Physalis peruviana - Camapú

Nomes populares

Camapú, balãozinho, bate-testa, bucho-de-rã, fisális, joá, joá-de-capote, uchuva

Nome científico

Physalis peruviana L.

Voucher

96 Schwirkowski (MBM391907)

Sinônimos

Família

Solanaceae

Tipo

Subespontânea

Descrição

Planta arbustiva, com flores amarelas com cinco máculas vinosas na base das pétalas e cálice frutífero circular em secção transversal. O denso indumento de tricomas simples está presente nos ramos, folhas, flores e frutos, conferindo a estes órgãos uma superfície aveludada ao tato. As anteras são sempre azuis ou acinzentadas.

Característica

Floração / frutificação

Novembro

Dispersão

Zoocórica

Habitat

Planta ruderal encontrada na Mata Atlântica.

Distribuição geográfica

Espécie originária dos Andes.

Sudeste (Minas Gerais, Espírito Santo, São Paulo, Rio de Janeiro), Sul (Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul)

Etimologia

Propriedades

Fitoquímica

Fitoterapia

Fitoeconomia

Planta cultivada como ornamental ou alimentícia que escapou do cultivo e é encontrada em estado silvestre. Os frutos são comercializados sob o nome popular de uchuva. Os frutos são alaranjados e saborosos na maturidade, podendo ser consumidos ao natural, em geléias e doces ou como elemento decorativo de pratos.

Injúria

Comentários

As sementes são abundantes e germinam com facilidade em solos com relativa umidade, o que pode justificar o seu aparecimento fora das áreas de cultivo. É uma planta robusta, com segmentos caulinares lenhosos e folhas visivelmente maiores que aquelas observadas nas espécies nativas.

Bibliografia

Catálogo de Plantas e Fungos do Brasil, volume 2 / [organização Rafaela Campostrini Forzza... et al.]. -

Rio de Janeiro : Andrea Jakobsson Estúdio : Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro, 2010. 2.v. 830 p. il. Disponível em: <http://www.jbrj.gov.br/publica/livros_pdf/plantas_fungos_vol2.pdf>.

PLANTAS DA FLORESTA ATLÂNTICA. Editores Renato Stehmann et al. Rio de Janeiro: Jardim Botânico do Rio de Janeiro, 2009. 515p. Disponível em: <http://www.jbrj.gov.br/publica/livros_pdf/plantas_floresta_atlantica.zip>.

SOARES, E. L. C. et al. O Gênero Physalis L. (Solanaceae) no Rio Grande do Sul, Brasil. Pesquisas, Botânica nº 60: 323-340. São Leopoldo: Instituto Anchietano de Pesquisas, 2009. Disponível em: <http://www.anchietano.unisinos.br/publicacoes/botanica/botanica60/artigo5.pdf>.

STEHMANN, J.R., Mentz, L.A., Agra, M.F., Vignoli-Silva, M., Giacomin, L. 2010. Solanaceae in Lista de Espécies da Flora do Brasil. Jardim Botânico do Rio de Janeiro. (http://floradobrasil.jbrj.gov.br/2010/FB014699).

STURTEVANT, E. L. Edible Plants of The World. Edited by U. P. HEDRICK. The Southwest School of Botanical Medicine. 775p. Disponível em: <http://www.swsbm.com/Ephemera/Sturtevants_Edible_Plants.pdf>.