Fumaria officinalis - Fumária

Nomes populares

Fumária, catarina-queimada, erva-moleirinha, fel-da-terra

Nome científico

Fumaria officinalis L.

Voucher

500 Schwirkowski (MBM)

Sinônimos

Família

Papaveraceae

Tipo

Nativa, não endêmica do Brasil.

Descrição

Planta anual, herbácea, espinhenta, ereta, ramificada, contendo um látex amarelado, de 40-100 cm de altura.

Característica

Floração / frutificação

Outubro e novembro.

Dispersão

Habitat

Distribuição geográfica

Espécie originária da Europa. Ocorre de forma subespontânea no Sul e Sudeste do Brasil.

Etimologia

Propriedades

Fitoquímica

Fitoterapia

Planta usada há centenas de anos pelas suas virtudes antiescorbúticas, depurativas e aperitivas, a fumária é o remédio fiel das afecções da pele, pois age como um dreno cutâneo eficiente, tanto nas afecções agudas – como as febres eruptivas (sarampo, rubéola) – como nas afecções crônicas (eczema, impingem). Além disso é usada como regulador da secreção biliar, e como antiespasmódico das vias biliares. É também empregada no tratamento da amenorréia, escorbuto e icterícia.

Fitoeconomia

Fornece também matéria corante.

Injúria

Planta medicinal que escapou do cultivo e hoje é considerada planta daninha, infestando hortas, jardins, pastagens, pomares, margens de rodovias e terrenos baldios no Sul e Sudeste do Brasil.

Comentários

Bibliografia

CHATONET, J. As Plantas Medicinais - Preparo e utilização. Livraria Martins Fontes Editora Ltda. São Paulo, 1983. 176P. il.

FONSECA, E. T. Indicador de Madeiras e Plantas Úteis do Brasil. Officinas Graphicas VILLAS-BOAS e C. Rio de Janeiro, 1922. 368 p. Disponível em: <http://www.archive.org/download/indicadordemadei00teix/indicadordemadei00teix.pdf>.

LORENZI, H. Plantas Daninhas do Brasil: Terrestres, Aquáticas, Parasitas e Tóxicas. Instituto Plantarum. Nova Odessa, SP, 4ª ed. 2008. 672p. il.

SCHULTZ, A. R. Botânica Sistemática. 3ª ed. Editora Globo. Porto Alegre, 1963. 428p. il. v. 2.