Artigos da Lei, Principios do Escuta, Divisa do Escuta e Cerimonial da Promessa, Investidura de Guias

Artigos da Lei
  1. A Honra do Escuta inspira confiança.
  2. O Escuta é Leal.
  3. O Escuta é útil e pratica diariamente uma boa acção.
  4. O Escuta é amigo de todos e irmão de todos os outros Escutas.
  5. O Escuta é delicado e respeitador.
  6. O Escuta protege as plantas e os animais.
  7. O Escuta é obediente.
  8. O Escuta tem sempre boa disposição de espírito.
  9. O Escuta é sóbrio, económico e respeitador do bem alheio.
  10. O Escuta é puro nos pensamentos, nas palavras e nas acções.
Principios do Escuta
  1. O Escuta orgulha-se da sua Fé e por ela orienta toda a sua vida.
  2. O Escuta é filho de Portugal e bom cidadão.
  3. O dever do Escuta começa em casa.
Divisa do Escuta

Sempre Alerta

Cerimonial da Promessa

O Guia de Grupo ou o Guia mais antigo procede à chamada de modo nominal e individual. Primeiro chama os Noviços e depois os Aspirantes. Cada candidato, ao ouvir o seu nome coloca-se de pé e responde em vós alta

"Alerta". Depois vai colocar-se diante do altar e faz o sinal escutista (saudação), ao que o Chefe de Unidade corresponderá. O Áquelá retira os lenços de Lobito.

Chefe:

Que desejais?

Noviços/

Aspirantes:

Ser Escuteiro do CNE.

Chefe:

Como Escuteiros, estais dispostos a viver com os outros, a respeitar, a amar e a proteger a Natureza?

Nov./Asp.:

Sim, estou.

Chefe:

Sabendo que os exploradores e os heróis do Povo de Deus são o modelo para a vossa Secção, estais dispostos a viver segundo esse ideal, com coragem e dando na vida testemunho da Fé?

Nov./Asp.:

Sim, estou.

Chefe:

Prometeis cumprir sempre os Princípios e a Lei do Escuta?

Nov./Asp.:

Sim, que Deus há-de ajudar-me.

Chefe:

Qual a divisa que quereis viver?

Nov./Asp.:

Sempre Alerta.

Chefe:

Já pensastes bem no valor da promessa que ides fazer?

Nov./Asp.:

Sim, pensei e quero ser Escuteiro.

Chefe:

Confiando na vossa lealdade, podeis fazer Promessa.

Neste momento avançam as bandeiras. Os novos Escuteiros, perfilados, estendem o braço esquerdo sobre as bandeiras e fazem com a mão direita, o sinal escutista (saudação) e dizem:

Nov./Asp.: Prometo, pela minha honra e com a graça de Deus, Fazer todo o possível por:

  1. Cumprir os meus deveres para com Deus, a Igreja e a Pátria;
  2. Auxiliar os meus semelhantes em todas as circunstâncias;
  3. Obedecer à Lei do Escuta.

Assistente: Segurando na mão um dos lenços, diz:

Recebe esta insígnia de cor verde, símbolo na Natureza e da esperança que todos colocam em ti. Está "Sempre Alerta" e sê fiel ao teu compromisso.

Exploradores:

Ámen.

O Assistente fará a imposição do lenço a cada um dos Exploradores. No caso de serem muitos, a equipa de animação poderá ajudar, impondo, também eles, os lenços aos Exploradores

Chefe:

Enquanto decorre a imposição dos lenços são chamados os Padrinhos e Madrinhas dos Exploradores.

Os Padrinhos e Madrinhas colocam o beret sobre a cabeça do seu afilhado, a mão direita sobre o ombro direita e repetem:

Em nome de Deus,

Santa Maria de Belém e S. Jorge, eu testemunho a tua Promessa de Escuteiro e prometo proteger-te como tal.

Os padrinhos e madrinhas regressam ao seu lugar.

Chefe:

Reconheceis que o Movimento Escutista é uma Fraternidade Mundial e que, ao entrardes para ela, vos tornais amigos e irmãos dos Escuteiros de todo o mundo?

Explorador:

Sim, estou.

Chefe:

Pois bem, pela vossa fidelidade à Promessa, honrai sempre esta Fraternidade, vivendo como Jesus Cristo ensinou «amai-vos uns aos outros como Eu vos amei».

Cumprimenta cada um dos novos Exploradores dizendo:

Desde este momento, fazes parte da grande família dos Exploradores do CNE.

Os novos Exploradores virados para a assembleia fazem a saudação escutista, voltando de seguida aos seus lugares.
 
 
Investidura de Guias de Patrulha- Cerimonial

Introdução
Reunida toda a Unidade na Sede ou no campo, o Chefe fará ler a parte da Ordem de Serviço do Agrupamento sobre a nomeação de Guias/Chefes de Equipa. Ao ouvir(em) o seu nome, o(s) Escuteiro(s) responde(m) com a sua Divisa e avança(m) para junto do Chefe, saudando-o. O Chefe corresponde à saudação. Depois poderá mandar ler o texto de B.P. dirigido aos Guias de Patrulha, como se segue:

Chefe (que leu a Ordem de Serviço)

Uma palavra aos Guias de Patrulha
«Quero que vós, Guias de Patrulha, instruais as vossas Patrulhas inteiramente por vossa iniciativa, porque vos é possível conquistar cada um dos jovens da Patrulha e fazer dele um Homem bom. De nada serve terdes um ou dois jovens excelentes, se o resto não presta para nada. Deveis procurar torná-los a todos razoavelmente bons.
O meio mais eficaz para conseguir é o vosso próprio exemplo, porque, o que vós mesmo fizerdes, os vossos Escuteiros farão também.
Mostrai-lhes que sabeis cumprir ordens, quer vos sejam dadas verbalmente, quer sejam impressas ou escritas, e que as executais, quer o vosso Chefe esteja presente, quer não. Mostrai-lhes que podeis alcançar distintivos de especialidades, e os vossos jovens irão atrás de vós sem precisardes de os convencer. Mas lembrai-vos de que os haveis de guiar e não empurrar».
Baden-Powell

Chefe: Por estas ou outras palavras e no plural, se for caso disso, dirá:
A vossa escolha e esta investidura são sinal do reconhecimento da vossa capacidade, mas significam também maiores responsabilidades que vos são confiadas. Qual é a vossa missão?

Guia:
· Esforçar-me pelo meu progresso pessoal, para estar em condições de melhor servir a minha Patrulha.
· Ser, em todas as circunstâncias, o melhor amigo de cada elemento.
· Ajudar cada um no desempenho do seu cargo e no seu próprio progresso.
· Dinamizar a Patrulha para a participação nos projectos da Unidade.
· Ser fiel à minha Patrulha no respeito dos Princípios, Lei, Promessa e normas do Corpo Nacional de Escutas e da 2ª secção.
· Imitar S. Jorge que fez a opção pelo bem na aventura da vida.

Chefe: Confiando na vossa lealdade, convido-vos a fazer o vosso compromisso de Guia.
Guia: (Individualmente ou por grupos)
Eu, __________ (nome), tendo sido nomeado(a) Guia da Patrulha _________________ (nome), recordando a minha Promessa de Escuteiro, comprometo-me a procurar, com a ajuda de Deus, honrar a confiança que esta nomeação implica.
Chefe: Entrega a bandeirola e insígnias de função e cumprimenta cada um.

Assistente: Rezemos todos por estes Escuteiros que aceitaram as novas responsabilidades de Guias.
Dai, Senhor, prudência e fortaleza aqueles que chamastes a servir, a fim de que, vivendo na alegria a sua missão, possam também eles crescer na Vossa amizade. Por nosso Senhor Jesus Cristo...
Ámen.

No final, todos regressam ao seu lugar.