Livros

Para além da amazon (www.amazon.co.uk), os livros da iniciativaTUA e a maior parte dos livros do projeto FOZTUA encontram-se à venda no Museu Nacional Ferroviário (Entroncamento) (www.fmnf.pt).
Algumas obras estão também à venda na Livraria Ferin, em Lisboa (www.ferin.pt)
No Porto, Livraria José Alves (www.facebook.com/livrariajosealves




https://issuu.com/foztua/docs/beira_alta_alteracoes_finais_com_al  https://www.amazon.co.uk/inauguracao-linha-Beira-Alta-1882/dp/1540339548/ref=sr_1_1?s=books&ie=UTF8&qid=1485772046&sr=1-1&keywords=linha+beira+alta 
 
4. A inauguração da linha da Beira Alta em 1882. Narrativa de viagem de B. Wolowski.
     Hugo Silveira Pereira (edição, introdução e notas). Eduardo Beira (prefácio)
     ISBN 978-1-54-033954-6, novembro 2016, 223 + xviii p. (issuu)



https://issuu.com/foztua/docs/bd_en_intua   
3. The railway from Foz-Tua to Bragança.
     José Rodrigues da Fonte (drawings) and Hugo Silveira Pereira (text). Preface by Maria Paula Diogo.
     ISBN 978-153-47528-2-5, junho 2016, 125 p. (issuu)



https://issuu.com/foztua/docs/new_uses_isbn  
     Anne McCants, Eduardo Beira, José Manuel Lopes Cordeiro, Paulo B. Lourenço, Hugo Silveira Pereira (eds.)     
     ISBN 978-153-36963-0-4, june 2016, 277 p. (issuu)



https://issuu.com/eduardobeira/docs/maquinasehomens  
1. Homens e máquinas. O material circulante da linha do Tua.
     Hugo Silveira Pereira
     ISBN 978-153-01710-0-2, fevereiro 2016, 165 p. (issuu)



Ver também as publicações do projeto FOZTUA:
See also publications by FOZTUA project: 




Papers

3. The Tua Valley in transition, symbol and technological landscape (pdf)
Ellan Frei Spero e Hugo Silveira Pereira
CEM Cultura, Espaço e Memória, vol. 7 (2016) 223-241

2. "The drama of the Tua Line", a fictional narrative and literature dialogue with the contemporary portuguese railway technology (pdf)
Mª Otília Pereira Lage
History Research, vol. 6 (2016) 205-211

1. José Beça, um nome nas sombras da linha do Tua (pdf)
Hugo Silveira Pereira
Revista da FLUP, IV série, vol. 5 (2015) 135-151