10º Ano - Recursos



I. Iniciação à Atividade Filosófica
     
          Abordagem introdutória à Filosofia e a filosofar

1. 
Definir etimologicamente o termo 'Filosofia';

2. Definir a Filosofia tendo em conta que esta definição é um problema filosófico;

3. Reconhecer a importância filosófica do 'conhece-te a ti mesmo' socrático;

4. Identificar os momentos do método socrático;

5. Reconhecer a importância filosófica do espanto/da admiração (o reconhecimento da ignorância);

7. Conhecer e aplicar os Princípios Lógicos da Razão;

8. Identificar os componentes do argumento: premissa(s) e conclusão;

9. Caracterizar o senso comum;

10. Caracterizar a filosofia a partir das suas principais características: radicalidade; autonomia; historicidade e universalidade.

11. Confrontar a filosofia com a ciência tendo em conta o objecto de cada um destes saberes;

12. Explicar a alegoria da caverna.

16. Explicar a atitude filosófica;

17. Problematizar a utilidade da Filosofia;

_____________________________________________________






II. A Ação Humana e os Valores

         Os valores: análise e compreensão da experiência valorativa


________________________________________










A dimensão estética - análise e compreensão da experiência estética


94. Reconhecer que a dimensão emocional é muito importante na experiência estética;

100. Definir a estética tendo em conta os principais momentos da sua história: teoria do belo, teoria do gosto e filosofia da arte;

101. Definir o prazer estético;

102. Caracterizar o gosto estético;

103. Problematizar a arte, tendo em conta a sua relação com a nossa vida;

104. Compreender as teorias estéticas essencialistas: a arte como imitação, a arte como expressão e a arte como forma significante;

105. Interpretar obras de arte;

106. Relacionar a filosofia (a atitude filosófica) com a arte;















II. A Ação Humana e os Valores
     
 A ação humana: Análise e compreensão do agir

                 Rede conceptual da ação
18. Identificar os diversos elementos constitutivos da ação (os conceitos da ‘rede conceptual da ação’);

19. Definir e relacionar os conceitos de agente, motivo, intenção e consequências (da ação);

21. Reconhecer que os atos involuntários podem ser conscientes ou inconscientes;

22. Definir a ação como ato voluntário;

24. Reconhecer que os atos voluntários são sempre conscientes;

26. Explicar porque é que o comportamento humano não é (totalmente) previsível;

27. Explicar a influência das condicionantes biológicas no comportamento humano;

28. Explicar a importância das condicionantes sócio-culturais no comportamento humano;


 Determinismo e Liberdade na ação humana

29. Reconhecer a existência da liberdade como fator decisivo na produção da ação humana; (Apresentações).

30. Interpretar o filme 'O menino selvagem' atendendo às condicionantes da ação humana e às características fundamentais da natureza humana - o homem como animal social;

31. Reconhecer que nem todos os atos do homem são atos humanos;

32. Reconhecer que o ser humano não nasce humano;





A necessidade de fundamentação da moral:  análise comparativa de duas perspectivas
(Conteúdos)

A ética deontológica de Kant (apresentação) - Esta apresentação deve ser explorada conjuntamente com a seguinte: Os dilemas do agulheiro e do cirurgião










Críticas (objeções) à ética deontológica de Kant















75. Explicitar as principais objeções de Rawls ao utilitarismo;