Polygalaceae‎ > ‎

Polygala aspalatha

Nomes populares

Nome científico

Polygala aspalatha L.

Voucher

1078 Schwirkowski (MBM)

Sinônimos

Polygala polycephala A.St.-Hil. & Moq.

Família

Polygalaceae

Tipo

Nativa, não endêmica do Brasil.

Descrição

Subarbustos eretos ou decumbentes, 1070 cm alt. Caule folioso, cilíndrico, fortemente estriado, glabro, sem glândulas, com ramificação basal, mediana ou terminal. Folhas sésseis, alternas, papiráceas, glabras, sem glândulas, filiformes ou estreitolineares, lâminas 317 × 0,31 mm, ápice acuminado, base cuneada, margem lisa. Brácteas e bractéolas tardiamente decíduas, margem lisa. Racemos subsésseis, terminais, capitados ou subcapitados, 0,72,5 cm compr., densifloros. Flores 45 mm compr., brancas, brancoesverdeadas, creme ou lilases; pedicelos 15 mm compr., glabros ou pilosos, eretos na frutificação. Sépalas externas glabras ou pilosas, sem glândulas, ápice acuminado, margem inteira; uma sépala ovada ou ovadolanceolada, 12,2 mm compr.; duas sépalas livres e iguais entre si, lanceoladas ou ovadolanceoladas, 2,54 mm compr.; sépalas internas glabras, sem glândulas, elípticas, 45 mm compr., ápice apiculado, base cuneada. Pétalas laterais pilosas internamente ou na parte basal, sem glândulas, elípticas, 2,24 mm compr., ápice obtuso; carena cristada, sem glândulas, crista 0,71,5 mm compr., com sete lobos simples. Ovário glabro, sem glândulas, suborbicular ou orbicular. Cápsulas glabras, sem glândulas, suborbiculares, 2,23 mm compr., não estipitadas, aladas, emarginadas em ambos os bordos. Sementes pubérulas, globosas, 1,82 mm compr., com apêndice membranáceo profundamente bilobado, igual ou ultrapassando 0,3 mm o comprimento da semente. (LÜDTKE, 2013).

Característica

Polygala aspalatha assemelhase muito a P. cyparissias, tanto no hábito quanto em detalhes morfológicos peculiares, como a presença de tricomas na parte interna basal das pétalas laterais, além das características das cápsulas e das sementes. Polygala aspalatha difere de P. cyparissias por apresentar folhas mais estreitas e longas com até 17 × 1 mm de comprimento, sépalas internas mais longas, com  2,2 mm de comprimento, mas, as vezes, não há como distinguilas morfologicamente por estes caracteres. Polygala aspalatha possui brácteas e bractéolas tardiamente caducas e folhas membranáceas, enquanto que em P. cyparissias as brácteas e bractéolas são decíduas e as folhas são carnosas. (LÜDTKE, 2013).

Floração / frutificação

Dispersão

Habitat

Mata Atlântica, Pampa.

Distribuição geográfica

Sudeste (São Paulo), Sul (Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina). (PASTORE, 2015).

Etimologia

Propriedades

Fitoquímica

Fitoterapia

Fitoeconomia

Injúria

Comentários

Bibliografia

LÜDTKE, R.; SOUZA-CHIES, T. T.; MIOTTO, S. T. S. O gênero Polygala L. (Polygalaceae) na região Sul do Brasil. Hoehnea 40(1): 1-50, 13 fig., 2013.

Pastore, J.F.; Ludtke, R.; Ferreira, D.M.C.; Kuntz, J. Polygalaceae in Lista de Espécies da Flora do Brasil. Jardim Botânico do Rio de Janeiro. Disponível em: <http://reflora.jbrj.gov.br/jabot/floradobrasil/FB101510>. Acesso em: 10 Mar. 2015.







Comments