VOCABULÁRIO


O que é necessário saber para compreender as transmissões do Eurosport 2

AAMI STADIUM: também conhecido por Football Park, é o principal estádio da cidade de Adelaide e é usado pelo Adelaide Crows e pelo Port Adelaide Power para os seus jogos em casa. Foi construído nos anos setenta pela South Australian National Football League, cuja grand final se disputa no recinto.

ANTI-FOOTBALL: estilo de jogo defensivo, cujo principal objectivo é impedir que o adversário marque pontos.

AURORA STADIUM: também conhecido por York Park, é um estádio situado em Launceston, Tasmânia, onde o Hawthorn disputa alguns dos seus jogos em casa. Na época de 2008, o Hawthorn jogará quatro vezes no Aurora Stadium. 

B

BACK POCKET: a área situada entre a linha de 50 metros e a baliza defendida por uma equipa.

BALL-UP: método de repor a bola em jogo atirando-a com força contra o solo, de modo a que ressalte bem alto. É feito por um field umpire, no centro do terreno após a marcação de um golo ou no local em que um jogador placado legalmente não tiver tido oportunidade de se desfazer da bola (ver holding the ball). 

BANNER: bandeira em papel, de grandes dimensões, que é mantida na vertical por mastros existentes de ambos os lados e segurados por adeptos. É colocada dentro do terreno e destina-se a ser atravessada pelos jogadores, que a rasgam. Contém dizeres e imagens, por vezes humorísticas, por vezes mais solenes, geralmente relativas ao clube, um ou mais jogadores ou aos adversários. O longo tempo gasto na preparação das efémeras banners é testemunho da devoção dos barrackers.

BARRACK: (verbo) - torcer por uma equipa. 

BARRACKER: adepto. 

BEHIND: marca-se um behind, que vale um ponto, quando: 1) a bola, impulsionada com o pé ou com a mão ou qualquer outra parte do corpo, passa entre um poste central e um poste lateral, sem tocar neste; 2) a bola bate num dos postes centrais; 3) a bola, jogada em último lugar por um jogador da equipa que defende, passa entre os postes centrais ou entre um poste central e um poste lateral, sem tocar neste - rushed behind; 4) a bola, jogada por um atacante sem ser com o pé, passa entre os postes centrais.

BEHIND POSTS: os dois postes laterais, mais baixos. 

BLOCKBUSTER: qualquer jogo disputado por duas das seguintes equipas: Carlton Blues, Collingwood Magpies, Essendon Bombers e Richmond Tigers. 

BOUNDARY UMPIRE: fiscal de linha; tem a seu cargo assinalar a saída da bola do terreno de jogo, entregar a bola a um field umpire após a marcação de um goal e repor a bola em jogo quanto esta vai para fora (excepto em caso de out of bounds on the full), colocando-se de costas para o campo e atirando a bola por cima da cabeça.

BROWNLOW MEDAL: medalha atribuída anualmente ao jogador considerado o "best and fairest", o "melhor e mais correcto", da AFL, com base nas notas atribuídas pelos árbitros ao longo das 22 jornadas da home and away season.  Após cada jogo, os três field umpires votam nos três jogadores que consideraram os "melhores e mais correctos". O jogador que for considerado o melhor recebe três pontos, o segundo dois e o terceiro três. No final da época os votos são contados num espectáculo transmitido pela televisão. Algumas infracções disciplinares  impedem o jogador visado de ganhar a medalha, independentemente dos votos que obtiver.

C


CALL (the game):
(verbo) relatar o jogo.

CALLER: quem relata o jogo.

CENTRE SQUARE: área quadrangular existente no centro do terreno de jogo; foi introduzida para limitar o número de jogadores presentes naquela área do terreno durante as reposições de bola em jogo após a marcação de um goal ou no início de cada quarto.

CHAMPAGNE FOOTBALL: jogo ofensivo e espectacular.

CHAMPION: jogador de grande qualidade, independentemente do clube pelo qual actua ter vencido campeonatos ou ter tido sempre lugar marcado no fundo da tabela.

CHEER SQUAD: grupos organizados de adeptos, que ocupam os lugares logo atrás das balizas. Constroem as banners que os jogadores atravessam no início do jogo; equivalem às claques ou torcidas organizadas.

CONTESTED MARK: mark em que o jogador que agarra a bola tem que disputá-la com adversários.

D

DECK: o campo.

DERBY: jogos entre as equipas do Fremantle Dockers e do West Coast Eagles. 

DOCKLANDS STADIUM: também conhecido por Etihad Stadium ou Telstra Dome, é um estádio em Melbourne, onde Carlton (em parte), Essendon, North Melbourne, St. Kilda e os Bulldogs disputam os seus jogos em casa.

DROP PUNT: o pontapé mais comum no futebol australiano, consiste em deixar cair a bola a um ângulo de cerca de 45 graus e pontapeá-la antes que toque no chão. 

E

EIGHT: 1) durante a home and away season, os clubes que ocupam os oito primeiros lugares da classificação, que dão acesso à fase final; 2) em geral, os oito clubes que se apuraram para a fase final.

ELIMINATION FINALS: nome dado a dois jogos, disputados na primeira semana das finals entre o quinto e o oitavo (First Elimination Final) e o sexto e o sétimo (Second Elimination Final) classificados, em casa do quinto e do sexto. Os vencedores apuram-se para as semi-finals e os vencidos são eliminados da competição.

ETIHAD STADIUM: ver Docklands Stadium.

F

FIELD UMPIRE: árbitro; na AFL há 3 por jogo, número que se reduz para 2 ou mesmo 1 nos níveis inferiores do desporto; têm por missão assinalar as faltas, elaborar reports e repor a bola em jogo após golos ou após interrupção do jogo por "bola presa".

FIFTY (50) METER LINE: linha curva que dista 50 metros de uma baliza e vai de um lado ao outro do campo. Costuma ter pelo menos um "50" desenhado ao longo do seu comprimento. Na época de 2008, esse "50" foi substituído por um "150", para assinalar os 150 anos do desporto. 

FINALS: fase final ou finais - série de nove jogos que dura quatro semanas, disputando-se quatro partidas na primeira, duas na segunda e na terceira e uma na quarta, que culmina na Grand Final, e para a qual se apuram os oito primeiros classificados da home and away season.

FLAG: título de campeão; durante décadas os vencedores das competições de futebol australiano eram recompensados apenas com uma enorme bandeira (normalmente triangular), que proclamava o seu triunfo e que podiam manter hasteada sobre o seu campo na época seguinte; esta prática levou a que "flag" adquirisse o significado de "título de campeão", em sentido figurado; "to win the flag" significa vencer o campeoanto, alcançando o título de premier.

FLOGGER: acessório usado pelos adeptos, que consiste num mastro ao qual estão presas fitas nas cores do clube, de modo a formar uma espécie de "pom-pom" gigante. São usados pelas cheer squads e podem ser vistos atrás das balizas, sendo agitados na vertical sempre que a equipa marca golo ou que o adversário remata à baliza (para o desconcentrar).

FLOOD: técnica que consiste em concentrar jogadores numa área do terreno, para dificultar a progressão da bola e diminuir a velocidade do jogo; é uma espécie de anti-football.

FOOTY: 1) o futebol australiano; 2) a bola usada no futebol australiano.

FORWARD POCKET ou FORWARD 50: a área situada entre a linha de 50 metros e a baliza defendida pelo adversário.

FREE-KICK: pontapé livre, concedido após uma falta ou um mark; em princípio, deve ser marcado pelo jogador que sofreu a falta.

G

GABBA, The: estádio situado na cidade de Brisbane, "casa" dos Brisbane Lions. 

GOAL: 1) golo, vale seis pontos e é marcado quando a bola, pontapeada por um jogador atacante, passa entre os dois goal posts sem ser tocada por outro jogador e sem tocar num poste. 2) baliza; ao contrário  do que sucede noutros desportos, a baliza de uma equipa é aquela que a mesma ataca e não a que defende.

GOAL POSTS: os dois postes centrais, mais altos. 

GOAL SQUARE: "pequena área" existente à frente de cada uma das balizas, cuja largura corresponde à dos goal posts e cujo comprimento é de nove metros.

GOAL UMPIRE: juiz de baliza, existindo dois, que se posicionam cada um atrás de sua baliza; cabe-lhes decidir se foi marcado goal ou behind, devendo indicá-lo apontando com um braço (behind) ou com os dois (goal) e depois agitando uma (behind) ou duas (goal) bandeiras, para sinalizar ao outro goal umpire o que foi assinalado. No final do jogo os dois goal umpires comparam as suas notas para ver se os resultados  que apontaram coincidem.

GRAND FINAL: último jogo da época, que define o campeão ou premier. É disputado pelos vencedores das duas preliminary finals, no Melbourne Cricket Ground. 

GRAND FINAL PARADE: desfile realizado em Melbourne na semana que antecede a Grand Final e no qual participam ambas as equipas finalistas; é uma das grandes tradições da V/AFL.

GREAT SOUTHERN STAND: bancada do Melbourne Cricket Ground, que ladeia a metade sul do terreno de jogo.

H

HANDBALL: passe à mão, que deve ser feito segurando a bola com uma mão e socando-a com a outra; é ilegal atirar a bola ao ar antes de a socar.

HIGH MARK: mark obtido em condições que obrigam o jogador a saltar para apanhar a bola. É uma das jogadas mais apreciadas no futebol australiano, quando vários jogadores disputam o mark

HOLDING THE BALL: falta que consiste em um jogador, quando carregado legalmente por um adversário, não se desfazer imediatamente da bola. Esta regra é muito importante, pois limita as interrupções do jogo e assegura que ele continue a bom ritmo. Se o jogador não conseguir, sem culpa sua, desfazer-se da bola e esta ficar presa por baixo ou entre os jogadores, o árbitro interrompe a partida, para a recomeçar com um ball-up.

HOME AND AWAY SEASON: época regular, composta por 22 jornadas; cada clube defronta sete adversários duas vezes e oito uma vez. Teoricamente, o número de vezes que cada clube joga contra cada um dos restantes deveria equilibrar-se ao longo dos anos; no entanto, isso não sucede, pois os maiores confrontos, incluindo os jogos entre Essendon, Collingwood, Carlton e Richmond, em Melbourne, Port Adelaide e Adelaide Crows, em Adelaide ou West Coast e Fremantle, em Perth, disputam-se sempre duas vezes em todas as épocas. Cada vitória vale 4 pontos, cada empate 2 e as derrotas não dão direito a pontos. Se duas equipas tiverem o mesmo número de pontos o desempate é feito pelas respectivas percentages.

I

INSIDE 50: jogada em que uma equipa tem a posse da bola para lá da linha de 50 metros defendida pelo adversário. Uma vez que uma bola bem pontapeada costuma percorrer mais de 50 metros, um "inside 50" é considerado como uma oportunidade de golo.

INTERCHANGE: 1) substituição de jogadores, que pode ser feita a qualquer momento, sem limite de número de substituições e podendo o substituído voltar posteriormente ao campo; 2) jogador que começa o jogo no banco de suplentes (quatro por equipa).

INTERFERENCE: falta que consiste em impedir ou obstruir a movimentação do adversário.

K

KICK: 1) pontapé; o pontapé mais usado no futebol australiano é o drop punt; 2) sinónimo de golo, quando se refere à diferença de pontuação entre duas equipas durante um jogo; por exemplo, se uma equipa tem 6 pontos de vantagem, diz-se que está "one kick" ou "one straight kick" à frente no marcador.

KICK-IN ou KICK-OUT: pontapé de reposição da bola em jogo, efectuado por um membro da equipa que defende, após a marcação de um behind (incluindo poster); a bola deve ser pontapeada dentro da "pequena área" existente à frente dos postes centrais; o jogador pode optar por não pontapear e seguir com a bola nas mãos.

L

LADDER: tabela classificativa.

LEAD: 1) desmarcação; 2) jogador que se desmarca- diz-se que um jogador é um bom "lead" quando ele sabe desmarcar-se com facilidade e eficácia.

M

MAJOR SCORE ou MAJOR: o mesmo que goal.

MANUKA OVAL: estádio da cidade de Canberra. Até 2009 o Melbourne e os Footscray/ Western Bulldogs jogarão um jogo "em casa" neste estádio cada um.

MARGIN: diferença de pontuação entre as duas equipas, durante ou no fim do jogo; exemplo: num jogo em que o resultado for 11.11(77) a 10.10(70) a "margin" foi de 7 pontos.

MARK: jogada em que a bola percorre pelo menos quinze metros após ser pontapeada por um jogador e é agarrada por outro sem tocar no chão e sem ter sido entretanto jogada por um companheiro ou adversário. O jogador que obtém um "mark" tem direito a um pontapé livre. 

MELBOURNE CRICKET GROUND ou MCG: estádio situado na cidade de Melbourne, considerado a "casa do futebol australiano", no qual se disputa a grand final. É propriedade do Melbourne Cricket Club e durante várias décadas foi usado pelo Melbourne FC para os seus jogos em casa. No final dos anos 60 o Richmond também passou a fazer dele a sua casa, no que é hoje acompanhado pelo Collingwood, Hawthorn (em parte) e Carlton (em parte).

MEMBERS STAND: bancada do Melbourne Cricket Ground onde se sentam os sócios do Melbourne Cricket Club e do Melbourne Football Club; hoje faz parte de uma bancada maior, construída para os "Commonwealth Games" de 2006.

MINOR PREMIER: clube que ocupa o primeiro lugar na classificação no final da home and away season; não equivale a título de campeão; o "MacLelland Trophy" é atribuído ao minor premier da AFL.

MINOR SCORE ou MINOR: o mesmo que behind.

O

OLYMPIC STAND: bancada do Melbourne Cricket Ground ; hoje faz parte de uma bancada maior, construída para os "Commonwealth Games" de 2006.

OFF THE DECK: jogar a bola quando ela está no chão (ver soccer).

OUT OF BOUNDS ON THE FULL: diz-se da jogada em que um dos jogadores pontapeia a bola e esta sai do terreno de jogo (sem ser golo ou behind) sem tocar no chão ou noutro jogador; a bola é reposta em jogo pela equipa adversária, através de um pontapé livre.

P

PACK: grupo de jogadores que disputa a posse da bola. 

PALM: passe à mão que se faz dando-lhe uma palmada na direcção do solo. 

PAY: diz-se da acção do árbitro ao assinalar mark ou free-kick: "pay a mark" (assinalar um mark), "pay a free-kick" (assinalar pontapé livre).

PERCENTAGE: relação entre os pontos (goals+behinds) marcados e os pontos sofridos, em que aqueles aparecem como uma percentagem destes. Exemplos: uma equipa que tenha marcado 120 pontos e sofrido 100 terá uma percentagem de 120%; já uma equipa que tenha marcado 90 pontos e sofrido 120 terá uma percentagem de 75%. A "percentage" é o critério de desempate quando duas equipas têm o mesmo número de pontos.

PLAY ON: jogada em que, após ter obtido um mark, o jogador opta por não marcar o pontapé livre e continua a jogada, correndo com a bola ou passando-a, à mão, para um companheiro; se o jogador optar pelo pontapé livre, mas demorar demasiado tempo a recolocar a bola em jogo, o field umpire pode ordenar o "play on". 

PONSFORD STAND: bancada do Melbourne Cricket Ground ; hoje faz parte de uma bancada maior, construída para os "Commonwealth Games" de 2006.

POSTER: diz-se da jogada em que a bola bate num dos postes centrais, o que vale um behind, mesmo que a bola ressalte para dentro do campo ou passe entre os postes centrais.

PRELIMINARY FINALS: nome dado a dois jogos, disputados na terceira semana das finals entre o vencedor da First Qualifying Final e o vencedor da First Semi-Final (First Preliminary Final) e o vencedor da Second Qualifying Final e o vencedor Second Semi-Final (Second Preliminary Final), em casa dos vencedores das Qualifying Finals. Os vencedores apuram-se para a grand final e os vencidos são eliminados da competição.

PREMIER: clube que vence a Grand Final; campeão. 

PREMIERSHIP SEASON: uma época completa da AFL, incluindo a home and away season e as finais.

PUNT: remate em que a bola é pontapeada antes de chegar ao chão, após ter sido largada pelo jogador que a tem na sua posse.  

PUNT ROAD END: um dos "topos" do Melbourne Cricket Ground.

PUSH IN THE BACK: falta que consiste em carregar o adversário pelas costas. 

Q

QUALIFYING FINALS: nome dado a dois jogos, disputados na primeira semana das finals entre o primeiro e o quarto (First Qualifying Final) e o segundo e o terceiro (Second Qualifying Final) classificados, em casa do primeiro e do segundo. Os vencedores apuram-se para as preliminary finals, folgando assim na segunda semana das finals, e os vencidos disputam, naquela semana, as semi-finals, contra os vencedores das elimination finals.

QUARTER: parte ou quarto - cada jogo tem quatro partes ou quartos, separados por intervalos. O intervalo maior ocorre entre a segunda e a terceira parte e é o único em que as equipas abandonam o terreno de jogo e voltam aos balneários. Na AFL cada quarto dura 20 minutos. 

R

REPORT: participação disciplinar; uma vez que os jogadores não podem ser expulsos, as punições disciplinares ocorrem exclusivamente depois dos jogos, mediante os reports que os árbitros enviam aos órgãos disciplinares da liga, que devem depois decidir se o jogador é ou não castigado e qual a pena a aplicar.

RUCK: conjunto de três jogadores, chamados "ruckmen" ou "on-ballers", cuja missão é seguir a bola por todo o terreno e disputar as reposições de bola em jogo.

RUSHED BEHIND: behind resultante da introdução da bola na baliza por um elemento da equipa de defende; no futebol australiano não há "auto-golos", pelo que se marcará um rushed behind mesmo que a bola passe entre os goal posts; vale 1 ponto para a equipa atacante e é geralmente uma manobra defensiva de último recurso, destinada a evitar a marcação de um golo; a partir da época 2009 passou a ser proibido à equipa que defende marcar deliberadamente um rushed behind.

S

SCOREBOARD END: um dos "topos" do Melbourne Cricket Ground.

SEMI FINALS: nome dado a dois jogos, disputados na segunda semana das finals entre o derrotado da second qualifying final e o vencedor da second elimination final (First Semi Final) e o derrotado first qualifying final  e o vencedor da first elimination final (Second Semi Final), em casa dos derrotados das qualifying finals. Os vencedores apuram-se para as preliminary finals e os vencidos são eliminados da competição.

SHEPHERD: "pastorear" - jogada que consiste em carregar um adversário que não tem a posse da bola ou impedi-lo de progredir no terreno; é legal se o jogador visado não estiver a mais de cinco metros da bola.

SHIRTFRONT: carga frontal, geralmente feita com os ombros e as ancas.

SHOWDOWN: jogos entre as equipas do Adelaide Crows e do Port Adelaide Power.

SKILLED STADIUM: a "casa" do Geelong, tradicionalmente conhecido por Kardinia Park. 

SOCCER: (verbo); literalmente "futebolar", ou seja, rematar a bola quando esta está no chão (ver off the deck), como fazem os jogadores de futebol.

SNAP: diz-se da jogada em que um jogador recebe a bola sem estar enquadrado com a baliza e se volta e remata num só movimento. 

SPECKIE, SPECCY ou SPECKY: diminutivo de "spectacular mark", designa um "mark" que é especialmente digno de registo, geralmente ou porque um jogador salta a uma altura assinalável ou porque põe em risco a sua integridade física, demonstrando coragem. Um dos speccies mais famosos foi o de Alex Jesaulenko , jogador do Carlton, na grand final de 1970. Roy Cazaly, jogador dos anos 10 e 20 do século XX, destacou-se pelos seus inúmeros "marks" espectaculares, que inspiraram o grito "up there, Cazaly" (lá em cima, Cazaly), que ainda hoje é um dos "lemas" do futebol australiano, tendo sido inclusivamente usado, como inspiração, por soldados australianos em combate.

SPOIL: acção do jogador que impede um adversário de obter um mark, normalmente socando a bola para lá do seu alcance.

STADIUM AUSTRALIA: estádio construído para os Jogos Olímpicos de Sydney em 2000, acolhe alguns jogos do Sydney Swans.

STREAMER: fitas; as cheer squads costumam usar fitas nas cores do clube que apoiam, fixando-as geralmente a um mastro de modo a formar um "pom-pom" gigante chamado flogger, que abanam em movimentos na vertical sempre que a sua equipa marca um golo ou para tentar desconcentrar o adversário.

SUBIACO OVAL: o maior estádio da Austrália Ocidental, "casa" do Fremantle e do West Coast.

SYDNEY CRICKET GROUND ou SCG: estádio da cidade de Sydney, a "casa" tradicional do Sydney Swans.

T

TAG: 1) verbo: marcar homem a homem; 2) substantivo: jogador encarregado de marcar um adversário. 

TANK: (verbo); prática (ilegal) que consiste numa equipa mal classificada perder jogos de propósito para descer ainda mais na tabela classificativa - o objectivo desta prática é conseguir a prioridade nas escolhas do "draft" (recrutamento) da época seguinte, pois as equipas escolhem os jovens jogadores por ordem inversa à sua classificação no campeonato anterior.

TELSTRA DOME: ver Docklands Stadium.

TIME ON: tempo de descontos.

TIO STADIUM: também conhecido por Marrara Oval ou Football Park, este estádio fica na cidade de Darwin e é usado pelos Footscray/ Western Bulldogs para um jogo por época.

U

UNCONTESTED MARK: mark obtido por jogador que se encontra livre de marcação; geralmente, é nestes marks que o jogador opta por prescindir do livre e continua a jogada correndo com a bola e passando à mão.

W

WOODEN SPOON: diz-se que o último classificado após o final da home and away season "ganhou" a colher de pau, a "wooden spoon".

WOODEN SPOONER: último classificado.