Seitas

A sociedade dos Amaldiçoados é sem dúvida impulsionado pela política.

A Camarilla é a maior seita vampírica, uma organização que, de um modo geral, representa e protege todos os vampiros e de qual tecnicamente qualquer vampiro faz parte. É composta por sete Clãs (ou por seis, dependendo do ano em que se passa a história), mas defende que representa cada vampiro que obedeça suas leis. A mais famosa de suas Tradições (como chamam suas leis) é A Máscara.

O Sabbat: Monstruosos, violentos, fanáticos religiosos – muitas coisas podem ser ditas a respeito da Espada de Caim. Diferente da Camarilla, o Sabá acredita nos Antediluvianos. Surgindo como uma reação à Convenção dos Espinhos (que resultou na fundação da Camarilla), no fundo o Sabá acredita que cada vampiro é livre para criar seu próprio destino, independente de anciões encarquilhados, e que a Seita não serve para tomar conta da não-vida dos covardes e inúteis que não cuidam do próprio traseiro.

O Movimento Anarquista veio à tona nas últimas décadas, impulsionada pelo estilo de vida anarquista da juventude moderna, esses rebeldes sem causa esforçan-se para fazer o que as outras seitas não são.

Os Independentes seguem suas próprias regras e tendem a tentar ficar de fora dos conflitos sangrentos entre os principais seitas (mais notavelmente a Camarilla e o Sabá), portanto, a tentativa de manter-se neutro o suficiente para negociar com todos. Os independentes tendem a ser compostos por Clãs inteiros ou Linhagens que têm suas próprias hierarquias e estruturas.


Cada seita tem a sua própria hierarquia de poder, a Camarilla com seus Príncipes, os Sabbat com os seus Bispos e Arcebispos, os Anarquistas com os Barões (bem, as vezes) cada um controlando seu terr
itório
Comments