Biodados


José Luís do Pico Orjais nasceu em Ogrove (1969) embora se considere natural da Ilha de Arousa. Atualmente ministra aulas no C.E.P. Xosé María Brea Segade de Taragonha (Rianjo). Foi também professor de Teoria e Método do Folclore no Conservatório de Música Tradicional e Folque de Lalim e de Historiografia da Música Tradicional Galega no curso de pós-graduação Especialização em Música Tradicional organizado pela Universidade de Santiago de Compostela.

Foi membro fundador do grupo folque Leixaprén, agrupação com a que gravou os discos Na festa do boi e Gáitropos, além de receber o primeiro prémio na Muestra Nacional de Folk para Jóvenes Intérpretes organizado pelo Instituto de la Juventud (Ministerio de Cultura de Espanha). Habitualmente acompanha a cantora galega María Manuela, com a que gravou os discos O barco na alba e Para Miguel. Colaborou como sanfonista e narrador com a Banda da Escola de Música de Rianjo na estreia da Sinfonia nº 2 A lenda de Paio Gomes Charinho de Antón Alcalde. Baixo a direção de Francisco Luengo fez parte do grupo de música medieval  Malandança e do espetáculo celebrado na sé compostelana Ordo Prophetarum.  Colaborou como músico na obra teatral Casting, da companhia Lagarta, lagarta e como assessor musical e intérprete no documental El legado celta da produtora Esplora Films.

Faz parte do Coletivo Arma-danças, da Sociedad Ibérica de Etnomusicología e da Associação Pró-Academía Galega da Língua Portuguesa.

Tem dado inúmeras palestras sobre o folclore galego-português, para além dos seus artigos serem publicados em imprensa e revistas especializadas. A este respeito tem coordenado vários volumes monográficos em parceria com Ramom Pinheiro.

Dirigiu as investigações que deram nos discos Os Dezas de Moneixas, As cartas sonoras (Ouvirmos) e Son de Rianxo (Acmus), este último em colaboração com Covadonga Argüelles.

Em 2005, publicou a sua edição crítica do cancioneiro Cantos e bailes da Galiza de José Inzenga (Difusora das Letras) e em 2010, Ayes de mi País: O cancioneiro de Marcial Valladares (Dos Acordes), obra realizada em parceria com Isabel Rei Sanmartim.


Conferências
1996 "Afinidades do folclore galego-português" Museu do Povo Galego. Organiza Asociação etnográfica Arco de Maçarelos.
1998 "A música patrimonial". Mosteiro de Santo Estevo de Ribas de Sil. Organiza "Aula de Música Tradicional Gomes Mouro".

2001 "O folclore e as leis de patrimonio histórico artístico" Mosteiro de Carboeiro. II encontro de música tradicional.

2001 "A música patrimonial como processo de comunicação" Auditório do conservatório de Lalín. Congresso de Antropologia Musical.
Director do Congresso.
2001 "I cursinho da metodologia do trabalho de campo" Auditório do conservatório de Lalín. Cursos da Foliada.
2004 "Historiografía da música patrimonial en Galicia" I.Curso de especialización en Música tradicional galega. Posgrao USC.
2005 "Historiografía da música patrimonial en Galicia" II Curso de especialización en Música tradicional galega. Posgrao USC.
2006 "Algumas representações de adufes na iconografía medieval galega" Herri Musikaren Txokoa. Oiartzun.
2006 "Introdução à historiografia do folclore galego-português" 5º Colóquio Anual da lusofonia. Bragança.
2006 "Situação actual do ensino de música tradicional e propostas para o futuro" I Congreso de Ensinantes de Música Tradicional
2011 "Presentação do livro Ayes de mi país" Feira do livro de Braga. Dia Galaico-Minhoto. Braga.
2011 "Presentação do livro Ayes de mi país" Salão Nobre do Edifício dos Congregados. Universidade do Minho. Braga.
2011 "Faustino Santalices e o seu tempo" Congresso Faustino Santalices, ciencia da gaita, consciencia da zanfona. Museu Municipal de Ourense. Ourense.
2011 "Presentação do livro Cantos Lusófonos" I Encontro de escritores da lusofonía. Palacio da Brejoeira. Monção.


Livros

Cantos e bailes da Galiza
 de José Inzenga 2005 [Difusora das letras; Ourense]


Ayes de mi país. O cancioneiro de Marcial Valladares 2010 [Dos acordes; Baiona]
Em parceria com Isabel Rei Sanmartim

 Cantos Lusófonos. Cancioneiro Popular. 2011 [Edições da Galiza; Barcelona]

A música de seis poemas universais de Ernesto Guerra da Cal.  2012 [Dos Acordes; Baiona]
 


Artigos
 
"A Jota. A origem das formas musicais galegas"
A Nosa Terra, 05/11/1998 nº 855
"Organologia, pandeireta, pandeiro ou adufe" Revista Raigame, 05/2001, nº 13
"JOSEP MARTI, Reflexões arredor do livro el folklorimo, uso y abuso de la tradición" Revita Enclave, 2002, nº 9
"Breve nota sobre um cancioneiro... inédito? de Valladares"
in Revista Murguia, 2004,nº4
"José Luís do Pico Orjais: músico amador"
in Revista Dorna. 2005 
"Catálogo Arma Danças. Aproximação a um inventário das colectâneas de música tradicional galega"
, por José Luís d. P. Orjais e Ramom Pinheiro Almuinha.
"Metodologia e análise da música patrimonial" in Revista Etnofolk, 2006, nº 4
"Galiza na obra impressa de Eduardo Martínez Torner"
in Revista Etnofolk, 2006, nº 5
 
"Miguel Allo: um gaiteiro da Arousa"
in Revista Dorna, 2006 
"O ensino da música tradiciona: perspectivas de futuro"
I Congreso e ensinantes de música tradicional galega, 2007 
"Afinidades do folclore galaico-portuguès: introdução à historiografia do folclore galaico-português"
in Galiza, berço da lusofonia. Arcosonline, 2007 e-book
  
"Algumas representações de adufes na iconografía medieval galega"
in Revista Etno-folk, 2007, nº 8
 
"Tradição inventada"
in Barbantia: anuario de estudos do Barbanza, 2008, nº 4

"Música de la misa de São Miguel de Sarandão" in Revista Etno-folk, 2009, nº 13
"O Senhor Colão" in Revista Dorna, 2010 nº 12
2418.jpg
"Algunas representaciones de panderos cuadrados en la iconografía medieval gallega" in Herri Musikaren 4. eta 5. jardunaldiak. 2005: 4. Danbolinteroen iragana, oraina eta geroa. 2006: 5. Panderoaren inguruan. 2010 [Hm Zaleak; Herri Musikaren Txokoa; Oiarzun]

 
"Faustino Santalices e o seu tempo"
 
in Congreso Faustino Santalices. Ciencia da Gaita, conciencia da zanfona. 
2011[Difusora de letras, artes e ideas; Ourense] 

Discos
 
Leixaprén
 
Na festa do Boi
1990 [Elígeme discos; Madrid]
Gáitropos
1992 [Sonifolk; Madrid]

María Manuela

O barco na alba
1990 [Sons Galiza; Lugo]

Para Miguel
 
1999 [Boa Music; Madrid]
 

Traballo de campo

Os Dezas de Moneixas
2003 [Ouvirmos; Sárria]

Coordenador da investigação e estudo da biografia e obra dos gaiteiros de Lalim.

Son de Rianxo
2008 [Acmus; Santiago de Compostela]

Coordenador artístico junto com Covadonga Argüelles.

Colectivos

Sempremar

2003 [Burla negra; Santiago de Compostela] Disco colectivo. Músico com María Manuela e autor do tema de Marful: Menina.
 Escoita: MARFUL. Menina.


O meu primeiro Celso Emilio 2012 [Xerais; Vigo]
O meu primeira Rosalía 2013 [Xerais; Vigo]
Aínda 2014 [aCentral Folque; Santiago de Compostela]



Património Cultural na Educação Artística 2013 [Direção Regional de Educação; Ilha da Madeira]

Música para o Teatro.
Casting 2010 [Compañia Lagarta, lagarta]
Francesco e os paxáros 2013 [Compañia Os Quinquilláns]
O espantallo amigo 2013 [Compañia Os Quinquilláns]
A viaxe de Rosalía 2013 [Compañia Babaluba]

  • Prémio nacional de música folque para jovens intérpretes com o grupo Leixaprén. Ministério de Cultura Espanhol.
  • I congreso Internacional dos países lusófonos e Galicia. Coordenado junto com Covadonga Argüelles.

Sempreverde (cartaz)

  • IV Premio Antonio Fraguas Museo do Pobo. Coordenado junto com Covadonga Argüelles.


Comments