Solanum variabile - Jurubeba-velame

Nomes populares

Jurubeba-velame

Nome científico

Solanum variabile Mart.

Voucher

MBM391833

Sinônimos

Família

Solanaceae

Tipo

Nativa, não endêmica do Brasil.

Descrição

Arbusto ereto ou arvoreta de até 4 m de altura, ramos densamente cobertos de tricomas estrelado-pedicelados, escuro-ferrugíneos; plantas jovens aculeadas e adultas inermes ou com acúleos até a porção apical, esses com até 0,8 cm de comprimento, amarelos ou escuros, alargados e engrossados na base, levemente curvos. Folhas solitárias. Pecíolo de 1-6 cm de comprimento, coberto de tricomas iguais aos dos ramos .Lâminas inteiras ou lobadas, então com 2-3 pares de lobos pouco ou muito pronunciados, estreito-lanceoladas quando inteiras, ovaladas ou oblongo-ovaladas, quando lobadas, de ápice triangular-agudo, base em regra assimétrica, arredondada, aguda quando inteiras, de 6-19 cm de comprimento e 3-10(12) cm de largura, as folhas inferiores ou de plantas jovens muito maiores; folhas jovens excuro-ferrugíneas, folhas adultas ferrugíneas. Face adaxial coberta de tricomas estrelados de dois tamanhos, o maior com 4-5 raios laterais, ambos pedicelados, com pedicelo pluricelular, plurisseriado, além de tricomas simples, unicelulares; raros tricomas bifurcados; nervura com tricomas iguais aos das zonas intercostais; acúleos ausentes .Face abaxial com tricomas estrelados longo-pedicelados, semelhantes aos da face adaxial, com 6-10 raios laterais, raio central muito mais curto que os laterais; nervura com tricomas iguais aos dos ramos. Cálice partido até a porção mediana, de até 0,8 cm de comprimento, densamente coberto de tricomas iguais aos das folhas, ferruginosos, com lacínias ovaladas, agudas no ápice. Corola rotada, branca, com até 4 cm de diâmetro. Lacínias alto-soldadas, cobertas abaxialmente por tricomas estrelados apenas ao longo da nervura principal, glabras na região plicada; raro pétalas partidas. Anteras amarelas, atenuadas a partir da porção mediana, de 0,8-1,0 cm de comprimento. Ovário globoso, estilete mais longo que os estames, estigma engrossado, verde. Frutos alaranjados quando maduros, glabros, globosos, de ca. De 0,8 cm de diâmetro, pedicelos engrossados em direção ao ápice, eretos. (MENTZ, 2004, p. 178).

Característica

Espécie bastante polimorfa, apresentando desde folhas inteiras e mais estreitas, até folhas largas e lobadas. Em algumas plantas ocorrem muitos acúleos, enquanto que em outras eles são raros. (MENTZ, 2004, p. 179).

Floração / frutificação

Floresce e frutifica de outubro até março.

Dispersão

Zoocórica

Hábitat

Espécie heliófita, indiferente quanto às condições físicas do solo. Na Mata Atlântica ocorre na Floresta Ombrófila Densa e Mista e Floresta Estacional Semidecidual.

Distribuição geográfica

Sudeste (Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro), Sul (Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul) (STEHMANN, 2010).

Etimologia

Propriedades

Fitoquímica

Fitoterapia

Fitoeconomia

Injúria

Comentários

Bibliografia

Catálogo de Plantas e Fungos do Brasil, volume 2 / [organização Rafaela Campostrini Forzza... et al.]. -

Rio de Janeiro: Andrea Jakobsson Estúdio: Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro, 2010. 2.v. 830 p. il. Disponível em: <http://www.jbrj.gov.br/publica/livros_pdf/plantas_fungos_vol2.pdf>.

CITADINI-ZANETTE, V.; BOFF, V. P. Levantamento Florístico em Áreas Mineradas a Céu Aberto na Região Carbonífera de Santa Catarina, Brasil. Florianópolis. Secretaria de Estado da Tecnologia, Energia e Meio Ambiente. 1992. 160p.

FLORA ARBÓREA e Arborescente do Rio Grande do Sul, Brasil. Organizado por Marcos Sobral e João André Jarenkow. RiMa: Novo Ambiente. São Carlos, 2006. 349p. il.

MENTZ, L. A.; OLIVEIRA, P. L. Solanum (Solanaceae) na Região Sul do Brasil. Pesquisas, Botânica, n. 54. Instituto Anchietano de Pesquisas. 2004. 327p. Il.

PLANTAS DA FLORESTA ATLÂNTICA. Editores Renato Stehmann et al. Rio de Janeiro: Jardim Botânico do Rio de Janeiro, 2009. 515p. Disponível em: <http://www.jbrj.gov.br/publica/livros_pdf/plantas_floresta_atlantica.zip>.

STEHMANN, J.R., Mentz, L.A., Agra, M.F., Vignoli-Silva, M., Giacomin, L. 2010. Solanaceae in Lista de Espécies da Flora do Brasil. Jardim Botânico do Rio de Janeiro. (http://floradobrasil.jbrj.gov.br/2010/FB014880).

Solanum variabile http://sites.google.com/site/florasbs/home  São Bento do Sul - Santa Catarina
Solanum variabile http://sites.google.com/site/florasbs/home  São Bento do Sul - Santa Catarina
Solanum variabile http://sites.google.com/site/florasbs/home  São Bento do Sul - Santa Catarina
Solanum variabile http://sites.google.com/site/florasbs/home  São Bento do Sul - Santa Catarina
Solanum variabile http://sites.google.com/site/florasbs/home  São Bento do Sul - Santa Catarina
Solanum variabile http://sites.google.com/site/florasbs/home  São Bento do Sul - Santa Catarina