Amaryllidaceae‎ > ‎

Habranthus robustus

Nomes populares

Nome científico

Habranthus robustus Herb. ex Sweet

Voucher

503 Schwirkowski (MBM)

Sinônimos

Amaryllis carinata (Herb.) Spreng.

Zephyranthes robusta (Sweet) Baker

Família

Amaryllidaceae

Tipo

Nativa, não endêmica do Brasil.

Descrição

Ervas 26-36 cm atl.; bulbos marrom-escuros a negros, globosos, 1,5-4,5-1-3 cm, colo do bulbo, 2-7 cm compr. Folhas verdes, lineares, levemente canaliculadas, 12-20 venadas, ca. 20x0,4-0,5cm durante a floração, ápice agudo. Escapos verde-claros, cilíndricos, (11,5)16-19(-27)x0,3-0,6cm; bractéolas rosadas, 3-4cm compr., com lobos não deflexos em flores maduras, 1-1,8cm compr.; bractéolas presentes; pedicelo verde-claro, 2,5-4,5cm compr. Flores hipocrateriformes, 5,5-8cm compr., tubo do perigônio esverdeado, 4-5mm compr., tépalas lilás com base esverdeada, obovais a oblanceoladas, ao do verticilo externo com 24 nervuras de 1ª ordem, ápice com apículo conspícuo, com região papilar em faixa longitudinal com base em forma de semi-círculo, tépala superior 5.2-7,2-1,2-1,4cm na porção mais larga, tépalas laterias inferiores 6,2-7,5x1,5-1,7cm, tépalas do verticilo interno com 13 nervuras de 1ª ordem, ápice levemente mucronulado, tépalas laterais superiores 6,5-7,5x1,5-1,7cm, tépalas do verticilo interno com 13 nervuras de 1ª ordem, ápice levemente mucronado, tépalas laterais superiores 6,5-7,2x1,7-2,5cm, tépala inferior 5,2-7,2x1,1-1,8cm, paraperigônio franjado, formado por apêndices filiformes, flanqueando os filetes na base da porção livre. Estames com filetes brancos, em 4 comprimentos diferentes, o oposto à tépala inferior 2,3-3,5cm compr., os opostos às tépalas laterias superiores 2,6-3,5cm compr., anteras amarelas, oblongas, 3-6mm compr. Gineceu com estilete branco, 4-5,5cm compr., estigma branco, trilobado, lobos 2-4 mm compr., ovário verde, oblongo a elíptico, 4-9x2-4mm. Cápsulas oblongas, comprimidas, 1,2-1,5x1,3-2,7cm; sementes desigualmente aladas, 9-10x7cm. (AMARAL, 2011).

Característica

Dentre os represenantes do gênero, Habranthus robustus é a espécie que apresenta as flores mais longas (5,5-8cm compr.) podendo muitas vezes ser confundida com uma espécie do gênero Hippeastrum. (AMARAL, 2011).

Floração / frutificação

Dispersão

Habitat

Pampa e Mata Atlântica, na Floresta Estacional Semidecidual e Restingas.

Distribuição geográfica

Sudeste (São Paulo), Sul (Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul) (DUTILH, 2010).

Etimologia

Propriedades

Fitoquímica

Fitoterapia

Fitoeconomia

Injúria

Comentários

Bibliografia
AMARAL, A. C. Habranthus Herb. (Amaryllidaceae) no Brasil: Estudo taxonômico, caracterização morfológia e relações filogenéticas. Tese de Doutorado. Universidade de Brasília. Brasília, 2011.

Catálogo de Plantas e Fungos do Brasil, volume 1 / [organização Rafaela Campostrini Forzza... et al.]. -

Rio de Janeiro: Andrea Jakobsson Estúdio: Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro, 2010. 2.v. 875 p. il. Disponível em: <http://www.jbrj.gov.br/publica/livros_pdf/plantas_fungos_vol1.pdf>.

DUTILH, J.H.A. 2010. Amaryllidaceae in Lista de Espécies da Flora do Brasil. Jardim Botânico do Rio de Janeiro. (http://floradobrasil.jbrj.gov.br/2010/FB004379).

PLANTAS DA FLORESTA ATLÂNTICA. Editores Renato Stehmann et al. Rio de Janeiro: Jardim Botânico do Rio de Janeiro, 2009. 515p. Disponível em: <http://www.jbrj.gov.br/publica/livros_pdf/plantas_floresta_atlantica.zip>.

 


Mais imagens na Fototeca FPS:
http://splink.cria.org.br/manager/detail?resource=FPS









Comments