C. Gonzaga


Luna.partitura >>> índice >>> Nota de Advertência

Chiquinha Gonzaga (1847-1935)

A partitura relacionada abaixo, no formato ,  está compactada no arquivo  aqui

  • Atrahente 

Biografia

  • Francisca Edwiges Neves Gonzaga, mais conhecida como Chiquinha Gonzaga, (Rio de Janeiro, 17 de outubro de 1847 — Rio de Janeiro, 28 de fevereiro de 1935) foi uma compositora e pianista brasileira.Foi a primeira chorona, primeira pianista de choro e também a primeira mulher a reger uma orquestra no Brasil. Filha de pai militar e mãe humilde, mulata, esse fato lhe rendeu preconceitos e exclusão social. Chiquinha Gonzaga foi educada com o Cônego Trindade e com o Maestro Lobo. Desde cedo freqüentava rodas de lundu, umbigada e outras músicas populares típicas dos negros e escravos brasileiros. Aos dezesseis anos, por imposição da família, casou-se com Jacinto Ribeiro do Amaral, um oficial da marinha mercante. Não suportando a reclusão do navio onde o marido servia e as ordens para que não se envolvesse com a música, Chiquinha separou-se. Após a separação, envolveu-se com o engenheiro João Batista e passou a viver como música independente, tocando piano em lojas de instrumentos musicais. Deu aulas de piano e obteve grande sucesso, tornando-se também compositora de polcas, valsas, tangos e cançonetas. Ao mesmo tempo, uniu-se a um grupo de músicos de choro, que incluía ainda o compositor Joaquim Antônio da Silva Calado, apresentando-se em festas. Chiquinha Gonzaga, aos 78 anosA necessidade de adaptar o som do piano ao gosto popular valeu a Chiquinha Gonzaga a glória de se tornar a primeira compositora popular do Brasil. O sucesso começou em 1877, com a polca "Atraente". Em 1897, tornou-se conhecida sua versão estilizada do corta-jaca, sob a forma de tango, intitulada "Gaúcho", mas mais conhecida como "O Corta-Jaca". Dois anos depois, compôs Ó Abre Alas, a primeira marcha carnavalesca de que se tem notícia, para o bloco Cordão Rosa de Ouro, do bairro carioca do Andaraí. A partir da repercussão de sua primeira composição impressa, Chiquinha resolveu lançar-se no teatro de variedades e revista. Estreou compondo a trilha da opereta de costumes "A Corte na Roça", de 1885. Em 1934, aos 87 anos de idade, escreveu a partitura da opereta "Maria". Ao todo, compôs músicas para 77 peças teatrais, responsável por cerca de duas mil composições. Chiquinha participou ainda, ativamente, da campanha abolicionista.

         >>> Fonte: Wikipédia, a enciclopédia livre 

Luna.partitura >>> índice >>> Nota de Advertência