1.1) Caracteristicas e contexto histórico


Caracteristicas:


     O mundo dos sentimentos é explorado em detalhes e o discurso racionalista dos clássicos é submetido cada vez mais por uma linguagem que explora o jogo das metáforas, a riqueza das imagens, o gosto pelo pormenor, o malabarismo verbal e a sutileza de raciocínio. É o surgimento do cultismo  (também chamado gongorismo, se preocupa com os aspectos exteriores: descrições, imagens, aparências  ) e do conceptismo que enfoca os aspectos interiores (concepções, definições, essências).

     O espírito religioso da época, religando a literatura, faz-se presente no grande número de obras moralistas, na prosa doutrinária, no conto exemplar; das escolas jesuítas, convém ressaltar, saem alguns dos principais escritores desse período.

     Aos poucos, porém, a dramaticidade e tensão da literatura barroca acabarão por degenerar-se numa literatura de circunstância. A poesia passa a ser um jogo descompromissado, uma demonstração de habilidade verbal, de falar difícil a respeito de qualidade. Há um excesso de virtuosismo que leva à saciedade e à exaustão. É contra esse excesso que o Neoclassicismo, na metade do século XVIII, tentará reagir.

     A angústia existencial toma conta do ser humano e aparecerá como fonte inesgotável do pessimismo que o Barroco tematiza . A linguagem barroca é confusa e não bem clara, correspondendo à idéia de um mundo instável e contraditório. As figuras de linguagem são usadas com fartura, destacando-se: a metáfora, a antítese, o paradoxo, a hipérbole e o hipérbato. Essa linguagem ornamental exige do leitor de concentração, para poder acompanhar as associações feitas pelos artistas barrocos.


Contexto historico:

     Designa-se por Barroco o período que vai de 1580 a 1756. O ano de 1580 é significativo em dois aspectos: assinalada a morte de Camões e com ele, a decadência do rico movimento clássico, e também o fim da autonomia política de Portugal, pois com o desaparecimento do rei D.Sebastião, na África, torna-se herdeiro do trono Felipe II da Espanha, que anexa o reino português a seus domínios.No Brasil, o panorama histórico do período foi marcado por um incremento da política de colonização, com o estabelecimento dos engenhos de cana-de-açúcar na Bahia. Salvador, capital do Brasil, constituiu-se em um núcleo populacional importante e em um centro cultural que, embora tímido, produziu um poeta do porte de Gregório de Matos. Nosso Barroco teve início em 1601, com a publicação de Prosopopéia, de Bento Teixeira, e terminou em 1768, com a publicação das Obras de Cláudio Manuel da Costa, que representou já uma introdução ao Neoclassicismo.

  
        
   
Comments