diferença entre site e blog


Diferença entre site e blog


A diferença entre um site e um blog.

A resposta – para quem usa um blog diariamente – pode parecer óbvia.

Mas para a maioria das pessoas isso ainda não está  muito claro e a questão é pertinente. Quanto antes um maior número de indivíduos entender a simplicidade e o grande poder comunicativo de um blog melhor será para quem os lê e melhor será para quem os escreve.


Recebo esta pergunta o tempo todo: "Qual é a diferença entre um site e um blog?"

O que acontece é o seguinte:

Uma empresa tem um site. Esse site fala aos clientes.

Uma pessoa tem um blog. O Blog é que fala com as pessoas.

É uma questão de atitude, não de tecnologia.

Sim, esta é uma simplificação muito grosseira. Mas vai direto ao ponto da questão.



 Um blog é um site mas um site não é um blog…

O que o que diferencia um do outro é o fato do conteúdo em um blog está ordenado cronologicamente e um site não necessariamente.a diferença entre blog e site está mais na programação do que no conteúdo. A questão é que um blog é necessariamente fácil para qualquer um criar/manter e sempre interativo com os leitores. Quesitos esses que não estão presentes nos sites, pois para um site bem feito é necessário um profissional, sendo que no caso do blog, desde que se tenha o software devidademente instalado e configurado no servidor, manter os textos é trabalho simples. Site é um local na Internet, formado por páginas de conteúdo. Blog é uma categoria de site onde estas páginas podem receber complementos (comentários, notas e atualizações) do próprio público ou dos autores. Estas definições simples acima refletem a realidade atual. Lembrando que blog é um tipo de site. Podemos acrescentar à definição de blog: “os blogs geralmente possuem atualizações periódicas (diárias, por exemplo) e podem ser organizados por data (decrescente) ou por assuntos (chamados de etiquetas ou ‘tags’ ou categorias). Este “acréscimo” é cuidadoso. Não quer dizer que todos sejam periódicos, nem que todos sejam diários, nem que todos sejam organizados cronologicamente – embora os primeiros blogs fossem assim (diários virtuais). Blogs podem ser mantidos por pessoas físicas ou por empresas (neste segundo grupo, geralmente é utilizada uma linguagem mais informal que a dos sites corporativos). Trata-se de uma questão conceitual: site é um meio institucional, corporativo; já o blog, pessoal, dinâmico, interativo e informativo. Um outra diferença é a do conteúdo. Exemplo: se tenho um site de notícias e nele tenho colunistas, eu posso fazer com que os colunistas publiquem seus conteúdos através de blogs com respectivos link’s no site. Dessa forma eu tenho menos custo de manutenção, pois os próprios colunistas escrevem e publicam seus textos. Outro detalhe é o fato dos blog,s serem pessoais. Dessa forma o conteúdo é de inteira responsábilidade de quem o escreve. Não é a toa que vários sites tem já seus colunistas escrevendo por blogs e com isso não se responsabilizam pelos conteúdos ali escritos. Basicamente é isso.




Qual a Diferença Entre Site e Blog?


Qual a diferença entre blog e site? Qual o melhor?

Diferenças e definições entre sites e blogs.

Diferença entre blog e site

A diferença entre o blog e o site, pois os dois são distribuídos na internet. O blog é uma página na internet onde as pessoas podem deixar as suas opiniões e informações, aonde espera um comentário ou uma resposta. A linguagem é menos formal, as páginas ficam empilhadas aonde não necessita ficar voltando para home e a atualização é constante ou diária. Já o site também é uma página na internet, mas que costuma ser o modelo tradicional de web com linguagem muito formal, atualização é em períodos longos e há a página principal que é a home onde fica tudo e você vai clicando e acessando as outras páginas e depois é necessário ir para home novamente. Caso queira criar uma página na internet para você, mas não sabe muito lidar com a internet então crie um blog, pois ele é bem mais simples de controlá-lo.

Veja algumas diferença entre Sites e Blogs



Site


    * É o modelo tradicional de páginas web.
    * Normalmente tem a home page, um ponto inicial para outras páginas.
    * A comunicação com o leitor normalmente é feita via email.
    * Necessita-se de conhecimento mínimo em HTML.
    * A definição de conteúdo é trabalhosa, pois os clientes entendem que o site é algo muito formal. Em muitos casos definir textos para sites, por exemplo, é muito trabalhoso.
    * A atualização é feita em períodos longos.
    * Muitos sites parecem a CNN ou a BBC pelo grau de formalidade que tem.

Blog


    * Expressa a opinião do autor apenas, Não é uma CNN!
    * O conteúdo pode ser discutido (comentários), às vezes classificado. (por motivos particulares decidi não abrir meu blog para comentários).
    * A atualização é constante e em muitos casos diário (tenho um blog que foge desta regra, o http://www.evangelizacao.blog.br/ pois o seu conteúdo não muda e por isto cada post que é feito ali não perderá seu valor com o passar do tempo).
    * A linguagem adotada é mais light e menos formal.
    * O modelo estrutural também é diferente, no blog temos várias páginas empilhadas, podendo navegar entre elas sem precisar ficar voltando.
    * Completando o item anterior, no site o modelo de navegação e vai e volta, no blog e próximo, próximo, etc.
    * O conteúdo pode ser classificado por categoria, data ou tags.
    * Cada página ou assunto é chamado de "post" de postar.
    * Geralmente tem um foco muito bem definido, tem blogs sobre esportes, tecnologia, saúde, política, etc.
    * O autor do blog normalmente é identificado e conhecido, tornando mais humano a relação autor e leitor.
    * Não precisa de conhecimento de tecnologia para criar um blog, qualquer pessoa pode criar um com alguma facilidade, apesar de algumas situações requerem certo grau de conhecimento.

A diferença diferença entre um site e um blog NÃO está:
- no conteúdo: posso ter um site idiota e um blog inteligente.
- na periodicidade de atualização: posso atualizar um site de hora em hora, e posso postar num blog mensalmente.
- na linguagem: posso ter um site informal e um blog formal.
- necessariamente na ordem das informações: posso ter um site cronológico, e através de truques ter um blog não-cronológico.

> A diferença diferença entre um site e um blog ESTÁ em que no site eu posso fazer simplesmente QUALQUER coisa que eu queira, inclusive permitir comentários e sua publicação automática, com ou sem moderação; já o blog é uma estrutura “fechada”, “pret-a-porter”, por mais plugins que inventem.

Resumo da ópera:
Blog: (muito) mais agilidade, (muito) mais simplicidade, (muito) menos recursos.
Site: (muito) menos agilidade, (muito) menos simplicidade, mas (MUITO) mais recursos.

Convenhamos: “there is no free lunch”, como dizem os norte-americanos…

Atualmente, toda vez que me contratam para fazer um site, normalmente o que a pessoa quer é um blog.


Para muita gente site e blog é a mesma coisa.
Mas existem muitas diferenças que, para quem está começando a engatinhar pela internet, não são tão visíveis assim.
É claro que não é vergonha nenhuma não saber isso!


Quem acompanhou o surgimento da internet, sabe muito bem que antigamente existia apenas o site (redução da palavra website). Mesmo as páginas pessoais eram sites.


SITES


A “World Wide Web” (que significa “rede de alcance mundial” e também é conhecida como Web ou WWW) surgiu no final de 1990 por Tim Berners-Lee e Robert Cailliau. Juntos eles criaram um sistema de documentos em hipermídia que são interligados e executados na Internet. Os documentos podem estar na forma de texto, vídeos, sons, hipertextos e figuras.


Para visualizar a informação, pode-se usar um programa de computador chamado navegador (esse que você está usando agora para ler este post). Atualmente os navegadores de internet (em inglês conhecidos como browser) os mais conhecidos são:


Navegadores


Então o usuário pode seguir as hiperligações (hiperlinks) clicando nas palavras ou frases comumente sublinhadas e azuis (esse é o padrão, mas podem estar em outras cores).


O ato de seguir as hiperligações é chamado de “navegar” ou “surfar” na Web.


Visualizar uma página web, inicia-se ao digitar um endereço (ex: www.google.com.br) no navegador ou seguir (acessando) uma hiperligação de outro site.


BLOGS


De acordo com pesquisadores da história da internet, o 1º blog surgiu em 1997, feito por Jorn Barger*. Ele foi o pioneiro ao criar um sistema onde uma pessoa poderia escrever tudo o que quisesse, com frequência e contendo espaço para comentários. Para esse sistema, deu o nome de Weblog. É claro que, como sempre, o termo oficial não “pegou” e as pessoas pronunciavam de formas variadas, até que um homem, Peter Merholz, achou interessante partir em duas palavras “we-blog” (nós “blogamos”) que logo foram encurtadas para uma só – BLOG.


A moda de fazer Blogs só começou mesmo em meados de 1999 e tratavam de assuntos variados. A maioria dos blogueiros criavam seus Blogs para servirem como “diários virtuais”. Outros criavam temas como humor, política, tecnologia e até portfólios profissionais.


A disseminação dos Blogs veio através de uma empresa que desenvolveu um sistema de publicação automática e mais simples de Blogs – a Blogger. Foi quando o Blog deixou de ser algo de conhecimento apenas de especialistas em internet para poder ser criado até por uma criança de 10 anos.


Em 2004, surgiu uma novidade no mundo dos Blogs, o feed, que nada mais é que uma ferramenta que lhe dá a oportunidade de “assinar” um blog, assim como se faz uma assinatura de revista ou jornal. Você se cadastra e passa a receber por e-mail as novidades escritas (postadas) no Blog.


Os Blogs rapidamente se tornaram um dos sistemas mais utilizados da internet. Em 1999 o número de blogs não passava de 50, já no ano de 2001 eram contabilizados milhares de blogs e em 2003 eles atingiram a assombrosa média de 3 milhões de blogs.
Atualmente muitas empresas se interessam por Blogs. Seja criando um para divulgar seus produtos, seja fazendo uma varredura nos Blogs alheios para saber as vontades e preferências de seus futuros consumidores para que assim possam desenvolver produtos cada vez mais ajustados.

Entenda um pouco mais sobre a diferença entre site e blog

Com a confusão existente entre as funções de um web site e blog persistente, tem-se revelado mais difícil para muitos comerciantes on-line e empresários a utilizar as duas muito diferentes ferramentas online corretamente em seus planos de marketing. No entanto, é extremamente importante para que todos possam entender as principais diferenças entre um blog e um site de forma a compreender melhor os principais pontos fortes e fracos entre um site e um blog para que se possa tirar melhor proveito dessas duas na Internet.

Os blogs (anteriormente conhecido como web logs) continuaram a dominar a World Wide Web nos últimos tempos, as diferenças entre sites e blogs tradicionais tornou-se cada vez mais turva para muitos blogueiros e usuários da rede.

Com essa confusão que persiste, revelou-se mais difícil para muitos comerciantes on-line e empresários a utilizar as duas  ferramentas online muito diferentes corretamente em seus planos de marketing. No entanto, é extremamente importante para que todos possam entender as principais diferenças entre um blog e um site de forma a compreender melhor os principais pontos fortes e fracos dos dois aprender o que cada um tende a fazer melhor.

As principais diferenças entre um blog e um site é que a função principal do blog é ser um web log ou diário online. Como o "diário online" sugere, este é o lugar onde um blogueiro pode gerar um monte de comentário pessoal interessante e postar detalhes íntimos e informações sobre um assunto determinado nicho ou tópico que eles escolheram para escrever. Blogs são rápidos e fáceis de configurar. Os blogs são uma maneira menos cara de anunciar seu negócio para a comunidade online.

Um site, por outro lado é o endereço oficial e a localização de uma empresa baseada na web. Só o lugar que você esperaria encontrar ferramentas de comércio eletrônico e páginas de destino onde os clientes podem fazer uma compra online. Blogs e sites podem trabalhar lado a lado um com o outro.

A verdade é que um blog não é o lugar onde você vai querer passar o seu cartão de crédito. No entanto, um blog não é menos importante. Os blogs são classificados como sendo cada vez mais importante para qualquer empresário com base na web, pois é onde toda a ação está. Na realidade, o tráfego é gerado em grandes quantidades em blogs e em seguida redirecionado para sites na web para a operação de venda real a ser consumado.

Em conclusão, ninguém pode realmente substituir totalmente o outro e ambos os blogs e sites têm o seu importante papel fundamental a desempenhar para o sucesso de qualquer empresa de marketing on-line.


Lista de sites para criar um blog grátis.

Em português:


UOL Blog - http://www.blog.uol.com.br

Blig - http://www.blig.ig.com.br

Blogando.net - http://www.blogando.net

Blogger (br) - http://www.blogger.com.br

Blog Sapo - http://www.blogs.sapo.pt - (Portugal)

Blog Terra - http://blog.terra.com.br

Blog Tok - http://www.blogtok.com

Blog TrixNet - http://www.blog.trix.net

Click 21 My Blog - http://www.myblog.com.br

NireBlog - http://www.nireblog.com/pt - (Portugal)

Pop Blog - http://www.pop.com.br/popblog


Em Inglês:


WordPress - http://www.wordpress.com

Blogger - http://www.blogger.com

Blog City - http://www.blog-city.com

Blog Some - http://www.blogsome.com

Blog Spirit - http://www.blogspirit.com


Lista de sites para criar um blog grátis.

Todos os serviços abaixo sites estão disponíveis gratuitamente, alguns oferecem versões pagas e melhoradas, alguns serviços estão disponíveis em Português, porém outros se encontram somente em Inglês.

WebNode

O Webnode é um dos melhores do gênero quando pensamos em fazer um site. O construtor permite fazer páginas estáticas facilmente, adicionar uma área para adicionar os comentários dos visitantes, blog, galeria de fotos, livro de visitas, enquetes e porque não, fazer até um fórum.

Ucoz

Este é um serviço indicado para quem já tem algum conhecimento na área sobre HTML, o aplicativo para fazer sites permite fazer varias alterações avançadas no modelo do template facilmente, além do que um sistema de cadastramento de visitantes no site.

Google Sites

O Google Sites é um ótimo serviço gratuito de criação de sites que pode ser acessado pela Internet sem grandes dificuldades, funciona online e é disponibilizado pelo Google.

Weebly

O Weebly também é um serviço que merece ser falado, ótimo serviço, podemos criar varias páginas gratuitamente, podemos também montar um blog e adicionar varios recursos para elaborar um site de qualidade.

Wix

Permite criar sites feitos em Flash e HTML 5, é possivel adicionar animações que fazem o site ficar mais profissional, tudo sem a necessidade de muito conhecimento, basta realizar um cadastro no site para começar o seu próprio projeto online

Yola

O Yola também é um serviço que oferece um construtor de sites profissional, podemos criar sites com muitas páginas, imagens facilmente.

Fonte: http://www.criarsites.com/category/criar-sites/


CONCLUSÃO

Como podemos observar, existem algumas diferenças, não podemos concluir qual o melhor método para utilizar, depende da utilidade de cada usuário, podemos fazer um site e utilizar apenas o blog ou então podemos criar um blog e nunca manter atualizado, o que acabaria se tornado um site estático.

Fonte: http://www.tecnologiaoutonal.com.br/2009/07/17/qual-a-diferenca-entre-site-e-blog/



Comments