Brunfelsia pilosa - Manacá

Nomes populares

Manacá

Nome científico

Brunfelsia pilosa Plowman

Voucher

113 Schwirkowski (MBM391924)

Sinônimos

Família

Solanaceae

Tipo

Nativa, não endêmica do Brasil.

Descrição

Arbusto de até 3,0 m de altura. Folhas de consistência variável; lâmina foliar com 1,2-8,5 cm de comprimento e 0,6-3,0 cm de largura, elíptica, oblanceolada ou obovalada, de ápice acuminado e base cuneada; superfícies adaxial e abaxial glabras ou com tricomas simples, esparsamente distribuídos sobre a nervura principal; pecíolo de 0,1-0,3 cm de comprimento, glabro nas folhas adultas ou com um ralo indumento de tricomas simples nas folhas jovens. Inflorescências terminais, sésseis, unifloras e pediceladas; pedicelos de 0,2-0,3 cm de comprimento, glabros ou com tricomas simples, esparsos. Cálice tubuloso-ventricoso, inflado, parecendo campanulado na exsicata, sem dobras entre as sépalas no material herborizado, com 1,3-1,9 cm de comprimento e 0,55-1,20 cm de largura, com denso ou esparso indumento de tricomas simples e longos; lacínias de 0,3- 0,8 cm de comprimento e 0,2-0,5 cm de largura. Tubo corolino com 2,2-3,5 cm de comprimento e 0,15-0,30 cm de diâmetro na porção basal e 0,3-0,5 cm de diâmetro na região apical; cada lobo com 1,0-1,9 cm de comprimento e 1,0-2,5 cm de largura; limbo corolino com 3,1–5,5 cm de diâmetro. Par superior de estames com 0,4-0,5 cm de comprimento, par inferior com cerca de 0,3 cm de comprimento. Ovário com 0,2 cm de altura e 0,1-0,2 cm de diâmetro; estilete com 2,2-2,9 cm de comprimento, estigma com cerca de 0,1 cm. cápsula com 1,0-1,5 cm de altura e 1,2 cm de diâmetro, envolvida totalmente pelo cálice frutífero. Cálice frutífero coberto de tricomas simples e longos. Sementes elipsóides, com 0,5 cm de omprimento e 0,25 cm de diâmetro. (SOARES, 2007).

Característica

Esta espécie forma comunidades com Brunfelsia cuneifolia e B. australis. Nos dois casos, ela se distingue das outras pelo porte, tamanho e coloração das flores. Brunfelsia pilosa é em regra um arbusto apoiante de baixa estatura e com ramos frágeis. Desenvolve flores com limbo corolino de diâmetro maior e de coloração violácea mais intensa que as demais. (SOARES, 2007).

Floração / frutificação

Dispersão

Habitat

Mata Atlântica

Distribuição geográfica

Sudeste (São Paulo), Sul (Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina). (STEHMANN, 2014).

Etimologia

Propriedades

Fitoquímica

Fitoterapia

Fitoeconomia

Injúria

Comentários

Bibliografia

SOARES, E. L. C.; MENTZ, L. A. O Gênero Brunfelsia L. (Solanaceae) no Rio Grande do Sul, Brasil. Pesquisas, Botânica nº 58: 245-262. São Leopoldo: Instituto Anchietano de Pesquisas. 2007. 18p. il. Disponível em: <http://www.anchietano.unisinos.br/publicacoes/botanica/botanica58/artigo09.pdf>.

Stehmann, J.R.; Mentz, L.A.; Agra, M.F.; Vignoli-Silva, M.; Giacomin, L.; Rodrigues, I.M.C. Solanaceae in Lista de Espécies da Flora do Brasil. Jardim Botânico do Rio de Janeiro. Disponível em: <http://reflora.jbrj.gov.br/jabot/floradobrasil/FB14604>. Acesso em: 23 Set. 2014

Brunfelsia sp. http://sites.google.com/site/florasbs/home  São Bento do Sul - Santa Catarina
Brunfelsia sp. http://sites.google.com/site/florasbs/home  São Bento do Sul - Santa Catarina
Brunfelsia sp. http://sites.google.com/site/florasbs/home  São Bento do Sul - Santa Catarina
Brunfelsia sp. http://sites.google.com/site/florasbs/home  São Bento do Sul - Santa Catarina