Clusia criuva - Mangue-do-mato

Nomes populares

Mangue-do-mato, criúba, criúva, mangue-brabo, mangue-de-formiga.

Nome científico

Clusia criuva Cambess.

Voucher

42A Schwirkowski & Bianconcini (MBM391824)

Sinônimos

Clusia cambessedii Planch. & Triana

Clusia parviflora Saldanha ex Engl.

Família

Clusiaceae

Tipo

Nativa, endêmica do Brasil.

Descrição

Arbustos até árvores, 2-8m, raramente hemiepífitas; látex branco a amarelado; ramos jovens angulosos. Pecíolo (3-)8-25mm; lâmina coriácea, oboval a oboval-oblonga ou oblanceolada, (2-)5,5-12(-14)x(1,5-)2,6-6(-7)cm, face abaxial castanho-amarelada in sicco, ápice obtuso a subagudo, base cuneada a atenuada; nervuras secundárias em ângulo de 45-55° com a nervura central, distantes entre si 1,5-3mm; canais lactíferos escuros. Inflorescência subcorimbiforme, 3-12-flora (feminina), 5-20-flora (masculina); brácteas triangulares, carenadas; pedicelo 4-15mm. Flores 2,8-3,5cm diâm., aromáticas, sem resina; sépalas 4-5(-6), verdes ou avermelhadas, persistentes; pétalas 5, cremes ou alvo-rosadas; flor masculina com estames numerosos, filetes unidos na base, anteras rimosas, latro-extrorsas, conectivo geralmente +- prolongado; pistilódio muito reduzido e escondido entre os estames; flor feminina com estaminódios 5(-7) em uma série, achatados, anteras estéreis, reduzidas, persistentes, conectivo +- prolongado; ovário subgloboso, estigmas 5, subterminais, subsésseis, amarelos, finamente papilosos. Fruto globoso ou subgloboso a amplamente elíptico, verde, 10-14mm diâm. (WANDERLEY, 2003).

Característica

Floração / frutificação

Dispersão

Habitat

Mata Atlântica, na Floresta Ombrófila Densa e Mista, Floresta Estacional Semidecidual, Formações Campestres e Restinga.

Distribuição geográfica

Nordeste (Bahia), Centro-Oeste (Goiás, Distrito Federal), Sudeste (Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro), Sul (Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul) (BITTRICH, 2010).

Etimologia

Propriedades

Fitoquímica

Fitoterapia

Fitoeconomia

A madeira era utilizada antigamente para construção civil e lenha.

Injúria

Comentários

Bibliografia

BITTRICH, V. 2010. Clusiaceae in Lista de Espécies da Flora do Brasil. Jardim Botânico do Rio de Janeiro. (http://floradobrasil.jbrj.gov.br/2010/FB006832).

Catálogo de Plantas e Fungos do Brasil, volume 1 / [organização Rafaela Campostrini Forzza... et al.]. -

Rio de Janeiro: Andrea Jakobsson Estúdio: Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro, 2010. 2.v. 875 p. il. Disponível em: <http://www.jbrj.gov.br/publica/livros_pdf/plantas_fungos_vol1.pdf>.

FLORA ARBÓREA e Arborescente do Rio Grande do Sul, Brasil. Organizado por Marcos Sobral e João André Jarenkow. RiMa: Novo Ambiente. São Carlos, 2006. 349p. il.

FONSECA, E. T. Indicador de Madeiras e Plantas Úteis do Brasil. Officinas Graphicas VILLAS-BOAS e C. Rio de Janeiro, 1922. 368 p. Disponível em: <http://www.archive.org/download/indicadordemadei00teix/indicadordemadei00teix.pdf>.

PLANTAS DA FLORESTA ATLÂNTICA. Editores Renato Stehmann et al. Rio de Janeiro: Jardim Botânico do Rio de Janeiro, 2009. 515p. Disponível em: <http://www.jbrj.gov.br/publica/livros_pdf/plantas_floresta_atlantica.zip>.

WANDERLEY, M.G.L., SHEPHERD, G.J. & GIULIETTI, A.M. (coord.). Flora Fanerogâmica do Estado de São Paulo. vol. 3. FAPESP, HUCITEC, São Paulo. 2003.

Clusia criuva http://sites.google.com/site/florasbs/home  São Bento do Sul - Santa Catarina
Clusia criuva http://sites.google.com/site/florasbs/home  São Bento do Sul - Santa Catarina