ATIVIDADE FÍSICA NA IDADE MODERNA

                    Desde os primórdios da terra, a atividade física e o movimento corporal estiveram presentes auxiliando na sobrevivência do homem, de acordo com a necessidade e os objetivos de cada época da história. Com o avanço da humanidade, as habilidades motoras foram utilizadas com diversas finalidades e, dentre elas, podemos destacar o uso na guerra, com finalidade terapêutica, esportiva e na educação.

Fonte: Curso de Educação Física - UNEB [s.d.].


Os homens primitivos utilizavam os movimentos corporais para atacar e conseguir dominar a presa para a sua alimentação, para se defender dos perigos e até para dominar os seus inimigos. Além disso, utilizava movimentos para se defender de todas as situações adversas que colocava em risco a sua sobrevivência.

Fonte: História da Ginástica [s.d.].


As atividades utilizadas eram naturais e servia também para a sua locomoção. Por isso, ações como nadar, correr, saltar, arremessar, empurrar, puxar e outras ações foram cada vez mais desenvolvidas e aprimoradas, auxiliando na sua sobrevivência. Além de ser garantido a sua sobrevivência, o desenvolvimento das suas capacidades contribuiu para a diversão, o lúdico e a dança.

Apesar de serem mais civilizados, alguns povos ainda mantinham a característica de primitivo. Este período foi denominado Antiguidade Oriental e, depois, chamado de Antiguidade Ocidental. A civilização ocidental sofreu inúmeras influências da civilização oriental. Esta civilização tinha como principal objetivo preparar os indivíduos para a vida. Na Pérsia, Índica, China, Japão e outros povos, a atividade física servia como um ritual de preparação para a vida. Com isso, os orientais desenvolveram as artes marciais, a natação, o remo e outras atividades.

Os Hindus, os Chineses, Japoneses e Persas desenvolveram o Ioga, a luta livre, boxe, esgrima com bastão e outras modalidades.

No Ocidente, a Grécia, principalmente nas cidades de Atenas e Esparta, a atividade física era como um instrumento de formação moral e espiritual, ou seja, não ocorria uma separação do aspecto intelectual e espiritual. A realização de atividades para desenvolver o corpo eram formadas como um meio para a formação do espírito e da moral. Platão afirmava que a ginástica contribuía para o aperfeiçoamento do pensamento elevado, auxiliando na formação de um indivíduo honesto e justo.

Roma utilizou o exercício físico para a preparação militar. Grécia contribuiu com algumas receitas de prática higiênica e do desporto. No terceiro período, do tempo do Império, a prática das modalidades foi disseminando até ficarem somente os espetáculos circense e os combates de gladiadores.

Fonte: Tudo Personal [s.d.].


Os romanos praticavam os jogos com origem nos jogos olímpicos da Grécia, que tinham como finalidade, uma preparação para a guerra. Com o tempo, os romanos com a influência dos Gregos, criaram os seus próprios jogos, com o objetivo de preparação militar. Com isso, eles criaram os estádios. Eles foram os principais cenários dos Jogos Olímpicos. Neles eram realizadas as competições atléticas e as lutas. A perda de visibilidade e importância dos exercícios que prosseguiu com a queda do Império Romano continuou de maneira acentuada na Idade Média.  Na Idade Média é a Atividade Física sendo utilizada como preparação militar. A Educação Física recebeu uma atenção cuidadosa na preparação dos cavaleiros. O cavaleiro deveria ser treinado para a Guerra Santa e as Cruzadas, ficando evidentes em dois momentos. O primeiro momento tem-se o período das Cruzadas, exigia a preparação militar, cuja base foi constituída pelos exercícios corporais. É também destaque, os jogos e torneios, caracterizando o segundo momento da utilização das atividades físicas. Dentre eles podem-se destacar os jogos de pelota, caça e pesca, ao lado de exercícios naturais e divertimento para todas as classes sociais. Na Idade Média também surgiu o futebol e o tênis. Ainda nesta época, surgiu a figura do cavaleiro com sua experiência na montaria, na caça e no uso da espada, lança, arco e flecha, favorecendo o aparecimento das modalidades olímpicas com o hipismo e a esgrima.

Do século XIII até o século XV o que se tem é uma atividade física voltada ao hipismo, porém, ainda sem uma maneira profissional de agir e sistematizar o conhecimento acerca da atividade física.

O Renascimento iniciado no século XV traz uma Educação Física voltada para a minoria denominada burguesia e reintroduz nesses currículos elitistas, onde os exercícios físicos – o salto, a corrida, a natação, a luta, a equitação, o jogo da pelota, a dança e a pesca – constituem-se em prioridades para o ideal da educação cortesã.

Com o reconhecimento do início da Idade Moderna, que historicamente se dá em 1453 com a tomada de Constantinopla pelos Turcos, os exercícios naturais ganham força e se tornam um reforço na educação, pois, adotando idéias clássicas, manifestava o interesse pela vida natural e os exercícios são empregados como agentes da educação, embora de maneira teórica e empírica. Importantes acontecimentos trouxeram aprimoramento na área da educação, onde os exercícios físicos assumiram papel de alta significação, e isso favoreceu a Educação Física, pois, refletiu um passo seguro dado em busca do seu próprio conhecimento. Erasmo de Roterdam cooperou para evolução da ginástica, Calvino iniciou a discussão de alguns aspectos pedagógicos. Rousseau que influenciou nos métodos clássicos de educação física, Pestalozzi com sua pedagogia experimental, dentre outros grandes nomes que deram as suas contribuições, teóricas e práticas, muitos influíram na ação educacional, que proporcionou o grande movimento de sistematização da ginástica. A sistematização da ginástica proporcionada na Idade Moderna se tornará elemento importante na Idade Contemporânea, favorecendo o surgimento dos movimentos ginásticos do Centro (na Alemanha), onde foram criados aparelhos como barra fixa e as barras paralelas, sendo os alemães, portanto, os percussores do esporte que hoje se chama ginástica olímpica. Outros sistemas, enquadrados pedagogicamente, surgiram mais tarde, baseados em determinadas predominâncias, como o exercício natural, o exercícios constituído, o desporto, a música e, ultimamente, a psicomotricidade. Suplantando a ginástica, na atualidade, grande é o movimento desportivo mundial, nem sempre ajustado no quadro educacional, pelos aspectos de caráter profissional, político ou espetacular.

Na atualidade, o que se tem é a prática da Atividade Física associada à figura de uma pessoa saudável, o uso de exercícios físicos como reabilitação e como terapêutica chama, cada vez mais, a atenção das personalidades responsáveis nos diversos países. Há também o uso de equipamentos para melhorar o desempenho de atletas, e, para as competições de alto nível, tendo em vista o máximo de rendimento, na busca de maior resistência orgânica e potência muscular ao lado da técnica, tem surgido, numerosos sistemas de preparação desportiva. Além disso, toda esta questão relacionada com a atividade física passa a ser cada vez mais massificada e disseminada pela mídia, tornando a atividade física mais desportiva e universal.

 

 

 

Fonte: História da Educação Física [s.d.].


Vídeo do YouTube

 Fonte: FREITAS, F. [s.d.].
 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

 

Espaço 10 Academia. Disponível em: <http://espaco10.com.br/blog/2012/09/25/a-historia-da-educacao-fisicia-e-a-atividade-fisica-ao-longo-dos-tempos.html#.UhwVsRukqz4

http://www.youtube.com/watch?v=OXzt_1w0qF4>. Acesso em: 01 de outubro de 2013.

MORAIS, L.C. DE. História da Educação Física. Disponível em: <http://www.cdof.com.br/historia.htm>. Acesso em: 01 de outubro de 2013.

História da Educação Física. Disponível em: <http://educacaohoje.no.sapo.pt/ef/Historia.htm>. Acesso em: 01 de outubro de 2013.

Discóbolo de Mirón: Símbolo da Profissão de Educação Física.  Disponível em: <http://br.images.search.yahoo.com/images/view;_ylt=A0PDodkZQkpSAW4AxMX16Qt.;_ylu=X3oDMTFxMDJrYm4zBHNlYwNzcgRzbGsDaW1nBG9pZAM3ZmFjOTgyZDJiZTU2NGUwZjgyNzA1ZTJlNTBjNjdkNgRncG9zAzc-?back=http%3A%2F%2Fbr.images.search.yahoo.com%2Fsearch%2Fimages%3Fp%3Dhist%25C3%25B3ria%2Bda%2Beduca%25C3%25A7%25C3%25A3o%2Bf%25C3%25ADsica%26ei%3Dutf-8%26fr%3Dsfp%26tab%3Dorganic%26ri%3D7&w=509&h=815&imgurl=www.confef.org.br%2Fimagens%2Fdiscobolo.gif&rurl=http%3A%2F%2Fwww.confef.org.br%2Fextra%2Fconteudo%2Fdefault.asp%3Fid%3D26&size=158.5KB&name=Disc%C3%B3bolo+de+Mir%C3%B3n+-+S%C3%ADmbolo+%3Cb%3Eda+%3C%2Fb%3EProfiss%C3%A3o+de+%3Cb%3EEduca%C3%A7%C3%A3o+F%C3%ADsica%3C%2Fb%3E&p=hist%C3%B3ria+da+educa%C3%A7%C3%A3o+f%C3%ADsica&oid=7fac982d2be564e0f82705e2e50c67d6&fr2=&fr=sfp&tt=Disc%C3%B3bolo+de+Mir%C3%B3n+-+S%C3%ADmbolo+%3Cb%3Eda+%3C%2Fb%3EProfiss%C3%A3o+de+%3Cb%3EEduca%C3%A7%C3%A3o+F%C3%ADsica%3C%2Fb%3E&b=0&ni=21&no=7&ts=&tab=organic&sigr=11pbl94e7&sigb=142dr7b60&sigi=117j7aiqs&.crumb=.Aik8Gk7QR9&fr=sfp>. Acesso em: 01 de outubro de 2013.

Disponível em: <http://br.images.search.yahoo.com/images/view;_ylt=A0PDodkZQkpSAW4AxMX16Qt.;_ylu=X3oDMTFxMDJrYm4zBHNlYwNzcgRzbGsDaW1nBG9pZAM3ZmFjOTgyZDJiZTU2NGUwZjgyNzA1ZTJlNTBjNjdkNgRncG9zAzc-?back=http%3A%2F%2Fbr.images.search.yahoo.com%2Fsearch%2Fimages%3Fp%3Dhist%25C3%25B3ria%2Bda%2Beduca%25C3%25A7%25C3%25A3o%2Bf%25C3%25ADsica%26ei%3Dutf-8%26fr%3Dsfp%26tab%3Dorganic%26ri%3D7&w=509&h=815&imgurl=www.confef.org.br%2Fimagens%2Fdiscobolo.gif&rurl=http%3A%2F%2Fwww.confef.org.br%2Fextra%2Fconteudo%2Fdefault.asp%3Fid%3D26&size=158.5KB&name=Disc%C3%B3bolo+de+Mir%C3%B3n+-+S%C3%ADmbolo+%3Cb%3Eda+%3C%2Fb%3EProfiss%C3%A3o+de+%3Cb%3EEduca%C3%A7%C3%A3o+F%C3%ADsica%3C%2Fb%3E&p=hist%C3%B3ria+da+educa%C3%A7%C3%A3o+f%C3%ADsica&oid=7fac982d2be564e0f82705e2e50c67d6&fr2=&fr=sfp&tt=Disc%C3%B3bolo+de+Mir%C3%B3n+-+S%C3%ADmbolo+%3Cb%3Eda+%3C%2Fb%3EProfiss%C3%A3o+de+%3Cb%3EEduca%C3%A7%C3%A3o+F%C3%ADsica%3C%2Fb%3E&b=0&ni=21&no=7&ts=&tab=organic&sigr=11pbl94e7&sigb=142dr7b60&sigi=117j7aiqs&.crumb=.Aik8Gk7QR9&fr=sfp>. Acesso em: 01 de outubro de 2013.

Disponível em: <http://br.images.search.yahoo.com/images/view;_ylt=A0PDodkZQkpSAW4AxMX16Qt.;_ylu=X3oDMTFxMDJrYm4zBHNlYwNzcgRzbGsDaW1nBG9pZAM3ZmFjOTgyZDJiZTU2NGUwZjgyNzA1ZTJlNTBjNjdkNgRncG9zAzc-?back=http%3A%2F%2Fbr.images.search.yahoo.com%2Fsearch%2Fimages%3Fp%3Dhist%25C3%25B3ria%2Bda%2Beduca%25C3%25A7%25C3%25A3o%2Bf%25C3%25ADsica%26ei%3Dutf-8%26fr%3Dsfp%26tab%3Dorganic%26ri%3D7&w=509&h=815&imgurl=www.confef.org.br%2Fimagens%2Fdiscobolo.gif&rurl=http%3A%2F%2Fwww.confef.org.br%2Fextra%2Fconteudo%2Fdefault.asp%3Fid%3D26&size=158.5KB&name=Disc%C3%B3bolo+de+Mir%C3%B3n+-+S%C3%ADmbolo+%3Cb%3Eda+%3C%2Fb%3EProfiss%C3%A3o+de+%3Cb%3EEduca%C3%A7%C3%A3o+F%C3%ADsica%3C%2Fb%3E&p=hist%C3%B3ria+da+educa%C3%A7%C3%A3o+f%C3%ADsica&oid=7fac982d2be564e0f82705e2e50c67d6&fr2=&fr=sfp&tt=Disc%C3%B3bolo+de+Mir%C3%B3n+-+S%C3%ADmbolo+%3Cb%3Eda+%3C%2Fb%3EProfiss%C3%A3o+de+%3Cb%3EEduca%C3%A7%C3%A3o+F%C3%ADsica%3C%2Fb%3E&b=0&ni=21&no=7&ts=&tab=organic&sigr=11pbl94e7&sigb=142dr7b60&sigi=117j7aiqs&.crumb=.Aik8Gk7QR9&fr=sfp>. Acesso em: 01 de outubro de 2013.