AIKIDO, O CAMINHO DA HARMONIA

                           

PALAVRAS DE MORIHEI UESHIBA,

FUNDADOR DO AIKIDO:

            Ao longo das eras, inúmeros filósofos e mestres de religião transmitiram a mensagem da verdade e falaram do poder supremo da harmonia. Mas como se dá que os opositores da verdade e aqueles que lutaram empregando o poder destrutivo do Budo tenham vencido? Poucos mestres e filósofos conseguiram realmente encarnar a verdade e exprimi-la com todo o seu ser. Os seus ensinamentos, veiculados unicamente pelas palavras, só podia disciplinar a mente. Verdade e lógica são coisas diferentes.

Para descobrir a verdade e atingir o poder supremo do universo, há três formas de treinamento que devem ser empreendidas simultaneamente. Você precisa disciplinar a mente a fim de harmonizar-se com o movimento do universo; precisa exercitar o corpo a fim e harmonizar-se com o movimento do universo; e precisa treinar o ki, o poder do espírito que unifica a mente e o corpo, a fim de harmonizar-se com o movimento do universo.

Para que sua mente entre em harmonia com o universo, as suas palavras também devem estar em harmonia com o universo. Essas palavras têm de ser uma só coisa com Kami. Em seguida, os movimentos do corpo físico e as ações têm de estar em harmonia com as palavras. Tal é o segredo a mim transmitido pelo Budo. Quando aprendi a essência do universo por meio do treinamento do Budo, descobri que, primeiro, o corpo físico e a mente precisam estar unidos por ki a fim de, juntos, associarem-se ao movimento universal.

É graças à miraculosa função do ki que você conseguirá unificar mente e corpo, transformando depois essa união numa só coisa com os poderes do universo. Pelo correto adestramento, chegará naturalmente a compreender a verdade universal, a sua mente brilhará e o seu corpo se vivificará de saúde. Você achará possível solucionar todos os conflitos e transformar este mundo num lugar de paz completa. Entretanto, se a miraculosa função do ki for mal utilizada, corpo e mente desabarão na desordem e o universo se transformará em caos. É essencial que mantenhamos a mente, o corpo e o ki em harmonia com os ritmos do  movimento universal.

O Aikido é o caminho da verdade. Seu treinamento destina-se a exprimir a essência da verdade a cada passo do cotidiano. É essa expressão que suscita o poder de Kami. Inútil teorizar: é preciso por em prática. O poder da verdade só se expandirá dentro do nosso corpo e mente se de fato nos exercitarmos. O Aikido unirá o corpo e a mente, por meio do ki, ao próprio universo.”

  

COMENTÁRIOS PELO SENSEI LAGARES:

        Que arte é esta, que não é uma luta violenta, e sim uma luta contra a violência? Que não busca a vitória, e sim o equilíbrio, a harmonia, e a paz?

        Essa arte é o AIKIDO (Literalmente, “o caminho para harmonizar a energia vital”, ou “o caminho da harmonia física e espiritual”, ou simplesmente "o caminho da harmonia").

        Ao contrário de esportes de combate (nos quais a pessoa é imobilizada de costas no solo, de frente para aquele que aplica a técnica, logo sendo este também agarrado por ela), no Aikido o agressor é colocado de barriga no solo. Pode-se segurá-lo, e não ser seguro por ele, fato absolutamente importante e necessário, quando se imaginam as agressões numa perspectiva de situação real, sem a presença de um árbitro, e ante a possibilidade de surgimento de mais de um agressor, ou da existência de alguma arma em poder daquele que estiver sendo imobilizado!

        Suas técnicas não exigem que o praticante seja dotado de uma grande força física, uma vez que se utilizam movimentos circulares, que fazem com que a força do agressor se volte em sua própria direção.

        Tal assertiva não pode ser levada ao extremo de se imaginar que haja muita facilidade para sua execução. Seria muito mais fácil  _ Evidentemente, em procedimento irresponsavelmente destituído de legitimidade _ensinar pessoas a desferirem pancadas, e ferirem gravemente outras.

        O domínio das técnicas defensivas do Aikido exige muito esforço e dedicação aos treinamentos, bem como algum sofrimento durante os revezamentos que entre si fazem o Shite, ou Tori (o parceiro que executa a técnica defensiva) e o Uke (aquele que desfere as agressões e os agarramentos, a serem defendidos), implicando em quedas, imobilizações, pressões, e forçamentos nas articulações.

        Os resultados, por outro lado, são altamente compensadores, quer em termos de eficiência (assegurando praticabilidade no seu emprego rotineiro, em situações de autodefesa, e em ocasiões de condução de pessoas agressivas) quer em termos de eficácia (podendo assegurar, também, a integridade física do agressor, em situações reais): as técnicas do Aikido podem gerar dor ou desconforto; mas, aplicadas corretamente, não geram lesões!

        A completa ausência de competição nesta arte marcial é responsável pela quase inexistência de acidentes durante seu treinamento, o que é ótimo para todos os instrutores, que não desejam ver os alunos cobertos de gesso, ou em cadeiras de rodas.

Comments