USADO IMPORTADO DA SEMANA - ASTRA 95


Capa da revista Quatro-Rodas em dezembro de 1994, o Chevrolet Astra era sucesso de vendas na Europa, com a marca Opel. No Brasil chegaria já no começo de 1995 e como um autêntico Chevrolet, o modelo realmente impressionava pelo espaço interno, conjunto mecânico confiável e um preço atraente (na época mais barato que o Fiat Tipo que tinha motorização 1.6).

 

  Relato do dono

  Meu nome é José Augusto, sou de São Paulo capital, tenho um Chevrolet Astra 95 importado (o alemão) e gostaria de contar minhas experiências com ele ao site Geral Automotiva.Comprei o carro em 2002, dei na troca o meu Kadett 91 e para o restante do valor financiei em 24 vezes, o valor do carro á vista na época era de R$ 10.500.

 Durante os primeiros meses realmente o carro encantava pelo desempenho, mesmo sendo 2.0 e o meu anterior também ter sido 2.0 a diferença de desempenho era incrível, o carro tem uma arrancada muito forte e a relação peso x potência talvez ajuda bastante neste sentindo, o fator importante para o desempenho é o fato da suspensão ser baixa o quê aumenta muito a estabilidade do veículo em alta velocidade.



 Nos quatro primeiros anos mantive toda a manutenção preventiva em dia, assim como caprichava na limpeza e na troca dos pneus e lavagem do estofamento, após o quarto ano tive um problema financeiro e simplesmente não pude gastar em nada com o carro (somente gasolina) e assim foi por cerca de 2 anos, sem troca de óleos ou revisão no motor, simplesmente andando do jeito que estava, o carro simplesmente resistiu sem problemas, após a o período de dois anos tive uma folga financeira e coloquei o carro para fazer uma revisão, eu imaginei que teria que desembolsar uma fortuna, mas realizaram trocas de alguns itens em especial as pastilhas de freio e o gasto total foi de R$ 700,00 reais, e o desempenho do carro ficou ainda melhor, para quem gosta do desing do carro e quer um carro na faixa de R$ 10 mil, eu recomendo este modelo com toda certeza.

 



  Os pontos que tenho a destacar neste carro são:

  Positivos:

 - Baixo custo de manutenção mecânica

 - Conforto

 -  Desempenho e Segurança (alguns modelos já vêm com Airbag)

 

 Negativos:

- Dificuldade para encontrar peças exclusivas do modelo (como grade dianteira, retrovisores e etc)

- Suspensão baixa (bate facilmente nos buracos e tem que ter cuidado redobrado),

- Ano (só foi importando para o Brasil em 95 e 96, e isso é ruim para quem gostaria de um carro com menos tempo de uso)

 


 Agradecemos ao leitor! Abaixo ficha técnica do Astra 95

 Ficha técnica

 Motor: 2.0 MPFI

 Diâmetro x curso: 86,0 x 86,0 mm

 Cilindrada: 1998 cm³

 Taxa de compressão: 9,2:1

 Potência: 116 cv a 5200 rpm

Potência específica: 58,05 cv/litro

Torque: 17,3 kgfm a 2800 rpm

Carroceria: Monobloco, hactback, 5 portas, 5 ocupantes.

Tanque: 52 litros

Porta-malas: 329 litros

Carga total: 495 kg

Peso: 1106 kg

Eixo dianteiro: 677 kg

Eixo traseiro: 429 kg

Peso/potência 9,5 kg/cv

Suspensão

Dianteira: Independente, McPherson, com barra de torção, mola linear cônica e amortecedores a gás.

Traseira: Semi-independente, com eixo de torção, mola progressiva tipo barril (pig-tail end) e amortecedores a gás.

Freios

Servo-assistidos, com discos ventilados na dianteira e tambor na traseira

Direção

Hidráulica, tipo pinhão e cremalheira. Diâmetro de giro de parede a parede: 10,5 m.

Equipamentos de série (principais)

- Direção hidráulica

- Vidros verdes com pára-brisas degradê

- Fiação para som

- Antena elétrica

- Cintos de segurança de três pontos dianteiros e laterais traseiros com regulagem de altura

- Barras de proteção laterais nas 4 portas


 O modelo pode ser encontrado em revendas a partir de R$ 8.000 e chegando até cerca de R$ 13.000. 


Comments