salvação

Walkgod


INÍCIO          SALVAÇÃO 

Walkgod

 

Uma Revolução Estrondosa

 

A Revolução foi estrondosa. Foi uma inovação tecnológica que marcou todo o mundo. Faz agora 30 anos. A 1 de Julho de 1979 chegou às lojas japonesas e rapidamente alcançou todo o mundo. Refiro-me ao Walkman, o primeiro modelo do mais popular leitor portátil de cassetes.

Apesar de já existirem alguns aparelhos portáteis, ainda eram de grandes dimensões e nada fáceis de carregar. Eram os chamados “tijolos”. Foi sem dúvida com o walkman que se massificou a música portátil. A revolução mudou a vida das pessoas. Pelo menos a forma como a música era consumida. Agora já não era necessário ficar circunscrito a um lugar fixo, estático para ouvir música. A música tornou-se portátil e poderia ir para todo o lugar onde o seu possuidor, ou utilizador fosse: na rua, nos transportes, no supermercado, na escola, no trabalho, etc. A música tornou-se parte integrante da vida das pessoas. A vida no seu dia-a-dia, de uma forma pessoal e intimista.

O nome Walkman (o homem que anda) transmite esse conceito. A ideia de movimento, deslocação e versatilidade está presente.

Foi esta revolução que abriu caminho para os hoje famosos mp3 e mp4.

 

Uma Revolução Superior

 

Mas houve uma revolução que foi muito maior que esta e com maiores implicações e benefícios. Foi a revolução do Walkgod. Ocorreu há cerca de 2000 anos na terra de Israel. Até ao seu tempo, a presença de Deus manifestava-se essencialmente num lugar fixo: uma arca – a chamada arca da aliança, que esteve primeiro num tabernáculo e depois num templo (1). O espaço onde ela se encontrava era vedado a quase todas as pessoas e estava separado por um véu, feito de material forte, com a grossura de quatro polegadas (aproximadamente 10 cm).

 

Com o Walkgod, Deus tornou-se móvel. Não estava mais circunscrito a templos religiosos, a lugares estáticos de pedra e tijolo. Deus manifestou-se numa pessoa (2) e através dela chegou onde mais desejava: perto das pessoas, onde elas estão, onde vivem - na rua, nas viagens, nos pontos de comércio, na escola, no trabalho, etc. Deus tornou-se parte integrante na vida de várias pessoas. A vida no seu dia-a-dia, de uma forma pessoal e intimista (3).

 

Com o Walkgod, Deus não ficou distante, numa experiência religiosa, confinada a lugares fixos e pré-determinados. O Walkgod veio trazer a pessoalidade, a musicalidade, o amor, a natureza de Deus aos homens. Através dele, alguns receberam cura de Deus, esperança de Deus, consolo de Deus, libertação de Deus. Outros dormiram perto de Deus, comeram com Deus, pescaram com Deus, ouviram Deus nas ruas, praças e praias; tocaram em Deus, foram tocados por Deus. O Walkgod veio trazer a dimensão e a revolução da maior maravilha, que nenhuma tecnologia ainda superou (nem superará): Deus com os homens!

 

O Walkgod continua activo nos dias de hoje. Ele cumpriu a sua missão na terra e morreu, dando a Sua vida num sacrifício necessário para que aquilo que alguns, que viviam perto dele, esperimentaram, pudesse ser uma realidade para todos, em todos os lugares, em todas as épocas. Ele ressuscitou e está vivo. É o mesmo e faz o mesmo: Revela e manifesta Deus às pessoas, onde elas estão, onde vivem - na rua, nos transportes, no supermercado, na escola, no trabalho, etc. Torna Deus parte integrante da vida das pessoas. A vida no seu dia-a-dia, de uma forma pessoal e intimista.

 

Já tens o Walkgod? Com Ele tens Deus, em todo o lugar, com toda a musicalidade. Qual o Seu nome? Jesus Cristo.

 

 

Hugo Pinto, 19.08.09

Colocado em 16.11.09

 

 

(1)       “Será ali [na arca] que me encontrarei contigo e que te falarei…” (Êxodo 25:22, Bíblia, Tradução “O Livro”).

(2)       “Nunca ninguém viu Deus. Mas o seu Filho único, que vive na intimidade do Pai, no-lo revelou.” (João 1:18, Bíblia, Tradução “O Livro”).

(3)       “…e viveu aqui na Terra entre nós, cheio de amor e perdão, cheio de verdade. E vimos a sua glória, a glória do Filho único do Pai.” (João 1:14, Bíblia, Tradução “O Livro”).