Solanum corymbiflorum - Baga-de-veado

Nomes populares

Baga-de-veado

Nome científico

Solanum corymbiflorum (Sendtn.) Bohs

Voucher

726 Schwirkowski (MBM)

Sinônimos

Cyphomandra corymbiflora Sendtn.

Família

Solanaceae

Tipo

Nativa, não endêmica do Brasil.

Descrição

Arbustos ou arvoretas de 0,8-1,5 m de altura, inermes. Lâmina foliar inteira, de consistência membranácea, com 2,4-24,8 cm de comprimento e 1,6- 17,9 cm de largura, ovalada, de ápice acuminado e base cordada; superfície adaxial com tricomas simples distribuídos de forma uniforme na lâmina ou mais abundantes sobre as nervuras e tricomas glandulares geralmente mais abundantes nas regiões internervais; superfície abaxial, revestida apenas por tricomas simples, ou por tricomas simples e glandulares ou mais raramente por tricomas simples, dendríticos e glandulares; pecíolo de 1,4-14,3 cm de comprimento, com tricomas simples e glandulares ou mais raramente, tricomas simples, dendríticos e glandulares. Inflorescências ramificadas, flores pediceladas; pedúnculos de 2,1-10,0 cm de comprimento, ráquis em número de 2 a 5, com 1-16 cm de comprimento; pedicelos de 0,3-3,1 cm de comprimento. Pedúnculo, ráquis e pedicelos com tricomas simples e glandulares. Cálice rotado, com diâmetro de 1,0-1,5 cm, revestido por tricomas simples e glandulares nas faces adaxial e abaxial ou apenas na abaxial; lacínias com 0,2- 1,1 cm de comprimento e 0,15-0,40 cm de largura. Corola rotada, de coloração branca ou em diferentes tonalidades de lilás; glabra na face adaxial e com tricomas simples e glandulares na face abaxial; lobos com 0,8-2,0 cm de comprimento e 0,20-1,05 cm de largura. Filetes com 0,10-0,15 cm de comprimento; anteras atenuadas, de 0,4-0,8 cm de altura, diâmetro basal de 0,15-0,30 cm e diâmetro apical de 0,1-0,2 cm, com deiscência voltada para cima ou para a face adaxial. Ovário ovóide, de 0,2-0,4 cm de altura e 0,15-0,3 cm de diâmetro, revestido de tricomas simples e glandulares; estilete cilíndrico com 0,5-0,8 cm de comprimento, dotado de tricomas simples apenas na porção basal; estigma clavado ou truncado. Fruto elipsóide à globoso, agudo, obtusoou arredondado no ápice, com até 6,5 cm de altura e até 3 cm de diâmetro. (SOARES, 2006).

Característica

Floração / frutificação

Dispersão

Habitat

Mata Atlântica.

Distribuição geográfica

Sul (Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina). (STEHMANN, 2015).

Etimologia

Propriedades

Fitoquímica

Fitoterapia

Fitoeconomia

Injúria

Comentários

Bibliografia

SOARES, E. L. C.; MENTZ, L. A. As Espécies de Solanum Subgênero Bassovia Seção Pachyphylla (= Cyphomandra Mart. ex Sendtn. – Solanaceae) no Rio Grande do Sul, Brasil. Pesquisas, Botânica nº 57: 231-254. São Leopoldo, Instituto Anchietano de Pesquisas, 2006. Disponível em: <http://www.anchietano.unisinos.br/publicacoes/botanica/botanica57/artigo11.pdf>.

Stehmann, J.R.; Mentz, L.A.; Agra, M.F.; Vignoli-Silva, M.; Giacomin, L.; Rodrigues, I.M.C. Solanaceae inLista de Espécies da Flora do Brasil. Jardim Botânico do Rio de Janeiro. Disponível em: <http://reflora.jbrj.gov.br/jabot/floradobrasil/FB14756>. Acesso em: 13 Out. 2015

Solanum corymbiflorum http://sites.google.com/site/florasbs/home  São Bento do Sul - Santa Catarina
Solanum scuticum http://sites.google.com/site/florasbs/home  São Bento do Sul - Santa Catarina
Solanum scuticum http://sites.google.com/site/florasbs/home  São Bento do Sul - Santa Catarina
Solanum scuticum http://sites.google.com/site/florasbs/home  São Bento do Sul - Santa Catarina
Solanum scuticum http://sites.google.com/site/florasbs/home  São Bento do Sul - Santa Catarina
Solanum scuticum http://sites.google.com/site/florasbs/home  São Bento do Sul - Santa Catarina
Solanum scuticum http://sites.google.com/site/florasbs/home  São Bento do Sul - Santa Catarina
Solanum scuticum http://sites.google.com/site/florasbs/home  São Bento do Sul - Santa Catarina