LUZ ESCOLAR

A energia solar vai à escola!

Queremos instalar painéis solares na escola


 Vantagens    Desvantagens    Emissão de CO2  Efeito de estufa  Custo A.Q.S  Beneficios Fiscais  A sua opinião conta Recursos Renováveis e Não Renováveis Painel Solar Reciclado English

Constituição de um painel solar 

  Estudo Viabilidade

 

 

Quem somos?

 

Somos um grupo de alunos do ensino nocturno da Escola EB 2,3 de Azeitão, do Curso de Educação e Formação de Adultos, de Nível Secundário, que pretende realizar um estudo de viabilidade para a instalação de painéis solares na escola.

 

O que queremos?

 

Pretendemos sensibilizar a comunidade educativa e as entidades governamentais para que as escolas funcionem como um exemplo a seguir na utilização de energias renováveis.

 

O porquê?

 

Queremos com este estudo contribuir para uma melhor qualidade das instalações escolares e reduzir despesas face a gastos energéticos. Pretendemos também contribuir para a redução da emissão de gases com efeito de estufa, assim como para uma melhoria da qualidade ambiental.

Os consumos de energias não renováveis ainda fazem parte do nosso dia-a-dia, sendo que nem sempre são utilizados de modo eficaz. Na verdade, todos nós contribuímos para que isto aconteça, muitas vezes por falta de informação ou por utilização descuidada dessas mesmas energias.                                         

 

 

 Energia Solar

 

 

De acordo com o Tratado de Quioto, o Programa Água Quente Solar prevê a instalação de 1 milhão de metros quadrados de painéis solares térmicos até 2010.

Segundo a União Europeia, a área coberta por painéis solares térmicos é de 109200m2. No entanto, existem países com menor potencial para este tipo de tecnologia, como é o caso da Áustria. Apesar desta situação, como se pode confirmar pelo gráfico, este mesmo país só é ultrapassado pela Grécia e pela Alemanha no que diz respeito à implementação de painéis solares. A Grécia, um país que apresenta um potencial semelhante ao nosso, tem todavia uma taxa de implementação 26 vezes superior ao caso português, o que reflecte bem a nossa falta de aproveitamento do potencial que temos nesta matéria.

 

 

Gráfico: Área coberta por painéis solares térmicos (m2)

 

 

 

 

 

Portugal é um dos paises Europeus com maior incidência de radiação solar.