Piper xylosteoides - Aperta-ruão

Nomes populares

Aperta-ruão

Nomes populares

Aperta-ruão, aperta-mão, jaborandi.

Nome científico

Piper xylosteoides (Kunth) Steud.

Voucher

51 Schwirkowski (MBM391843)

Sinônimos

Família

Piperaceae

Tipo

Nativa, endêmica do Brasil.

Descrição

Arbustos ou subarbustos, 0,4-1,7 m de alt. Caules subdicotômicos com entrenós superiores glabros, sulcados, 1,3-2,9-5,0 cm de compr. Folhas com pecíolo glabro, 4-8-16 mm de compr., com bainha curta basal; profilos lanceolados, 2-5 mm de compr.; bractéola 4-10-14 mm, glabra; lâminas simétricas ou levemente assimétricas, ovadas a lanceoladas, 5,8-7,8-10,5 cm de compr., 1,5-3,1-5,1 cm de larg., relação compr./larg. 1,9-2,6-4,4 : 1; cartáceas, glabras em ambas as faces; face abaxial com placas de cera epicuticular; base geralmente simétrica, atenuada a subcordada; ápice agudo a acuminado; venação pinada, nervuras 5-8 em cada lado, subopostas, distribuídas uniformemente a partir da principal, com dois pares mais agudos surgindo próximos à base; salientes e glabras em ambas as faces, amareladas; margem revoluta ou plana. Inflorescências opositifólias ou terminais, em espigas, 0,8-2,4-3,7 cm de compr., eretas; pedúnculos glabros, 4-6-15 mm de compr. Flores com brácteas triangulares, glabras; estames 3; estigmas 3, sésseis. Drupas globosas, obpiramidais-trigonais, glabras. (RUSCHEL, 2004).

Característica

Floração / frutificação

Floresce de abril a novembro e frutifica de agosto a dezembro e de março a maio.

Dispersão

Zoocórica.

Habitat

Amazônia, Cerrado e Mata Atlântica, na Floresta Ombrófila Densa.

Distribuição geográfica

Norte (Pará), Centro-Oeste (Mato Grosso, Goiás, Distrito Federal, Mato Grosso do Sul), Sudeste (Minas Gerais, Espírito Santo, São Paulo, Rio de Janeiro), Sul (Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul)

Etimologia

Propriedades

Fitoquímica

Fitoterapia

Fitoeconomia

Injúria

Comentários

Bibliografia

Catálogo de Plantas e Fungos do Brasil, volume 2 / [organização Rafaela Campostrini Forzza... et al.]. -

Rio de Janeiro : Andrea Jakobsson Estúdio : Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro, 2010. 2.v. 830 p. il. Disponível em: <http://www.jbrj.gov.br/publica/livros_pdf/plantas_fungos_vol2.pdf>.

CHAVES, E. Composição Florística e Descrição Morfológica das Espécies Herbáceo-arbustivas de Uma Mata de Galeria em Alto Paraíso, Goiás, Brasil. Universidade de Brasília, Departamento de Botânica. Brasília, DF, 2006. 126p. il. Disponível em: <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&co_obra=119541>.

GUIMARÃES, E.F., Carvalho-Silva, M., Monteiro, D., Medeiros, E. 2010. Piperaceae in Lista de Espécies da Flora do Brasil. Jardim Botânico do Rio de Janeiro. (http://floradobrasil.jbrj.gov.br/2010/FB012869).

PLANTAS DA FLORESTA ATLÂNTICA. Editores Renato Stehmann et al. Rio de Janeiro: Jardim Botânico do Rio de Janeiro, 2009. 515p. Disponível em: <http://www.jbrj.gov.br/publica/livros_pdf/plantas_floresta_atlantica.zip>.

RUSCHEL, D. O gênero Piper (Piperaceae) no Rio Grande do Sul. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, 2004.