Gênero: Anchietea

Carousel imageCarousel imageCarousel imageCarousel image
Nomes popularesNome científicoVerbena litoralis KunthVoucher34 Schwirkowski (MBM391809)SinônimosFamíliaVerbenaceaeTipoNativa, não endêmica do Brasil.DescriçãoCaracterísticaFloração / frutificaçãoDispersãoHabitatMata AtlânticaDistribuição geográficaSudeste (Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo), Sul (Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina)EtimologiaPropriedadesFitoquímicaFitoterapiaFitoeconomiaInjúriaComentáriosBibliografiaThode, V.; O'Leary, N. Verbena in Lista de Espécies da Flora do Brasil. Jardim Botânico do Rio de Janeiro. Disponível em: <http://reflora.jbrj.gov.br/jabot/floradobrasil/FB15209>. Acesso em: 06 Out. 2014
Carousel imageCarousel imageCarousel imageCarousel image
Nomes popularesErva-arame, verbenaNome científicoVerbena rigida Spreng.Voucher01 Schwirkowski (MBM391742)SinônimosVerbena bonariensis var. rigida (Spreng.) KuntzeVerbena doniana Steud.Verbena rigida var. glandulosa MoldenkeVerbena rigida var. obovata (Hayek) MoldenkeVerbena rigida var. reineckii (Briq.) MoldenkeVerbena rugosa D.DonVerbena scaberrima Cham.Verbena venosa Gillies & Hook. ex Hook.Verbena venosa var. reineckii Briq.FamíliaVerbenaceaeTipoNativa, não endêmica do BrasilDescriçãoErva ereta, com 15 a 60 cm de altura; caule pouco ramificado, quadrangular, áspero ao tato; folhas opostas decussadas, lanceoladas, serreadas a partir do primeiro terço da lâmina e aumentado o número de dentes para o ápice. Inflorescências terminais em espigas congestas que se reúnem em dicásios; flores de coloração violeta.CaracterísticaFloração / frutificaçãoFloresce na primavera e verão.DispersãoHabitatMata Atlântica, nas Formações Campestres.Distribuição geográficaSudeste (São Paulo), Sul (Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul)EtimologiaPropriedadesFitoquímicaFitoterapiaNa medicina popular esta espécie é utilizada contra diarréia.FitoeconomiaInjúriaComentáriosBibliografiaCatálogo de Plantas e Fungos do Brasil, volume 2 / [organização Rafaela Campostrini Forzza... et al.]. -Rio de Janeiro: Andrea Jakobsson Estúdio: Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro, 2010. 2.v. 830 p. il. Disponível em: <http://www.jbrj.gov.br/publica/livros_pdf/plantas_fungos_vol2.pdf>.CERVI, A. C. et al. Catálogo das Plantas Ruderais da Cidade de Curitiba, Paraná, Brasil. Estudos Preliminares III; Acta Biol. Par., Curitiba, 17(1, 2, 3, 4): 109-139. 1988. Disponível em: <http://ojs.c3sl.ufpr.br/ojs2/index.php/acta/article/view/804/645>.PLANTAS DA FLORESTA ATLÂNTICA. Editores Renato Stehmann et al. Rio de Janeiro: Jardim Botânico do Rio de Janeiro, 2009. 515p. Disponível em: <http://www.jbrj.gov.br/publica/livros_pdf/plantas_floresta_atlantica.zip>.SALIMENA, F.R.G., Thode, V., Mulgura, M., O'Leary, N. 2010. Verbenaceae in Lista de Espécies da Flora do Brasil. Jardim Botânico do Rio de Janeiro. (http://floradobrasil.jbrj.gov.br/2010/FB015214).VENDRUSCOLO, G. S.; SIMÕES, C. M. O.; MENTZ, L. A. Etnobotânica no Rio Grande do Sul: Análise Comparativa Entre o Conhecimento Original e Atual Sobre as Plantas Medicinais Nativas. Pesquisas, Botânica nº 56: 285-322, São Leopoldo: In: Instituto Anchietano de Pesquisas, 2005. Disponível em: <http://www.anchietano.unisinos.br/publicacoes/botanica/botanica56/botanica56.htm>.