Tibouchina reitzii

Nomes populares

Nome científico

Tibouchina reitzii Brade

Voucher

166 Schwirkowski (MBM391976)

Sinônimos

Família

Melastomataceae

Tipo

Nativa, endêmica do Brasil.

Descrição

Arbusto a arvoreta 1-4 m alt. Ramos jovens quadrangulares, mais velhos subcilíndricos. Indumento nos nós e nos ramos novos moderadamente estrigoso, tricomas ca. 1 mm compr. Pecíolo 3-11 mm compr.; lâmina 1,4-6,8 x 0,8-2,6 cm, elíptica ou lanceolada, menos frequentemente oval, ápice agudo, base aguda ou obtusa, margem lisa, moderadamente estrigosa-ciliada, tricomas 0,7-1 mm compr., face adaxial moderadamente estrigosa, tricomas 0,6-1 mm compr., de base imersa no limbo, face abaxial moderadamente estrigosa, tricomas 0,3-0,6 mm compr., nervuras primárias moderadamente estrigosas, tricomas 0,7-1 mm compr.; nervuras 3-5, se 5 com o primeiro e segundo pares laterais confluentes e o último par tênue, se 3, acródromas basais. Flores solitárias ou dispostas em cimeiras de dicásio, ca. 3-7 flores; bractéolas mais que 8, frequentemente apenas 2 quando em flor, com 14,5-19 x 9-11,5 mm, ovais ou orbiculares, externamente moderadamente setosas ou estrigosas, tricomas ca. 1,5-3 mm compr.; pedicelo 2-3 mm compr. Flores pentâmeras; hipanto 6-7 x 4,5-6 mm, indumento moderada a esparsamente setoso, tricomas 1,5-3 mm compr.; cálice com tubo 0,7-1,3 mm compr., lacínias 5-7,3 x 3,3- 4,3 mm, ápice obtuso ou apiculado, com indumento apenas na porção central; pétalas 20-30 x 14-21,5 mm, roxas, obovadas, ápice truncado ou emarginado; estames 10, desiguais em tamanho, filetes antepétalos 9,5-11,3 mm compr., glabros ou esparsamente setulosos, tricomas ca. 0,3 mm compr., glandulares, próximos da base, filetes antessépalos 12-16,5 mm compr., glabros ou com indumento semelhante ao dos filetes antepétalos, conectivo nos antepétalos 0,7-1,1 mm, nos antessépalos 4,2-7 mm prolongado abaixo das tecas, apêndice nos antepétalos 0,5- 0,8 mm compr., nos antessépalos 0,7-0,9 mm compr., ambos com o ápice obtuso; anteras antepétalas 7-9,3 mm compr., as antessépalas 8,2-11 mm compr., ambas subuladas, poro apical-ventral. Ovário com ápice densamente estrigoso, tricomas ca. 0,5 mm compr., estilete 10-19 mm compr., arcuado no ápice, glabro. Fruto 7-9,2 x 5,6-8,4 mm. (MEYER, 2008).

Característica

Esta espécie pode ser confundida com T. dubia especialmente pelo hipanto, semelhantes na forma e indumento, e formato das brácteas. Difere pelas folhas e pecíolos de maior dimensão e pela face adaxial da lâmina recoberta integralmente por tricomas. (MEYER, 2008).

Floração / frutificação

Dispersão

Habitat

Mata Atlântica

Distribuição geográfica

Sudeste (São Paulo), Sul (Paraná, Santa Catarina). (GUIMARÃES, 2014).

Etimologia

Propriedades

Fitoquímica

Fitoterapia

Fitoeconomia

Injúria

Comentários

Bibliografia

Guimarães, P.J.F. Tibouchina in Lista de Espécies da Flora do Brasil. Jardim Botânico do Rio de Janeiro. Disponível em: <http://reflora.jbrj.gov.br/jabot/floradobrasil/FB9956>. Acesso em: 24 Set. 2014

MEYER, F. S. O Gênero Tibouchina Aubl. (Melastomataceae) no Estado do Paraná, Brasil. Universidade Federal do Paraná. Curitiba, 2008. 114p. il. Disponível em: <http://dspace.c3sl.ufpr.br/dspace/bitstream/1884/15459/1/O%20g%c3%aanero%20Tibouchina%20Aubl.%20%28Melastomataceae%29%20no%20estado%20do%20Paran%c3%a1%20-%20F.%20S.%20Meyer%2c%20R.%20Goldenberg%2c%20P.J.pdf>.

Tibouchina sp.3 http://sites.google.com/site/florasbs/home  São Bento do Sul - Santa Catarina
Tibouchina sp.3 http://sites.google.com/site/florasbs/home  São Bento do Sul - Santa Catarina
Tibouchina sp.3 http://sites.google.com/site/florasbs/home  São Bento do Sul - Santa Catarina
Tibouchina sp.3 http://sites.google.com/site/florasbs/home  São Bento do Sul - Santa Catarina
Tibouchina sp.3 http://sites.google.com/site/florasbs/home  São Bento do Sul - Santa Catarina