CLUB SONGS - AFL

 


Para cantar a plenos pulmões

Na AFL os hinos dos clubes são uma parte imprescindível da sua identidade. No final de cada jogo é tocado o hino do vencedor, seja este a equipa da casa ou os visitantes.

Iremos em breve explicar as origens de cada hino.

ADELAIDE

Os corvos podem cantar que são o orgulho da Austrália do Sul, mas fazem-no ao som da música do Hino do Corpo de Fuzileiros dos EUA.

BRISBANE

Aquando da fusão com o Fitzroy foi adoptada uma nova letra e "herdada" a melodia do hino francês, a Marselhesa, há muito usada pelos Roy Boys na sua "club song".

CARLTON

A canção americana do final do século XIX "The Lily of Laguna" transforma-se em "We're the old dark navy blues" para dar um hino aos azuis de Melbourne.

COLLINGWOOD

O celebérrimo "Good old Collingwood forever", sempre cantado com fervor pelas massas alvinegras, utiliza a melodia da canção americana (da era da guerra hispano-americana) "Goodbye Dolly Gray".

ESSENDON

Os bombardeiros adoptaram a música da canção "Sunnyside Up".

FOOTSCRAY/ WESTERN BULLDOGS 

Os buldogues fizeram seu o velho cântico naval "Sons of the sea", transformando-o em "Sons of the 'Scray" e, a partir da mudança de nome, em "Sons of the West".

Para os mais tradicionalistas, aqui fica a versão original - "Sons of the Scray".

FREMANTLE

Um dos novos clubes da AFL, mas que optou por não encomendar um hino inédito, aproveitando antes a velha canção russa "Os Barqueiros do Volga".

GEELONG

Os gatos optaram por uma ária operática, a famosa ária do "Toreador" da Carmen de Bizet.

HAWTHORN

Mais um clube que usa uma melodia de origem americana, desta feita "The Yankee Doodle Boy", composta por George M. Cohan para a peça da Broadway "Little Johnny Jones".

MELBOURNE 

Os demónios adaptaram a canção "You're a grand old flag" para "It's a grand old flag", incorporando um verso da famosa canção escocesa "Auld lang syne".

NORTH MELBOURNE

Denominado "Join in the Chorus", o hino do NMFC usa a melodia de uma canção escocesa do início do século XX chamada "A wee Deoch and Doris".

PORT ADELAIDE

O PAFC optou por uma melodia inédita.

RICHMOND

Normalmente considerado a melhor "club song" da AFL, o hino dos tigres usa a música de "row, row, row", uma canção de um espectáculo musical.

ST KILDA

Os santos usam a melodia da famosa canção "When the Saints go marching in".

SYDNEY

Quanto aos cisnes, resolveram adoptar a "Notre Dame Victory March", o hino das equipas da Universidade de Notre Dame, de South Bend, Indiana, EUA.

WEST COAST

A canção "We're flying high" foi composta de propósito para ser o hino desta equipa da Austrália Ocidental.

E como este clube fez parte da VFL/ AFL por 100 épocas, fica também aqui o hino do Fitzroy...

E também o hino do clube com o qual o Fitzroy se fundiu, o Brisbane Bears...

...