Biografia

Em meio à situação difícil nos países do Reino Unido, a família Blout recebe seu primogênito!!!


Em 1974 a situação econômica do Reino Unido era das piores da Europa. As greves, sobretudo a dos mineiros, tinham quase que paralisado o país no princípio do ano, e no fim do ano a inflação estava em 17 %. Com graves, problemas orçamentais o governo foi obrigado a cortar nas despesas, sobretudo nas militares. Mas as despesas com a OTAN (*futuramente entenderemos a importância desta na vida de James*) não diminuíram, devido à crise na Irlanda do Norte, já que era da Alemanha que saíam as tropas que iam em comissão de serviço para o Ulster. (Portal Tribuna da História)

O Sr. Charles e a Sr(a) Jane estavam felizes em meio à desordem do continente, pois seu primeiro e tão esperado filho, nascera dia 22 de fevereiro deste ano.
Seus pais possuíam condições confortáveis para sustentar o pequeno James, pois Charles Blount era militar, pilotava helicópteros no exército e viajava o mundo nesta profissão.

Neste momento do nascimento, Jane e Charles estavam na Inglaterra e o pequenino nasceu em um hospital militar em Tidworth, Hampshire, Reino Unido.
Seus pais decidiram então batizar o menino pelo nome de James que significa “para suplantar, extrapolar”, Hillier sobrenome proveniente de um antepassados de James, o Dr. John Synge, Blount que era um em Birmincirurgião atuante gham no século 19, e Blount sobrenome tradicional de seu pai que significa “loiro, justo”.


Família de tradição !!!


A família Blount possui um lema em latim “Lux Tua Vis Mea “ cuja a tradução é “ Sua luz é minha Força”, na qual será utilizada por James em seu primeiro álbum lançado.
Outra característica marcante da família do pequeno James foi a restauração de um moinho de vento muito famoso, localizado na costa norte de Norfolk, Reino Unido.
Possuído previamente pela família de Blount desde 1921, os pais de James recebeu o moinho em 1979 e em 1983 empreendeu uma restauração intensiva do local, convertendo-o em uma casa de hóspedes.
O coronel Blount e sua esposa (pais de James) continuaram a funcionar o moinho de vento até 2005 em que foi repassado para seu sobrinho John Woodhouse . Venderam a propriedade em 2006 ao Dr. Juliano Godlee, e hoje funciona como uma casa de campo que hospeda visitantes em férias e feriados.

James possui mais duas irmãs, Emily Blount, no qual já confessou tê-la vendido no Ebay e a mais nova Dayse Blount, que já o participou de algumas apresentações de James como back vocal.

 

Formação Cultural e aproximação com a música!!

Por mais que a família Blount não escutasse músicas com freqüência, a mãe de James contratou uma professora de piano e violino para ensinar o filho a tocar tais instumentos. James já confessou que achava as aulas muito monótonas, provavelmente sentia falta do que ainda não conhecia e que o empolgaria futuramente: a guitarra elétrica.

Aos sete anos James Hillier Blount foi para o colégio Harrow, cursar desde o primário ao ensino médio e foi exatamente nesta escola, que ele conheceu a guitarra e começou a curtir rock, preferindo bandas como os Pixies e Nirvana, e também roqueiros mais antigos como o Led Zeppelin e Supertramp.
Aos quatorze anos ganhou uma de presente e começou, desde então, a compor canções.

Chegou o momento da faculdade e James foi direto, ganhou uma bolsa do exército para estudar na Universidade de Bristol (Bristol University). Assim o fez, se formando em Engenharia Aeroespacial e Sociologia.

Seu esforço estudantil não acabara com o fim da faculdade, James Blunt estudou também, após Bristol, em uma academia militar chamada Royal Military Academy Sandhurst.

A academia militar real Sandhurst (RMAS), conhecido geralmente como Sandhurst, é o centro de aprendizado britânico de iniciação aos oficiais de exército.

O Exército – a Guerra!!!

James sentia a necessidade musical, e desde que conhecera a guitarra não mais a largava, no entanto, ele precisava seguir a tradição militar da família e como um bom filho do Coronel Charles Blount, James Blount foi para guerra.
O então capitão Blount(James) comandou uma tropa de trinta mil homens em 1999, e foi um dos primeiros oficiais a entrar em Prístina em missão de paz através da Organização do Tratado do Atlântico Norte(OTAN). Ficou durante seis meses em kosovo, Macedônia e Pristina, até finalizar sua missão.

James era considerado baixinho no exército entre seus companheiros de tropa e por isso era alvo de motejo. Seu superior o encarregava de levantar a moral da tropa e sem muita opção, James Blount o fazia.
Até hoje ele afirma que um de seus maiores talento é imitar um macaco, mas esta interpretação nunca foi feita em frente as câmeras.
Já no exército, para cumprir sua difícil missão de animar os “homens” confinados e pressionados pelo caos da guerra, james se apresentava como um macaquinho e como tal fazia macaquices animando a tropa.


Enfim, James deixa a guerra, mas não a vida militar, e uma ano antes de ser convidado a realizar seu grandioso trabalho, serve na guarda montada da rainha(polícia montada em Londres), ele diz: “significa que temos que andar por Londres com umas fardas ridículas, geralmente para os turistas, e comparecer a várias cerimônias ao longo do ano, é um posto com grande tradição, nem todos tem a grande oportunidade que tive...”

James em busca de seus Sonhos!

Aos vinte e oito anos, James finalmente vai em busca de seu grande sonho e abandona definitivamente a vida militar. James não imaginava o que o futuro lhe reservara e talvez, nem em seus maiores sonhos teria sonhado a grandiosidade de seu sucesso. Mas uma coisa era certeza daquele momento em diante, James Hillier Blount, não ouviria nem escreveria seu nome real com tanta frequência como outrora.

Ele fazia muitas apresentações, conversava e se reunia com várias pessoas influentes no meio musical, buscando uma boa oportunidade, assinou um contrato com a EMI Music Publishing e foi em uma apresentação no Festival “South By Southwest” que Linda Perry o conheceu, se aproximou de james, agora, Blunt e lhe ofereceu um contrato em sua gravadora localizada em Los Angeles chamada Custard Record. Esta gravadora era independente e ofereceu a James Blunt exatamente o que ele procurava, liberdade, para trabalhar com o produtor que gostaria e produzir o álbum que desejasse.

 

O Início do trabalho


Desde então, James Blunt não parou mais de trabalhar, seu sucesso é evidenciado por um carisma sem igual, sua voz incomparável, doce e seus sentimentos profundos, fazem deste talento, um sucesso merecido.
James é um fenômeno em vendas, seu álbum de estréia alcançou a marca de mais de onze milhões de cópias vendidas em todo mundo! Seu primeiro single vendeu dois milhões de cópias: You’re beautiful.
Seu segundo álbum, lançado quatro anos após o primeiro vendeu em duas semanas mais de dois milhões de cópias.
Um ser humano incrível, uma história de vida intensa e uma aptidão para a música admirável, fazem “deste Ser” um verdadeiro representante do significado de seu nome: James: extrapolou, foi além do esperado e vem conquistando platéias mundiais.

É por isso que James Blunt jamais Passará. James Blunt forever!

By Shirlene Martins

 

Comments