre tantos outros "cases".

                                     O administrador e empresário de sucesso foge da falência e, para isso, deve se concentrar em fazer sua empresa CRESCER sem INCHAR. Ou seja, aumentar sua capacidade de pessoal SÓ com talento que traga LUCROS e que, realmente, seja um DIFERENCIAL COMPETITIVO, mas ter um montão de gente apenas para fazer onda e sofismar filosofia do emprego tradicional, aí é loucura, puerilidade e diletantismo. digo, SOBREVIVA HOJE, LUTE AMANHÃ! Concentrar-se no que você faz de melhor é a alavanca das EMPRESAS DE SUCESSO, que buscam sempre a melhoria constante (Kaizen), não se perdendo em estocar com medo da crise, ou seja, customizar (Just-in-time). Tudo isso com a cabeça na INOVAÇÃO.

                                        Claro que você até pode desconsiderar tudo isso, apenas e tão somente se obtiver MONOPÓLIO setorial, caso contrário "É ROÇA VÉIO". Mesmo assim, não se esqueça que a indústria do Chapéu era MONOPOLISTA e hoje em dia? A toda poderosa IBM detinha o MONOPÓLIO da Indústria de informática e hoje em dia? Os suíços detinham o MONOPÓLIO da indústria relojoeira e o que os japoneses e chineses fizeram com eles? Os americanos detinham o MONOPÓLIO da indústria automobilística e hoje em dia? Percebeu? Viu que até um MONOPÓLIO PODE RUIR! Isto é HISTÓRIA! Irrevogável e reincidente há tempos, principalmente aos desavisados, descuidados e alérgicos ao futuro, como bem disse, e vaticinou Alvin Tofler.

                                          Lembre-se que 95% do mercado empresarial é dominado pelas pequenas e médias empresas, sendo que hoje em dia a competitividade é avassaladora. Logo TODOS ESTES CUIDADOS EM EPÍGRAFE constituem o mínimo exigível daqueles que se propõem a ADMINISTRAR UM NEGÓCIO feito para durar e perpetuar de geração em geração. Esta é a LIÇÃO DE CASA básica e imprescindível a todos.

               "ENXUGUE, CONCENTRE-SE, TENHA FOCO E ACIMA DE TUDO INOVE E CRIE. SÓ ASSIM SUA PARTICIPAÇÃO DE SHARE ESTARÁ GARANTIDA E COM POSSIBILIDADE DE AMPLIAÇÃO"







JOHN ROBERT


CONSULTOR EMPRESARIAL (ESPECIALISTA):   Estratégia, Negociação, Marketing, Vendas, Comunicação e Inteligência

                 













NOVOS VENTOS








NOVOS TEMPOS








VISÃO






AXIOMAS DE DRUCKER