Heliconia farinosa - Caeté-banana

Nomes populares

Caeté-banana, caeté, bananeira-do-mato, bico-de-papagaio, helicônia

Nome científico

Heliconia farinosa Raddi

Voucher

397 Schwirkowski (MBM)

Sinônimos

Heliconia velloziana (L.) Emygidio

Família

Heliconiaceae

Tipo

Nativa, endêmica do Brasil.

Descrição

Característica

Floração / frutificação

Outubro a janeiro

Dispersão

Habitat

Mata Atlântica, na Floresta Ombrófila Densa.

Distribuição geográfica

Sudeste (Espírito Santo, São Paulo, Rio de Janeiro), Sul (Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul) (BRAGA, 2010).

Etimologia

Propriedades

Fitoquímica

Fitoterapia

Fitoeconomia

Espécie com grande potencial ornamental. As folhas das espécies de helicônias também são utilizadas para envolver e embalar alimentos, tanto para transporte como para assar ou cozer, dando um sabor especial ao alimento assim preparado.

A base branca(tenra) dos caules pode ser consumida, de modo similar ao palmito ou aspargo, in natura (em pequenas quantidades) ou refogadas, cozidas ou transformadas em picles (KINUPP, 2007, p. 248).

Injúria

Comentários

Encontra-se na lista de Espécies da Flora Ameaçadas de Extinção no Brasil.

Bibliografia

BRAGA, J.M.A. 2010. Heliconiaceae in Lista de Espécies da Flora do Brasil. Jardim Botânico do Rio de Janeiro. (http://floradobrasil.jbrj.gov.br/2010/FB007958).

Catálogo de Plantas e Fungos do Brasil, volume 2 / [organização Rafaela Campostrini Forzza... et al.]. -

Rio de Janeiro : Andrea Jakobsson Estúdio : Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro, 2010. 2.v. 830 p. il. Disponível em: <http://www.jbrj.gov.br/publica/livros_pdf/plantas_fungos_vol2.pdf>.

KINUPP, V. F. Plantas Alimentícias Não-Convencionais da Região Metropolitana de Porto Alegre. Tese de Mestrado, Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, 2007. 590p. il. Disponível em: <http://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/12870>.

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 6, de 23 de Setembro de 2008. Espécies da Flora Brasileira Ameaçadas de Extinção. Ministério do Meio Ambiente. 2008. 55p. Disponível em: <http://www.iap.pr.gov.br/arquivos/File/Legislacao_ambiental/Legislacao_federal/INSTRUCAO_NORMATIVA/INSTRUCAO_NORMATIVA_06_DE_23_DE_SETEMBRO_DE_2008.pdf>.

PLANTAS DA FLORESTA ATLÂNTICA. Editores Renato Stehmann et al. Rio de Janeiro: Jardim Botânico do Rio de Janeiro, 2009. 515p. Disponível em: <http://www.jbrj.gov.br/publica/livros_pdf/plantas_floresta_atlantica.zip>.