Gênero: Phenax

Carousel imageCarousel image
Nomes popularesFura-parede, erva-de-sant’ana, quebra-pedra, parietáriaNome científicoPhenax sonneratii (Poir.) Weed.Voucher1040 Schwirkowski (MBM)SinônimosParietaria sonneratii Poir.Phenax vulgaris Wedd.FamíliaUrticaceaeTipoNativa, não endêmica do Brasil.DescriçãoSubarbustos 1-3 m alt. Ramos estriados, 1-3 mm diâm., hirsutos, entrenós de 0,5-1,5(-4,5) cm compr. Lâminas (2-)5,5-11,5 × 3-5 cm, lanceoladas a ovais ou elípticas; ápice agudo, acuminado ou obtuso; base arredondada, cordada ou cuneada; margem crenada-serreada; nervação actinódroma, 3 nervuras basais, 2 × 2(-3) pares de nervuras secundárias; glabras ou pubescentes, híspidas, lisas ou escabras; cistólitos puntiformes em ambas as faces; pecíolos 1,5-5(-7) cm compr., pubescentes; estípulas 5-8 mm compr., ovais, ápice acuminado, ferrugíneas, pubescentes, tricomas concentrados nas margens e nervuras. Glomérulos axilares, sésseis, 9-11 mm diâm; brácteas 1,2-2,5 mm compr., obovais ou suborbiculares, pubérulas, ferrugíneas, membranáceas, imbricadas; flores estaminadas 3-3,5 mm compr.; lóbulos 1-1,5 mm compr., convexos, largamente apiculados; filetes conados na base, dobrados no botão, deiscência explosiva na antese; flores pistiladas 1-1,5 mm compr., protegidas por brácteas conadas; estilete lateral, filiforme, 3-4 vezes mais longo que o ovário. Aquênios 1,5-2 mm, ovais, assimétricos, verrugosos, pubérulos. Sementes 0,7-1 mm. (ROMANIUC NETO, 2009, p.8).CaracterísticaFloração / frutificaçãoEncontrada florescendo no mês de setembro.DispersãoHabitatMata Atlântica, na Floresta Ombrófila Densa e Mista, Floresta Estacional Semidecidual e Formações Campestres.Distribuição geográficaNordeste (Pernambuco, Bahia, Alagoas), Centro-Oeste, Sudeste (Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro), Sul(Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul) (ROMANIUC NETO, 2010).EtimologiaPropriedadesFitoquímicaFitoterapiaPossui aplicações na medicina caseira.FitoeconomiaInjúriaPlanta daninha infestante de terrenos baldios, beira de estradas e pomares domésticos.ComentáriosBibliografiaCatálogo de Plantas e Fungos do Brasil, volume 2 / [organização Rafaela Campostrini Forzza... et al.]. - Rio de Janeiro: Andrea Jakobsson Estúdio: Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro, 2010. 2.v. 830 p. il. Disponível em: <http://www.jbrj.gov.br/publica/livros_pdf/plantas_fungos_vol2.pdf>.LORENZI, H. Plantas Daninhas do Brasil: Terrestres, Aquáticas, Parasitas e Tóxicas. Instituto Plantarum. Nova Odessa, SP, 4ª ed. 2008. 672p. il.PLANTAS DA FLORESTA ATLÂNTICA. Editores Renato Stehmann et al. Rio de Janeiro: Jardim Botânico do Rio de Janeiro, 2009. 515p. Disponível em: <http://www.jbrj.gov.br/publica/livros_pdf/plantas_floresta_atlantica.zip>.ROMANIUC NETO, S.; GAGLIOTI, A. L.; GUIDO, B. M. O. Urticaceae Juss. do Parque Estadual das Fontes do Ipiranga, São Paulo, SP, Brasil. Hoehnea 36(1): 193-205, 1 fig., 2009. Disponível em: <http://www.ibot.sp.gov.br/publicacoes/hoehnea/vol36/hoehnea_36_1_t_11.pdf>.ROMANIUC NETO, S., Gaglioti, A.L. 2010. Urticaceae in Lista de Espécies da Flora do Brasil. Jardim Botânico do Rio de Janeiro. (http://floradobrasil.jbrj.gov.br/2010/FB015058).