Melastomataceae‎ > ‎

Tibouchina gracilis

Nomes populares

Nome científico

Tibouchina gracilis (Bonpl.) Cogn.

Voucher

877 Schwirkowski (MBM)

Sinônimos

Família

Melastomataceae

Tipo

Nativa, não endêmica do Brasil.

Descrição

Erva ereta, 50-60 cm de alt. Ramos subcilíndricos, densamente estrigosos. Folhas com pecíolo 3-5 mm de compr., estrigoso; lâmina 5-9 x 2-3 cm, lanceolada a elíptica, base arredondada, ápice agudo, margem serrilhada e ciliada, 2 pares de nervura acródroma basal, ambas as faces com tricomas estrigoso-adpressos, face abaxial com indumento mais denso nas nervuras. Inflorescências ca. 25 cm de compr., tirsóides, terminais, brácteas 2-3 x 1 cm, ovais, ciliadas, externamente pilosas, bractéolas 4 x 3 mm. Flores 5-meras, sésseis; hipanto 5 mm de compr., campanulado, seríceo; cálice com lacínias 5 x 2 mm, lanceoladas, triangulares, seríceas; pétalas 1,5 x 1 cm, roxas ou   lavandas, obovais, ápice emarginado, ciliadas. Estames 10, subisomorfos, glabros, anteras subuladas, poro apical, conectivos ventralmente bilobados, antepétalos: teca 5 mm de compr., filete 5 mm de compr., conectivo prolongado 1 mm; ante-sépalos: teca 6 mm de compr., filete 7 mm de compr., conectivo prolongado 2 mm. Ovário 5-locular, livre, ápice seríceo; estilete 1,7 cm de compr., glabro; estigma punctiforme. Frutos não vistos. Sementes cocleadas, numerosas. (CANDIDO, 2005, p.47).

Característica

Esta espécie assemelha-se muito a T. debilis por apresentar pecíolo bastante curto e folhas semelhantes na forma e indumento, contudo, pode ser diferenciada por suas inflorescências congestas, com flores agrupadas na inflorescência, enquanto que em T. debilis são laxas. (MEYER, 2009, p.57).

Floração / frutificação

Novembro a março.

Dispersão

Habitat

Cerrado, Pampa e Mata Atlântica, em Formações Campestres.

Distribuição geográfica

Norte (Tocantins), Centro-Oeste (Goiás, Distrito Federal, Mato Grosso do Sul), Sudeste (Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro), Sul (Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul) (GUIMARÃES, 2010).

Etimologia

Propriedades

Fitoquímica

Fitoterapia

Fitoeconomia

Injúria

Comentários

Bibliografia

BALDASSARI, I. B. Flora de Poços de Caldas: Família Melastomataceae. Dissertação de Mestrado. Universidade Estadual de Campinas. Campinas, SP. 1988. Disponível em: < http://libdigi.unicamp.br/document/?code=vtls000043972>.

BAUMGRATZ, J. F. A. et al. Melastomataceae na Reserva Biológica de Poço das Antas, Silva Jardim, Rio de Janeiro, Brasil: Aspectos Florísticos e Taxonômicos. Rodriguézia 57 (3): 591-646. 2006. Disponível em: <http://www.sbpcnet.org.br/livro/58ra/SENIOR/RESUMOS/resumo_1867.html>.

CANDIDO, C. P. A Família Melastomataceae na Serra do Cabral-MG: Tribos Melastomeae, Merianieae e Miconieae. Dissertação de Mestrado. Universidade Estadual de Campinas. Campinas, 2005. 110p. Il. Disponível em: <http://cutter.unicamp.br/document/?code=vtls000366751>.

Catálogo de Plantas e Fungos do Brasil, volume 2 / [organização Rafaela Campostrini Forzza... et al.]. - Rio de Janeiro: Andrea Jakobsson Estúdio: Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro, 2010. 2.v. 830 p. il. Disponível em: <http://www.jbrj.gov.br/publica/livros_pdf/plantas_fungos_vol2.pdf>.

FARIA, C. A. Melastomataceae Juss. no Parque Nacional de Brasília, Distrito Federal, Brasil. Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Botânica. Brasília, 2008. 102p. il. Disponível em: <http://repositorio.bce.unb.br/bitstream/10482/1798/1/2008_CinaraAraujoFaria.pdf>.

GUIMARÃES, P.J.F. 2010. Tibouchina in Lista de Espécies da Flora do Brasil. Jardim Botânico do Rio de Janeiro. (http://floradobrasil.jbrj.gov.br/2010/FB009918).

KINOSHITA, L. S.; MARTINS, A. B.; BERNARDO, K. F. R. As Melastomataceae do Município de Poços de Caldas, Minas Gerais, Brasil. Hoehnea 34(4): 447-480, 7 fig., 2007. Disponível em: <http://www.ibot.sp.gov.br/HOEHNEA/volume34/Hoehnea34(4)artigo03.pdf>.

MATSUMOTO, K.; MARTINS, A. B. Melastomataceae nas Formações Campestres do Município de Carrancas, Minas Gerais. Hoehnea 32(3): 389-420, 104 fig. 2005. Disponível em: <http://www.ibot.sp.gov.br/HOEHNEA/volume32/HOEHNEA_32(3)_T_05.pdf>.

MEYER, F. S.; GUIMARÃES, P. J. F.; GOLDENBERG, R. Uma Nova Espécie de Tibouchina Aubl. (Melastomataceae) e Notas Taxonômicas Sobre o Gênero no Estado do Paraná, Brasil. Hoehnea 36(1): 139-147, 3 fig., 2009. Disponível em: <http://www.ibot.sp.gov.br/publicacoes/hoehnea/vol36/hoehnea_36_1_t_8.pdf>.

OLIVERIA, C. M. S. Tibouchina Sect. Diotanthera, Diplostegia, Pseudopterolepis, Purpurella e Simplicicaules, (Melastomataceae) no Estado de São Paulo. Dissertação de Mestrado. Universidade Estadual de Campinas. Instituto de Biologia. Campinas, 2001. 133p. Il. Disponível em: <http://cutter.unicamp.br/document/?code=vtls000239981>.

PERALTA, P. Las Espécies Del Gênero Tibouchina (Melastomataceae) en Argentina. Darwiniana, año/vol. 40, número 1-4, pp. 107-120. Disponível em: <http://redalyc.uaemex.mx/pdf/669/66940412.pdf>.

PLANTAS DA FLORESTA ATLÂNTICA. Editores Renato Stehmann et al. Rio de Janeiro: Jardim Botânico do Rio de Janeiro, 2009. 515p. Disponível em: <http://www.jbrj.gov.br/publica/livros_pdf/plantas_floresta_atlantica.zip>.

ROMERO, R. A Família Melastomataceae no Parque Nacional da Serra da Canastra, Minas Gerais, Brasil. Tese de Doutorado. Universidade Estadual de Campinas. Campinas, 2000. 423p. Il. Disponível em: <http://cutter.unicamp.br/document/?code=vtls000197606>.

SILVA, M. A. O. A Família Melastomataceae nas Serras do Município de Delfinópolis, Minas Gerais, Brasil: Tratamento Sistemático, Distribuição nas Fitofisionomias e Comparação Florística. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal de Uberlândia. Uberlândia, Minas Gerais, 2007. 131p. Il. Disponível em: <http://www.bdtd.ufu.br//tde_busca/arquivo.php?codArquivo=1060>.

SILVA, M. A. O.; ROMERO, R. Melastomataceae das Serras do Município de Delfinópolis, Minas Gerais, Brasil. Rodriguésia 59(4): 609-647. 2008. Disponível em: <http://rodriguesia.jbrj.gov.br/rodrig59_4/001(014-07).pdf>.

 

 

Tibouchina gracilis http://sites.google.com/site/florasbs/home São Bento do Sul - Santa Catarina

Tibouchina gracilis http://sites.google.com/site/florasbs/home São Bento do Sul - Santa Catarina

Tibouchina gracilis http://sites.google.com/site/florasbs/home São Bento do Sul - Santa Catarina

Tibouchina gracilis http://sites.google.com/site/florasbs/home São Bento do Sul - Santa Catarina

Tibouchina gracilis http://sites.google.com/site/florasbs/home São Bento do Sul - Santa Catarina









Comments