L.O.D.F./ RJ

FORMULÁRIO DE SOLICITAÇÃO DE SERVIÇO (on line)


Formulário de solicitação de Estágio, Trabalho Científico e/ou Monografia (on line) - Link


 
Em 2001, por iniciativa do Dr. Paulo Sergio Torres Brioso, o Laboratório de Virologia de Vegetal e Viróides (Área de Fitopatologia/ DEF/ IB/ UFRRJ) foi credenciado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento para análise de fungos, nematóides, procariotos, vírus e viróides em produtos de origem vegetal e expedir laudo de diagnóstico fitossanitário (Portaria Nº 17, de 16 de julho de 2001 publicada no D.O.U. N° 143-E, Seção 1, de 25 de julho de 2001, página 39). 

Posteriormente, o Laboratório passou a ter autorização para expedir laudos oficiais de diagnóstico fitossanitário (um dos primeiros a nível nacional - Portaria nº 40, de 12 de dezembro de 2001, publicada no D.O.U. N° 246, Seção 1, de 28 de dezembro de 2001, página 72). 

Em 2002, o Laboratório passou a ser denominado de Laboratório Oficial de Diagnóstico Fitossanitário (L.O.D.F.) da UFRRJ (Portaria nº 39, de 01 de outubro de 2002, publicada no D.O.U. nº 192, Seção 1, de 03 de outubro de 2002, página 9) (http://www.agricultura.gov.br/serviços/credenciamento/Laboratórios da Rede Vegetal/Diagnóstico Fitossanitário).

Laboratório credenciado junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento para análise de fungos, procariotos (bactérias, espiroplasmas e fitoplasmas), nematóides, protozoários, vírus e viróides em produtos de origem vegetal e expedir laudo oficial de diagnóstico fitossanitário (Portaria nº 39, de 01 de outubro de 2002, publicada no D.O.U. nº 192, Seção 1, de 03 de outubro de 2002, página 9) - (http://www.agricultura.gov.br/serviços/credenciamento/Laboratórios da Rede Vegetal/Diagnóstico Fitossanitário).

Em 2007, o Laboratório passou a integrar, a Rede Nacional de Laboratórios Agropecuários do Sistema Unificado de Atenção à Sanidade Agropecuária, em análises de Diagnóstico Fitossanitário, vinculado ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Em 2009, o Laboratório passou a ser credenciado para realizar análises na área de Diagnóstico Fitossanitário em amostras oriundas do controle oficial e programas específicos do MAPA (Portaria nº 33, de 05 de fevereiro de 2009, publicada no D.O.U. nº 28, Seção 1, de 10 de fevereiro de 2002, página 9).

O Sistema de Gestão da Qualidade do Laboratório Oficial de Diagnóstico Fitossanitário (L.O.D.F.) da UFRRJ está regido pela Norma Brasileira NBR ISO/IEC 17025: 2006 (Requisitos gerais para a competência de Laboratórios de Ensaio e Calibração - Comitê Setorial Mercosul de Avaliação da Conformidade).
  
MISSÃO
  • Ensino, Pesquisa, Extensão – Geração, Desenvolvimento, Inovação, Assistência Tecnológica e Difusão do Conhecimento Técnico-científico para o Agronegócio, em benefício da Sociedade.

  

VALORES E POLÍTICAS DA QUALIDADE

  • Competência: Manter as competências necessárias aos talentos humanos, investindo continuamente na capacitação e na atualização técnico-científica dos seus conhecimentos.
 
  • Comprometimento: Promover o comprometimento de todos com o avanço técnico-científico do Agronegócio, por meio do trabalho em equipe, da participação nas decisões e do desenvolvimento da força de trabalho.
 
  • Dinamismo: Atuar com dinamismo e pró-atividade na geração do conhecimento e da tecnologia e na obtenção dos recursos necessários ao desenvolvimento do Laboratório.
 
  • Ética: Agir de forma ética, atuando com isenção e confidencialidade, respeitando os anseios dos indivíduos e da sociedade e preservando o Meio Ambiente.
 
  • Qualidade: Assegurar que as atividades do Laboratório sejam conduzidas em conformidade com o Sistema da Qualidade, satisfazendo as necessidades das partes interessadas e buscando continuamente a melhoria do seu desempenho.
 
  • Reputação: Manter a boa reputação e a imagem de excelência do L.O.D.F., procurando agir com profissionalismo e oferecendo sempre a melhor solução para a Sociedade.

 

VISÃO

  • Ser reconhecido como referencial de excelência no setor de Agronegócios, pela produção técnico-científica, qualidade dos serviços, valores organizacionais e benefícios gerados à sociedade.

 

Palavras-chaves: Laboratórios, Fitossanidade, Sanidade de Plantas, Fitopatologia, Rio de Janeiro