Sinpro - SP on line

voltar


Edição nº 108 - 24/2/2006


Os blogs na sala de aula
Cresce o uso da ferramenta para uso pedagógico

 

Por Priscilla Brossi Gutierre

 

Contar os “causos” e fatos interessantes da história rendeu a Escola EB 2,3 D. Pedro IV, em Portugal, um prêmio até então inédito. Curiosidades da História foi considerado o melhor blog feito por uma escola na primeira edição do Blopes, premiação dos melhores blogs em português e espanhol na área de educação. Além dele, Outro Olhar, também de Portugal, venceu como melhor blog feito por um professor. Esses são, no entanto, apenas alguns resultados já apurados. Em março, será escolhido o melhor blog de educação de 2005. Mais importante do que o resultado em si, o prêmio colocou em debate o uso de blogs para fins educativos. Estudos e pesquisas vêm mapeando esse processo e dão conta da elevação do número de diferentes tipos de experiências.

Blog, abreviatura do termo em inglês weblogs, tem como características a facilidade em que podem ser criados, editados e publicados. Em geral, expressam relatos pessoais, idéias e sentimentos do autor, sobre os mais diversos assuntos e áreas. O uso para fins pedagógicos, no entanto, começou a ganhar destaque na blogosfera anglo-saxônica, como aponta a pesquisadora Tiscar Lara, em artigo para revista eletrônica espanhola Telos. Ela cita o portal britânico Schollblogs.com e o americano Education Bloggers Network como experiências pioneiras.

Hoje, o crescimento no uso dessa ferramenta é significativo em vários países. No Brasil, a situação não é diferente, mas talvez num ritmo menos acelerado. “O uso pedagógico do blog evoluiu de algumas iniciativas isoladas para um crescimento constante e significativo no país, nestes dois últimos anos. Ainda assim, é pequeno o número de escolas e professores que utiliza blogs”, constata Suzana Gutierrez, pesquisadora da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, que mantém o Gutierrez/Su onde registra os projetos e experiências. Seu blog foi um dos indicados do Blopes 2005 na categoria “melhor serviço ou programa ao serviço da educação”.

Contribuições para o ensino e aprendizagem
A possibilidade da criação coletiva e a aproximação de alunos e professores são apontadas como as principais contribuições que os blogs podem trazer para o processo de ensino e aprendizagem. “São aplicativos fáceis de usar que promovem o exercício da expressão criadora, do diálogo entre textos, da colaboração”, explica Suzana Gutierrez, da UFRGS. “Blogs possuem historicidade, preservam a construção e não apenas o produto (arquivos); são publicações dinâmicas que favorecem a formação de redes”, completa.

Sônia Bertocchi, pesquisadora do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (CENPEC) e coordenadora do Núcleo de Interatividade do Portal Educarede, explica que os blogs permitem o desenvolvimento de tarefas em equipe. “O trabalho pedagógico com a ferramenta privilegia interatividade, autoria, autonomia, registro e protagonismo”, completa a pesquisadora que mantém o Lousa Digital, espaço de reflexão coletiva sobre o uso pedagógico da internet, também entre os indicados ao Blopes.

Vidas Secas – da ficção à realidade é uma experiência bem-sucedida desse processo. Desenvolvido no Colégio Pe. Colbachini sob coordenação da professora de português Marli Fiorentin, o blog fez uma ponte entre a seca que atingiu o Rio Grande do Sul, a realidade nordestina e ficção, através de obras literárias como o livro Vidas Secas. Os textos, ora escritos pela professore ora escritos pelos alunos, receberam comentários, tornaram-se, portanto, obra coletiva como resultado direto da troca de experiências. O projeto ficou em 4º lugar no Blopes na categoria “escola”.

Debate intenso
Se, em números, as experiências com blogs educacionais ainda não tão expressivas, a discussão em torno deles é intensa na blogosfera brasileira. Um rápido passeio pela rede mostra isso. Em
Relatos de Experiências, o visitante acompanha projetos realizados em escolas públicas usando tecnologias. Projetos Colaborativos traz, além de relatos, notícias e dicas para os educadores e interessados. Oficina de Educação dá sugestões de sites e blogs que podem ajudar o trabalho do professor. Aprendente coloca em debate o uso de blogs na educação. E esses são apenas alguns exemplos.

O debate parece estar apenas começando.

 

Leia mais
  • Cresce o uso da ferramenta para uso pedagógico
  • Saiba mais sobre os blogs educacionais
  • Conte a sua experiência
  • http://www.sinprosp.org.br/especiais.asp?especial=108&materia=287