Projecto CIEE - Clube de Inteligência Emocional na Escola

Quando uma pessoa se conhece e aprende a conhecer as suas emoções, lidando com elas de forma saudável e fluida, quando aprende a relaxar contornando factores de stress, quando aprende a mandar no seu corpo e a gerir o seu desempenho de forma a ser mais proficiente, atinge-se um bem-estar que permite viver a vida integralmente e com óptimos resultados.

 

 VISITE A NOVA PÁGINA DO PROJECTO EM:

WWW.INTELIGENCIAEMOCIONALNAESCOLA.ORG
 

 

Clique na AQUI




Alargamento do Projecto CIEE


Ano Lectivo 2011/2012

A direcção do Projecto, em reunião realizada no passado dia 17 de Maio de 2010, na Escola Básica de S. João da Madeira, definiu os critérios de alargamento do Projecto CIEE para o próximo ano lectivo de 2011/2012. Assim, vão ser tomadas iniciativas no sentido de:

·         Dar continuidade ao Projecto nas escolas envolvidas no presente ano lectivo.

·         Convidar as escolas dos distritos de Aveiro, Porto e Braga.

·         Convidar escolas do ensino privado.

·         Convidar novos níveis de ensino do sistema educativo (pré-escolar e 1º ciclo do ensino básico).

·         Integrar as IPSS (Instituições Particulares de Solidariedade Social) do concelho de Oliveira de Azeméis.

·         Criação de clubes para os pais e encarregados de educação.

·         Criação de clubes para professores.

 

 

O “Projecto CIEE - Clube Inteligência Emocional na Escola”, é um projecto que tem por objectivo promover a inteligência emocional através da educação e desenvolvimento de competências emocionais e, assim, munir os alunos de ferramentas que lhes permitam viver de uma forma mais saudável, mais alegre e mais feliz, diminuindo os comportamentos de risco e contribuindo para melhores resultados na escola, na vida familiar e em sociedade. Pretende-se que este
trabalho se alargue ao maior número de escolas portuguesas, e que o Clube de Inteligência Emocional chegue a alunos de diversos níveis de ensino público e privado, e que, a pouco e pouco, se torne um projecto a nível nacional.

Nascido na defesa da Tese de Doutoramento da Professora Doutora Manuela Queirós, quando um examinador lhe diz: “espero que esse óptimo trabalho não seja para ficar na gaveta”, toma corpo pela primeira vez, no ano lectivo 2005/2006, na Escola EB2/3 de S. João da Madeira onde esta docente exerce as funções de professora.

Esta docente, desenvolveu ao longo de um ano lectivo um trabalho no âmbito do ensino da Inteligência Emocional, com alunos de várias turmas do 5º e 6º ano de escolaridade, no qual utilizou técnicas ancestrais aliadas às mais recentes descobertas de, por exemplo, Doutor António Damásio. Baseada nos ensinamentos e experiências de Peter Salovey, John Mayer, a ainda David Caruso, seus grandes mestres e precursores da Inteligência Emocional, posteriormente trazida ao grande público por Daniel Goleman, esta professora muniu os seus alunos de ferramentas interiores que lhes permitiram chamar ao Clube que frequentavam o lugar onde se “aprende a ser feliz”, tais foram as diferenças e a evolução que se operaram nas suas vidas.

Alentada pelos magníficos resultados obtidos, sentiu que este trabalho podia ser estendido a muitos mais alunos, e que poderia alargar o seu âmbito de acção e formar professores e psicólogos que em parceria levassem este saber a outras escolas e a um maior número de alunos. Como boa portuguesa “meteu as mãos na massa” e encetou, com todo o entusiasmo, um trabalho que está no terreno desde o início do presente ano lectivo e a dar os seus frutos. Assim, nasceu o "Programa MQ - Aprender a Ser Feliz (reg. nº 4693/2010)" da autoria desta docente, e que é um programa específico de treino das habilidades emocionais que compõem a inteligência emocional: percepção e expressão emocional, compreensão emocional e regulação emocional, em si próprio e nos outros. Com este material por base, todos os envovidos têm um fio condutor comum e formas de trabalhar unissonas que dão segurança e força a todas as tarefas a realizar e que, no próximo ano lectivo, vão levar a que os resultados com os alunos sejam avaliados por investigadores em doutoramento.

São doze as escolas da DREN e da DREC que, neste momento, já têm o seu Clube de Inteligência Emocional a funcionar em pleno estando envolvidos 18 professores, 11 psicólogos e cerca de 300 alunos, do segundo ciclo ao ensino secundário. Os jovens têm um bloco de 90 minutos semanal durante o qual adquirem ferramentas que lhes possibilitam conhecer-se melhor si próprios, lidar de forma saudável com as suas emoções (percebem o que se passa com eles e regulam os seus procedimentos), rir, meditar e aprender que, afinal, ter uma vida mais feliz só depende de cada um e do conhecimento que cada um tem de si próprio, ou seja, de como funciona, usando a analogia informática, o seu software e hardware – emoções, sensações, sentimentos e o seu cérebro.

Todo este trabalho resulta num maior e melhor bem-estar na escola, numa redução enorme do barulho e da violência, numa diminuição da dor face ao stress e aos problemas diários, numa maior auto-estima e em resultados escolares muito positivos.

O Projecto CIEE conta com comissões que lhe dão todo o apoio e credibilidade: Comissão Científica da qual fazem parte nomes de reconhecido gabarito, quer nacionais quer estrangeiros, no âmbito do ensino, psicologia e estudo da inteligência emocional e Comissão Técnica que se encarrega de por todo o trabalho no terreno e a funcionar em pleno.

Há ainda Equipas especializadas: Equipa de Investigação, Equipa de Directores de Escolas envolvidas; Equipa de Comunicação; Equipas de Professores e Psicólogos e ainda Equipa da Associação de Pais.

Todo este trabalho conta com o apoio prestimoso da CONFAP – Confederação das Associações de Pais, na pessoa do seu Director, Dr. Albino Almeida e dos seus assessores que desde a primeira hora se uniram a este sonho que agora se vai tornando realidade.

A DREN – Direcção Regional de Educação do Norte apadrinha, também, este Projecto, estando agendada para muito brevemente a assinatura, em cerimónia pública, dos Protocolos com as Escolas onde o Clube Inteligência Emocional na Escola se encontra a funcionar.

 

Na internet encontra-se disponível a página do Projecto, um Blogue e na rede social Facebook. A página da CONFAP dispõe de um link ao nosso site.

 

Aqui podem ser lidos e assistidos em vídeo, os depoimentos dos jovens que frequentaram o clube e que hoje são exemplo de adolescentes serenos, seguros, construtores de um mundo melhor e de uma sociedade mais justa e equilibrada.

 
ć
Clube da Inteligência Emocional IEE,
01/06/2010, 02:54
Ċ
Clube da Inteligência Emocional IEE,
01/06/2010, 03:22
Comments