S. Bartolomeu dos Galegos

Património Cultural


 

Igreja Matriz

 

Do património da igreja matriz fazem parte três cabeceiras de sepultura medievais, descobertas em 1995, aquando da construção, no adro, da capela mortuária. Datadas do finais do século XII ou princípios do século XIII, têm esculpidas cruzes páteas*1, uma cruz grega e um pentagrama. Segundo o mesmo autor, a existência das cabeceiras indicia a presença de um estrato populacional superior ao dos camponeses, provavelmente os mestres canteiros (os tais colonos galegos), cuja profissão perdurou em S. Bartolomeu até hoje.  

 

 

A actual igreja matriz foi construída nos finais do século XVI, para substituir uma primitiva situada no mesmo local, provavelmente por ser demasiado pequena ou por necessitar de obras. De realçar um lambril de azulejos, tipo tapete do século XVII, nas paredes da nave.

 

*1 Cruz pátea é a aquela cujos braços estreitam em direcção ao centro (na imagem). Ela normalmente representa a divisão do mundo em quatro elementos: fogo, terra, ar e água, ou os pontos cardeais, ou então a união dos conceitos de divino, na linha vertical, e mundano, na linha horizontal. A cruz grega tem os braços todos iguais, na largura e em comprimento.

Melissa, Diana, Rita e Rúben, 9º ano, Clube de História Local - 2006/2007 

 

 

 voltar à página anterior