A Desfolhada

 
 
                                                   
                    Cartaz alusivo à Desfolhada                                                                               Salão Paroquial da Reguenga
 
 
                     Ementa do Jantar da Desfolhada
 

A população da Reguenga juntou-se para realizar “A Desfolhada”, a 9 de Outubro, e atraiu muita gente ao Salão Paroquial. A Comissão de Festas convidou as pessoas a procurar o milho-rei e a deixar-se “levar pela beleza da noite recordando tempos antigos”.

Vídeo do YouTube

 
 
 
 
  

Vídeo do YouTube

 

 
Noticia no Jornal
 

Começou mais um ano de trabalho árduo na freguesia de Santa Maria da Reguenga.

O Verão terminou e deixou nova missão a um grupo de pessoas para o ano de 2011.

Os tempos são difíceis, a recessão económica a todos incómoda, mas nem isso deixou que a festa em Honra da Nossa Senhora Das Dores caísse por terra.

É assim que com muita fé, veneração pela nossa Senhora das Dores e vaidade pela nossa terra, se vê um grupo de pessoas audazes prontas para o trabalho. E desta forma, já iniciaram a sua primeira actividade com a DESFOLHADA DO ANTIGAMENTE à moda da Reguenga.

As terras de Santa Maria da Reguenga são e já foram de grande tradição, onde em cada Outono as desfolhadas nas eiras dos agricultores eram uma forma de tratar do cultivo, e ao mesmo tempo de noites bem passadas para a mocidade daquele tempo.” AI AI milho rei é a mim que quero que apareças pois assim posso roubar um beijo a todos os rapazes ou raparigas que aqui estejam”.

As vozes eram um desafio de quem as elevava mais alto, mas onde os cantares dos benditos relembravam as nossas origens.

O jantar foi guarnecido por um prato típico de arroz de feijão vermelho, com pataniscas e bolinhos de bacalhau, o qual deliciou o paladar de todos.

De seguida, a comissão de festas organizou a desfolhada para a qual convidou todos a participarem, juntamente com o grupo de cantares.

Este grupo era constituído por pessoas da freguesia, que se trajaram a rigor para a ocasião.

Mais tarde, o baile foi aberto pelo grupo “A Rusga da Reguenga”, também constituído por rapazes e homens da freguesia. Os quais deram o pezinho de dança a todos que quiseram participar.

Estas palavras vêm mais uma vez mostrar que a comissão de Festas em Honra de Nossa Senhora das Dores atingiu os seus objectivos:

Proporcionaram uma noite divertida;

Envolveram todos os quantos quiseram participar no evento;

Permitiram aos mais novos aprender a história de uma terra de tradições.

A comissão agradece a todos os presentes, os participantes, ao grupo de cantares, à “A Rusga da Reguenga”. Um bem-haja a todos.

O ânimo continua, o tempo propícia e o Outono está em festa. Até ao São Martinho.
                                                                                                                                                     Paulo Leal 
 
 
 
 
 
 
ċ
kaline line,
18/07/2011, 09:06
ċ
kaline line,
18/07/2011, 09:06
Comments